ELETRICIDADE | A lista das 10 empresas mais baratas este mês (Janeiro de 2023)

Escrito por Pedro Andersson

08.01.23

}
11 min de leitura

Publicidade

A Lista das 10 empresas mais baratas

O ponto da situação é simples: está a maior das confusões. Perante o cenário deste mês de Janeiro, tenho de compreender as pessoas que por vezes desistem de tentar perceber como funciona o mercado da eletricidade.

Tudo muda de uma semana para a outra e nem as comunicações “oficiais” das empresas são de confiança. Os preços que vos divulguei no mês passado, baseados em documentos oficiais, mudaram e as empresas não reenviaram os novos tarifários. Considero isto uma enorme falta de respeito pelos consumidores. Liguei para alguns apoios ao cliente de empresas e recebi informações diferentes de cada vez que ligava. Uma confusão. Mesmo o simulador da ERSE deu um valor do ajuste MIBEL para Dezembro e passados uns dias, já tinha outro. Feito este desabafo, vamos ao ponto da situação.

Nunca pensei dizer isto: a eletricidade está quase de graça no mercado intexado (SPOT). Ou seja, se optar pelos tarifários em que paga o valor a que a empresa compra na origem (a cada mês) mais um pequeno lucro, tem o melhor tarifário de todos em Janeiro que é de menos de 3 cêntimos o kWh, na Luzboa (mais MIBEL). Ou seja, tem – neste momento em que escrevo – um tarifário no mês de Janeiro que é de 7,25 cêntimos kWh (já com o MIBEL).

Tem é de estar super atento para mudar novamente para as empresas clássicas (sem MIBEL) assim que os preços voltarem a subir no mercado indexado. Não é um tarifário para todos. Se eu não tivesse aqueles descontos dos códigos amigo mudaria para este tarifário. Mas tem de perceber que é um “campeonato de poupança” que exige uma enorme atenção às faturas todos os meses.

A informação que me deram é que a expectativa é que os tarifários SPOT estejam durante os próximos meses sempre abaixo do preço da SU Eletricidade (regulado) e mesmo abaixo da Godenergy (14 cêntimos, com a garantia de que não aplicam o mecanismo MIBEL).

Quanto à EDP Comercial e à Endesa, a situação é a seguinte. A informação era que a EDP Comercial ia cobrar 10 cêntimos (+MIBEL) mas afinal (após a correção do valor de acesso às redes por parte da ERSE), passou para cerca de 15 cêntimos (+ MIBEL) e a Endesa que tinha enviado para milhares de clientes a informação de que ia cobrar 7 cêntimos por kWh, afinal vai passar também para cerca de 15 (com os descontos). Sem descontos, o meu tarifário vai passar para 18 cêntimos/kWh, mas depois com 14% de desconto acabará por ficar mais ou menos no valor que tenho agora, mas mais o mecanismo MIBEL.

Aconselho-o a confirmar junto da sua empresa afinal que preços é que vai ter este mês de janeiro e nos meses seguintes. E que confirme bem os novos tarifários da empresa para onde pensa mudar. De uma semana para a outra tudo muda.

A sua referência deve ser os 16 cêntimos/kWh do mercado regulado. Abaixo disso é normal, acima disso é caro.

Vamos a um breve resumo da situação:

Preço do kWh em Janeiro

Regulado (Su Eletricidade): 0,1624 € (Não vai aplicar MIBEL)

Goldenergy: 0,1465 € (Não vai aplicar MIBEL)

EDP Comercial: 0,1549 € + MIBEL

Endesa: 0,1450 € + MIBEL

Luzboa (Indexado): 0,0282 € + MIBEL

Estas são as informações de que disponho até ao momento.

Não se esqueça de comparar também o preço da Potência contratada de cada empresa que lhe interessa, porque várias baixaram bastante o preço do kWh mas aumentaram bastante o da Potência contratada. Isso, em faturas com valores baixos, pode fazer a diferença.

Entretanto os preços da eletricidade no mercado grossista estão a baixar. O valor do MIBEL também tem estado a descer muito nos últimos meses. Começou em 19 cêntimos em Setembro, em Novembro foi de apenas 1 cêntimo e em dezembro foi 4 cêntimos.

Os tarifários indexados ao OMIE (Mercado Ibérico de Eletricidade) já estão abaixo do preço do mercado regulado (SU Eletricidade). Obviamente, depois tem de acrescentar a “Taxa” MIBEL que é automática para quem tiver tarifários indexados. Já lá vamos às tabelas e aos gráficos.

Vamos então ao resumo da situação do mercado da eletricidade em Portugal em Janeiro:

  1. As 4 empresas mais baratas têm tarifários indexados
  2. A eletricidade no mercado regulado (SU Eletricidade) desapareceu do top 10.
  3. A Endesa (até dia 16 de Janeiro não tem MIBEL) e a Goldenergy continuam a ser mais baratas que a SU Eletricidade. Depois de 16 de Janeiro a Endesa perderá esse lugar.

Se não sabe o que é o “Mecanismo de ajuste” veja este artigo e ouça este podcast.

Recordo que esta lista abaixo é dos preços mais baixos para NOVOS clientes e não para os clientes atuais (se você fez um contrato com preços melhores, mantenha-os). E os preços que menciono neste artigo são preços sem qualquer desconto em talões, códigos amigo, hipermercados e gasolineiras. Essas contas podem fazer toda a diferença.

Veja os preços na sua fatura e compare com os que lhe vou mostrar a seguir. Sempre que encontrar mais barato, e confiar, mude!

– “Qual é a empresa de eletridade mais barata?”

Uma das perguntas que mais vezes me fazem é: “Qual é a empresa de eletricidade mais barata?”. Respondo sempre que a resposta não é fácil porque depende muitos dos seus gastos, potência contratada, tarifa simples ou bi-horária e descontos adicionais que possa ter.

Mas como compreendo que precise de pelo menos um ponto de referência, passei a fazer todos os meses um TOP 10 das empresas mais baratas em Portugal, usando os meus critérios e pelos quais só eu me responsabilizo.
Quero que compreenda que pode poupar bastante todos os anos, se estiver sempre atento e for cliente da empresa que lhe fornecer a eletricidade mais barata a cada momento. Não lhe estou a dizer para mudar de fornecedor todos os meses, mas sempre que descobrir uma empresa onde a poupança pode ser substancial, porque é que há-de pagar mais caro se pode ter o mesmo mais barato?

Atenção que todos os valores referidos são sem IVA. A linha azul é o mercado regulado. Os tarifários indexados de eletricidade funcionam com o preço a que as empresas compram a eletricidade mais um pequeno lucro para a empresa. Se subir lá fora sobe, se descer muito também poupa muito. Nunca sabe quanto vai pagar no mês seguinte. Neste momento são os melhores tarifários.

Esta é a evolução do ranking ao longo dos últimos 5 meses. Como poderá reparar, o mercado regulado (SU Eletricidade) perdeu terreno, mas é um valor fixo e seguro por não ter o MIBEL.

O Top 10 das empresas de eletricidade mais baratas

Decidi ajudar os que têm mais dificuldade em interpretar estes dados fazendo uma lista (ranking) mensal dos 10 melhores preços que as várias empresas estão a praticar em cada mês.
Estes artigos mensais não são um conselho para mudar para nenhuma empresa. A informação que lhe estou a dar é COMPLETAMENTE ISENTA e baseia-se nos preços que estão no simulador da ERSE, escolhendo a opção “Menor preço”.
Sempre que uma empresa muda um preço é obrigada por lei a avisar a ERSE (porque é o regulador), para ela atualizar o simulador. Portanto, dados mais rigorosos e atualizados não há (a menos que as empresas tenham falhado o compromisso ou a ERSE não tenha atualizado a base de dados no tempo devido). Estes preços que vai ver são para novos contratos e não os que provavelmente tem na sua fatura.
Na lista, por exemplo, pode verificar que a empresa X (que é a sua) tem o primeiro, segundo ou terceiro preço mais barato e pensar que está bem, mas estar a pagar muito mais atualmente (porque você nunca mais se mexeu e negociou e todos os anos os tarifários mudam) do que o preço que a sua própria empresa está a fazer para novos clientes, ou o contrário.

Os critérios do Top 10

Para fazer as contas, usei a minha potência contratada (4.6 kVA) e tarifa simples. Se quiser saber quais são os preços da tarifa bi-horária ou de outras potências contratadas vai ter de pesquisar por si, seguindo os mesmos passos.
Para os gráficos só uso o preço do kWh (não levo em conta o preço da potência contratada) porque considero que embora influenciem o preço final da fatura, a grande poupança está no kWh para quem gasta mais de 200 kWh por mês.
É o meu critério, não tem de concordar com ele. Decidi assim porque se tivesse de acrescentar a potência contratada ia complicar tanto as contas que as análises se tornariam incompreensíveis. E eu quero que percebam o que é mais importante.

Por outro lado, no ranking Top 10, a potência contratada está incluída nas contas da ERSE. Simulo 300 kWh/mês e o simulador da ERSE dá-me estes resultados que vai ver. Farei isto no início de cada mês e o resultado que der é o que partilho aqui.
Naturalmente, a sua situação será certamente diferente da minha, e um dia depois de publicar estes valores, qualquer empresa pode mudar os seus tarifários ou fazer promoções novas, ou terminar as que tinham. Portanto, deverá sempre confirmar os preços e condições com cada empresa antes de mudar seja para qual for.
O TOP 10 não leva em conta descontos promocionais ou preços condicionados (ser sócio de um clube, aderir a um seguro, etc.). É o preço mais baixo possível de todos os tarifários de cada empresa e ponto final.

As empresas mais baratas em Janeiro de 2023

De acordo com os preços apresentados pelas empresas e registadas na base de dados da ERSE – as que têm os preços mais baixos (kWh + potência contratada) – são estas no dia em que fiz a análise (8/1/2023).

Na prática, verá que muitas delas têm o mesmo preço (com uma diferença de centésimas). Isto quer dizer que por vezes entre os primeiros 3 ou 4 mais baratos as diferenças são praticamente ridículas. Nesses casos deve ponderar escolher aquela em que confia mais ou acredita que tem o melhor serviço.

A RETER:

  • As empresas mais baratas do mercado (mesmo com o MIBEL) são as empresas do mercado indexado (Luzboa, Luzigás e REPSOL)

  • A Endesa e a Goldenergy continuam a ser mais baratas do que o mercado regulado (SU Eletricidade) em Janeiro. Quando a Endesa passar a cobrar o Mibel passará a ser mais cara do que o regulado.

  • A Goldenergy não vai aplicar o ajuste MIBEL e é mais barata do que o segulado (SU Eletricidade).

  • O preço da eletricidade no mercado grossista continua muito baixo.

No gráfico abaixo coloquei apenas as marcas principais (não estão aqui as indexadas) e com os preços mais baixos. Atenção que este é só o gráfico com o preço do kWh, não leva em conta a potência contratada e fiz as contas já com a soma do MIBEL de Dezembro.

Espero que esta informação seja útil – todos os meses – para que perceba se está a poupar ou a perder dinheiro com a sua fatura da eletricidade. E para perceber quantas vezes as diversas empresas mudam os preços ao longo do ano e se é para cima ou para baixo.

No fundo, é um pouco como os preços dos combustíveis. Esses mudam todas as semanas, na eletricidade é todos os meses, ou de dois em dois ou de 6 em 6. Mas tem de estar atento. Depois se muda de empresa ou não, é consigo. Continue atento à sua fatura. Compare sempre o preço do kWh e da potência contratada que tem na sua fatura, com os que mostro aqui neste artigo mensal. Se encontrar mais barato, mude! E a partir de agora também tem de ter em conta se a sua empresa vai aplicar ou não o Mecanismo de ajuste MIBEL.

A partir de agora, a eletricidade vai ser como o crédito à habitação: paga mais para ter uma taxa fixa, paga menos atualmente se optar pela taxa variável, mas nunca saberá o que vai pagar no mês seguinte.

Em todo o caso, a previsão é que a eletricidade vai baixar bastante em 2023. Você tem é de estar atento e aproveitar as empresas mais baratas. Isso pode implicar mudar de empresa de 2 em 2 meses.

Com os preços de janeiro, se arriscar o mercado indexado a sua poupança na fatura de eletricidade pode chegar aos 50%. É brutal. Avalie. Se quiser poupar bastante, vai ter de assumir essa responsabilidade.


Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (6 a 12 de fevereiro)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores que são considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que...

Qual é o valor do mecanismo MIBEL este mês? (Janeiro de 2023)

Valor do ajuste MIBEL em Janeiro de 2023 Quem quer poupar na eletricidade vai ter de se habituar a fazer as contas ao mecanismo de ajuste MIBEL (pelo menos até Maio). Isto não é para todos. Creio que a maior parte não está para se preocupar com isto e só quer é que...

PODCAST | #151 – Como posso poupar nas comissões bancárias?

Como posso poupar nas comissões bancárias? Se tem uma conta bancária (ou várias) quase de certeza que paga comissões bancárias. Em muitos casos, isso significa que está a pagar cerca de 100 euros por ano só para ter e movimentar a sua conta bancária. Se tem várias...

Painel solar fotovoltaico – Balanço Novembro e Dezembro de 2022 (Mês #72 e #73)

Balanço de Novembro e Dezembro de 2022 Estes são os piores meses do ano, no que diz respeito à produção de eletricidade dos meus painéis solares. Para os que só chegarem agora a esta página quero recordar que instalei o meu primeiro painel solar em dezembro de 2016....

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (30 de janeiro a 5 de fevereiro)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores que são considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que...

VÍDEO | COMO POUPAR DEZENAS DE EUROS NAS COMPRAS DE SUPERMERCADO

Uma app que o ajuda a poupar nas compras Com o aumento dos preços, é um desafio poupar nas compras em super e hipermercados.  Um grupo de portugueses juntou-se para criar uma aplicação que compara em tempo real o preço do mesmo produto nos vários hipermercados para...

VÍDEO | Como reduzir os gastos com alimentação (e comer melhor)?

Como reduzir os gastos com alimentação (e comer melhor)? Com a subida da inflação para os valores mais altos dos últimos 30 anos, as despesas com a alimentação passaram a ser uma preocupação para muitas famílias. Na reportagem do Contas-poupança, fomos saber como...

PODCAST | #150 – Devo subscrever Certificados de Aforro agora?

Devo colocar as minhas poupanças em Certificados de Aforro? Com a subida da Euribor, as prestações do crédito à habitação aumentaram mas, por outro lado, fez aumentar o rendimento dos Certificados de Aforro. Pode ganhar dinheiro com o seu dinheiro, aproveitando a...

APOIOS DO ESTADO | Prestação Social para a Inclusão aumenta para 298 € por mês

Prestação Social para a Inclusão aumentada para 298 € A Prestação Social para a Inclusão, para pessoas com deficiência, tem, a partir de hoje, a componente base aumentada para 298 euros, enquanto o valor do complemento, para situações de pobreza, sobe 50 euros....

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (23 a 29 de janeiro)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores que são considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que...

Publicidade

Publicidade

Artigos relacionados

85 Comentários

  1. Manuel

    Bom dia,

    Como habitual, eu gosto de ver um valor a ser pago, por isso vou deixar aqui o cálculo real para 30 dias e 300 kWh, usando os valores fornecidos para este mês, incluindo MIBEL:

    Empresa | kWh | Potência | MIBEL | Total
    Luzboa (ind) | 0.0282 € | 0.1691 € | 0.04 € | 35.24 €
    Luzigás (ind)| 0.0361 € | 0.2493 € | 0.04 € | 40.98 €
    REPSOL (ind) | 0.0420 € | 0.2198 € | 0.04 € | 41.96 €
    Nabalia (ind)| 0.1239 € | 0.1198 € | 0.04 € | 67.10 €
    Iberdrola | 0.1242 € | 0.2442 € | 0.04 € | 71.80 €
    Alpha | 0.1187 € | 0.3198 € | 0.04 € | 72.65 €
    EZU Energia | 0.1372 € | 0.1557 € | 0.04 € | 73.11 €
    Endesa* | 0.1450 € | 0.2943 € | 0.02 € | 73.17 €
    Gold Energy | 0.1465 € | 0.2928 € | 0.00 € | 65.85 €
    GALP | 0.1415 € | 0.1829 € | 0.04 € | 75.63 €

    A fórmula para o cálculo inclui o valor de 300 kWh e de 30 dias, e inclui também a taxa audiovisual (2.85€), a taxa da DGEG (0.07€) e o Imposto especial de energia (0.001€/kWh, isto é, 0.30€). À Taxa audiovisual e aos primeiros 100 kWh incidem ainda 6% de IVA, e 23% ao remanescente.

    Assim, com PkWh = kWh + MIBEL na tabela acima, fica:

    Valor = (2.85 + 100 x PkWh) x1.06 + (0.07 + 0.30 + 200 x PkWh + 30 x Pdia) x 1.23

    Sou da Endesa. Tenho amigos suficientes para ter duas fatura mensais gratuitas, por ano, por isso vou continuar a ser, contas feitas.
    Se quiserem aderir com 1,23€ de desconto mensal, usem o meu código, que agradeço: 309023360.

    Cumprimentos a todos.

    *Na Endesa pus MIBEL a metade do valor já que durante meio mês não é aplicada.

    Responder
    • Soledade Mariana

      Posso utilizar o seu código?

      Responder
      • Manuel

        Bom dia Soledade,

        Claro que sim, agradeço.

        Responder
  2. Fabio

    Olá!
    Não recebi nenhuma nova comunicação da Endesa sobre a alteração que seria 7ct/kwh para afinal cerca de 15ct/kwh.
    Será algo que afecta só alguns clientes? Ou apenas um atraso na comunicação?
    Estou a tentar falar com a Endesa entretanto.

    Obrigado

    Responder
    • Armando

      Boa tarde, acabei de falar com a Endesa e aquilo que me foi transmitido é que tal como o Mibel a alteração ao tarifário seria a partir de 16/01/2023. Questionei se nessa data me poderiam informar qual o preço que me seria cobrado pelo Kwh , mas a resposta é que só teria conhecimento na fatura seguinte, ou seja, a faturação que engloba o meu consumo de 11/01/2023 a 10/2/2023, que me vai ser enviada por volta do dia 26/2/2023 é uma incógnita, tanto a nível do Mibel como ao preço KWh, isto é desesperante e até me parece ser ilegal se não houver comunicação de alteração do tarifário com a antecedência devida.

      Responder
      • Ricardo

        Definitivamente, não é para perceber e vamos todos ser sempre enganados. Se uma pessoa como o Pedro Andersson, que se dedica a estudar estes assuntos, não consegue saber efetivamente que empresa vai ser mais barata, que dizer do comum dos mortais ?

        Responder
        • Pedro Andersson

          Ola. Eu sei qual é a mais barata hoje :). É a Luzboa. Mas só para quem quiser arriscar preços diferentes todos os meses. Entre as outras, hoje a Goldenergy é a mais barata porque não cobra Mibel. Depois é fazer as contas aos descontos que tem :). No meu caso ainda me compensa continuar com a Endesa por causa dos códigos amigo. Quando deixar de compensar mudo para a Luzboa se o preço continuar baixo 🙂
          Quando nao podemos gerir o futuro, gerimos o presente.

          Responder
          • Jorge Pinto

            Boa noite, Pedro Andersson
            Não recebi nenhuma nova comunicação da Endesa sobre a alteração do tarifário, que segundo a carta recebida em dezembro, seria 7ct/kwh mais mibel.
            Hoje contatei telefonicamente a Endesa que garantiu que o preço do Kwh em janeiro será os 7centimois mais o Mibel a partir de 16 de janeiro…
            Caso, não se verifique esta situação na fatura de janeiro, posso fazer alguma coisa? Que confusão…
            Cumprimentos,

          • Pedro Andersson

            Aguardemos. Estes últimos meses em termos de comunicação das empresas é para esquecer…

          • Joana

            Boa tarde Pedro,
            Se mudar para Luzboa no próximo mês por exemplo e depois verificar que os preços sobem, pode mudar novamente para uma outra qualquer empresa à sua escolha? Não existem contratos de fidelização como nas telecomunicações?
            Obrigada

          • Luisa Cardoso

            Pedro, onde coloca o top mensal, aqui neste site?Obrigada. Aprecio muito o seu trabalho e esclarecimentos.

