Painel solar fotovoltaico – Balanço de maio e junho de 2021 (mês #53 e #54)

Escrito por Pedro Andersson

14.06.21

}
6 min de leitura

Publicidade

Balanço dos meses de abril e maio de 2021

Olá!

Acabo de verificar que não fiz aqui o balanço da produção do meu painel solar em abril. Peço desculpa se estiveram à espera dele. Mas não se perde pela demora. Ficam aqui os dois juntos. 

Entrámos nos melhores 4 meses do ano. Maio, junho, julho e agosto, pelo meu histórico de 4 anos completos, são os meses com maior produção de eletricidade do meu painel solar. Maio confirma essa teoria. Foi o melhor mês do ano até agora.

Em abril produziu quase 6 euros de eletricidade e em maio chegou aos 7,5 €. Recordo-lhe que só tenho um painel de 250 W pelo que se tivesse 2 e consumisse tudo o que eles produzissem, estaríamos a falar de valor mais interessantes. Ainda vou a meio da amortização do meu investimento no painel e o desperdício foi de cerca de 4% no mês passado.

Tem todos os gráficos com os detalhes mais abaixo.

Leia também: Como faço para vender o excedente que não consigo consumir (NOVO ARTIGO)

Leia também: Quanto custa um painel solar?

NOTA PERMANENTE: Como já sei que muitas pessoas vão perguntar, comprar baterias (mais 6 painéis para ser suficiente para carregar as baterias) custar-me-ia vários milhares de euros. Eu não tenho esse orçamento e demoraria décadas a recuperar o investimento. Assim, o “acordo” que fiz com a E-Redes (como se chama agora a EDP Distribuição) é consumir em tempo real o que o painel fotovoltaico produz e o que não consumir é oferecido para a E-Redes vender aos outros consumidores. Essa opção é boa para soluções “off-grid”, ou seja em locais isolados sem acesso a eletricidade da rede.

Acima tem também o link para o artigo onde explico o que tem de fazer para vender o que não quiser oferecer à rede, com as vantagens e desvantagens. No meu caso não posso porque só se pode vender o excedente se produzir 300 W ou mais.

Os números de abril e maio de 2021

Tem aqui abaixo o gráfico da produção do painel ao longo dos meses mais recentes. Para quem está aqui pela primeira vez, ou recentemente, quero relembrar que o painel solar instala-se no telhado (aparafusa-se), aponta para sul e a tomada que sai do painel liga a uma tomada normal em sua casa (no meu caso é na tomada da arrecadação junto ao telhado, uma vez que moro num andar a meio do prédio).

Tem AQUI o vídeo com a instalação do meu painel.

Sempre que há sol, ele produz eletricidade. É como se fosse um frigorífico, só que em vez de gastar eletricidade, injeta eletricidade em minha casa.

A sua casa, por uma lei da física, consome sempre primeiro a energia do painel. Portanto, se ele produzir o suficiente para o frigorífico e uma ou duas luzes ligadas, não vai buscar nada à “EDP”. É eletricidade de “graça”. Só tem de levar em conta o investimento. 

Como pode ver, o painel produziu exatamente 34,563 kWh em abril e 44,544 kWh em maio. Se tiver um aspirador de 1500 W, dá teoricamente para aspirar durante 29 horas de graça. Claro que para isso acontecer teria de ter painéis que produzissem no mesmo segundo 1500 W e só poderia aspirar no pico do sol. É só para ter uma ideia dos valores envolvidos.

Tem a seguir o gráfico que mostra os dias de maio. Foi um mês muito bom. 

As contas

O que o painel fotovoltaico de 250 W produziu em abril e maio representou cerca de 13 euros de poupança na minha fatura da luz, se tivesse consumido tudo o que o painel produziu no mês passado. Tive um desperdício muito baixo, de cerca de 4%. O meu aparelho mede tudo minuto a minuto por isso consigo saber ao detalhe.

Aproveito para lhe recordar este artigo sobre como os vendedores podem tentar fazer com que compre mais painéis do que aqueles que precisa.

Mesmo assim, como pode ver neste gráfico, o desperdício do meu painel é sempre de poucos cêntimos (7 cêntimos em abril e 32 cêntimos em maio). Está portanto muito bem dimensionado para o meu caso.

Se tivesse consumido tudo o que o painel produziu teria já poupado até agora 342,09 €. O retorno do investimento continua nos 8 anos. Pelo preço dos painéis hoje, já estaria pago. O meu foi barato na altura, mas caro para os dias de hoje (tudo ficou-me em 620 euros, com instalação e material extra).

