PPR | Mês #14 – Quanto estou a ganhar (ou a perder) com os meus PPR (Dezembro 2021)

Escrito por Pedro Andersson

25.12.21

}
12 min de leitura

Publicidade

Vale a pena fazer um PPR como investimento?

Em dezembro, “perdi” quase tudo o que ganhei em Novembro com os meus 7 PPR. Mesmo assim está no segundo valor mais alto de sempre. Se resgatasse hoje os meus PPR teria uma mais-valia bruta de quase 650 euros.

Mantém-se a mesma tendência de crescimento de dois dos PPR (O Optimize Agressivo e o o SGF STOIK), a meio da tabela com uma ligeira descida continua o clássico Alves Ribeiro e os restantes desvalorizaram em dezembro em relação ao mês anterior.

Recordo-lhe que estes PPR que escolhi são dos mais arriscados que encontra em Portugal, mas igualmente os mais rentáveis (quando as bolsas crescem). E são ambém os que mais desvalorizam quando as bolsas caem. O meu PPR mais “calminho” (o NB PPR) está a render 3% até agora.

O “Save&Grow” da Casa de Investimentos continua com rentabilidade negativa, porque quando o subscrevi estava num pico de crescimento. Pode ser uma boa altura para subscrever ou reforçar, se optar pela estratégia de apostar apenas em empresas muito estáveis e de confiança. Avalie.

Tem o gráfico com o desempenho de cada um deles no fim do artigo.

Leia também: Devo fazer um PPR até ao fim do ano?

INFORMAÇÃO PERMANENTE: Muitas pessoas, ao longo de décadas, sempre pensaram que os PPR eram apenas para a reforma e que servia para ir buscar entre 300 ou 400 euros ao IRS pela dedução fiscal, ou para baixar o spread do crédito à habitação.

Foi só há cerca de 2 anos que percebi que não é (só) assim. Desde que eu não coloque este valor no IRS, posso levantá-lo quando quiser (ver as condições do banco ou corretora) sem qualquer penalização.

Foi por isso que decidi, em novembro de 2020, fazer um PPR para cada um de nós aqui em casa, incluindo para os meus filhos (de 16 e 8 anos, na altura). E mensalmente faço aqui o balanço de quanto estão a crescer (ou a perder) para partilhar convosco mais alguma literacia financeira completamente isenta de influência de bancos, marcas, publicidade, etc. É o que é, com valores absolutamente reais (os meus) e depois você tira a suas próprias conclusões.

Coloquei 1.000 € em cada um. Subscrevi os PPR em 7 instituições diferentes e têm componentes diferentes de ações e obrigações. Uns são mais arriscados do que outros. Fiz de propósito com este fim, embora possa estar a “perder” algum dinheiro (ganhar menos) com estas opções diferenciadas. Ou talvez não, porque se as bolsas caírem, talvez os que agora não crescem tanto (ou estão a perder) provavelmente se aguentem melhor. Vou acompanhar.

Neste artigo expliquei os meus critérios.

Quanto estou a ganhar com os meus PPR?

Como lhe expliquei acima, tenho 7 PPR diferentes para que juntos acompanhemos quanto rendem de facto estes produtos de investimento/poupança e de que forma seguem ou não o desempenho das bolsas mundiais. Fiz estes (podiam ser outros, mas tenho por princípio ser o mais transparente possível convosco, por isso digo os nomes):

  • PPR Alves Ribeiro (Banco Invest)
  • PPR Stoik (SGF – Sociedade Gestora de Fundos)
  • PPR Optimize Agressivo (Optimize –  Sociedade Gestora de Fundos)
  • NB PPR (GNB) Pode subscrever em vários bancos (Activobank, Best, Novo Banco)
  • Save & Grow (Casa de Investimentos)
  • Mega TT PPR (Bankinter)
Neste artigo AQUI expliquei porque escolhi estes especificamente. Não estou a “vender” nenhum produto ou instituição bancária/corretora. Isso tem de ficar muito claro. Só quero que perceba como funcionam os Fundos PPR.

Balanço dos meus PPR – Mês #14

PPR Alves Ribeiro (Banco Invest)

O meu PPR AR está este mês a crescer 12%. Continua em terceiro lugar no meu ranking de crescimento de PPR. Se olhar para o gráfico mais abaixo, vai reparar que embora esteja em terceiro lugar, mantém sempre um rumo mais ou menos constante sem grandes variações enquanto os outros dois parecem uma “montanha russa” ao longo dos meses. Este detalhe pode ser importante para alguns de vocês que não gostam de apanhar “sustos”. Por outro lado, os que não se importam de apanhar alguns “sustos” de vez em quando, estão a ganhar mais. Já lá vamos.

É neste que tenho os PPR dos meus dois filhos (agora com 17 e 9 anos) e que reforço mensalmente de forma automática. A cada mês, há novas unidades de participação que entram para o “bolo” de cada um deles. Cada pedacinho de dinheiro do reforço deles é “comprado” ao preço desse respectivo dia. Logo, com o passar do tempo, e como o PPR está a crescer, cada mês compro esse “pedaço” mais caro do que o anterior. Logo está a crescer menos na média do que o “bolo” inicial. No dia (que acontecerá) em que se registar uma queda “medonha” nas bolsas, será nessa altura que reforçarei com o valor maior que puder, porque estarão em “saldos”.

Como já lhe expliquei, cada unidade de participação cresce (ou recua) em relação ao dia em que a subscreveu. Duas pessoas que subscreveram o mesmo PPR com uma semana de diferença podem estar uma com lucro e outra com prejuízo. A longo prazo, essas diferenças vão esbater-se.

Reparem que a média de crescimento dos meus dois filhos (9,72%) é menor do que a minha (12,28%), mas por outro lado estou mensalmente a alimentar o PPR deles. Ou seja, enquanto o meu montante ficou parado no tempo a render, o deles tem sempre pedacinhos novos a crescer.

É como se plantasse uma árvore nova todos os meses no seu terreno. Eu plantei uma e está a crescer. Mas quando eles fizerem 18, 25 ou 30 anos vão ter dezenas de árvores e eu só vou ter uma (embora crescida e frondosa, mas só uma). Por outro lado, eles podem ir cortando as mais antigas enquanto a mais recentes continuam a crescer.

Se levantasse este dinheiro antes de 1 ano, teria de pagar uma comissão de resgate de 1% ao banco. Como neste momento já passaram 12 meses, já não terei de pagar nenhuma penalização caso queira resgatar o total ou parte do valor investido. É o que está no contrato deste PPR (cada um tem as suas próprias regras). Leia sempre as condições TODAS antes de assinar/clicar “Subscrever”. E como os vou retirar do IRS, podem levantar este dinheiro (mais antigo que 12 meses) sem qualquer penalização. É tudo lucro.

No homebanking do Banco Invest consigo ver todos os dias (se quiser) se o PPR está a ganhar ou a perder.

As contas que estou a partilhar convosco ao longo do tempo será sempre em relação aos 1.000 euros originais subscritos no dia 2 de Novembro de 2020, com o valor de subscrição da unidade de participação nessa data específica. Devo sempre relembrar que rendimentos passados não garantem rendimentos futuros. As suas contas começarão no dia específico em que começar a investir. Como digo várias vezes, se estiver a pensar investir parte do seu dinheiro, o melhor dia para começar foi ontem.

Smart Invest Dinâmico

Este foi um PPR que subscrevi (também no banco Invest) sem saber que era um PPR. Subscrevi-o como um dos meus robôs de investimento. Tem o balanço que faço deles aqui.

Acontece que soube mais tarde que também tem as características de PPR, portanto passei a incluí-lo aqui. Está a crescer 6%, como pode ver na foto abaixo. Desceu 1% no último mês.

O facto de ser PPR é importante por causa da fiscalidade mais favorável do que nos restantes tipos de investimento. No final, após 8 anos, faz toda a diferença (paga 8% de mais valias em vez de 28%).

PPR STOIK

Este mês, o PPR STOIK, da SGF (uma sociedade gestora de fundos de pensões) foi ultrapassado pelo Optimize Agressivo. Em todo o caso a diferença entre estes dois primeiros é quase imperceptível. Continua igualmente a crescer mais do que o PPR Alves Ribeiro, que é o mais famoso em Portugal. Não tenho de abrir nenhuma conta num banco (ao contrário do Alves Ribeiro e do NB PPR). Mas tenho de abrir “conta” nesta corretora (SGF) e transferir dinheiro para lá.

Foi subscrito exatamente no mesmo dia do Alves Ribeiro, e está a crescer praticamente 20%.

