ELETRICIDADE | Qual é a empresa mais barata neste momento? (Abril 2024)

Escrito por Pedro Andersson

02.04.24

}
5 min de leitura

Publicidade

Os indexados continuam a ser os tarifários mais baratos (de longe)

Os tarifários indexados continuam muito baixos. Em março, houve vários dias em que o preço da eletricidade no mercado grossista esteve a zero ou quase. Como sabe, este tipo de tarifários (que muitas empresas têm) consiste em você pagar o preço a que as empresas compram a eletricidade + uma pequena margem de lucro que varia de empresa para empresa. Umas fazem a média do mês anterior, outras usam a fórmula do preço da eletricidade hora a hora. Tem de perguntar.

Veja aqui o gráfico dos preços do OMIE (preços do mercado ibérico de eletricidade) em março. Como pode ver, em vários dias quase não pagou nada.

Se é daquelas pessoas que não se importa de andar sempre em cima do melhor preço, continua a ser de aproveitar. Como verá no gráfico que acabei de fazer, está quase 3 vezes mais barato do que nas maiores empresas de eletricidade em Portugal, nomeadamente a EDP. Em março, ficou nos 7 cêntimos por kWh (atenção que deve ver também o preço da potência contratada, que varia de empresa para empresa).

Não se iluda: há preços muto diferentes entre empresas. Só está na mais cara se quiser.

Compare os preços na sua fatura com os preços da concorrência que apresentarei neste artigo. E mude se confirmar que vai pagar menos pelo kWh (e já agora, também pela potência contratada).

Fixo ou indexado?

Para quem não sabe, há dois tipos de tarifário: fixo (em que sabe o preço do kWh e que é igual o ano inteiro) e o indexado (em que o preço varia todos os meses para cima ou para baixo, conforme o preço da eletricidade no mercado ibérico). Este mês pode ser ótimo, e no mês seguinte não. Tem de saber sair quando já não compensar. Neste momento, compensa bastante.

Devo avisar que o tarifário indexado não é para qualquer pessoa. É só para aqueles que estão sempre atentos ao que se passa no mercado da eletricidade. E que estão disponíveis para mudar de empresa outra vez, assim que encontrarem mais barato.

Se não sabe o que é um tarifário indexado de eletricidade, leia este artigo.

VÍDEO | Poupança de 50% na eletricidade com os tarifários indexados

Esta é a média de Março. Na imagem a seguir a esta, tem o preço com a fórmula da Luzboa, que é a única que conheço em detalhe.

Seja qual for a sua situação, tente renegociar os preços primeiro junto da sua própria empresa. Quase todas as empresas fazem isso, se ameaçar mudar de empresa e mostrar que há preços mais baixos na concorrência.

Ligou para o apoio ao cliente… baixou o preço da eletricidade 16% (Um caso prático)

Como pode ver a seguir, com os dados do simulador da ERSE no início de março, há muitas empresas mais baratas do que a SU Eletricidade. A Galp baixou bastante os preços este mês. A EDP – que é a que tem mais clientes – é atualmente das mais caras (manteve o mesmo preço, nos 18,6 cêntimos/kWh). Avalie se não consegue encontrar um preço mais barato. Atenção que os valores do simulador da ERSE podem não corresponder aos preços que tem na sua fatura ou que lhe possam fazer quando ligar para o apoio ao cliente.

NOTA: Nesta minha pesquisa retirei todos os critérios de ofertas para novos clientes e ofertas condicionadas. Por exemplo, a Coopérnico e outras têm bons preços, mas obriga a ser associado ou a aderir a produtos ou serviços. Faça a sua própria simulação na ERSE.

Não se esqueça de que – quando comparar empresas – deve levar em conta também o preço da potência contratada. Pode alterar estas contas, sobretudo para quem tem consumos muito baixos. Mas continuo a insistir que, na minha opinião, deve levar em conta sobretudo o preço do kWh como critério principal, porque é o que mais pesa na fatura.

Se estão no indexado, mudem só quando tiverem um kWh mais barato noutra empresa. Se não quiser andar a fazer contas, tem pelo menos 4 opções para escolher (Galp, Alfa, Plenitude, Goldenergy/ACP, Repsol, Endesa e outras). Aí deve entrar em consideração o preço da Potência contratada e outros descontos que lhe interessem. Este comparativo não tem todas as empresas: há mais algumas empresas pequenas e pouco conhecidas com preços abaixo do mercado regulado (SU Eletricidade). Use o simulador da ERSE e veja todas. São mais de 20.

Para encontrar as empresas que têm tarifários mais baratos use o simulador da ERSE ou pesquise no Google “tarifários eletricidade”, contacte as empresas e compare o preço do kWh que está a pagar na sua fatura com os preços que lhe oferecerem. São elas que tratam da passagem da sua empresa atual para a nova. Não tem de fazer nada. Não tenho ligação a nenhuma empresa. Você escolhe a que quiser. Neste vídeo explico como se faz.

Se quiser poupar, tem de estar atento e ser uma pessoa informada. E agir com rapidez assim que encontrar mais barato. Pode poupar muitas dezenas ou até centenas de euros por ano, conforme os seus consumos. Não se esqueça que a eletricidade não tem marca. É toda igual. 


Um livro com 5 passos simples que vão mudar a sua vida

Finalmente, um livro que ensina tudo o que a Escola, o Estado e as famílias não ensinam sobre Dinheiro. Em apenas 5 passos, tem o caminho com a estratégia mais eficaz para criar riqueza com o seu salário.

   

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

PPR | Quanto estou a ganhar (ou a perder) com os meus PPR (Junho de 2024)

Vale a pena fazer um PPR como investimento? (Mês #44) Junho voltou a bater o recorde de mais-valias na soma dos meus 10 PPR. Até ao momento tenho uma valorização média de 12%. Naturalmente, cada um dos PPR tem um desemprenho diferente. Tenho dois que ainda estão...

Famílias carenciadas vão receber um cartão com dinheiro em vez de cabaz alimentar

Cabaz Alimentar passa a cartão com dinheiro É uma questão de dignidade, diz o Governo. Até agora, as famílias identificadas pela Segurança Social como carenciadas recebiam um cabaz alimentar físico (com mantimentos para um mês) mas nem sempre esses bens eram o que a...

PodTEXT | Vou ter de pagar 20 mil€ de IRS e não estava à espera. O que faço?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (15 a 21 de julho)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

TOP 10 | Qual a marca de COMBUSTÍVEIS mais barata esta semana? (8 a 14 de julho)

Quem subiu e quem desceu os preços esta semana A ERSE definiu para esta semana como preço eficiente (que traduzo livremente por preço "justo") uma subida de 1 cêntimo/l no gasóleo simples e de 1,3 cêntimos na gasolina simples. Abaixo tem os preços que as várias marcas...

160 mil idosos podem receber pelo menos 600 € de reforma – Tem direito? (Vídeo)

Reforma mínima de 600 € e medicamentos grátis Mais de 160 mil idosos com reformas baixas podem passar a receber pelo menos 600 euros por mês e a ter medicamentos grátis na farmácia. Na reportagem desta semana do Contas-poupança, explicamos-lhe como funciona o...

PodTEXT | Uma dica para descobrir onde anda a desperdiçar dinheiro

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

Inflação caiu para 2,8% em junho

O Instituto Nacional de Estatística (INE) confirmou esta quarta-feira que a taxa de inflação homóloga foi de 2,8% no passado mês de junho. Trata-se de um abrandamento face ao mês de maio, altura em que os preços dos hotéis dispararam devido aos dois concertos de...

Publicidade

Artigos relacionados

60 Comentários

  1. Sérgio

    Excelente artigo como sempre. Infelizmente o mercado indexado não é uma opção no meu caso. Mas tenho um bom preço na Endesa. Se alguém quiser poupar por aderir ao meu plano amigo, aqui fica o código: xxxxxxxx

    Responder
  2. Afonso Solva

    Há 3 tipos de tarifários, fixos, indexados e dinâmicos. Os dinâmicos calculam o preço hora a hora, permitindo ao cliente ajustar os seus consumos para as horas mais económicas e assim baixar ainda mais a fatura face aos indexados que aplicam a média das horas do mês ao consumo do cliente.
    Já existem comercializadores com tarifários dinâmicos. A copernico e a MEO Energia por exemplo

    Responder
    • Hugo Barata

      Boa noite. Convém referir que a possibilidade de os tarifários dinâmicos permitirem o pleno dessa utilização regrada da energia, nas horas mais económicas, dependerá dos comercializadores terem acesso à informação dos diagramas de carga da geração de contadores inteligentes. Tenho a ideia de que nem todos os contadores inteligentes já estarão a disponibilizar esta informação (é possível validar esta informação no site da e-redes, após realização do respetivo registo). Por outro lado, como já referido por por alguém neste espaço, existirá a dúvida sobre a disponibilização desta informação, com esta cadência, por parte da e-redes aos comercializadores.