No gráfico abaixo tem a produção total do painel em kWh. Não é influenciado pelo preço que pago pela eletricidade.

Este gráfico é importante porque a poupança em dinheiro é uma coisa, mas a eletricidade que ele produz é outra. Eu posso produzir mais eletricidade, mas se o preço da eletricidade baixar, a minha poupança vai ser igual ou inferior. Assim consigo comparar as duas coisas e ao mesmo tempo avalio a eficiência do painel para saber se devo acionar a garantia ou não. Se a eficiência baixar para os 80% antes de 20 anos dão-me um novo.

Até agora, os picos máximos nestes 4 anos mantêm- se iguais, logo não tenho nenhuma razão para reclamar. Estão bons. Não gasto 1 cêntimo em manutenção. Vou ao telhado duas vezes por ano passar um pano para tirar a poeira.

Compensa comprar um painel solar?

É por estas contas que acabou de ver que deve avaliar bem se precisa mesmo mais do que um painel solar. Um, pode e deve ter de certeza, diria. Dois ou mais, só os deve instalar se tiver a certeza de que tem gente ou equipamentos elétricos suficientes para gastarem a energia que vai estar a produzir em tempo real (nas horas de mais sol).

Assim, o retorno real (o chamado break even) continua pelas minhas contas perto dos 8 anos (reais). 

Depois de passado esse tempo (8 anos), o painel estará pago e terei pelo menos mais 15 anos de “lucro”. Já só falta metade desse tempo, uma vez que 4 anos já passaram. Veremos se é assim. Mensalmente continuarei a fazer aqui o balanço para o ajudar a avaliar se deve ou não comprar um (ou vários) painéis solares.


Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

ÚLTIMO AVISO | Já só tem 1 dia para validar as suas faturas para o IRS!

Já validou as faturas pendentes de TODO o seu agregado familiar? Já só tem até amanhã (meia-noite de segunda-feira, dia 26 de fevereiro de 2024), para validar as suas faturas pendentes do portal e-fatura. É muito importante que o faça. Quando fui ver o e-fatura dos...

CRIPTOMOEDAS | Estou a ganhar ou a perder dinheiro? (Mês #26 – Fevereiro 2024)

O meu investimento em Criptomoedas - Balanço de Fevereiro de 2024 Cá estou eu para fazer mais um balanço do meu "investimento" em criptomoedas. Tenho algum dinheiro em Ethereum, que comprei através da plataforma Binance. Quero antes de mais relembrar que está em ampla...

Prémio Salarial | Formulário para fazer pedido já está disponível

Jovens têm até 31 de Maio para fazer o pedido de devolução de propinas, mas tempo de espera é elevado Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes No final do ano passado, o Governo anunciou uma medida que previa a devolução de propinas aos jovens que tivessem entrado...

EURIBOR HOJE | Taxas descem a três meses, mas sobem a seis e 12 meses

Euribor desce a três meses, mas sobe nos prazos de seis e 12 meses Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (26 de fevereiro a 03 de março)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

EURIBOR HOJE | Taxas descem a três e seis meses, mas sobem a 12

Euribor Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um...

Cheque + Digital | A Lista das entidades que têm cursos de formação digital “grátis” (até 750 €)

A lista das entidades certificadas elegíveis para o apoio dos 750 € Antes que comecem a chover as críticas, relembro que coloquei "grátis" entre aspas porque vai ter de pagar primeiro o curso, ou cursos, do seu próprio bolso, mas depois esse dinheiro é devolvido pelo...

Painel solar fotovoltaico – Balanço Janeiro de 2024 (Mês #86)

Balanço de Janeiro de 2024 Janeiro foi um mês anormalmente baixo. No que diz respeito à produção de eletricidade, os primeiros meses do ano já são de recuperação e de aumento progressivo até atingir novamente o pico no Verão. Enfim, houve apenas uma maior sucessão de...

PODCAST | #216 – Vamos a contas | Quase não fiz descontos para a Segurança Social, qual vai ser a minha reforma?

Esta ouvinte do podcast (que quer ficar anónima) tem apenas 29 anos de descontos para a Segurança Social. Trabalha muito e recebe o seu salário, mas os "patrões" recusam-se a fazer descontos para a Segurança Social. Ela tem 64 anos e está muito preocupada com a...

Arrendamento | Rendas acessíveis alargadas a quem tem rendimentos mais altos

Limite de rendimentos máximos anuais para aceder a apoios ao arrendamento foi alargado para abranger mais cidadãos O valor máximo de rendimento anual para aceder ao Programa de Apoio ao Arrendamento foi aumentado, de acordo com uma portaria publicada em Diário da...

Publicidade

Artigos relacionados

14 Comentários

  1. Susy quintas

    Sr Pedro,

    No caso de um condomínio com 15 frações , será que compensa colocar um painel ( elevadores , luzes de presença e luzes )

    Sabe se existe algum incentivo para a compra de painéis solares ?

    Obrigada.

    Responder
  2. manuel duarte

    Caro Pedro Andersson,
    Parabéns pelo seu excelente trabalho e muito obrigado por partilhar a sua experiência conosco.
    O aparelho EOT que mostra na fotografia não é o mesmo que em tempos julgo ter visto num dos seus posts. Esse ligava-se à porto HAN do contador e media basicamente os valores de energia que fluíam no contador em intervalos de 15m. Poderiam ser positivos ou negativos consoante se estivesse a consumir mais do que se produzia ou o inverso.
    O aparelho que mostra neste post tem um aspecto diferente e os gráficos indicam “Produção mensal (kWh)” e “Produção diária (kWh)” parecendo estar a medir directamente a energia produzida no painel solar.
    Estou a interpretar bem o que mostra?
    Se sim, ficar-lhe-ia muito grato se pudesse facultar a designação do equipamento EOT que está a utilizar.
    Também gostava de comentar a seguinte sua afirmação:
    “…
    A sua casa, por uma lei da física, consome sempre primeiro a energia do painel. Portanto, se ele produzir o suficiente para o frigorífico e uma ou duas luzes ligadas, não vai buscar nada à “EDP”. É eletricidade de “graça”. Só tem de levar em conta o investimento.
    …”
    De facto, não é bem assim. Infelizmente a Física não tem nenhuma lei que estipule tal coisa.
    Para que se consuma “primeiro” a energia do painel e só depois a do fornecedor de energia é necessário que os equipamentos que convertem a energia de corrente contínua do painel em energia de corrente alternada da rede estejam devidamente adaptados a essa função (tem a ver com os valores de tensão, de corrente e de fase que debitam). Infelizmente, nem todos esses equipamentos (vulgo, inversores) estão devidamente adaptados, como se alerta na seguinte publicação da DECO:
    https://www.deco.proteste.pt/casa-energia/eletricidade-gas/noticias/kits-fotovoltaicos-para-autoconsumo-os-melhores-e-as-combinacoes-impossiveis
    Uma das consequências desse desajustamento é a ocorrência de situações de muito baixa eficácia no processo de conversão de energia solar em energia eléctrica. Não são tão infrequentes como se pode julgar e é algo que deveria ser melhor acautelado.
    Grato pela atenção.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Tenho os aparelhos mais “antigos” da Eot e o mais “moderno” da porta Han. Todos fazem a mesma função, ligados em locais diferentes. Um mede o painel, outro a casa :total) e o da porta Han. Na página deles tem cada um deles.

      Responder
    • Alberto Pereira

      Procure, se assim entender, na internet um aparelho que se chama Shelly EM. Com este aparelho e mais 2 pinças, pode medir o consumo total gasto de energia (com uma pinça) e a energia produzida caso tenha painel fotovoltaico (com a segunda pinça). Tenho um instalado no meu quadro elétrico, vejo o consumo instantâneo, diário, mensal e anual pela aplicação do aparelho que está ligado á internet. Estou a registar os consumos para não ser burlado e comprar a quantidade certa de paineis (potência adequada ao meu caso).

