Telecomunicações – Reclamações cresceram 25%

É muito importante que reclame SEMPRE por escrito

A Anacom acaba de anunciar que as reclamações relativas ao sector das comunicações aumentaram 25% no 1º semestre de 2018.

Mais de 52 mil clientes reclamaram por escrito no primeiro semestre de 2018, mais 25% do que o valor registado no mesmo semestre no ano passado. Cerca de 82% das reclamações relativas ao sector foram apresentadas nos livros de reclamações, físico e eletrónico, sendo que este último entrou em vigor em Julho de 2017. Tem AQUI o artigo e o vídeo que fiz sobre o Livro de Reclamações Eletrónico. As restantes 18% foram enviadas diretamente à ANACOM.

Do total de reclamações cerca de 80% respeitam ao sector das comunicações eletrónicas (cerca de 41,5 mil) e 20% aos serviços postais (cerca de 10,7 mil).

No que respeita às reclamações referentes ao sector das comunicações eletrónicas que foram apresentadas no livro de reclamações, 96% respeitam aos três maiores operadores: 14 500 (45%) respeitam à MEO, o que corresponde a um aumento de 105% no número de reclamações recebidas face ao semestre homólogo; 9 500 (30%) ao Grupo NOS, o que traduz um aumento das reclamações de 22%; e 6 800 (21%) respeitam à Vodafone, que registou uma subida homóloga de 44%.

Os assuntos mais reclamados no sector das comunicações eletrónicas nos livros de reclamações são a faturação (15%), a avaria de serviços (15%) e o cancelamento do serviço (10%).

No caso dos serviços postais, os CTT receberam 9 800 reclamações, mais 88% que o registado no ano passado.

Os principais motivos das reclamações feitas no livro de reclamações eletrónico relativamente aos serviços postais estavam relacionados com a distribuição: atraso na entrega (31%), extravio/atraso significativo (16%), entrega na morada errada (9%), falha na distribuição (9%) ou falta de tentativa de entrega ao destinatário (8%).

Reclamar é sempre bom

Em resumo, mesmo que a sua reclamações específica não tenha sido resolvida (é o mais normal, infelizmente) reclamar é muito importante porque obriga as empresas a estarem mais atentas à má fama que estão a criar. Nenhuma empresa gosta de ser apontada como a “campeã” das reclamações ou que o número de clientes descontentes crescei 50% em 6 meses, Isso obriga-os a melhorar o serviço ao cliente.

Eu sei que é fraca a consolação, mas com o tempo as nossas reclamações tanto batem até que furam. Nunca deixe de reclamar por escrito, no livro de reclamações físico ou no eletrónico. Ligar para o apoio ao cliente e chamar nomes ao operador de Call Center NÃO é a melhor forma de reclamar. Chateiam-se os dois e provavelmente não vai resolver nada dessa vez.

Também tem aqui os links para reclamar no setor da Saúde.

 

Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA”

34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2018.

É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica. Já tem o seu?

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança.

(Todas as dicas da semana num só e-mail).

2 comentários em “Telecomunicações – Reclamações cresceram 25%

  1. Ana Pires Reply

    Pergunto-me se algumas das reclamações dirigidas aos serviços dos CTT não terão sido mal direcionadas. Digo isto porque, hoje em dia, já são muitas as empresas que optam por contratar empresas de distribuição privada que, por experiência própria, vejo a entregar correio em cima do prazo de pagamento ou mesmo já fora de prazo.

  2. Sofia Mateus Reply

    Eu aderi ao cartão da NOWO de 5€, mas passarem facturas dos pagamentos está difícil. Tenho estado a tentar resolver por email, mas estou a ver que vou ter de passar para a reclamação no livro.
    Comprei o cartão numa loja pedi logo factura, foi-me passado um recibo, reclamei, lá me enviaram a factura e disseram que devia ter pedido para activarem a factura electronica (se eu pedi a factura no acto da compra, claro que queria receber a factura). Agora fiz o carregamento, que não é como os telemoveis normais e sim por pagamento de serviços, e não dá para colocar NIF e servir de factura… Pedi a factura, disseram que estava a ser tratado estou à espera à 15 dias…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *