Eletricidade | Tarifa de acesso às redes sobe 2,6 cêntimos/kWh a partir de junho (ERSE)

Escrito por Pedro Andersson

15.05.24

}
4 min de leitura

Publicidade

A eletricidade vai subir ou vai descer em Junho?

A pergunta é interessante e vai ter de ter alguma paciência para compreender a resposta. É que a resposta depende da empresa em que estiver. E se descobrir que a sua fatura vai aumentar em Junho, pode mudar para uma empresa que vai descer ou que continua barata. Confuso? Vamos por partes.


Subscreva a nossa Newsletter, para não perder nenhuma dica

Subscrever

*Ao subscrever, a informação partilhada será usada de acordo com os nossos Termos e Condições e a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies


A ERSE aumentou a tarifa de Acesso às redes

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) acaba de anunciar oficialmente em comunicado um aumento excecional da Tarifa de Acesso às redes em 2,6 cêntimos (tinha escrito inicialmente 3,26 cêntimos). Corrijo o valor, porque o Óscar Felgueiras (que acompanha este tema com muito mais detalhe do que eu) me alertou que o valor atual é de 0,0365€/kWh e vai passar para 0,0625€/kWh a partir de 1 de Junho. Obrigado pela precisão.

Tem aqui o post onde o Óscar faz a comparação:

Podemos estar a falar de mais 5, 8 ou 10 euros por mês, conforme os consumos de cada família. De acordo com o regulador, a decisão é motivada pela volatilidade verificada nos preços de energia no mercado grossista, que atingiram uma média de 44,4 euros por Megawatt (MWh) no primeiro trimestre do ano.

Explicado de uma forma simples, a eletricidade “lá fora” onde as empresas compram a eletricidade está tão barata que o que estávamos a pagar para trazer a eletricidade até nossa casa não chegava para o que os contratos obrigam.  Assim, todos os consumidores (nós) vamos ter de pagar mais para que essa dívida não nos caia em cima com estrondo lá mais para a frente.

Independentemente do que aconteça, as empresas que fazem a eletricidade recebem – têm contratos de rendimentos garantidos – cerca de 11 cêntimos por kWh. A ERSE estava a fazer as contas a 8,8 cêntimos (nas tarifas de acesso às redes), mas a eletricidade só está a ser vendida desde 1 de Janeiro a uma média de 3,6 cêntimos. E alguém tem de pagar esse lucro que eles não estão a ter: nós.

É o preço que temos de pagar para que a eletricidade possa chegar às nossas casas vinda das barragens, eólicas, centrais a gás e painéis solares, através dos postes de alta tensão.

Então a fatura da luz vai subir?

Para as 900 mil famílias que estão no mercado regulado (SU Eletricidade) vai ficar tudo na mesma. A ERSE decidiu equilibrar as coisas: aumentou a Tarifa de Acesso às redes, mas como a eletricidade está muito mais barata, baixou o preço do kWh. Portanto, a partir de 1 de Junho, as famílias do mercado regulado – na média da fatura – vão pagar o mesmo (-0,01%).

O “problema” são todas as outras empresas. Como cada uma pode fazer o que quiser, fica ao critério delas. Umas vão subir, outras vão baixar, outras vão deixar na mesma.

A única forma de ter a certeza de que está a pagar o menos possível é comparar novamente o preço por kWh (e potência contratada) que está a pagar, com os preços da concorrência, e mudar se encontrar mais barato.

ELETRICIDADE | Qual é a empresa mais barata neste momento? (Abril 2024)

Recordo-lhe que no princípio do mês fiz essa análise, mas em Junho tudo vai mudar. A Galp já baixou os preços em Abril a contar com este aumento (portanto vai subir 2,6 cêntimos em Junho), a EDP esperou e já anunciou que vai baixar a 1 de junho, portanto, com o aumento da TAR, também deve ficar mais ou menos na mesma que paga agora, e assim sucessivamente com as várias empresas. Vai ter de estar atento, se quiser poupar.

Use o simulador da ERSE como referência, mas depois confirme diretamente os preços com cada empresa.

