ANÁLISE | Mês #10 – Como estão a correr os meus investimentos nos robôs financeiros?

Escrito por Pedro Andersson

22.12.21

}
8 min de leitura

Publicidade

Como estão os meus investimentos “automáticos”?

Todos os meses partilho consigo como estão os meus PPR, os meus fundos de investimento, os meus ETF e também os meus “robôs de investimento”. A minha intenção é mostrar-lhe como funciona cada uma destas ferramentas de investimento, que riscos têm, que comissões têm e despesas associadas e quanto pode ganhar (ou perder) em cada uma delas. Este mês desceram cerca de 1% em relação ao mês anterior. Passados 10 meses “só” estou a ganhar 9 e 5%.

Os números que vai encontrar nestes balanços são absolutamente reais (é o meu dinheiro que aqui está), sem maquilhagens e não têm nenhum interesse escondido. Depois de 10 anos a fazer as reportagens do Contas-poupança (na SIC), passei a encarar quase como uma missão levar a literacia financeira ao maior número possível de portugueses, para que eles compreendam que não estamos condenados a  estar sempre no mesmo sítio, e que até uma dona de casa pode começar a fazer dinheiro com o seu dinheiro. Estamos a falar de 500 euros. Acredito que é um valor perfeitamente acessível à maior parte da população.

Quero também mostrar aos mais jovens que é possível começarem a lidar com o dinheiro de uma forma saudável e rentável desde muito cedo na vida. Por exemplo, o meu filho comprou a primeira ação no telemóvel com 14 anos e continua a acompanhar e a investir parte da sua mesada (agora já tem 17). Até ao momento já ganhou 570 euros (com um investimento de 1.000). Mais de 50% em 3 anos. Mas neste artigo não é de ações que lhe quero falar. É de uma coisa MUITO mais simples.

O dinheiro multiplica-se

Quero mostrar-lhe como o dinheiro se multiplica, mas também como ele se pode perder, e sobretudo a fazer escolhas cada vez mais conscientes e a não se deixar enganar por falsas promessas de lucros fáceis ou influenciadores que pretendem apenas ganhar dinheiro consigo.

Este produto (os robôs financeiros) são das coisas mais fáceis e simples que pode encontrar para começar a investir uma pequenina parte do seu dinheiro. E depois começa a perceber como funciona e pode começar a ter acesso a juros dezenas de vezes superiores aos normais depósitos a prazo.

Claro que é óbvio que são produtos sem capital garantido e são para investir o seu dinheiro e não para ter o seu fundo de emergência. Mas o facto de não terem capital garantido não faz deles produtos maus, só quer dizer que o seu dinheiro vai variar ao longo do tempo. Isso não quer dizer automaticamente que o vá perder, embora em situações limites isso até possa acontecer (se as empresas em que os fundos investirem falirem, por exemplo).

Em situações normais, só perde se vender por necessidade urgente ou porque entrou em pânico com um período menos bom (ou mesmo mau) que existirão sempre. Portanto, tem de estar preparado para em alguns momentos (e isso vai acontecer) olhar para o saldo e ter lá menos do que o que investiu. Também estarei cá para lhe dizer que isso aconteceu comigo.

Tenho plena consciência de que este produtos (os robôs) rendem menos do que se subscrevesse individualmente cada um dos produtos que fazem parte destes “cabazes” dos bancos, mas são tão fáceis de subscrever e de mudar o grau de risco (do mais conservador, para moderado ou para mais agressivo, sem nenhuma despesa adicional) que acho que podem ser uma primeira opção para quem não quer meter-se sozinho em fundos de investimento, e com o apoio do seu banco de sempre. Ligue para o seu gestor de conta e pergunte-se se têm algum “robô de investimento” e peça informações sobre isso.

O que são robôs de investimento

Em Abril, tive a oportunidade de lhe mostrar neste artigo AQUI, que por curiosidade decidi colocar uma parte das minhas poupanças nos chamados robôs de investimento.

Estes produtos estão suportados pelo desempenho das bolsas. A grande vantagem é que fica exposto (no bom sentido) ao mercado bolsista mas sem ter de perceber nada daquilo e sem ter de comprar e vender ações, ETF e fundos de investimento.

Passados 10 meses, vou dizer-lhe como está a correr este meu pequeno investimento. Compare com o que ganhou com o seu depósito a prazo ou à ordem desde o início do ano.

Como expliquei no artigo, subscrevi esses robôs no Openbank e no banco Invest. A CGD também tem um (assim que tiver possibilidades financeiras coloco lá também algum dinheiro para comparar). Escreverei um artigo só sobre esse produto da CGD porque é o maior banco português e creio que a maior parte de vocês tem conta lá, mas se calhar nunca percebeu o que isto era.

Vamos então a contas.

Robôadvisor do Openbank

Como pode ver no gráfico abaixo, os 540 euros que investi sofreram muitos altos e baixos ao longo destes meses (o risco preto é o valor que investi). Houve dois períodos (um mais longo do que o outro) em que estive a “perder” dinheiro. De facto, para os mais inexperientes, ver o saldo e ter lá menos do que o que investiram pode ser assustador. É só não fazer nada e esperar. O meu objetivo é que perceba que isso é perfeitamente normal. Neste momento está a crescer 9%. Desceu umas décimas em relação a novembro.

Atenção que só deve colocar dinheiro seu que não precisa para outras coisas. Mas como já percebeu também, pode colocar nestas ferramentas valores pequenos. A poupança dos seus filhos poderia ser uma hipótese para estes investimentos? Como já lhe disse, as poupanças dos meus estão todas em PPR. Estes robôs também são uma hipótese. Avalie.

Com esta partilha “real” pretendo desmistificar estes investimentos e mostrar-lhe que qualquer português (mesmo que ganhe só o salário mínimo nacional) pode ter acesso a ferramentas que lhe podem aumentar o rendimento e o património desde que conheça os riscos e os benefícios. Por exemplo, estes 500 euros que investi há 10 meses se os resgatasse hoje render-me-iam 48 euros. Para ter o mesmo resultado, teria de ter quase 500 mil euros num depósito a prazo. Caso estivesse negativo, teria de me aguentar e esperar que recuperasse.

O Smart Invest do banco Invest

O outro robô de investimento que subscrevi foi no banco Invest, porque tenho lá conta aberta por causa do PPR e vi esta possibilidade enquanto andava a espreitar a publicidade aos produtos deles.

Como pode ver, está a crescer 5,6%. Menos 2% do que no mês passado. Este robô tem uma vantagem: é simultaneamente um PPR, portanto tem toda a fiscalidade boa dos PPR. Ao fim de 8 anos só paga 8% sobre as mais valias.

Tal como o robô do Openbank, também neste pode alterar online o perfil de mais conservador para mais agressivo as vezes que quiser sem qualquer penalização. Até pode começar pelo mais conservador e depois de ver como funciona, arriscar um pouco mais, alterando para moderado e depois regressar ao conservador depois, de ter ganho (eventualmente) algum dinheiro.

O comportamento deste “robot” está relacionado com o facto de ter 70% de ações (muito voláteis) e 30% de obrigações (muito mais calmas mas também menos rentáveis).

Em resumo, no seu banco também tem produtos destes. Ligue ao seu gestor de conta e peça mais informações. Suponho que todos os outros bancos também tenham. Pergunte pelos robôs de investimento e peça que lhe expliquem como funcionam.

E experimente. São uma peça importante da literacia financeira. Se nunca fizer perguntas, nunca vai perceber como é possível fazer dinheiro com o seu dinheiro.

Fico sempre com a sensação de muitos portugueses estão a perder a oportunidade de fazer crescer o seu dinheiro por puro desconhecimento. Não é preciso ter uma fortuna para começar a investir. Claro que deve conhecer os riscos e as vantagens de cada produto, mas não tenha é medo só porque não conhece. Experimente com 100 euros e veja o que acontece. Foi o que eu fiz e isso abriu os meus olhos para um mundo que desconhecia completamente.

Não estou a tentar “evangelizá-lo” a nada, nem ganho nada com isto. Mas como mudou a minha vida financeira (até ao momento, para melhor) quero partilhar este conhecimento consigo.

Gostava, aliás, que nos comentários dessem sugestões de outros “robôs” de investimento de todos os bancos que conhecem e quanto estão a render, para que outros possos aprender também com as vossas experiência reais.

Daqui a um mês, digo-lhe novamente como estão a correr estas ferramentas financeiras. Mais uma vez recordo-lhe que é dinheiro real meu, não é publicidade a nada e que o meu objetivo é mostrar-lhe como funcionam estes investimento. Depois de saber que estas coisas existem, tem de pensar pela sua própria cabeça.



 

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

PodTEXT Vamos a Contas | Amortizar o Crédito à habitação faz baixar o IRS?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

Isenção de IMT e Imposto de Selo para jovens oficialmente aprovada

Medida para ajudar jovens a comprar casa vai avançar Há cerca de três semanas, o Governo aprovou em Conselho de Ministros diversas medidas para facilitar a compra de habitação aos jovens até aos 35 anos. Entre elas, além da garantia pública de até 15% do valor do...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (17 a 23 de junho)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

PodTEXT | Como perder o medo de investir e começar a ganhar dinheiro?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

Apanhei um Uber… e o motorista “ganhou” 4.797 euros

Uma viagem que deu lucro... Apresento-vos o José Silva. É condutor de Uber. O meu carro (um GOLF IV que tem 22 anos e está aí para as curvas) foi pintado todo de uma ponta à outra e ficou pronto hoje. Chamei um Uber para o ir buscar à oficina. Assim que entro no Uber,...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

PODCAST | #248 – Amortizar o Crédito à habitação faz baixar o IRS? (A pergunta do João Paulo)

Amortizar o Crédito à habitação faz baixar o IRS? O João Paulo este ano quase que pagou IRS em vez de receber reembolso. Ele está preocupado com o ano que vem, porque tem feito muitas horas extraordinárias. Uma das possíveis estratégias dele é amortizar o crédito à...

