PPR | Quanto estou a ganhar (ou a perder) com os meus PPR (Março de 2024)

Escrito por Pedro Andersson

14.04.24

}
12 min de leitura

Publicidade

Vale a pena fazer um PPR como investimento? (Mês #41)

Em Março atingi o máximo de valorização histórica com o conjunto dos meus 10 PPR.  A minha “história” com Planos Poupança Reforma como forma de investimento tem cerca de 3 anos. Comecei em finais de 2020, e durante muitos meses fui “ganhando” dinheiro sem parar, até que a guerra na Ucrânia e a inflação fizeram descer esses valores para números negativos durante quase um ano e meio. Nos últimos 6 meses, não só recuperaram como ultrapassaram os melhores valores antes da crise.

Como verá nos gráficos abaixo, ter Fundos PPR (ao contrário dos Seguros PPR) é aceitar olhar para o seu saldo e ver lá menos dinheiro do que aquele que lá pôs, em várias alturas do percurso – que deve ser sempre a muito longo prazo (5, 10, 15 anos ou mais).

Neste momento, tenho 10 PPR com 1.000 euros cada um para tentar perceber como se comporta cada um deles ao longo do tempo e se valem a pena como ferramenta de investimento. A minha expectativa é que compensem a longo prazo. Como não gosto de argumentos teóricos, estou a testar com dinheiro real (o meu) e partilho mensalmente os resultados convosco.

Vamos ao balanço de Março. Neste momento, apenas 2 dos PPR ainda estão negativos (o NB PPR e Bankinter Mega TT). Todos os outros já estão em terreno positivo e a crescer consideravelmente. Vão continuar assim? Não faço a mínima ideia.

Também subscrevi 1.000 euros em Cerificados de Aforro (Série E) para ter um termo de comparação entre o mais clássico produto com capital garantido e os melhores PPR do mercado (no sentido de mais rentáveis historicamente). Nos CA estou a ganhar 30 euros (subscritos em Novembro de 2022).

Se isto dos PPR que estão sempre a valorizar e a desvalorizar lhe faz confusão é porque tem um perfil conservador e o melhor que tem a fazer é colocar o seu dinheiro em Certificados de Aforro ou depósitos a prazo. Nós não somos todos iguais e lidamos com o risco e as oscilações do nosso dinheiro de forma diferente. O importante é dormir bem à noite.

NUNCA SE ESQUEÇA DE QUE NUNCA DEVE INVESTIR DINHEIRO QUE LHE FAÇA FALTA PARA O DIA A DIA. E RENDIMENTOS PASSADOS NÃO GARANTEM RENDIMENTOS FUTUROS. São apenas indicações.

INFORMAÇÃO PERMANENTE: Muitas pessoas, ao longo de décadas, sempre pensaram que os PPR eram apenas para a reforma e que servia para ir buscar entre 300 ou 400 euros ao IRS pela dedução fiscal, ou para baixar o spread do crédito à habitação. Uma enormíssima parte dos PPR que as pessoas têm são “maus” PPR, com rendimentos miseráveis.

Foi só há 3 anos que percebi que não é (só) assim. Desde que eu não coloque este valor no IRS, posso levantá-lo quando quiser (ver as condições do banco ou corretora) sem qualquer penalização.

Decidi, em Novembro de 2020, fazer um PPR para cada um de nós aqui em casa, incluindo para os meus filhos (de 8 e 16 anos, na altura). Mensalmente, faço aqui o balanço de quanto estão a crescer (ou a desvalorizar) para partilhar convosco mais alguma literacia financeira completamente isenta de influência de bancos, marcas, publicidade, etc. É o que é, com valores absolutamente reais (os meus) e depois você tira a suas próprias conclusões.

O facto de ser PPR é importante por causa da fiscalidade mais favorável do que nos restantes tipos de investimento. No final, após 8 anos, faz toda a diferença (paga 8% de mais-valias em vez de 28%).

Subscrevi os PPR em 10 instituições diferentes e com componentes diferentes de ações e obrigações. Uns são mais arriscados do que outros. Fiz de propósito para perceber como cada um deles reage perante os mesmos acontecimentos. Neste artigo expliquei os meus critérios.

Quanto estou a ganhar (ou a perder) com os meus PPR?

Fiz estes (podiam ser outros, mas tenho por princípio ser o mais transparente possível convosco, por isso digo os nomes):

  • PPR Alves Ribeiro (Banco Invest)
  • PPR Stoik (SGF – Sociedade Gestora de Fundos)
  • PPR Optimize Agressivo (Optimize – Sociedade Gestora de Fundos)
  • NB PPR (GNB) Pode subscrever em vários bancos (Activobank, Best, Novo Banco)
  • Save & Grow (Casa de Investimentos)
  • Mega TT PPR (Bankinter)
  • Smart Invest PPR Dinâmico (Banco Invest)
  • PPR Doutor Finanças (Golden SGF)
  • Caixa Geral de Depósitos (CGD)
  • PPR ETF (Golden SGF)
Não estou a “vender” nenhum produto ou instituição bancária/corretora. Só quero que perceba como funcionam os Fundos PPR.

Balanço dos meus PPR – Mês #41

PPR STOIK

O PPR Stoik durante todo o tempo (incluindo durante as crises) esteve sempre no TOP 3 dos meus PPR mais rentáveis. Em março ficou em terceiro lugar. Como poderá verificar no gráfico no final deste artigo, consegue sempre estar acima da média, mesmo nos momentos piores.

Neste momento, está a crescer 16%. Subscrevi 1.000 euros neste PPR STOIK e neste momento se resgatasse, teria um ganho de 164 euros. Ao dividir a rentabilidade pelos 3 anos que já passaram, dá cerca de 5% ao ano.

PPR Alves Ribeiro (Banco Invest)

O meu PPR AR está, em março, em quarto lugar no ranking. Se o resgatasse hoje, ganharia 147 euros brutos. Está a crescer 14%.

As contas que estou a partilhar convosco ao longo do tempo será sempre em relação aos 1.000 euros originais subscritos no dia 2 de Novembro de 2020, com o valor de subscrição da unidade de participação nessa data específica. As suas contas começarão no dia específico em que começar a investir.

Smart Invest Dinâmico

Tenho um segundo PPR no Banco Invest que é o Smart Invest Dinâmico. Comecei-o alguns medes depois do Alves Ribeiro. Continua em terreno positivo. Neste momento está a valer 1.120 euros, com um crescimento de 12%.

PPR Optimize Agressivo

O PPR Optimize Agressivo continua em 1º lugar. Se o resgatasse hoje, teria um lucro de 191 euros, com um crescimento de 18%. É o PPR mais “nervoso” que tenho. Quando desce desce muito, mas quando sobe também sobe mais rapidamente. Anda sempre também nos primeiros 3 lugares.

Este é um PPR com uma enorme percentagem de ações no cabaz (cerca de 90%). Daí o nome “Agressivo” na descrição. Esta corretora também tem PPR menos arriscados. Depende do seu perfil.

O que vai ganhar no fim disto tudo é o que o seu PPR estiver a valor no dia em que o resgatar. Não interessa se já esteve a ganhar 500%. Se no dia em que resgatar estiver a ganhar só 1%, é 1% que leva para casa. Daí a importância de ter um objetivo bem definido para saber o que fazer e quando deve resgatar.

NB PPR

O NB PPR continua negativo. Estou a “perder” cerca de 23 euros. Tal como nos outros, resta-me aguardar que recupere. Está negativo -3%. Melhorou 1% este mês.

Se não estiver satisfeito com o seu PPR, transfira-o para outro que considere melhor, depois de pesquisar a concorrência. Não o mantenha, só porque sim. Não perde os benefícios que ganhou entretanto. Se trocar de um fundo PPR para outro Fundo PPR não paga rigorosamente nada. Se mudar de um seguro PPR para um fundo PPR tem de pagar uma penalização de 0,5%. Muitas corretoras suportam essa despesa por si. Informe-se. Mas não o faça quando estiver a perder dinheiro ou se achar que não tem recuperação possível.

O Save & Grow continua em franca recuperação. Os meus 1.000 euros estavam a desvalorizar cerca de 25% em Dezembro, mas desde janeiro que já voltou a valores positivos. Foi o PPR que teve a recuperação mais fantástica. Estou a “ganhar” 117 euros (+11%).

Este PPR tem quase 100% de ações, e está assente numa estratégia de valor. Ou seja, só tem no cabaz empresas consideradas muito seguras que reforçam quando estão a preço de saldo. Tem uma estratégia muito específica com base na coerência das escolhas das empresas que compõem o fundo PPR.

O PPR da “Casa de Investimentos” (é assim que se chama a Gestora de Fundos) foi subscrito por mim vários meses depois dos outros, por isso tem de levar isso em conta no comparação no gráfico porque quando o subscrevi já os outros levavam um grande avanço. Mas faço assim porque quero que percebam isso mesmo. A data em que subscrevem é importante. Tenho grandes expectativas em relação a este PPR.

Bankinter MEGA TT

O Bankinter “Mega TT” continua negativo. Se resgatasse hoje, receberia menos 17 euros em relação aos 1.000 € que subscrevi. Já esteve a ganhar quase 7% há um ano e agora está -3% negativo. Tem de estar sempre preparado para suportar com paciência estes momentos que podem demorar semanas, meses ou anos.

PPR Doutor Finanças

Esta é uma pequena supresa este mês. O PPR Doutor Finanças ultrapassou vários PPR e ficou em março em 2º lugar na tabela.

Aproveitando o preço de saldos da maior parte dos PPR, subscrevi em Novembro de 2022 mais um PPR: o PPR Doutor Finanças. Este PPR foi promovido como o Plano Poupança Reforma com comissões mais baixas em Portugal. Para já, está a ter uma rentabilidade muito interessante.

Subcrevi 1.000 euros no dia 9 de Novembro de 2022 e depois de estar algum tempo negativo regressou aos lucros com um crescimento de 17% em apenas 1 ano. Ganharia 173 € brutos se os resgatasse hoje.

Para comparar com os Certificados de Aforro, subscrevi os dois praticamente no mesmo dia (também exatamente 1.000 €). Nos certificados de Aforro tenho agora 1.030 €. Ou seja, este PPR, em 1 ano, está a crescer 7 vezes mais do que os Certificados de Aforro.

PPR ETF (Golden SGF)

Este PPR tem 5 meses. Está a crescer 8%. Estamos a falar de 80, se os regatasse hoje. Repare como isto pode comparar com os depósitos a prazo de 3,5% a 1 ano. O “problema” é que nada disto é garantido. É um investimento a muito longo prazo. Mas como não coloco os meus PPR no IRS, se quisesse resgatar neste momento poderia fazê-lo sem qualquer penalização no IRS. Tem de ver no seu PPR específico se é penalizado pela corretora se resgatar antes de 1 ano. Isso pode acontecer. Mas como o meu objetivo é duplicar o valor de todos os meus PPR, nem sequer é uma hipótese para mim.

Caixa Arrojado PPR

Fiz na mesma data que o PPR ETF, o PPR da Caixa Geral de Depósitos Arrojado. Também em apenas 5 meses, está a valorizar 5,5%. Um “lucro” de 55 euros. Pouco, em comparação com o “colega”. Mas vamos dar tempo ao tempo. Não estou à espera que este PPR seja um campeão. É mesmo só para testar e para você ter mais um termo de comparação. Quero que perceba que os PPR não são todos iguais perante os mesmos acontecimentos.

O gráfico

Aqui tem os valores ao cêntimo de todos os meus PPR nos últimos 6 meses, comparando com os Certificados de Aforro (que também subscrevi).

Acredito que visualizar o crescimento dos PPR com estas linhas vai ajudar a perceber como cada um deles se comporta quando os mercados (bolsas) estão em alta e em queda. Em Março de 2024, o Optimize está em primeiro, o Doutor Finanças está em segundo, o STOIK está em terceiro, e o PPR Alves Ribeiro está em quarto lugar.

Feitas as contas, com 10.000 € (10 PPR de 1.000 € cada um) após 41 meses (3 anos) estou a ganhar 979 euros (em março de 2024). Caso fossem 100 mil euros, estaria a ganhar neste momento 9.790 € (brutos) em relação ao que investi.

A ideia dos PPR é investir, reforçar regularmente e não mexer até que precise do dinheiro (muito lá para a frente). Pode duplicar, triplicar ou até quadruplicar o seu dinheiro. Até lá, vai passar por muitas situações difíceis.

Como pode ver no gráfico abaixo, o total das minhas mais-valias mudou radicalmente desde que a guerra na Ucrânia começou. De bons lucros passei a perdas. Neste momento, já recuperei das minhas desvalorizações.

Já lhe expliquei que não me interessam os Seguros PPR com capital garantido. Quero arriscar ter ganhos maiores em vez de simplesmente garantir o que tenho, com ganhos mínimos. Quando chegar aos 60 anos (ou quando atingir o valor que tenho como objetivo) será altura de transferir para um PPR com capital garantido, ou resgato entretanto para amortizar a minha casa.

