VÍDEO – Evite centenas ou milhares de euros de fatura de telemóvel

Evite ser enganado na fatura do telemóvel

Há casos de dezenas de euros por mês e até um caso de uma fatura astronómica de 5 mil euros apenas num mês por causa do WAP Billing. Isto pode acontecer a quem navega em páginas desconhecidas e procura jogos, toques de telemóvel, fotos ou simplesmente navega na internet. Ninguém está realmente seguro.

WAP quê?

WAP Billing é uma técnica de compra na internet em que clicando numa foto ou num link automaticamente estamos a subscrever um serviço qualquer que nos cobra 2, 3 ou 4 euros POR SEMANA quase sem darmos por isso. Às vezes recebemos um SMS, outra vezes não recebemos nada e só damos por isso quando recebemos a fatura no fim do mês e, se formos mais distraídos, ao fim de vários meses.

Uma criança subscreveu um jogo na internet que cobrava no telemóvel da mãe 49,5 € POR DIA cada vez que jogava. A fatura chegou quase aos 5 mil euros.

Como evitar?

Barre imediatamente este tipo de serviços (WAP Billing), contactando já hoje a sua operadora de telemóvel. Se o funcionário não souber o que é isto, explique que são aqueles serviços que cobram 3 ou 4 euros por semana por jogos ou toques de telemóvel e afins.

Isto é especialmente importante se tem filhos menores. Barre já antes que tenha um dia uma surpresa. Eu tive! E fiquei a arder. Só me devolveram 3 dos 6 meses que estive a pagar sem saber.

ATENÇÃO aos pré-pagos

É que normalmente não recebe nenhuma fatura detalhada. Por exemplo, para controlar os gastos do meu filho que tem 13 anos teria de ir à internet e só lá estão os movimentos financeiros do mês passado. Para trás não tem nada. Isto parece-me grave e ainda vou tentar resolver isto. Ele bem me dizia que precisava de mais saldo porque já não conseguia fazer chamadas. Pudera! O jogo consumia mais do que eu lá punha todos os meses… Foi assim que nasceu esta reportagem.

Se quiser pode vê-la ou revê-la aqui:

http://sicnoticias.sapo.pt/programas/contaspoupanca/2017-10-04-Fatura-de-5-mil-euros-de-telemovel-por-servicos-que-nao-pediu–Saiba-como-resolver

Sim, o problema não é novo

Este problema já é conhecido e muitas pessoas já passaram por isto, mas o que me surpreendeu é que o problema continua e parece que ninguém faz nada para o resolver. Concordo com a DECO quando dizem (na reportagem) que a lei deve ser alterada para incluir estes serviços nos serviços barrados por defeito nos telemóveis e tablets.

Claro que fazer isso vai tirar dinheiro às operadoras, mas evitam-se confusões desnecessárias com os clientes. Este tipo de situações quebra a confiança entre os clientes e as operadoras, quando estas aceitam cobrar serviços que são obtidos de forma fraudulenta ou inconsciente.

Vejam as faturas dos filhos menores e dos familiares mais idosos

Fica o alerta! assim que puderem, confirmem que nas faturas de todos da família não andam a cobrar estes valores esquisitos.

Olhem que ao fim do ano são centenas de euros que voam e não se sabe para onde. Muitas destas empresas nem existem na União Europeia, sabe-se lá para onde vai o seu dinheiro que lhe custa tanto a ganhar. É que nem proveito tem do que está a gastar.

Já se registou na nossa Newsletter? É só ir à página inicial do Contas-poupança e colocar o seu e-mail. Receberá uma newsletter com todos os artigos da semana e uma dica exclusiva.

 



5 comentários em “VÍDEO – Evite centenas ou milhares de euros de fatura de telemóvel

  1. TiagoF Reply

    Vi a reportagem no dia 4 de Outubro, e não sei porque razão recebi a seguinte sms à minutos:
    “INFO: Voce esta subscrito no servico Kama por 3,99Eur/sem (IVA incl) Info: 8081022000, f.kama.pt, ajuda@neomobile.com
    Já fui à área de cliente da Meo, e já me tiraram os 3,99€!
    Vou apresentar reclamação à MEO, e solicitar o barramento desses serviços.

  2. Vitor Daniel Reply

    “Detectado comentário duplicado; parece que já disse isso!”
    Pois ja…

  3. Rosa Medeiros medeiros Reply

    Não só as crianças são vítimas. Estava vendo cortes de cabelo para mulhetes no facebook… clicando de página em página e no movimento repetitivo de mudar de página sem dar conta estava aceitando subscrição . É feito com tal subtileza que quando conta já fomos apanhados .

  4. Miguel Batista Reply

    Excelente artigo!
    Para mim esse artigo já não me vale de muito, porque acabei de ser enganado exatamente como supra descrito, mas certamente é muito válido para outros… O que me revolta e que me deixa cheio de interrogações, é que nos burlam à vista nua das autoridades, essa a quem lhe compete a regulação de serviços de comunicações, e nada fazem…
    Completa desonestidade

  5. Vitor Daniel Reply

    “Barre imediatamente este tipo de serviços (WAP Billing), contactando já hoje a sua operadora de telemóvel.”
    O que obriga as operadoras a barrarem o acesso a tais serviços?
    Sim, porque tal como diz, “…Claro que fazer isso vai tirar dinheiro às operadoras…”, tambem elas fazem parte do negocio.
    Os serviços de valor acrescentado baseados no envio de mensagens estao devidamente regulamentados, as empresas que os disponibilizam sao obrigadas a registarem-se na ANACOM e as empresas de suporte (operadoras de telecomunicaçoes) obrigadas a barrar o acesso aos mesmos a pedido dos clientes, o que nao acontece no caso do WAP Billing.
    A Direcção-geral do Consumidor e a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica parecem impotentes nesta materia e limitam-se a aconselhar o que o senso comum nos diz. (http://www.netconsumo.com/2017/06/alerta-dgc-29-2017-wap-billing-direcao.html).
    Resta esperar que a Assembleia da Republica, de provimento a Petição Nº 291/XIII/2 (https://www.parlamento.pt/ActividadeParlamentar/Paginas/DetalhePeticao.aspx?BID=12972) adotando medidas no âmbito da proteção do consumidor contra esta vulnerabilidade que nos afeta a todos de alguma forma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *