VÍDEO – Como evitar pagar quando liga para números começados por 707


18,45 € por hora?

Muitas empresas e instituições têm telefones de contacto que começam por 707. O que poucos sabem é que sempre que liga para esses números gasta uma pequena fortuna sem se aperceber. A ANACOM decidiu esta semana baixar os preços para metade, mas mesmo assim continuam caros. Na reportagem desta semana o Contas-poupança mostrou-lhe algumas alternativas para não gastar nada.

Alguns testemunhos

E estes são apenas alguns exemplos que me chegaram esta tarde, ainda antes da reportagem.

Só ligamos se quisermos

Sim, sei que dá trabalho e por vezes é urgente fazer a tal chamada. No caso das Telecomunicações normalmente quando ligamos por causa de uma avaria basta pedir para não nos cobrarem a chamada para eles “perdoarem” o custo da chamada. mas nem deveria ser necessário. Mas sempre “chove” algum dinheiro. Mais abaixo tem algumas alternativas, mas é verdade também que nem sempre funcionam. Temos, enquanto consumidores, de reclamar até que as empresas sintam que estão a maltratar-nos. O apoio ao cliente é suposto estar incluído no preço que pagamos por um serviço e não estar assim encapotado.

Os 707 não são ilegais

Milhares de empresas e instituições de todos os setores, algumas até do Estado, têm como contacto principal um número começado por 707. Não tem nada de ilegal e até começaram por uma boa razão. Há muitos anos sempre que alguém ligava para fora do distrito onde vivia tinha de pagar mais caro. Por exemplo se alguém em Bragança ligasse para o apoio ao contribuinte das Finanças em Lisboa gastava mais do que um cidadão que ligasse de perto da capital. Para não haver discriminação, criou-se um número nacional e com o mesmo preço para todo o país: o tal 707.

Mas os tempos mudaram e hoje em dia isso não faz sentido porque quase todos têm pacotes de chamadas grátis para todas as redes. Pagam o mesmo quer liguem quer não liguem e é igual ligar para Faro, Bragança ou ilhas.

Para ter uma ideia, mesmo que tenha um pacote de chamadas grátis, paga sempre que ligar para um número começado por 707 ou 708.
10 cêntimos mais IVA  se ligar de uma rede fixa. Ou seja 7,38 € por hora.
Ou 25 cêntimos mais IVA se ligar de um telemóvel. Estamos a falar de 18,45 € por hora.
É muito dinheiro, sobretudo se não estiver a contar com isso. Muitas pessoas ficam sem saldo e não percebem porquê. Esta pode ser a razão.
A ANACOM decidiu esta semana baixar esses preços. Está em consulta pública e depois do verão deve entrar em vigor.

Assim que a redução entrar em vigor, o custo máximo das chamadas para os 707 e 708 vão baixar de 10 para 9 cêntimos por minuto. Passa para 6,64 por hora. Os tais 10% de descida no preço. Se ligar de telemóvel, em vez de 25 cêntimos por minuto vai passar a pagar no máximo 13 cêntimos. Ficam a 9,59 € por hora. Uma descida de 48%.

Neste momento se alguém paga 20 euros de mensalidade de telemóvel e ligar duas vezes para uma empresa de telecomunicações por exemplo e estiver meia hora de cada vez ao telefone para resolver um problema estará a pagar nesse mês quase mais 50% do que devia. Sem se aperceber.

Por isso, para além da descida do máximo que podem cobrar, a ANACOM recomendou também a todas as empresas e instituições que coloquem sempre como primeira opção números fixos, de telemóvel ou gratuitos em vez dos 707. Este é um bom exemplo do que deve acontecer.

Vamos a um exemplo escolhido ao acaso. Esta seguradora tem na página de internet como contacto principal para os clientes pedirem informações e até para participarem um sinistro um número 707. Não deixa de ser curioso que para um cliente participar um acidente tenha como primeira opção um número em que paga os tais 18 euros por hora, quando logo mais abaixo tem uma série de números fixos e de telemóvel que podem ser gratuitos para a maior parte dos clientes.
É esta situação que a ANACOM quer alterar com a recomendação. A seguir ao Verão, todas as empresas e instituições deverão trocar a ordem dos números de contacto e colocar sempre os 707 em último lugar. Se a sua empresa não fizer isso preencha o livro de reclamações.
Vamos então à dica que lhe permite poupar sempre que tiver de usar números começados por 707. Há uma página na internet com os números alternativos de rede fixa, de telemóvel ou até gratuitos conhecidos para cada situação e empresa. A página chama-se 707.pt e basta colocar no motor de busca o nome da empresa ou o número 707 e terá como resultado os contactos alternativos que poderá utilizar, se eles existirem. Não vai precisar desta página todos os dias, mas um dia vai ser útil. Antes de ligar para um 707 procure sempre uma alternativa grátis. É dinheiro que fica na sua carteira para outras coisas.

Também pode ver se a página tem algum número para quem liga do estrangeiro. Se ligar para esse número em vez do 707 vai poupar o dinheiro dessa chamada.

A ANACOM deu conta desta recomendação ao governo e à Assembleia da República para que passe de recomendação a lei. Aguardemos.

De acordo com a ANACOM, a descida dos preços pode representar uma poupança anual de 6 a 7 milhões de euros para os consumidores. Se nós enquanto consumidores pura e simplesmente as deixarmos de utilizar a poupança vai ser muito maior. Tente sempre. E não se esqueça de reclamar a pedir o fim ou pelo menos números alternativos para os 707.
Pode ver ou rever a reportagem em Vídeo desta semana do Contas-poupança neste link na página da SIC Notícias:
https://sicnoticias.pt/programas/contaspoupanca/2019-06-19-Como-nao-gastar-dinheiro-com-os-numeros-comecados-por-707

Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2018. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica.

Se quiser um resumo claro e prático das dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”. É só clicar AQUI abaixo.

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança.

(Todas as dicas da semana num só e-mail).



Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2018. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica.


11 comentários em “VÍDEO – Como evitar pagar quando liga para números começados por 707

  1. Avatar
    Elsa Machado Reply

    Uma técnica que uso, além do email (que é sempre grátis) é, assim que me atendem, reclamar do facto e pedir que me liguem de volta para não estar a gastar dinheiro e na maioria dos casos fazem-no, pelo que acabo por só pagar o tempo que estou à espera de ser atendida por uma assistente!

  2. Avatar
    Joana Ribeiro Reply

    Boa noite,

    curioso, ainda hoje liguei para um 707 de uma seguradora para contratar um serviço e sabia que ia pagar algum dinheiro, contudo não estava à espera que o valor fosse tão elevado…a sorte foi que a chamada caiu, mas mesmo assim gastei 3 euros. Não voltei a ligar porque achei que já tinha pago o suficiente e também ninguém da seguradora me voltou a ligar….Obrigada pela dica amanhã procuro pelos números alternativos.

  3. Avatar
    Ilda Ferreira Reply

    Lamento contrariar a opinião de outros leitores mas eu já lido profissionalmente com telecomunicações há quase 29 anos e realmente o 707 foi criado para tornar as chamadas nacionais mais baratas. Isto ainda é do tempo em que haviam chamadas locais, regionais e nacionais. Não há comparação com os 706, que são uns números relativamente recentes…
    Hoje em dia os 707 já não fazem qualquer sentido e a Anacon, como entidade reguladora, deveria impedir a sua utilização.
    Já agora, o 808 permite que quem liga pague o preço de uma chamada local e o destinatário/empresa paga a diferença para o valor total. E o 800 é gratuito para o chamado e o dono do número assume o custo da chamada por completo.
    Estas, sim, são as características destes números.
    Bom trabalho e obrigada pela informação do 707.pt que desconhecia.

  4. Avatar
    Vitor Madeira Reply

    A origem dos números 707 nunca foi essa.

    Na verdade, quem liga para esses números está a dar lucro às empresas que os anunciam.

    Ou seja, se ligar para a seguradora através de um número 707, estará a pagar uma boa parte do custo da chamada à própria seguradora.

    Não é ilegal, mas chega a ser uma infâmia de tão vergonhoso que é.

  5. Avatar
    JP Reply

    Creio que é melhor confirmar a informação relativa à origem dos números 707, quando se liga de diferentes zonas do país, eram e ainda são os números começados por 808, de tarifa local, não confundir com os 800 que são gratuitos.
    Os 707, sempre foram de valor acrescentado, tal como os 706 dos concursos, com a diferença que estes são destinados a serviços pagos.
    Esta é a informação que sempre recebi, pois é uma roubalheira o que fazem sem razão alguma.
    Obrigado pela dica do site que desconhecia, era sempre uma dor de cabeça para encontrar os números alternativos, espero que a base de dados esteja atualizada.
    Continuação do bom trabalho.
    Saudações

  6. Avatar
    Elisabete Rosa Reply

    Logo que vi a reportagem, entrei no 707.pt para procurar um telefone alternativo ao 707 ref a cetelem e não ecuxgd6

  7. Avatar
    Elisabete Rosa Reply

    Eu, logo que vi a reportagem, tentei logo procurar um número de telefone alternativo ao 707 da Cetelem e não existe outro número!

  8. Avatar
    I. Rodrigues Reply

    Boa noite Pedro

    Quando mudei de banco para o banco CTT, precisei de telefonar porque me esquecera da pass word e sabendo que o 707 era pago andei a procura de alternativas. A única que encontrei foi o número fixo que indicam para quem liga do estrangeiro. Foi este número que usei, não paguei nada e resolvi o problema sem contratempos.
    Parabéns por mais esta ajuda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *