Este mês paguei 0,75 € de eletricidade – Como é possível?

Escrito por Pedro Andersson

18.06.24

}
7 min de leitura

Publicidade

É possível pagar 0,75 € de eletricidade por mês?

Já sei que vou ser criticado por escrever este artigo, mas tudo bem. O importante é que perceba que é possível pagar muito pouco de eletricidade. Ninguém está condenado a pagar valores gigantescos, a menos que prefira não fazer nada e continuar a alimentar os lucros das grandes empresas.

Sim, é mesmo verdade! Este mês paguei 75 cêntimos de eletricidade. É o valor mais baixo de sempre. Normalmente, pago 1,50 €, 2 €, 3 €, 5 €, 10 ou 11 € por mês. E consumo entre 200 e 300 kWh por mês.

Tem aqui vários exemplos das minhas faturas para perceber que não estou a inventar.

No últimos 3 anos, já poupei mais de 2 mil euros em comparação com o mercado regulado. Este artigo não é publicidade a nenhuma empresa (embora já saiba que vão dizer isso). É apenas para lhe mostrar, com um exemplo prático, que nós enquanto consumidores, se soubermos usar as ferramentas de marketing ao nosso dispor, podemos reduzir bastante as nossas despesas.

Em primeiro lugar devo esclarecer que sou privilegiado pela vossa atenção e simpatia – é a vocês que devo estes descontos – mas, à escala de cada um, é possível terem descontos proporcionais na vossa fatura de eletricidade.

Esta minha fatura quase gratuita deve-se a 3 fatores: eu, painéis solares e “descontos amigo”.

A maior poupança é você

A principal poupança, por muito estranho que isto lhe possa parecer, é você próprio. Cá em casa, fazemos um grande esforço para gastar o mínimo possível de forma inteligente: não deixamos luzes ligadas sem necessidade, aproveitamos as horas mais baratas de eletricidade para fazer a maior parte dos consumos, desligamos os standby, todas as lâmpadas são LED, usamos o forno de forma eficiente, etc. Isto aplica-se em qualquer família portuguesa, independentemente da empresa que lhe fornece eletricidade. 

Se gasta muito, vai pagar muito; se gastar menos, vai pagar menos. O nosso objetivo é não ultrapassar os 200 kWh por mês. Às vezes conseguimos, outras vezes não. Somos 3 cá em casa e temos 3 máquinas: de lavar roupa, secar e máquina de lavar louça. Veja na sua fatura quantos kWh gasta por mês. Se consome em média mais de 300 kWh, pode estar a desperdiçar dinheiro através dos seus comportamentos de consumo. Tem margem para melhorar (a sua carteira e o ambiente).

A poupança dos painéis solares 

Eu tenho tido poupanças brutais por ter instalado 5 painéis solares fotovoltaicos. Aproveitei o Fundo Ambiental e tive um reembolso de 85% do valor investido. Estão quase pagos e passarei brevemente a ter lucro com eles porque já estou a vender os meus excedentes de produção de eletricidade. Como podem ver nos gráficos abaixo, entre as 8 da manhã e as 6 da tarde não gasto rigorosamente nada da rede elétrica (seja qual for a minha empresa fornecedora de eletricidade). A linha vermelha são os meus valores negativos de eletricidade no meu contador.

Por muito estranho que lhe possa parecer, assim que tiver os painéis pagos pela poupança no consumo, se mantiver os valores das minhas faturas, não só terei eletricidade de graça, como ainda terei lucro todos os meses, gastando a mesma eletricidade que a maioria das famílias portuguesas.

Para além disso, ajustei a minha potência contratada para exatamente aquilo que são as minhas necessidades (no caso, 4.6 kVA). Se precisasse mesmo, conseguiria reduzir para 3.45 kVA, mas perderia em conforto.

Os “códigos amigo”

Esta é a grande poupança que me permite ter eletricidade praticamente de graça. Como sabem, há empresas (Endesa e Goldenergy) que usam os códigos amigo como ferramentas de marketing para conseguirem mais clientes. Consiste em dar um código (tipo cartão de cidadão) a cada cliente. Se um atual cliente “convencer” outra pessoa a tornar-se também cliente – dando o seu código – ambos poupam 1 € por mês na fatura de eletricidade para sempre, enquanto ambos forem clientes da mesma empresa. É uma forma de os fidelizar. 

Se convencer 3 pessoas, tem 3 euros de desconto; se convencer 10, tem 10 € de desconto todos os meses. Se convencer 20, tem 20 € de desconto mensal. É assim que funciona.

Pelas minhas contas tenho cerca de 40 amigos, mas já tive mais de 50. O que fiz para receber esta “prenda”? Nada! Deixem-me contar-vos a história.

Uma vez, sem nenhuma segunda intenção, disse aqui no blogue que era cliente da Endesa. Um de vocês mandou-me uma mensagem privada a pedir o meu código amigo porque queria “pagar-me um café todos os meses” como forma de agradecimento pelas dicas que dava. Achei a ideia engraçada e dei-lhe o meu código. Acontece que ele partilhou o meu código nas redes sociais e comecei a receber dezenas de mensagens a dizer que fulano e fulana eram meus amigos e que ambos iríamos poupar 1 euro por mês daí para a frente. Nunca pedi nada a ninguém! Aconteceu e agradeço, como é óbvio.

Desde junho de 2021 tenho eletricidade quase de graça. Raramente pago mais de 2 euros por mês.

Aproveite todas as oportunidades de poupança

Estou a escrever este artigo não para me vangloriar de uma conquista qualquer, mas para vos mostrar que quando temos o radar ligado e aproveitamos as oportunidades das ferramentas de marketing das empresas podemos atingir poupanças extraordinárias. Gosto de dizer a brincar que a Endesa é que está a pagar os PPR dos meus filhos.

Sei que o meu exemplo é difícil de replicar, mas sei também que se alguém tiver o radar ligado e encontrar este tipo de oportunidades e se utilizar estas possibilidades em seu favor, pode alcançar resultados muito interessantes, nesta empresa ou em outras.

Houve uma altura em que a Endesa limitou o número de amigos a 25, mas depois arrependeu-se e voltou a não ter limites. 

Quero dizer-lhe que estou preparadíssimo para perder todos os meus “amigos”. Não é isso que me motiva. Há empresas de eletricidade que estão a fazer preços mais baixos do que a Endesa, nomeadamente os tarifários indexados. 

O que quero dizer-lhe com este artigo é que deve procurar sempre o que for mais barato para si em todas as áreas. Não interessa se é pelo melhor preço do kWh, ou pela soma dos descontos paralelos, com hipermercados, postos de combustível, cupões de desconto, ofertas esporádicas, ou códigos amigo. Cada um é que tem de investigar quais as ofertas na concorrência e aproveitar as melhores que se aplicam ao seu caso.

Sempre que uma empresa deixa de me compensar, parto para outra empresa. Se estes descontos deixarem de me compensar, acreditem que no minuto seguinte já estarei noutra. Por exemplo, há bancos que oferecem dinheiro para abrir conta. Porque não hei-de abrir uma para mim, para a minha mulher e para os meus dois filhos, se der? E partilhar isso com os meus amigos? O meu primeiro tablet foi conseguido por aderir a um cartão de crédito. O primeiro telemóvel do meu filho foi uma oferta de outro cartão de crédito.

Poucos terão a capacidade de obter um desconto total do valor da eletricidade, como eu. Mas muitos poderão ter descontos mensais de 5 ou 6 euros. Ao fim do ano podem ser mais de 60 ou 70 euros só por aproveitar uma oportunidade de marketing das empresas.

Por exemplo, a MEO Energia oferece também várias oportunidades de poupança para quem for cliente de telecomunicações e de eletricidade. Esses clientes estão a aproveitar? Tal como os sócios do ACP com a Goldenergy?

A minha ideia é consciencializá-lo de que é possível ter resultados extraordinários, se aproveitarmos as oportunidades, em vez de olharmos todos os meses para as faturas e queixarmo-nos da nossa vida e dos “gatunos” que nos levam o dinheiro todo. Aproveite todas as oportunidade de poupança que surgirem no seu caminho. Eu aproveito. Até hoje nunca me arrependi.

NOTA: Tal como não partilho publicamente o meu código amigo, também não permito que divulguem códigos amigo nesta página. Não o façam. Isso ia encher esta página de mensagens que não trariam valor acrescentado. Há páginas próprias no Facebook para partilhar esses códigos.


Um livro com 5 passos simples que vão mudar a sua vida

Finalmente, um livro que ensina tudo o que a Escola, o Estado e as famílias não ensinam sobre Dinheiro. Em apenas 5 passos, tem o caminho com a estratégia mais eficaz para criar riqueza com o seu salário.

   

 

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

PODCAST | #257 – Você tem medo de ganhar dinheiro?

Tem medo de ganhar dinheiro (e não sabe)? Por muito estranho que lhe possa parecer, há pessoas que têm medo de ganhar dinheiro. Talvez faça parte deste grupo, mas nunca se apercebeu disso. Trata-se de um receio muito comum que várias pessoas têm que é: "Não vale a...

PPR | Quanto estou a ganhar (ou a perder) com os meus PPR (Junho de 2024)

Vale a pena fazer um PPR como investimento? (Mês #44) Junho voltou a bater o recorde de mais-valias na soma dos meus 10 PPR. Até ao momento tenho uma valorização média de 12%. Naturalmente, cada um dos PPR tem um desemprenho diferente. Tenho dois que ainda estão...

Famílias carenciadas vão receber um cartão com dinheiro em vez de cabaz alimentar

Cabaz Alimentar passa a cartão com dinheiro É uma questão de dignidade, diz o Governo. Até agora, as famílias identificadas pela Segurança Social como carenciadas recebiam um cabaz alimentar físico (com mantimentos para um mês) mas nem sempre esses bens eram o que a...

PodTEXT | Vou ter de pagar 20 mil€ de IRS e não estava à espera. O que faço?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (15 a 21 de julho)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

TOP 10 | Qual a marca de COMBUSTÍVEIS mais barata esta semana? (8 a 14 de julho)

Quem subiu e quem desceu os preços esta semana A ERSE definiu para esta semana como preço eficiente (que traduzo livremente por preço "justo") uma subida de 1 cêntimo/l no gasóleo simples e de 1,3 cêntimos na gasolina simples. Abaixo tem os preços que as várias marcas...

160 mil idosos podem receber pelo menos 600 € de reforma – Tem direito? (Vídeo)

Reforma mínima de 600 € e medicamentos grátis Mais de 160 mil idosos com reformas baixas podem passar a receber pelo menos 600 euros por mês e a ter medicamentos grátis na farmácia. Na reportagem desta semana do Contas-poupança, explicamos-lhe como funciona o...

PodTEXT | Uma dica para descobrir onde anda a desperdiçar dinheiro

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

Publicidade

Artigos relacionados

16 Comentários

  1. joao

    Olá, eu sou cliente há 4 anos e podem utilizar o meu c+odigo amigo se quiserem XXXXXXXXXXXXX.
    abraço

    Responder
    • luis

      não consigo ver o código

      Responder
  2. Raquel

    Bom dia. Por favor se alguém quiser aderir à Endesa utilize o código plano amigo XXXXXXXXXX para obter 1€ de desconto todos os meses na fatura da eletricidade. Código vitalício!