      Responder
      • Luis Oliveira

        Encontro sempre sinais de incompetência nestes artigos. O autor é uma pessoa muito arrogante e distraída.

        Basta olhar para a legenda do primeiro gráfico. Não será ” Cêntimos/Kwh” em vez de “KWh/Cêntimo”?

        Responder
        • Pedro Andersson

          Olá. Como não quero ser arrogante e distraído, no próximo artigo já estará corrigido. Muito obrigado por estar sempre atento. Prezo muito todas as críticas que me permitam melhorar 🙂

          Responder
    • Eu por aqui

      Atenção mas é a formula de calculo, que pode sair bem mais caro.
      No caso da MEO Energia

      https://conteudos.meo.pt/meoenergia/Documentos/formula-calculo-preco-tarifa-variavel-meo-energia.pdf

      PENERGIA = (POMIE + K) x (1+FP) + TAR

      O K são 0,026€ [CARISSIMO]

      Com o POMIE a 0€ o valor cobrado são 0,0666€
      Com o POMIE a 10€ o valor cobrado são 0,0781€
      Com o POMIE a 19,26€ que foi a media do mês de Março dá 0,0889€

      Agora imagina à noite quando o valor sobe lá para cima.

      Responder
    • Tania Beldade

      Gostaria de saber se com a Endesa resultaria este tipo de facturação indexzada ? Obrigada

      Responder
  3. César Esteves

    Boa noite
    Sou um fã do seu blog e livro (último) dos quais já tirei proveito várias vezes. Tenho uma pedido, gostaria que explicasse ( como se fosse para b… ) como se chega ao preço de 0,072€ o kw, não consigo chegar lá adicionando as várias parcelas.
    Obrigado

    Responder
    • Eu por aqui

      (OMIE kWh + Desvios ) x Perdas x FA + Margem + TAR + Ajuste MIBEL

      Responder
  4. Jorge Santos

    Boa tarde,
    As operadoras com energia indexada tem no contrato períodos de 12 meses de fidelidade e renovação automática por períodos iguais, não podendo trocar de companhia em qualquer altura que desejar.
    Obrigado

    Responder
    • Leandro ortiz

      Inventou isso agora ? Luzboa não tem isto

      Responder
    • António Alves

      O que afirma (não pergunta), ou é desinformação ou mesmo o ato de mentir.

      Responder
    • Jorge

      Isso não está correcto, pelo menos da luzboa, não é assim. Sei pq tenho contrato com eles, posso sair quando quiser.

      Responder
    • Marlene Baptista

      Olá tenho tarifa social se alterar operadora, perco a tarifa ou mantém?
      Obrigada

      Responder
    • Nuno

      Não, não têm. Ou pelo menos têm tarifários sem qualquer fidelização. Pelo menos nas 4 mais baratas do mercado.

      Responder
    • Antonio Jose Oliveira C. Martelo

      Obrigado pela partilha.
      Cumprimentos
      António

      Responder
    • Afonso

      Parabéns bom Excel.
      Após ver o estado da nação estou inclinado para a Luzboa indexado, nunca estive no mercado indexado acho que esta na altura de experimentar.
      Penso que o preço mais baixo atual esta ligado ás barragens estarem cheias e precisam de descarregar regularmente, a questão é como isto funcionará no verão, o preço irá subir muito (sem usar as barragens)?

      Responder
  5. Paulo Correia

    Caro Pedro Andersson, não chegou a responder às minhas questões que deixei num comentário à publicação de Fevereiro, pelo que deixo aqui novamente, na esperança de obter o seu feedback.

    depois de ver as suas publicações relativamente aos custos da energia (muito úteis), resolvi aderir ao mercado indexado de eletricidade através da Repsol que era o meu atual comercializador de energia. Em Abril de 2023 quando efetuei o pedido de alteração de tarifa à Repsol, indicaram-me que teria que validar junto da E-Redes que o meu contador estava habilitado a fornecer as leituras de 15 em 15 minutos. Fiz de imediato essa validação apesar da Repsol ter demorado cerca de um mês para efetuar a mudança de tarifário, que aconteceu em meados de Maio de 2023. A partir dessa data e uma vez que pensei que ia ser faturado em função do meu consumo de 15 em 15 minutos, passei a acompanhar os gráficos diários no site da OMIE com o custo da eletricidade no mercado português e comecei a concentrar os consumos no período em que a energia era mais barata. No final do ano de 2023 início de 2024 houve como houve aumentos nos termos fixos fui verificar a minha fatura e achei que o valor da eletricidade consumida não estava com um valor tão baixo como eu achava que deveria estar, por isso questionei a Repsol. Até hoje, e já passaram 3 meses, ainda não consegui obter uma resposta clara sobre a forma como processam o cálculo da faturação. Entretanto questionei a E-Redes e após muitas insistências confirmaram que para os particulares que não têm painéis solares, não fornecem aos distribuidores de energia, os consumos de 15 em 15 minutos, apenas fornecem uma vez por dia, por volta da meia noite, as três leituras do contador Vazio, Ponta e Cheias. Imagino que o distribuidor obtém o consumo do dia por diferença com a leitura do dia anterior. Assim sendo é completamente irrelevante ter mudado os hábitos de consumo tentando concentrar os maiores consumos nos horários em que a energia está mais barata. Perante este fato resta-me apenas questionar:
    – Sabia que a E-Redes funcionava desta forma e só enviava as leituras uma vez por dia para os Comercializadores?
    – Do lado dos Comercializadores, nomeadamente a Repsol, se não recebem a informação detalhada, não é possível calcularem a faturação de forma correta aos clientes, mas também não devem estar interessados nisso porque não informam corretamente o processo. Tinha conhecimento de que o funcionamento era este?
    Naturalmente que não vi tudo o que escreveu sobre o tema, mas tenho ideia que nunca vi estas questões abordadas nos seus artigos em que incentiva as pessoas a mudar para a tarifa indexada de energia. Acho que era importante a sua ajuda para tentar clarificar junto dos comercializadores, nomeadamente a Repsol, qual o correto funcionamento deste produto que comercializam, para que as pessoas no momento da contratação, saibam exatamente o que esperar.
    Obrigado.

    Responder
    • Marco Lopes

      É uma excelente pergunta!

      Se os contadores comunicam a cada 15 minutos, mas os comercializadores apenas são informados UMA (ou duas?) vezes por dia, de nada adiantam tarifários em “tempo real”…

      De qualquer forma, será sempre possível efectuar um controle “diário”, o que já não é nada mau!

      Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Não tinha visto a sua mensagem anterior. Confesso que nunca tinha sido alertado para essa questão. Não sabia e vou tentar averiguar essa situação assim que tiver oportunidade.

      Responder
      • Paulo Correia

        Obrigado pelo feedback. Acho mesmo importante ajudar a esclarecer este tema porque tive muita dificuldade em obter o esclarecimento da e-redes, e do lado do comercializador Repsol estou à vários meses a tentar obter esse esclarecimento e até agora ainda não consegui.

        Responder
        • Pedro

          Como se chega ao valor de 1.1581 de perdas?
          Pelos valores publicados pela ERSE não consigo lá chegar.
          Obrigado pela ajuda.

          Responder
          • Pedro Andersson

            Olá. Foi-me dito pela Luzboa. Foram muito transparentes ao ceder todos os dados sem complicações.

    • Nuno

      Falo do meu caso e do que sei.
      Não tenho painéis solares e o meu contador faz leituras de 15 em 15 minutos.
      A minha operadora de eletricidade tem um tarifário indexado que me cobra todos os kWh ao preço médio do dia. É assim o tarifário.
      Já tive noutras empresas onde o tarifário indexado era cobrado ao valor do momento. Abandonei porque era mais barato quando não estava em casa e é mais barato pagar a média do dia do que o preço atual ao minuto.
      O tarifário que tem cobra com base no consumo a cada 15 minutos ou com base no valor médio ao dia?