COMBUSTÍVEIS | Qual é o preço justo esta semana? (10 a 16 de junho)

Qual deveria ser o preço justo? A ERSE faz semanalmente as contas para o consumidor saber qual é o preço "justo" dos combustíveis face ao preço das matérias-primas e transportes de combustível. Esse preço "justo" já inclui uma margem de retalho de cerca de 10% para as...

Publicidade

Artigos relacionados

13 Comentários

  1. Marco Rodrigues

    Olá !

    Já pensou em investir em Crypto, mais precisamente em Stable coins como o USDC ou o USDT que pode conseguir rentabilidade a 12%.

    Responder
    • Dina

      em que plataforma a 12%?

      Responder
  2. Rui Ribeiro

    Excelente trabalho Pedro! E parece um bom investimento para quem quem não se quer dar muito ao trabalho de pesquisar para investir…pena o Montepio não ter nenhum produto semelhante, que eu saiba…
    Cumprimentos! Continue o seu esforço pela literacia financeira, que já me foi muito útil!

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Obrigado. Se o montepio não tem, faz num banco que tenha (que não cobre comissões). Há muitos bancos em Portugal 🙂

      Responder
  3. António Jorge Dinis Freire

    Boa tarde Pedro
    Antes demais quero lhe agradecer por todas estas dicas que me estão a ser úteis para investir e melhor as minhas finanças.
    Na passada semana ouvi o seu podcast/ vídeo sobre as contas de serviços mínimos bancários, tinha razão os empregado do balcão aonde tenho conta deu-me a informação errada, não satisfeito enviei um e-mail para o portal do cliente bancário se estava confuso ainda mais fiquei a resposta que me deram não foi esclarecedora. Continuo sem saber se posso ou não aderir à conta dos serviços mínimos bancários se me poder esclarecer agradeço:
    – Sou titular de uma conta e cotitular em duas contas em que a primeira titular é a minha mãe que já tem ais de 70 anos
    -Pretendo abrir duas contas em bancos diferentes para fazer investimentos na Optimize e no banco investa Alves Ribeiro. Pedro no seu podcast penso que fazia referenda a este tipo de contas que podia tê-las e ter uma conta de serviços mínimos.

    Caso posso me esclarecer sobre este assunto agradeço, estou farto de ser engano. Obrigado

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. A sua mãe também teria decreto conta de serviços mínimos. O optimize como não é um banco não tem problema. No Invest é um segundo banco, já não pode. Só pode ter uma conta à ordem em Portugal. Felicidades.

      Responder
  4. Teresa Margarida Pinto de Sá

    Dirigi-me ao balcão da CGD para saber mais sobre o robot financeiro que tive conhecimento aqui, mas desconhecem.
    Sou apenas cliente da CGD e estou interessada neste produto mas não sei o que fazer, pois os empregados bancários não conhecem este produto. Agradecia ajuda.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Vou escrever um artigo sobre esse produto da CGD. Acabei de subscrever. Não lhe chamam robot financeiro mas funciona dessa maneira.

      Responder
    • Pedro Andersson

      Comece já por criar uma conta de ativos financeiros. É o primeiro passo. Fiz tudo online no homebanking da CGD.

      Responder
  5. António Augusto Nunes Rodrigues

    O investimento no openbank é seguro no caso de ter que fazer o resgate do dinheiro aplicado??
    Abri á pouco conta neste banco e ainda estou um pouco indeciso.

    Responder
  6. Armando Simões

    Bom dia,
    Sr. Pedro A
    O PPR AR e Smart Invest, não tiveram o desempenho
    desejado. Tinha também e nunca foram transparentes
    relativo às comissões.
    Tenho aplicações na OPTIMIZE e SGF e estou satisfeito.
    Continuo a ler todos os seus conselhos,Õbrigado.
    Armando

    Responder
  7. Tiago de Azevedo Rebelo

    Olá, bom dia, uma dúvida…esses investimentos nesses robos precisam ser declarados no irs ?

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Se forem nacionais não, tem logo retenção na fonte. Se estrangeiros, sim.

      Responder

Trackbacks/Pingbacks

  1. ANÁLISE | Como subscrever o "robô" de investimento da CGD - […] No último ano, mostrei-vos mensalmente como estão crescer (ou não) os meus robôs financeiros (no Banco Invest e no…

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.