A forma como estão constituídos é diferente. Este tem uma percentagem maior de ações do que o AR PPR. A minha expectativa era que a longo prazo crescesse mais do que o AR PPR. Isso tem estado a acontecer. Em Dezembro atingiu o maior valor de sempre.

Se resgatasse o PPR Stoik hoje, teria um “lucro” de 198 € brutos (com apenas 1.000 euros).

PPR Optimize Agressivo

Este mês passou para primeiro lugar dos meus PPR mais rentáveis. O STOIK e este estão numa espécie de empate técnico. O PPR Optimize Agressivo está a crescer desde o início 20%. Já esteve a crescer 24%. Mas com muitos bauxis no meio dos altos.

Este é um PPR com uma enorme percentagem de ações no cabaz (cerca de 90%). Daí o nome “Agressivo” na descrição. Esta corretora também tem PPR menos arriscados. Depende do seu perfil. “Ganhei” até agora com este PPR 207 euros brutos (com 1.000 euros). Se o resgatasse, obviamente.

NB PPR

O meu quarto PPR é o NB PPR. Este mês baixou novamente de rendimento: passou para abaixo dos 3%. Subscrevi 1.000 euros e se os resgatasse hoje ganharia cerca de 30 euros brutos. Perceber esta diferença grande serve para compreender que o momento em que subscreve um PPR faz diferença, bem como o tipo de ações, obrigações e outros produtos que ele tem lá dentro. Mas não tente adivinhar o melhor momento para o fazer. Nunca saberá quando é a melhor altura.

Os PPR não são todos iguais. Tem de os escolher muito bem e se não estiver satisfeito com o seu, transfira-o para outro que considere melhor, depois de pesquisar muito. Não o mantenha, só porque sim. Não perde os benefícios que ganhou entretanto. Se trocar de um fundo PPR para outro Fundo PPR não paga rigorosamente nada. Se mudar de um seguro PPR para um fundo PPR tem de pagar uma penalização de 0,5%. Muitas corretoras suportam essa despesa por si. Informe-se.

Este é o PPR em que deposito menos expectativas de crescimento, mas por outro lado se no futuro precisar deste dinheiro numa altura de grave crise financeira (nas bolsas) este será o mais defensivo. Portanto, se precisar de levantar dinheiro em “stress”, será este que perderá menos. Logo, será o primeiro a resgatar com menos prejuízo. É uma espécie de rede nos meus investimentos em PPR. Logo veremos se tenho razão.

Save & Grow (Casa de Investimentos)

O Save & Grow é o meu PPR mais recente. Em novembro esteve a crescer 6%, mas agora voltou a valores negativos, em virtude de uma descida nas bolsas que afetou os setores onde eles mais investem. Vamos aguardar pela recuperação. Pode ser uma boa altura para subscrever ou reforçar.

O PPR da “Casa de Investimentos” (é assim que se chama a Gestora de Fundos) foi subscrito por mim vários meses depois dos outros, por isso a comparação no gráfico será sempre “injusta” porque quando o subscrevi já os outros levavam um grande avanço. Mas faço assim porque quero que percebam isso mesmo. A data em que subscrevem é importante. Tenho uma grande expectativa em relação a este PPR. Vamos ver.

Este PPR tem quase 100% de ações. Estou curioso para ver o desempenho dele, em comparação com os outros PPR e com os ETF que podem ser comparáveis (uma vez que são ETF também com 100% de ações).

Bankinter MEGA TT

O do Bankinter “Mega TT” também desceu de rendimento. Ou seja, se regatasse hoje, receberia 1.032 €.  Desceu de quase 7% em novembro para 3% em dezembro.

O gráfico

Acredito que visualizar o crescimento dos PPR com estas linhas vai ajudar a perceber como cada um deles se comporta quando os mercados (bolsas) estão em alta e em queda. O Optimize Agressivo e o STOIK estão taco-a-taco. O PPR Alves Ribeiro está a meio da tabela mas muito estável.

Veja como os PPR que têm mais percentagem de ações crescem mais do que os outros. No futuro será o contrário. Mas assim, quando acontecer consigo, já sabe que é normal e não se assusta. Aqui estamos todos a aprender uns com os outros a fazer dinheiro com o nosso dinheiro. Conhecendo os riscos, as vantagens e desvantagens de cada produto.