Os melhores preços continuam a ser os tarifários indexados, mas também esses vão aumentar os tais 2,6 cêntimos/kWh. Olhe bem para a sua fatura em Junho e escolha o que for melhor para si. Pode poupar dezenas ou centenas de euros por ano.


GANHAR DINHEIRO – O livro que ensina tudo o que a escola não ensina

Em apenas 5 passos, tem o caminho com a estratégia mais eficaz para criar riqueza com o seu salário.

https://bit.ly/GanharDinheiro_ComoCriarRiquezaComUmSalárioNormal


OS OUTROS 4 LIVROS (Já os leu?)

Contas-poupança – Como superar a inflação e ganhar com a crise

Contas-poupança – Vença a crise com inteligência

Contas-poupança – Poupe ainda mais, Invista melhor

Contas-poupança – Viva melhor com o mesmo dinheiro

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

Já sabe o que vai fazer sábado à noite? Há atividades gratuitas

Dia Internacional e Noite dos Museus promovem atividades grátis Se ainda não tem planos para sábado à noite, o Contas-poupança dá-lhe uma sugestão gratuita de atividades que pode fazer sozinho, em família ou com amigos, um pouco por todo o país. Amanhã, dia 18 de...

EURIBOR HOJE | Taxas sobem a 3 meses e baixam a 6 e 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (20 a 26 de maio)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

PodTEXT| Truques para conseguir o melhor crédito à habitação possível ou transferi-lo

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

EURIBOR HOJE | Taxas sobem a 3 meses e baixam a 6 e 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

TOP 10 dos COMBUSTÍVEIS | Qual a marca de combustíveis mais barata esta semana? (13 a 19 de maio)

Quem subiu e quem desceu os preços esta semana A ERSE definiu para esta semana como preço eficiente (que traduzo livremente por preço "justo") uma descida de 1,7 cêntimos/l no gasóleo simples e de 2,1 cêntimos na gasolina simples. Será que as várias marcas seguiram...

PODCAST | #240 – Vamos a Contas | Devo amortizar o meu crédito à habitação agora ou devo esperar?

Subscreva a nossa Newsletter, para não perder nenhuma dica *Ao subscrever, a informação partilhada será usada de acordo com os nossos Termos e Condições e a nossa Política de...

EURIBOR HOJE | Taxas descem a 3 e 6 meses e sobem a 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

IRS | Milhares de pessoas com incapacidade estão a ser chamadas pelas Finanças

Sindicato alerta para "caos" no atendimento após milhares de notificações do fisco Subscreva a nossa Newsletter, para não perder nenhuma dica *Ao subscrever, a informação...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

Publicidade

Comentar

Siga-nos nas redes sociais

Artigos relacionados

8 Comentários

  1. Óscar

    A informação no título está errada pois o aumento não é de 0,0326€/kWh, mas sim de 0,026€/kWh.
    O valor atual é de 0,0365€/kWh e vai passar para 0,0625€/kWh a partir de 1/6.
    Houve um aumento de cerca de 71% na componente de energia e de cerca de 24% na componente de potência.
    Para mais detalhes, consultar esta tabela:
    https://x.com/ofelgueiras2/status/1790813368351072336

    Responder
      • Joao

        Conta poupanças, o sr. Óscar tem razão.

        Responder
      • Óscar

        Boa.
        O problema é que o comunicado da ERSE apresenta uma tabela com os aumentos médios dizendo que há um aumento médio de 32,6€/MWh em BTN. Mas para a generalidade das pessoas, incluindo jornalistas, não é de todo claro o que isto quer dizer. O comunicado omite que o referido aumento engloba subida no preço da potência assim como na energia.
        Sinceramente, acho um comunicado infeliz na forma, pois dá azo a equívocos.
        Na generalidade das notícias sobre o assunto, nomeadamente a da Lusa que sai em todo o lado, o destaque vai para a redução de 0,1% na tarifa regulada, que na verdade até é de 0,06%, mas enfim. No entanto, para a grande maioria dos consumidores o que vai haver é um aumento substancial.
        Apesar de o título aqui estar inicialmente incorreto, esta era a única notícia que encontrei a dar ênfase ao aumento, que é o que a maioria vai sentir, e não à microscópica redução na tarifa regulada.

        Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.