Mas respeito muito quem opta por produtos com capital garantido. É uma decisão pessoal. Cada um tem o perfil que tem. Mas ganha historicamente muito menos. A diferença é que não perde nunca nada do que lá tem. Mas também nunca ganhará nada de muito significativo e que faça diferença na sua vida. É a diferença que faz pôr o dinheiro a trabalhar para si.

Enquanto alguns vêem as notícias e veêm nuvens negras, outros vêem oportunidades de investimento. É a diferença entre conhecer e interpretar os acontecimentos ou andarmos à deriva sem rumo.

Se quer testar produtos sem capital garantido, sugiro estes passos:

  1. Fazer um bom Fundo PPR (veja rendimentos e comissões, e defina o seu perfil – defensivo, moderado ou agressivo)
  2. Subscrever ETF
  3. Subscrever Fundos de Investimento
  4. Investir em ações (em plataformas com baixas comissões)
  5. Arriscar em plataformas de crowdfunding
  6. Investir em imobiliário (quando perceber no que se está a meter)
  7. Reinvestir os ganhos em novos investimentos

Um livro com 5 passos simples que vão mudar a sua vida

Finalmente, um livro que ensina tudo o que a Escola, o Estado e as famílias não ensinam sobre Dinheiro. Em apenas 5 passos, tem o caminho com a estratégia mais eficaz para criar riqueza com o seu salário.

   

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

Já sabe o que vai fazer sábado à noite? Há atividades gratuitas

Dia Internacional e Noite dos Museus promovem atividades grátis Se ainda não tem planos para sábado à noite, o Contas-poupança dá-lhe uma sugestão gratuita de atividades que pode fazer sozinho, em família ou com amigos, um pouco por todo o país. Amanhã, dia 18 de...

EURIBOR HOJE | Taxas sobem a 3 meses e baixam a 6 e 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (20 a 26 de maio)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

PodTEXT| Truques para conseguir o melhor crédito à habitação possível ou transferi-lo

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

EURIBOR HOJE | Taxas sobem a 3 meses e baixam a 6 e 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

TOP 10 dos COMBUSTÍVEIS | Qual a marca de combustíveis mais barata esta semana? (13 a 19 de maio)

Quem subiu e quem desceu os preços esta semana A ERSE definiu para esta semana como preço eficiente (que traduzo livremente por preço "justo") uma descida de 1,7 cêntimos/l no gasóleo simples e de 2,1 cêntimos na gasolina simples. Será que as várias marcas seguiram...

Eletricidade | Tarifa de acesso às redes sobe 2,6 cêntimos/kWh a partir de junho (ERSE)

A eletricidade vai subir ou vai descer em Junho? A pergunta é interessante e vai ter de ter alguma paciência para compreender a resposta. É que a resposta depende da empresa em que estiver. E se descobrir que a sua fatura vai aumentar em Junho, pode mudar para uma...

PODCAST | #240 – Vamos a Contas | Devo amortizar o meu crédito à habitação agora ou devo esperar?

Subscreva a nossa Newsletter, para não perder nenhuma dica *Ao subscrever, a informação partilhada será usada de acordo com os nossos Termos e Condições e a nossa Política de...

EURIBOR HOJE | Taxas descem a 3 e 6 meses e sobem a 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

IRS | Milhares de pessoas com incapacidade estão a ser chamadas pelas Finanças

Sindicato alerta para "caos" no atendimento após milhares de notificações do fisco Subscreva a nossa Newsletter, para não perder nenhuma dica *Ao subscrever, a informação...

Publicidade

Artigos relacionados

12 Comentários

  1. Luís Lopes

    Não duvido das suas boas intenções mas não engane as pessoas! Um produto PPR que para render é necessário esperar anos, (se não deixar a pele e os ossos!) não se recomenda. No longo prazo estamos todos mortos! É bom, sem dúvida, para os administradores desses fundos, faturam ao minuto.De resto, tal como o sr. faz é brincadeira …
    Um homem racional não se mete nessas tangas, mas há gostos pra tudo, até sádicos!
    Cumprimentos

    Responder
    • Mica Medeiros

      Penso que está equivocado. Eu atualmente com um investimento de 2 200 € no PPR Save & Grow da Casa Investimentos, em +/- 2 anos se resgatar hoje ganho cerca de 400 euros. Está a render cerca de 8% ao ano. Se arranjar melhor partilhe, pois continuando assim estou mt satisfeita. Vou agora olhar para o PPR Dr. Finanças, uma vez que o Pedro está a ter uma boa experiência. Vou analisar e ver se se enquadra no meu perfil. Obrigada ao Pedro Andersson pelo excelente serviço público que presta. Cabe às pessoas depois fazerem a sua parte e analisarem o que se enquadra na realidade de cada um.