    Responder
  3. Pedro Silva

    Durante vários anos eu estive na Endesa e usufruí de um desconto que eu pensava que era significativo , porque tinha convencido alguns amigos a mudar para a Endesa .
    Eu nem olhava para a minha fatura , nem para as ofertas das outras empresas .
    Um dia decidi olhar !
    Fiquei chocado ao notar que na concorrência havia uma oferta que me fazia ainda mais barato , mesmo sem precisar de amigos !
    Nesse mesmo dia mudei de empresa !
    E disse aos meus amigos para todos os meses olharem para a sua fatura e para a concorrência !
    Afinal o verdadeiro amigo não empata um amigo !
    A Endesa fez o favor de enviar uma mensagem a avisar os meus amigos que eu tinha deixado a Endesa !
    Mas essa mensagem tinha um tom negativo !
    Dava a entender que eu era um amigo falso , pois os tinha abandonado e graças a esse abandonado injustificado da minha parte , os meus amigos teriam que pagar mais 1 euro por mês !
    Na minha opinião , com essa mensagem a Endesa não conseguiu fazer com que os meus amigos deixassem de ser meus amigos !
    Apenas fez com que os meus amigos ainda tivessem mais vontade de deixar a Endesa e ir à pesca de preços mais baixos !

    Responder
  4. Rodolpho

    Olá Pedro.
    Mas, pelo que percebi, não estás no tarifário indexado da Endesa. Então se mudares para o indexado Endesa a fatura vai aos 0€?

    Responder
    • Pedro Andersson

      O tarifário indexado da Endesa não é muito apetecível. Há mais baratos :).

      Responder
      • Jose Augusto Amaral Lopes

        Bom dia. Sou cliente Goldenergy com protocolo ACP e decidi aderir ao tarifário indexado da Goldenergy em finais de maio. Quando recebi a fatura fiquei boquiaberto. Como é possível a Goldenergy cobrar-me o MW a 137,5 euros de 21 a 31 de maio e a 163,5 euros de 01 a 20 de junho. A fatura não apresenta a fórmula de cálculo constante no contrato e que é aquela que todos os operadores apresentam. Após várias chamadas telefónicas ficaram de me enviar esclarecimentos por e-mail, mas a minha vontade é rescindir os 3 contratos que tenho com eles e escolher outra operadora.

        Responder
  5. Leonel Rodrigues Gonçalves Fernandes

    Bom dia, sou novo nisto das redes sociais, tanto que só tenho WatsApp e tenho tentado mudar para o Indexado, mas não tô a conseguir, pode-me explicar como fazer? Mudei da EDP prá Iberdrola, mas rapidamente me arrependi, porque andam a fazer marosca e já sei de mais conhecidos que se queixam do mesmo…

    Responder
  6. Rui

    Desculpe mas falar da Endesa atualmente nem faz sentido pois é apenas a que pratica os preços mais caros!!!

    Responder
  7. Cristiano Seabra

    Muito obrigado, Pedro, pela sua constante contribuição.

    Ao ler este artigo lembrei-me de algumas questões que talvez me possa ajudar.

    Contexto: Quando instalei os meus painéis solares, a empresa tratou do registo na DGEG (documento MCP), mas este tem dados atualmente incorretos (o meu nome de solteiro). Para começar a vender o meu excedente, temo que este registo incorreto me traga problemas. Já tentei contactar a DGEG várias vezes, de várias maneiras diferentes, mas, como se vê muita gente a relatar, parece impossível obter resposta deles.

    Questão 1: Teve alguma vez de contactar a DGEG?
    Questão 2: O registo na DGEG (MCP) tem um valor “potência máxima” que coincide com a minha Potência Contratada. Tenho de ter algum cuidado com os painéis e o seu registo na DGEG caso queira baixar a minha Potência Contratada?
    Questão 3: Pode, por favor, partilhar qual é a empresa que escolheu para vender o seu excedente?

    Peço desculpa pelo tamanho do comentário e agradeço muito a sua disponibilidade para partilhar o que sabe sobre estes tópicos.

    Responder
    • António Faria

      Vou intrometer-me e tentar responder à sua segunda e terceira questão:
      Questão 2: Não confunda entre a sua instalação de produtor e consumidor. O registo que fez ou que fizerem por si, tem a ver com a sua instalação de produtor. Se baixar a potência contratada, estará a baixar a potência disponível para si, como consumidor, nada mais. Resumindo, na minha opinião, não afeta.

      Questão 3: Eu fiz agora com a MEO Energia porque simplesmente era a única que estava a dar um valor fixo superior (6 cêntimos/kW para clientes Meo ou Meo Energia, e 8 cêntimos/kW para clientes Meo e Meo Energia). No entanto, poderá eventualmente haver outros que desconheço a fazer melhor preço).

      Responder
      • Cristiano Seabra

        Muito obrigado pela intromissão! Já me ajudou bastante, acredite!

        Efetivamente, das minhas pesquisas, a MEO Energia parece ser a melhor opção para venda de excedente.

        Resta-me só perceber o quão necessário vai ser ter de “perseguir” a DGEG para ter o meu problema resolvido… A única opção que me parece funcionar será fazer a viagem Porto -> Lisboa de propósito para conseguir falar com eles…

        Responder
  8. António Faria

    Bom dia,

    Acabei de receber a fatura da Luzboa e apercebi-me que o custo da potência contratada está a ser sistematicamente cobrado para o mesmo período de tempo com dois valores diferentes e com o mesmo IVA (23%). Exemplo abaixo:

    Descrição Período Faturado Quantidade Preço Unit. Valor IVA
    13,8 kVA – Potência Contratada – Redes – IVA taxa normal 07/05/2024 31/05/2024 25,00 dias 0,513400 12,84€ 23%
    13,8 kVA – Potência Contratada – Redes – IVA taxa normal 01/06/2024 20/06/2024 20,00 dias 0,637600 12,75€ 23%
    13,8 kVA – Potência Contratada – IVA taxa normal 07/05/2024 20/06/2024 45,00 dias 0,150000 6,75€ 23%

    Tive acesso a uma fatura da Plenitude e constatei que eles cobram normalmente, período A, valor X (até ao fim de Maio 2024), período B, valor y (Junho 2024).
    Será que o sistema de faturação da Luzboa está a cobrar indevidamente? É que o custo da potência na Luzboa para 13.8kVA ficou-me a 1.301€/dia (0.5134 + 0.6376+0.15), a Plenitude ficaria a 0.6376 €/dia (ver https://eniplenitude.pt/eletricidade/tendencia/#) e a Meo Energia ficaria a 0.8 €/dia (ver https://conteudos.meo.pt/meoenergia/Documentos/formula-calculo-preco-tarifa-variavel-meo-energia.pdf)

    Obrigado

    Responder
    • António Faria

      Boa tarde,

      Parece que me precipitei no cálculo. De acordo com a explicação da Luzboa, os custos da potência contratada seriam calculadas da seguinte forma:
      Período de faturação – 07/05 a 31/05 – o valor da potência ate 31/05 – 0,6634 €
      0,5134+0,15=0,6634 €

      A partir de 01/06 o valor da potência contratada – 0,7876€
      Período de 01/06 a 20/06
      0,15+0,6376=0,7876€

      Comparando com o valor estabelecido na ERSE, 0.6396€/dia para 13.8 kVA (valor aproximadamente igual ao cobrado numa das parcelas da Luzboa) leva-me a concluir que a Luzboa cobra no item “Potência” um valor adicional de 0.15€/dia. Uma análise a outras faturas parece demonstrar que este valor varia com a potência contratada, isto é, para potências mais baixas, a Luzboa cobra um adicional inferior.

      Para faturas com grande consumo de energia não deverá ser muito relevante, mas para faturas com baixos consumos, o item potência poderá ter um grande impacto na conta final.

      Responder
  9. Lúcia Gonçalves

    Boa Noite eu tenho uma dúvida. O Fundo Ambiental nÃo é só para quem tem tarifa social de energia? Como fez para usufruir do fundo ambiental? Obrigada

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. não. O fundo Ambiental tem dezenas de apoios diferentes. Tem de conhecer os que se aplicam a si.

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.