Feitas as contas, com 7.000 € (7 PPR de 1.000 € cada um) ganharia em 14 meses cerca de 648 € brutos, se os regatasse esta semana. Haverá semanas (ou meses) no futuro em que poderei estar a perder dinheiro (caso resgatasse). Nessas situações é esperar que passe a “tempestade”. Caso fossem 70 mil euros, estaria a ganhar neste momento 6.480 € para além do que investi (em 14 meses).

Agora imagine isto a crescer (não a este ritmo e com quedas temporárias) durante 10 ou 20 anos… A ideia dos PPR é justamente essa: Investir, reforçar regularmente e não mexer até que precise do dinheiro (muito lá para a frente). Pode duplicar, triplicar ou até quadruplicar o seu dinheiro. Veja no gráfico abaixo como este mês “perdi” dinheiro (não é bem perder, é ganhar menos, OK?).

Já lhe expliquei que não me interessam os Seguros PPR com capital garantido. Quero arriscar ter ganhos maiores em vez de simplesmente garantir o que tenho, com ganhos mínimos. Quando chegar aos 60 anos (ou quando atingir o valor que tenho como objetivo) será altura de transferir para um PPR com capital garantido.

Mas respeito muito quem opta por produtos com capital garantido. É uma decisão pessoal. Cada um tem o perfil que tem. Mas ganha historicamente muito menos. A diferença é que não perde nunca nada do que lá tem. Mas também nunca ganhará nada de muito significativo e que faça diferença na sua vida. É a diferença que faz pôr o dinheiro a trabalhar para si.

Se quer largar as amarras dos produtos com capital garantido, sugiro estes passos:

  1. Fazer um bom Fundo PPR (veja rendimentos e comissões, e defina o seu perfil – defensivo, moderado ou agressivo)
  2. Subscrever ETF
  3. Subscrever Fundos de Investimento
  4. Investir em ações (em plataformas com baixas comissões)
  5. Arriscar em plataformas de crowdfunding
  6. Investir em imobiliário (quando perceber no que se está a meter)
  7. Reinvestir os ganhos em novos investimentos

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

EURIBOR HOJE | Taxas descem a 6 e 12 meses e sobem a 3

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Qual é o preço justo esta semana? (17 a 23 de junho)

Qual deveria ser o preço justo? A ERSE faz semanalmente as contas para o consumidor saber qual é o preço "justo" dos combustíveis face ao preço das matérias-primas e transportes de combustível. Esse preço "justo" já inclui uma margem de retalho de cerca de 10% para as...

Este mês paguei 0,75 € de eletricidade – Como é possível?

É possível pagar 0,75 € de eletricidade por mês? Já sei que vou ser criticado por escrever este artigo, mas tudo bem. O importante é que perceba que é possível pagar muito pouco de eletricidade. Ninguém está condenado a pagar valores gigantescos, a menos que prefira...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

PODCAST | #249 – O que é o movimento FIRE – É possível refomar-se mais cedo?

O FIRE é possível em Portugal? O FIRE é uma espécie de Liga dos Campeões das Finanças pessoais. É a sigla para Financial Independence, Retire Early (Independência Financeira, Reforma Antecipada) e é para uma pequeníssima minoria de pessoas que têm por objetivo...

PodTEXT Vamos a Contas | Amortizar o Crédito à habitação faz baixar o IRS?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

Isenção de IMT e Imposto de Selo para jovens oficialmente aprovada

Medida para ajudar jovens a comprar casa vai avançar Há cerca de três semanas, o Governo aprovou em Conselho de Ministros diversas medidas para facilitar a compra de habitação aos jovens até aos 35 anos. Entre elas, além da garantia pública de até 15% do valor do...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (17 a 23 de junho)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

PodTEXT | Como perder o medo de investir e começar a ganhar dinheiro?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

Publicidade

Artigos relacionados

34 Comentários

  1. Rd'S

    Olá, para que fique claro. Um PPR numa versão mais “agressiva” embora também mais rentável, pode levar a perda total do capital? Ou seja investe 1000 e algo correr tão mal que os 1000 podem desaparecer?

    Responder
    • José Manuel Nazaré

      E as comissões dos bancos (1,5% ao ano)? O que fazer para não pagar mais do que o que se ganha? Obrigado.

      Responder
        • Fernando

          Bom dia
          Se tivesse que escolher entre o Fundido da CGD ou o CA património crescente da CA, qual escolhia? Ou não aconselha nenhum?
          Obrigado
          FC

          Responder
          • Pedro Andersson

            Olá Fernando. Não me permito dar conselhos desses :). Tem de decidir pela sua cabeça. Se está em dúvida porque não faz os dois com metade do valor e daqui a 6 meses ou 1 ano reforça o melhor para si? Faço isso muitas vezes quando estou em dúvida.

        • Paulo Elias

          Quero só dizer lhe uma coisa , vou somente no seu 31 podcast que tal e qual como você faz a caminho da sua casa eu ouço a caminho da minha , e você mudou a minha vida , pois lá casa tudo mudou e continua a mudar para positivo , e este mês irei fazer o meu primeiro PPR , muito obrigado Sr Pedro pois tenho 4 filhos para criar e você ajuda me todos os dias a saber gerir melhor meu dinheiro , o meu muito obrigado .
          Paulo Elias

          Responder
          • Pedro Andersson

            Obrigado Paulo. Fico sinceramente feliz com as suas palavras! Muitas felicidades!

  2. André Gonçalves

    Olá, teoricamente sim, daí o capital não estar garantido!
    Mas na prática não é bem assim, seria preciso todas as empresas que compõem o portefólio irem á falência, todas! Estamos normalmente a falar das maiores empresas mundiais! E isso é bastante improvável.
    Agora haver variação do valor do capital que investiu vai ser normal. É importante é que não precise desse dinheiro por um período longo, assim consegue suportar as oscilações e aproveitar para ver o seu dinheiro crescer. Boas festas

    Responder
    • Malta Macedo

      Em relação aos benefícios fiscais. O PPR pode ser utilizado apenas para ter um determinado montante a render e se for caso disso, ser resgatado ao final de 5 anos, por exemplo, sem que tenha sido declarado para não ter benefícios fiscais?

      Responder
      • Pedro Andersson

        Olá. Se não colocar no IRS, pode levantar no dia a seguir. Não tem de esperar 5 anos…

        Responder
  3. Rui Ribeiro

    Teoricamente, e na pior das hipóteses pode perder todo o capital investido! Mas é altamente improvável que tal aconteça. Por exemplo, se um PPR estiver exposto a 100% de acções, e tiver acções da Microsoft ou Apple por exemplo, essas empresas, bem como todas as outras que constituem a carteira desse PPR, teriam de valer 0. É um cenário altamente catastrofista, mas pode acontecer…

    Responder
  4. Rute Jacinto

    Olá Pedro,
    Estive a ouvir o seu podcast sobre os PPR e vim logo ler aqui a sua experiência com os diferentes PPR, parabéns por ambos, ajudam muito a decidir o que fazer com as poupanças! Já havia pesquisado sobre o AR Invest PPR e já tinha concluído que é bastante estável e rentável, contudo verifico agora que para subscrever é necessário abrir uma conta com o montante mínimo de 5.000€, mas quem não tem esse valor disponível, não pode subscrever? Ou pode abrir a conta e retirar o valor posteriormente?
    Obrigado.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Sim. Abre a conta com 5 mil e depois pode voltar a po-los onde quiser. Confirme junto do banco Invest. Abraço

      Responder
      • Rute Jacinto

        Obrigado.
        Cumprimentos,
        RJ

        Responder
        • Liliana

          Se for socia Deco Proteste o minimo baixa para os 1000 (mil) euros. Um bom truque. Bom Ano.

          Responder
  5. Bruno P

    Olá. Sou novo neste mundo dos investimentos etc. Até agora só investi em (ODSs), que comecei por causa de um voucher de referenciação. Neste momento quero experimentar (Ppr), mas fiquei na dúvida se será rentável ter dois (ppr)? Um para aproveitar os benefícios fiscais e um sem declarar no IRS, para tentar ter algum lucro e mexer no dinheiro sem problemas. Obrigado

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Ter 2 por é o ideal. Um para a reforma, com IRS, e outro como investimento.

      Responder
  6. Rodrigo Fonseca

    Bom dia

    Ao contactar a Sociedade Gestora de Fundos para fazer um PPR como o Sr. Pedro Andersson fez, responderam-me que o nome do PPR é Fundo de Pensões PPR SGF Stoik. Isto é o mesmo que o Sr. Pedro denomina por PPR STOIK?