      Responder
  6. Jota

    Olá Pedro,
    O título deste gráfico devia ser Cêntimos/Kwh e não como está, não é verdade?
    Cumprimentos

    Responder
    • Vítor costa

      A Yes energy é a segunda na Erse (imagem) e nem no grafico aparece, não estou a entender

      Responder
      • Nuno

        Eu explico. A Yes Energy aparece na imagem em 2⁰ lugar com o tarifário indexado pelo que no gráfico aparece como a oferta mais barata.
        Estão todas agrupadas como “Indexado”
        Não precisa de agradecer…

        Responder
  7. Orlando Lopes

    Bem eu estou descontente com a Endesa INDEXADA BI-HORARIO SEMANAL pois eles tem custos sobre custos uma media de OMIE de 0.01837 se fosse a pagar seria de 25 euros a fatura com esses dados da LUZBOA mas os custos sobre custos e custos de gestao imaginem so para onde foi 70 euros isto no mes que passou pode se dizer como estava no fixo anteriormente foi so mudar. Se é como diz na LuzBoa seria essa media de 0,07 esta deve rondar a media de 0,17 ja que paguei no fixo com alguns descontos perto dos 0,17 para ver quase nem compensou os gananciosos tem sempre todo a mao de semear fica aqui o meu exemplo para quem quiser mudar para a Endesa INDEXADO (tem designaçoes como outros custos e custos e mais custos de gestao nestes forma mais de 70 % da fatura) pouca vergonha ja reclamei mas tambem ja mudei pode ser que na Luzboa tenha menos custos.

    Responder
    • Nuno

      Então e as TAR que se pagam em todos os tarifários de todas as operadoras não contam? Falta esse valor aí na média da OMIE…

      Responder
      • Orlando Lopes

        claro ja inclui isso ai com os valores da LUZ BOA seria esses 25 euros sem as taras ia para 15 euros e picos

        Responder
    • Eu por aqui

      É verdade Orlando.

      O que acontece é que a ERSE obrigou a todos os operadores terem oferta indexada. O que acontece é que os operadores tradicionais interessa-lhes a oferta fixa e não indexada, dai fazerem uma formula de calculo cara.
      è o que se passa na Endesa
      A Endesa tem um valor fixo para os custos de 0,10€ (inclui a Taxa Acesso às Redes, os Custos, as Perdas e a MARGEM DE LUCRO) ao que depois junta o valor do OMIE.
      O valor de 0,10€ é o dobro dos operadores indexados mais baratos que este mês cobram valores próximos dos 0,05€.
      https://www.endesa.pt/dam/jcr:9189ca5b-7b46-4350-957b-b2eb97871fe7/endesa-tarifa-indexada-simples&bihoraria-anexo-precos.pdf

      O melhor mesmo é saber a formula de calculo da operadora e comparar com outros operadores.

      Responder
  8. Nuno

    Na minha opinião, pagar mais do dobro na EDP só faria sentido se tivéssemos benefícios de mais de metade do valor. Dificilmente acredito que quem paga 100€ na EDP tenha 60€ de benefícios que justifiquem não pagar 40€ no indexado…

    Responder
    • Vítor costa

      A Yes energy é a segunda na Erse (imagem) e nem no grafico aparece, não estou a entender

      Responder
  9. Tiago Silva

    Este mês, tive electricidade a 0,036€ na Luzboa!
    Mudei para o indexado em jul2023 e pena não ter sido mais cedo. Poupei muito até hoje.

    Responder
  10. Pedro

    Boa tarde

    Aderi em março à Plenitude (tarifa fácil). Não faz este fornecedor parte da oferta indexada?

    Responder
    • Marco

      Essa empresa tem oferta fixa e indexada. A “tarifa fácil” é fixa, a “tarifa tendência” é indexada.

      Responder
    • eu por aqui

      A tarifa fácil é uma tarifa fixa mensal, igual à oferta dos operadores conhecidos à anos no mercado.
      A tarifa tendência é que é a indexada, muda o valor todos os meses.