      Responder
    • Jose Carlos

      O que este Sr. faz já há algum tempo, é aumentar a literacia financeira. Agradeço lhe o serviço que presta. Muito obrigado Sr. Pedro Anderson.

      Responder
    • Pedro Andersson

      Olá, é justamente contra esse raciocínio que luto há vários anos. Qualquer produto sem capital garantido para render “a sério” tem de esperar muitos anos. O problema é que muitos (a maioria) não tem paciência para esperar.

      Responder
  2. Joaquim Gonçalves

    Acho que faltou explicar aos leitores os custos que um PPR tem. Embora alguns não cobrem comissão de subscrição ou de resgate, todos eles cobram comissão de gestão, e que na maioria dos casos não é nada simpática. Estamos a falar de 1.5% a 2% ao ano dependendo do PPR, e isto sem garantias de melhor rentabilidade, e com a certeza de que o gestor do fundo vai estar sempre a receber a sua comissão, que com um capital investido elevado, torna-se bem choruda, mesmo que o PPR desvalorize, como sucedeu em 2022 na maioria. No longo prazo, a maioria dos PPR acabam por ser maus não só porque não batem o mercado, e porque as comissões comem boa parte da rentabilidade. Se a pessoa opta pela via de capital não garantido, faz mais sentido optar por ETFs ou fundos de investimento com gestão passiva, com a menor taxa de gestão possível. Um ETF que siga o índice MSCI World ou FTSE Developed World, historicamente consegue superar esses PPR, com custo de gestão muitíssimo inferiores (estamos a falar de TER 0.12% a 0.2%). É verdade que estamos sujeitos à variação cambial e a erros de tracking do ETF. A menor carga fiscal no resgate do PPR também não vai compensar ao longo de 15 anos ou mais.

    Responder
    • André Oliveira

      Boa tarde.
      Tenho uma dúvida em relação aos PPR.
      Tenho o PPR AR à cerca de um ano, e desde a última vez que investi (novembro do ano passado) o PPR valorizou.
      A minha pergunta é a seguinte:
      Qual é a melhor forma de investir no PPR?
      Dos X euros que tenho programado devo dividir pelos 12 meses e investir mensalmente ou devo investir menos vezes ao ano em uma altura em que o PPR esteja a desvalorizar?

      Obrigado pelo seu trabalho.

      Responder
  3. Soledade Cosme

    Boa tarde
    Se for possível agradecia me informasse se o PPR BBVA SUSTENTÁVEL MODERADO ISR é um bom PPR ou terei de mudar ou transferir para outro PPR mais rentável
    É um fundo de investimento
    Muito obrigada

    Responder
    • Joaquim Gonçalves

      Com um custo de gestão de 1.6% ao ano, tem de ver bem se lhe compensa. A rentabilidade a longo prazo, historicamente foi muito baixa, entre 2.3% a 2.5% a 10 e 15 anos. Rentabilidades passadas não são futuras, e no futuro pode ser melhor, ou pior.

      Responder
  4. Ana Carolina

    É a primeira vez que estou a ler o blog por isso peço desculpa desde já se já este assunto já foi referido anteriormente.
    Na análise das rentabilidades está a ter em consideração as comissões de gestão praticadas por cada um dos PPR?
    A título de exemplo vi que o PPR SGF Stoick tem uma comissão de gesto variável de 10%, ao passo que o PPR Optimize agressivo só parece ter uma comissão de encargos de 2,21%. É normal existirem diferenças aparentemente tão grandes relativamente aos “custos de manutenção” dos PPR?
    Obrigada pela constante partilha!

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Todas as comissões de gestão já estão incluídas na rentabilidade que apresento. Esses 10% é apenas sobre os lucros excecionais se acontecerem.

      Responder
  5. Jorge Nunes

    Pedro, no caso do PPR da cgd para abrir a carteira de investimento sabe se tem algum custo? Ou os encargos sao sempre sobre o fundo / ppr? Obrigado.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.