    Obrigado

    Responder
  7. Rui Carvalho

    Boa noite, ainda estou a aprender como funciona e ainda tenho duvidas.
    Podem esclarecer a diferença entre ” PPR exposto a 100% de acções” e um “ETF”?
    Para além da já mencionada (PPR após 8 anos paga 8% de mais valias em vez de 28%) e o EFT pagará sempre 28%, correcto?

    Obrigado,

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Num PPR a entidade gestora muda as ações e a percentagens de setores e regiões das ações que compõem o PPR. No ETF é uma replicação em espelho do que acontece nas bolsas ou setores ou regiões do ETF escolhido, sem intervenção humana. O ETF pagará sempre 28% sobre as mais valias. Não tem benefícios fiscais. Felicidades!

      Responder
  8. Pedro

    Staking de STABLEcoins…
    8 a 12% ao ano…..

    Responder
  9. Filipa

    Boa tarde,
    Ao analisar o PPR SGF Stoik verifiquei que cobram comissão de subscrição de 2% para um valor de entrega < 25 000€: esta taxa aplica-se só ao montante de subscrição do PPR (ou seja na primeira entrega) ou também sempre que reforçamos o PPR?
    Muito obrigada!

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Confirme isso com eles. No momento que subscrevi não estavam a cobrar :). Acho que aboliram essa comissão. Confirme.

      Responder
    • Pedro Andersson

      Em todo o caso, face aos ganhos que estou a ter até poderia ser um bom negócio. Mas se cobrarem há PPR que não cobram comissão de subscrição. Avalie. Pergunte sempre primeiro.

      Responder
  10. José Alves

    Olá. No caso de fazer um PPR para mim e outro para a minha esposa, e outro para o meu filho com 9 avisa o benefício fiscal no irs é por cada PPR? Ou só conta um PPR?

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. O máximo é 400 euros por sujeito passivo. Dependentes não conta.

      Responder
      • José Alves

        Muito obrigado pelo esclarecimento!

        Responder
  11. Paulo N

    Bom dia Sr. Pedro Andersson. É a 1º vez que interajo com o Sr. apesar de o seguir à bastante tempo e já ter ouvido todos os seus podcasts. Reparo que cada vez absorvo menos informação com as suas publicações mas também tem a ver com o aumento da minha literacia financeira ouvindo outros podcasts e seguindo grupos de FIRE do qual me interesso. Tenho vários PPR’s subscritos e alguns ETF’s. Pelo que tenho aprendido foi a minha opção um modo mais passivo de investimento pois ações ainda entrei no mundo dos CFD’s mas apesar de não achar muito complexo aquilo pareceu-me um pouco casino e incerto.
    Para me “mexer mais um pouco entrei à uns meses no mundo das criptomoedas e vamos ver o que dá, mas sempre com dinheiro que não preciso depois do meu fundo de emergência já efetuado e bem composto (como o Sr. Pedro Andersson sempre disse).
    Venho lhe agradecer a sua constante disponibilidade em ajudar as pessoas.
    Gosto dos gráficos que utiliza, acho os agradáveis e não muito complexos, poderia-me dizer o que utiliza ou mesmo se possível disponibilizar de alguma forma o ficheiro mas limpo de valores claro? É que os meus conhecimentos em excel não são assim muitos e gostava de ter algo mais organizado agora que já tenho alguns investimentos e variados.
    Muito obrigado.
    Agradeço desde já mais uma vez o que tem feito por muitos portugueses e hei de sempre continuar a dar uma vista de olhos nas suas publicações.

    Responder
    • Pedro Andersson

      E obrigado pelas suas palavras. O meu sonho é que um dia os meus “conselhos” sejam inúteis para todos. Seria um excelente sinal :). Fico feliz por já ter passado para a fase seguinte. Muito bem.

      Responder
      • Paulo N

        Ora essa. Eu é que agradeço mais uma vez a sua ajuda e a partilha do que utiliza. Obrigado

        Responder
  12. Alice Vieira

    Bom dia, post muito útil!
    Estou a pensar subscrever um PRR mais agressivo para a minha filha, mas não quero ter obrigação de colocar dinheiro todos os meses. Sabe dizer-me se há algum que não tenha essa obrigação?
    muito obrigada

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Todos 🙂 nenhum dos que tenho me obriga fazer reforços. Nem por mês nem nunca.

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.