      Se devia mudar para a tarifa tendência, eu diria que sim, até porque a previsão é para se manter baixa nos próximos tempos, abaixo dos 0.12€ que paga na tarifa fácil.
      Estive a ver a formula de calculo do site e parece-me os valores cobrados baixos e aceitáveis, apesar de não saber o valor a que chamam GDO’s

      O valor mensal do preço da energia é calculado por períodos, através da seguinte fórmula:

      (OMIE + CGS + GDOs) * Perdas + Fee + TAR

      OMIE= Preço do mercado diário (OMIE)
      CGS = Corresponde à soma dos custos de gestão do sistema da REN com os custos de desvio a pagar por todos os comercializadores de eletricidade, a que acresce o valor de 0,003 €/kWh.
      GDOs = Custo das garantias de origem publicadas na plataforma http://www.montelnews.com.
      Perdas = Perfil de perdas da rede de distribuição, com base no perfil de perdas regulado pela ERSE. [ multiplicar por 1,1581 ]
      Fee = margem comercial da Plenitude, estabelecida para o preço indexado. [ 0.008€ ]
      TAR = Custos de acesso às redes, atualizando-se nos termos do Regulamento Tarifário. [ 0,0365€ ]

      Responder
    • eu por aqui

      A tarifa fácil é uma tarifa fixa mensal, igual à oferta dos operadores conhecidos à anos no mercado.
      A tarifa tendência é que é a indexada, muda o valor todos os meses.

      Se devia mudar para a tarifa tendência, eu diria que sim, até porque a previsão é para se manter baixa nos próximos tempos, abaixo dos 0.12€ que paga na tarifa fácil.
      Estive a ver a formula de calculo do site e parece-me os valores cobrados baixos e aceitáveis, apesar de não saber o valor a que chamam GDO’s

      O valor mensal do preço da energia é calculado por períodos, através da seguinte fórmula:

      (OMIE + CGS + GDOs) * Perdas + Fee + TAR

      OMIE= Preço do mercado diário (OMIE)
      CGS = Corresponde à soma dos custos de gestão do sistema da REN com os custos de desvio a pagar por todos os comercializadores de eletricidade, a que acresce o valor de 0,003 €/kWh.
      GDOs = Custo das garantias de origem publicadas na plataforma http://www.montelnews.com.
      Perdas = Perfil de perdas da rede de distribuição, com base no perfil de perdas regulado pela ERSE. [ multiplicar por 1,1581 ]
      Fee = margem comercial da Plenitude, estabelecida para o preço indexado. [ 0.008€ ]

      Responder
  11. Paulo

    Estou na LuzBoa e ao ler melhor a factura, verifiquei que cobraram o “acesso às redes”.
    Ora na fórmula que eles disponibilizam e que também está aqui no site, já está incluída no valor final por KWh a TAR.
    Estou a ver/perceber mal?

    Responder
  12. Sónia

    Boa tarde quero mudar para a LUZBOA indexado, qual o plano que escolho na adesão online? Obrigada

    Responder
    • Marco

      BTN SPOTDEF

      Responder
  13. josé

    Boa tarde,

    Confrontei-me agora com a seguinte situação:
    No fixo, existem empresas em que há a acrescentar ao preço anunciado, o preço de tarifa acesso às redes (0,0365), enquanto outras já vem integrado no preço anunciado. Isso, naturalmente, faz toda a diferença e há que contabilizar também esta situação. Alguém mais experiente pode-me confirmar que está correcta a minha constatação.
    Obrgado!

    Responder
    • Marco

      Há um grupo de facebook chamado “Tarifas energia Portugal” onde as pessoas costumam partilhar as suas faturas e pelo que vi, quando andava à procura do melhor tarifário para mim, a generalidade das empresas até é “honesta” e inclui as tarifas de acesso (TAR) nos preços anunciados nos sites. A diferença é nas faturas, em que algumas empresas apenas apresentam o preço final da energia e potência, enquanto outras discriminam entre o preço da energia e da potência e as respetivas TAR. Ainda assim, na dúvida pode e deve sempre perguntar à empresa.

      Responder
  14. josé

    Boa tarde,

    Confrontei-me agora com a seguinte situação:
    No fixo, existem empresas em que há a acrescentar ao preço anunciado, o preço de tarifa acesso às redes (0,0365), enquanto outras já vem integrado no preço anunciado. Isso, naturalmente, faz toda a diferença e há que contabilizar também esta situação. Alguém mais experiente pode-me confirmar que está correcta a minha constatação.
    Obrgado!

    Responder
    • Eu por aqui

      Sim há empresas que separam os valores de acesso as redes definido pela ERSE dos valor da restante formula de calculo do indexado.
      Mas para comparar deve-se juntar os dois valores.

      No caso da Ibelectra também separa da potencia, cobrando somente 0,015€/dia do valor definido pela ERSE para a potencia/dia

      Responder
  15. João Nazário

    Boa tarde

    A margem da LuzBoa não passou de 0.005 para 0.0065 ?

    Responder
    • Eu por aqui

      não

      Esse é o valor dos Custos de operação e gestão do sistema (valor de 0.0065 €/kWh);

      A Margem de lucro é 5€ Mega Wh que dá 0,005€/kWh

      Está no site
      https://luzboa.pt/tarifas/domestico/1

      Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Responderam-me que não. Mantém-se nos 0,005

      Responder
  16. José Santos

    Fiz agora a simulação no site da Galp e os preços são muito acima dos que aparecem no simulador da ERSE, tenham atenção antes de finalizar a adesão.

    Responder
  17. Pedro Miguel da Silva Lourenco

    Descrição De Até Quantidade Unidade Preço Valor Iva

    Energia ativa simples medido (0-120) 01-03-2024 05-04-2024 120 Kwh 0,03146€ 3,78€ 6%
    Energia ativa simples medido (» 120) 01-03-2024 05-04-2024 140 Kwh 0,03146€ 4,40€ 23%
    Energia ativa simples (Acesso às Redes) medido (0-120) 01-03-2024 05-04-2024 120 Kwh 0,0365€ 4,38€ 6%
    Energia ativa simples (Acesso às Redes) medido (» 120) 01-03-2024 05-04-2024 140 Kwh 0,0365€ 5,11€ 23%
    Potência Contratada – Dia 5.75 Kva 01-03-2024 05-04-2024 36 Dias 0,05€ 1,80€ 23%
    Potência Contratada (Dia – Acesso às Redes) 5.75 Kva 01-03-2024 05-04-2024 36 Dias 0,2139€ 7,70€ 23%
    Imposto Especial Consumo medido 01-03-2024 05-04-2024 260 Kwh 0,001€ 0,26€ 23%
    Taxa DGEG 01-03-2024 05-04-2024 2 Mês 0,07€ 0,14€ 23%
    Contribuição audiovisual 01-03-2024 05-04-2024 2 Mês 2,85€ 5,70€ 6%

    Subtotal 33,27€
    Iva 23% 19,41×23% 4,46€
    Iva 6% 13,86×6% 0,86€
    Total Faturado 38,56€

    Esta foi a minha primeira fatura da Ibelectra, antes estava na SUEletricidade, poupei nesta fatura 24,42€, se ainda estivesse na SUEletricidade a fatura seria de 62,98€, enquanto for assim, não mais saiu do indexado. Mas atenção têm que se andar em cima dos preços.

    Responder
  18. Sofia M.

    Olá,

    Entrei no site da OMIE para tentar entender tanto gráfico. Mudando para o Indexado, como posso acompanhar de uma forma clara o valor por KW sem ter de fazer milhões de cálculos e formulas?

    Obrigada

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Pode acompanhar o contas-poupança aqui nesta página. Na primeira semana de cada mês faço essa conta para vocês.

      Responder
    • Marco Filipe

      Boa noite,
      Sr. Pedro, qual a diferença no cálculo/conta para determinar o valor do kwh para o mercado indexado das empresas LuzIGas e Ibelectra?

      Responder
      • Pedro Andersson

        Olá. Terá de perguntar à ibelectra qual é a fórmula. Só tenho a da Luzboa.

        Responder
  19. Vitor Machado

    Caro Pedro Andersson,

    A tarifa kWh da GoldEnergy ACP neste momento está a 0.1225, ao contrário do gráfico onde aparece com cerca a 0.1360.

    Cumprimentos e continuação do excelente trabalho

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.