      Responder
      • Antonio Manuel Simões Martins Correia

        Bom dia :
        Em campanha da EDP solar ,foram instalados 3 paineis LG black ( queriam 6 ,mas eu não nasci ontem,mas em 1951!e lidei diáriamente com muito homo sapiens). Registo confirmado na DGEG em 1/5/2021 para auto consumo e produção para injecção na rede (EDP). No decorrer do processo recebi email da E-redes (nome novo da EDP distribuição) informar que ,como já dispunha de contador evoluido ( desde a integração da cidade de Évora no programa inovcity) , o tinham programado com êxito para a função bi-direccional ,com a mais recente parametrização de dados a cada 15 ‘.
        SÓ QUE…. logo a primeira factura não reflectia nada disso,apenas a mudança de tarifa bi-horária para tarifa simples,exigida pelo sistema .A segunda factura na mesma,ambas com valores semelhantes ao habitual,em nada reflectindo a poupança esperada,em especial porque ainda acrescem as prestações mensais,sem juros,dos painéis (campanha EDP).Reclamei junto da KWE,empresa recentemente associada à EDP,Após contactos sem sucesso ao lon go de mês e meio.,em 12/7 recebi informação do backoffice de que tinham apresentado as reclamações a EDP comercial. Após 1 semana recebo,do nada ,um sms da E-redes a confirmar agedamento de visita técnica para dia 27/7.
        Pedi esclarecimento telefónico,e fui informado que o contador-previamente programado e certificado para o efeito- afinal tem que ser substituido por novo,pois não parametriza os dados. Resumindo,há quase 3 meses a injectar energia na rede sem compensação e foi necessário algum estudo do assunto e reclamação para se aperceberem disso(! ?). E quem não sabe,que é como quem não vê? Questionei a responsabilidade ,que a assistente da E-redes endossou para a EDP comercial ( com irmãs destas não precisam de inimigos,fica tudo em familia) . Já enviei mail à KWE ,empresa na origem desta contratação,a reclamar e informar que não pago mais facturs nem prestação de paineis enquanto não estiver tudo rectificado com compensação da energia injectada e não contabilizada.Dei 24 horas para uma resposta inicial,se não for contactado sequer desligo o quadro especifico dos paineis até um contacto ou até visita tecnica.Posso fazer mais alguma coisa?Agradeço o vosso aconselhamento. (tmv 916 751 001) Cumprimentos

        Responder
        • Pedro Andersson

          Olá. Queixa num centro de arbitragem de conflitos de consumo, por exemplo. Mas uma pergunta. A que propósito é que não pode ter tarifa bi-horaria?! Quem tem painéis e bi horário pode poupar o dobro…

          Responder
    • Alberto Pereira

      No último mês, em média, tenho consumido cerca de 350W por cada hora entre as 8H e as 18H. Assim estou a pensar comprar um painel de 350W ou 2… Para cobrir os picos que possa ter, já que é a média. Á noite, com todos em casa, a média já é maior, mas ai não há nada a fazer… Com este parelho também já cheguei á conclusão que não preciso dos 6.9kva que tenho instalados na minha moradia, ainda não vi nenhum pico chegar aos 5.75kva que é a potência abaixo. Mas de vez enquanto lá chega aos 4.6kva que é a outra potência ainda mais abaixo.

      Responder
  3. José Cunha

    Boa tarde SR. Pedro.
    Diz ter pago à quatro anos, € 620,00 por um painel com instalação + extras, e diz que foi caro comparado com os preços actuais.!? Das duas uma, ou não está a par dos preços actuais, ou algo de errado se passa com a informação que pretende passar. Considerando que a EDP me está a pedir € 1830,00 por dois paineis com instalação, que poderá ter custos para mim, caso o técnico assim o entenda.
    Cumprimentos,
    José Cunha

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá José. Esses preços são absurdamente caros. Compare com empresas pequenas da sua cidade. Abraço.

      Responder
    • João Martins

      Boa tarde caro José Cunha,
      Estou a pensar colocar 2 painéis da EDP Gama Premium com 25 anos de garantia potencia nominal 350wp e pelo que me foi dito toda a instalação é gratuita. Que custos fala que possam estar associados e que estejam a ser ocultados pela EDP ?

      Agradeço antecipadamente.

      Responder
  4. josé marques bau

    Pela a análise que uma empresa me fez, não compensa meter painéis solares em habitações individuais, pois fica muito caro e só compensaria se o material tivesse uma duração de 20 anos sem qualquer manutenção.

    Responder
  5. Alberto Pereira

    Bom dia Sr. Pedro Andersson!

    É possível mostrar um gráfico (ou algo parecido) com pelo menos 1 dia da produção do seu painel de 275w que relacione as horas com a produção? Para termos uma ideia de quanto produz um painel desses quando o sol começa a bater no painel, quando está no pico, e quando está a chegar ao fim do dia. Para também se ter uma ideia de quantas horas o painel produz. Já sei que um dia de verão não é igual a um de inverno, ou um dia de sol com um dia de chuva, mas era só para ter uma ideia. Acha possível? Obrigado pelo tempo despendido. E obrigado pela ajuda que tem dado a todos nós. Bom trabalho!!!

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. De vez em quando coloco esse gráfico que refere no balanço de alguns meses. Procure por exemplo nos meses de verao do ano passado onde mostro alguns dias perfeitos. Abraço

      Responder
      • Alberto Pereira

        Obrigado! Já dá para ter uma ideia… Painel de 250W produzem sensivelmente “apenas” 200W de produção… Pensei que fosse menos diferença…

        Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.