          • Pedro Andersson

            Ola. Sim. Se nao encontrar use o motor de busca :). Abraço

    • joão carlos

      eles não precisam de comunicar se ler bem na carta que eles enviam com o preço para 2023 já lá vinha a ressalva que os preços poderiam ser diferentes se o valor do acesso às redes decidido pela erse fosse diferente da proposta apresentada.

      o que ninguém sabe é o valor do mibel mesmo o que se fala aqui dos 0.04€ foi o valor de dezembro janeiro tanto pode ser 0.01 como pode ser 0.19, agora o valor da tarifa que eles vão cobrar eles sabem, agora a pessoas que o atendeu é que pode não ser acesso aos dados mas alguém tem.

      Responder
      • Fabio

        Eu até percebo que o valor da Mibel seja conhecido apenas na fatura seguinte, mas o valor do kWh deviam conseguir informar…

        Responder
      • Armando

        João Carlos, por essa ordem de ideias então nem precisavam de ter enviado essa comunicação, agora o facto de terem ressalvado que os preços podiam ser diferentes não conduz a nada, o que queremos saber é quanto se vai pagar, não é saber se vamos pagar um valor diferente, seja para menos ou mais.

        Responder
        • joão carlos

          atenção que não estava a dizer que ele fizeram bem estou apenas a dizer que eles não estavam obrigados a mandar nova carta a alterar os preços porque a primeira já contemplava a alteração dos novos preços caso determinados pressupostos não se confirmassem, como não se confirmaram.

          e sim sim ele não só sabem o valor que vão cobrar, não o mibel, como o devem informar quem o atendeu é que pelos vistos não sabia mas alguém lá dentro sabe é só pedir para falar com um supervisor que resolve de certeza a questão.

          Responder
          • Rosa M. Freitas

            Boa noite.
            Gosto muito de ler e/ouvir as suas informações/conselhos.
            Obrigada.
            Mas… quanto ao preço do gás, qual a melhor oferta?
            Sou cliente da EDP e vou ter uma factura de quase 180€, a que se junta cerca de 100€ de electricidade…!!! É demais… somos duas pessoas!!!

          • Pedro Andersson

            Ola. O gás é mudar JÁ para o regulado. Paga 3 vezes menos. A eletricidade aguarde mais uns dias. Está uma confusão…

        • Maria silva

          Bom dia.
          Gostaria que me informasse, caso seja possível, se tendo painéis solares, adquiridos por exemplo á Galp (meu caso) e também o meu fornecedor de energia, poderei mudar para outro operador.
          Muito obrigada

          Responder
          • SU

            BOA TARDE, CLARO QUE PODE MUDAR PARA QUALQUER COMERCIALIZADORA, NAO EXISTE FIDELIZACAO PARA A ELETRICIDADE

  3. Miguel

    Boa tarde,

    Onde posso seguir o valor do preço do KW/h para tarifa bi-horária para o mercado SPOT ?

    Obrigado

    Responder
  4. Miguel Gonçalves

    Olá Pedro, antes de mais muito obrigado pelo serviço (e respostas),
    Coloquei este comentário no post do mês passado, mas faz mais sentido aqui.
    Esta primeira pergunta, parece-me que fazia mais sentido no post de Dezembro, mas agora parece-me que as diferenças são maiores.

    Há algo que não compreendo, vejo no seu top, uma diferença muito pequena por KWh nos primeiros lugares, que têm tanto operadores com indexação como os outros, mas fazendo a simulação no portal ERSE, dá-me diferenças enormes, sendo que os que são indexados têm os menores custos de muito longe, estarei a ver alguma coisa mal? O acesso às redes está sempre com valor negativo muito elevado..
    https://drive.google.com/file/d/1IXedD1CdcdXsSAhNM5EGfz5WFfh1JEkK/view

    Outra pergunta, é se a taxa mibel para aqueles operadores que a cobram, poderá ser inferior se estes usarem energias renováveis. Vejo nos seus cálculos o mesmo valor Mibel, mas julgo que os operadores cobram valores diferentes mediante a fonte de produção da sua energia, não é verdade?

    Responder
    • Pedro Andersson

      Ola a diferença entre os indexados e os fixas não têm uma diferença pequena. É uma diferença brutal. Confirme por favor :). De 3 centimos oara 14 ou 16…

      Responder
      • Miguel Gonçalves

        Obrigado.
        Vou aderir à Repsol pois parece-me muito equilibrada. Só não sei quanto é que a taxa Mibel tem sido cobrada nos diferentes operadores, pressupondo que são diferentes.

        Outra pergunta, é se a taxa mibel para aqueles operadores que a cobram, poderá ser inferior se estes usarem energias renováveis. Vejo nos seus cálculos o mesmo valor Mibel, mas julgo que os operadores cobram valores diferentes mediante a fonte de produção da sua energia, não é verdade?

        Responder
        • Eduardo Brito

          Relativamente aos indexados, normalmente, existe período de fidelização. Atenção a este ‘pequeno’ pormenor.

          Responder
          • Pedro Andersson

            Olá. No caso que mencionei nao tem fidelização…

          • Pedro Andersson

            Aliás, nem faz sentido haver fidelização neste tipo de contratos..

  5. David

    Liguei agora para a luzboa e o valor referido do kWh na tabela não é o praticado. No mês de dezembro foi de 0,1247€ + Mibel

    Responder
    • Marco Lopes

      CUIDADO COM O MERCADO SPOT (INDEXADO!!!!) ISTO PODE SER UM GOLPE!!!

      https://luzboa.pt/tarifarios/

      ***O presente contrato tem um período inicial de 12 meses*** renovando-se automaticamente por iguais e sucessivos períodos caso não seja denunciado por nenhuma das partes nos termos das condições gerais.

      Responder
      • Tiago

        Não há obrigação de permanência por 12 meses, as condições do contrato que for assinado é que se mantem por 12 meses.

        Responder
  6. Marcos

    Boa tarde Pedro,
    Muito obrigado pela informação.
    Consegue indicar onde é possível consultar o valor cobrado pela Luzboa, o valor kWH?
    Obrigado.

    Responder
      • Marco Lopes

        Estive lá ontem e nada dizia! As colunas dos preços estavam vazias!

        Aqui falam-se de valores de 0,02793€ /Kwh

        Isto não pode ser!

        Responder
        • Tiago

          Porque não pode ser?

          O valor médio do OMIE em dezembro 2022 foi de 0,09655 €/kWh.
          Com as comissões e outros encargos o valor base subia para cerca de 0,124 €/kWh.
          O valor da energia depende deste preço base + o valor definido para as TAR.
          Como as TAR para 2023 estão negativas (-0,0958€/kWh), o valor para da Energia seria 0,124+(-0,0958)= 0,0282€/kWh.
          No final a somar a isto teria o valor do mecanismo de ajuste MIBEL, que em dezembro foi de 0,04€/kWh.

          Ou seja, se em Janeiro 2023 os valores médios do OMIE forem iguais aos de dezembro 2022, o valor será cerca de 0,0282€/kWh + MIBEL.

          Responder
  7. Jason Cruz

    Existe forma de acompanhar o valor do mercado grossista?

    Responder
  8. Marco Lopes

    CUIDADO COM O MERCADO SPOT (INDEXADO!!!!) ISTO PODE SER UM GOLPE!!!

    https://luzboa.pt/tarifarios/

    ***O presente contrato tem um período inicial de 12 meses*** renovando-se automaticamente por iguais e sucessivos períodos caso não seja denunciado por nenhuma das partes nos termos das condições gerais.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Isso nao é fidelização…. :). Os outrs contratos “nomais” dizem o mesmo…

      Responder
      • Pedro

        Boa tarde,
        Alerto para o facto de vários tarifários apresentados no site da ERSE não estarem atualizados, em particular os indexados.
        Igualmente detectei tarifários desatualizados no site de várias empresas.
        Confirmei isto com pelo menos 3 empresas no dia de ontem.
        Uma delas é a LUZ BOA.
        O argumento foi de que apenas no final desta semana iam atualizar os sites.

        Responder
    • Daniel

      Bom dia. Como podemos ter confirmacao do preco kw a ser aplicado no mercado indexante? Na simulacao da erse tem o valor final já com o calculo, com a media do mercado a finalizar no mês anterior… se quiser ir acompanhando os precos do mercado, tenho k ir fazendo em excel o calculo do mgwatt por dia no mercado grossista e dividir pelos mesmos, só para ter nocao se existe subida grande. Consegue dizer qual foi o valor medio de megawatt apenas sem as restantes variaveis do mes de dezembro, para ir analisando?
      Muitos parabens pelo sucesso das “contaspoupanca”

      Responder
  9. Tiago Santos

    Bom dia,
    Teve oportunidade de verificar os planos da Repsol não indexados? Por ex. o plano Leve + propõe um preço de cerca 9 cents/kwh + MIBEL, o que creio que neste momento será a melhor proposta do mercado (excluindo os indexados).

    Responder
    • Pedro

      Boa tarde,
      Alerto para o facto de vários tarifários apresentados no site da ERSE não estarem atualizados, em particular os indexados.
      Igualmente detectei tarifários desatualizados no site de várias empresas.
      Confirmei isto com pelo menos 3 empresas no dia de ontem.
      Uma delas é a LUZ BOA.
      O argumento foi de que apenas no final desta semana iam atualizar os sites.

      Responder
      • Armando

        Contactei por email a Luzboa e a resposta foi esta:
        A título de exemplo os valores que pagaria por Kwh seriam os seguintes:
        – Dezembro 2022 – 0,1218€/Kwh ( com as tarifas de acesso às redes de 2022)
        – Janeiro 2023 – 0,02793€ ( com as novas tarifas de acesso às redes de 2023)
        Caso pretenda aderir deverá fazê-lo em https://luzboa.pt/adesao-online/
        Deve anexar os seguintes documentos na adesão.

        – Fotocópia do cartão de cidadão frente e verso

        – Comprovativo do IBAN em nome do titular do contrato

        – Fatura do atual comercializador

        Responder
        • Marco Lopes

          Não pode ser!!! O país em peso mudaria para a Luzboa!

          0,02793€ /Kwh??

          Responder
          • José

            Claro que não mudavam. Não se preocupam em negociar o spread, nem em colocar as poupanças a render em certificados de aforro, vão-se lá agora preocupar em mudar o comercializador da luz!
            Vão-se continuar a queixar no café, mas vão também continuar a não fazer nada para mudar. Tenho vários exemplos deste tipo de inércia na família e no trabalho.
            Eu desde que tenho contador em menos de 4 meses, já é a terceira vez que vou mudar de comercializador. Estou sempre atento a estes artigos do Pedro, para comparar o meu tarifário actual com os que ele coloca no seu top. Ja fui Goldenergy, depois Endesa e agora já submeti o pedido de adesão na Luzboa. E quem tiver o cartão myworld, ainda tem 1% de cashback deixo aqui o meu link (https://myw.tf/kzwfrb) para quem se quiser registar através de mim. Já fui cliente no passado e aproveite o cashback e agora voltarei a ser.

    • Daniel

      Obrigado
      Sobre o mibel, onde podemos acompanhar os precos e flutuacao e fazer contas no site da OMIE? no local do site onde diz SPOT HOJE, dá para filtrar datas e dá para perceber o valor do preco medio portugal, e para o mibel? Para confirmar os tais 4 centimos do mes de dezembro como faco? Obrigado

      Responder
  10. Raul Santos

    Este artigo é um frete à Luzboa. É por demais evidente.

    Responder
    • Armando

      Raul Santos, não vejo onde esteja o frete, mas explique o seu ponto de vista para todos entendermos. De qualquer forma e voará aqueles que têm acompanhado o percurso do Pedro Andersson, já concluímos que o rigor e a transparência fazem parte dos seus artigos, assim sendo a sua acusação não faz sentido a menos que apresente provas daquilo que diz………. o que eu duvido.
      Armando

      Responder
    • Duarte

      No site da Luzboa li uma coisa sobre o indexado que não li em mais lado nenhum: uma espécie de cálculo que eles fazem aquando da cessação do contrato da luz com o preço médio e o preço real. Chamam a isto “crédito diferença” ou uma coisa assim. O que eu entendi é: olhem, fazemos aqui umas contas médias com o preço da eletricidade no mercado grossista, é isso que pagas por mês (mudando em cada mês claro), mas, se saíres, aí vamos fazer as contas reais e cobramos a diferença. Questiono-me se todos os indexados são assim.

      Responder
    • Cristiano Alves

      Boa noite @Marco Lopes.
      Sou consumidor e acompanho este site como muitos por aqui.
      Tenho visto comentários seus colocando em dúvida e em causa muito do aqui se escreve, mesmo do próprio autor deste site.
      Qual o seu propósito? Qual o objetivo? Qual o problema de neste mês de janeiro/2023 a empresa Luzboa ser a que melhor preço apresenta para o mercado INDEXADO? Em fevereiro/2023 poderá estar em último lugar, ninguém sabe.
      São inúmeras as referências para chamadas de atenção ao mercado INDEXADO, quem quer mudar e experimentar, muda simplesmente.
      Tem dúvidas? Contacte as empresas pelos números de apoio. Foi o que eu fiz. Quer mudar? Muda. Não quer mudar? Não muda.
      Leia e fique com a sua opinião.
      POR FAVOR, não queira lançar o caos e deixar poeira no ar.
      No caso da Luzboa, sim o preço para este mês é de 0.02793 € kWh mais 0.04 € Mibel, Potência 0.1691 € dia. Não existe qualquer período de fidelização, nem qualquer limitação para rescisão contratual.

      Responder
      • Pedro

        Boa tarde,
        @Cristiano Alves, como é que sabe qual vai ser o valor do tarifário indexado da LUZ BOA ou de outro qualquer comercializado no mês de janeiro, se o valor final resulta de uma fórmula que para além da spreed (ganho do comercializador) e a tarifa de acesso às redes acresce o valor OMIE que á calculado hora a hora? Já sabe qual vai ser o valor da OMIE nas dezenas de leilões de energia que se vão efetuar no dia de hoje e nos restantes até ao final do mês? Diga-me se faz favor qual vai ser a chave do euromilhões!

        O valor a pagar num tarifário indexado só é possível de saber no final de cada período de faturação e é diferente para cada cliente ainda que o ciclo mensal comece e acabe no mesmo dia e hora, uma vez que esse valor a pagar depende das horas em que casa consumidor consumiu a energia e do preço OMIE praticado a cada hora.

        Responder
        • Cristiano Alves

          Caro @Pedro, sejamos sérios. Isto é assunto sério, logo, trata-se de seriedade e não brincadeira. Como diz e bem “O valor a pagar num tarifário indexado só é possível de saber no final de cada período de faturação” e em relação ao período de faturação passado, Dezembro, os valores do kWh da Luzboa são:
          – Dezembro 2022 – 0,1218€/Kwh ( com as tarifas de acesso às redes de 2022)
          – Janeiro 2023 – 0,02793€ ( com as novas tarifas de acesso às redes de 2023)
          Em Fevereiro faça as contas de novo, se tiver dúvidas, estamos por cá!

          Responder
          • Pedro

            Caro @Cristiano Alves,
            Seja então sério e explique aqui à comunidade a que preço vai a LUZBOA, ou outro qualquer comercializador com tarifa indexada, vender a energia amanhã, por exemplo, das 18:00 às 19:00!?
            E, explique também à comunidade a quantidade exata de energia que o senhor vai consumir amanhã a essa mesma hora!?
            É que só conhecendo estes dois vetores, que só poderão ser conhecidos à posteriori, o senhor consegue calcular e saber o preço que vai pagar pelo consumo naquela hora das 18:00 – 19:00, que é apenas 01:00 de 720:00 que tem um mês de 30 dias!
            Se os valores MÉDIOS, repito MÉDIOS, pois se consumir a maior parte da energia nas horas de ponta, em que o preço OMIE é mais alto vai pagar um preço superior à media, só são conhecidos no final de cada mês como vêm aqui afirmar que o preço de janeiro de 2023 na LUZBOA é 0,02793€ /Kwh!?
            Sejamos sérios sim!

          • Pedro

            Para concluir, qualquer cidadão num tarifário indexado, só vai saber o valor a pagar por Kw/h no final de cada período de faturação, sendo o cálculo efetuado com base no valor da OMIE a cada uma das 720 horas do mês X o consumo exato em cada uma dessas 720 horas, ao qual acresce a tarifa de acesso às redes e o spreed (comissão) do operador, acrescido do IVA no final.

          • Pedro Andersson

            Correto :). Não é para todos…

          • Marco Lopes

            E que tal as empresas com tarifários indexados colocarem informação sobre preços FINAIS dos últimos 12 meses para que o consumidor possa tomar uma decisão “informada” tendo em conta a “média” dos preços? (pelo menos 12 meses!)

            Como é que se pode afirmar que “o preço para este mês é de 0.02793 € kWh mais 0.04 € Mibel” ??

      • Marco Lopes

        Explique-me uma coisa… “o preço para este mês é de 0.02793 € kWh mais 0.04 € Mibel”

        Quer dizer que, NO FINAL DE JANEIRO, está garantido o PREÇO o preço 0.02793 € kWh mais 0.04 € Mibel??

        É isto que está a dizer? É que, nesse caso, eu mudo imediatamente para a Luzboa!

        Agora… se me diz que esse valor foi calculado num dia em que o mercado SPOT estava quase a ZERO (algo surreal) então, o que vale esse preço?

        Onde estão apresentados tarifários REAIS ao longo dos últimos 12 meses para os consumidores terem ideia do que estão a fazer? Há alguma forma de saber como se comporta o mercado INDEXADO para além de todas estas especulações?

        ZERO informação nos sites! Depois diz para eu “ligar” com eles?!? Eu quero consultar informação que me esclareça, não andar aqui em volta de um valor SURREAL de 0.02793 € kWh!!!!!!

        Se esse preço fosse garantido em Janeiro, toda a gente mudaria para Lusboa, ou REPOSOL (que também tem tarifário indexado!)

        Responder
        • Miguel Dias

          Marco, não seja preguiçoso!
          É como o Pedro diz, isto não é um campeonato para todos!!!
          Está aqui a criar o caos, a pedir para que os valores sejam confirmados por outros. Mas não há nada mais simples do que você mesmo contactar a LUZBOA para que eles lhe deem a resposta, e sao bem rapidos por sinal. Ao tempo que perdeu aqui a escrever estes comentários ja tinha tempo para ligar, enviar email, investigar e ainda tomar café.

          Mas olhe, deixo-lhe aqui o que eles me responderam por email, como a varias pessoas aqui nesta conversa:
          – Dezembro 2022 – 0,1218€/Kwh ( com as tarifas de acesso às redes de 2022)
          – Janeiro 2023 – 0,02793€ ( com as novas tarifas de acesso às redes de 2023)

          Por isso para este mês o preço é mesmo 0,02793€ + Mibel. No final do mês avaliarei novamente.

          Responder
          • Marco Lopes

            Eu acho que não percebe o meu ponto de vista, e vou apenas dizer isto: acho um absurdo cada consumidor ser “obrigado” a contactar a Luzboa (em quem quer que seja) para ser informado das médias de preços praticados ao longo dos últimos 12 meses no que toca ao mercado indexado (para poder tomar uma decisão informada)

            É dito (aqui) que o preço para cada mês só é sabido no final de cada período…. mas volta a dizer-me que o preço para JANEIRO já está fixado em 0,02793€!! Em que ficamos??

            Ou eu estou fazer uma grande confusão de tudo o que li, ou você não sabe muito bem o que está a dizer…

  11. João

    Sou microprodutor. Todos os meses recebo uma fatura da SU eletricidade com o meu consumo e o valor a pagar, e outra com a minha produção e o valor a receber. Nesta situação posso mudar de fornecedor? Ao ser possível, esse novo fornecedor é que iria também passar a ser o meu “comprador” da minha produção?

    Responder
    • Jorge Pinto

      Bom dia , João.
      Também sou microprodutor…mas o meu fornecedor é a Endesa. Se mudar de comercializador, o “comprador” da sua produção continuará a ser a Su eletricidade.

      Responder
    • Tiago

      Verifique se ainda lhe é benéfico manter-se como microprodutor ou se é preferível passar para autoconsumo.

      Responder
  12. Pedro

    O valor a pagar num tarifário indexado só é possível de saber no final de cada período de faturação e é diferente para cada cliente ainda que o ciclo mensal comece e acabe no mesmo dia e hora, uma vez que esse valor a pagar depende das horas em que casa consumidor consumiu a energia e do preço OMIE praticado a cada hora.

    Responder
    • Marco Lopes

      Nem mais!! Agora não me digam que “o preço para este mês é de 0.02793 € kWh mais 0.04 € Mibel”!!!

      Responder
      • Armando

        Marco Lopes, ninguém disse que esse preço funciona para o mês Janeiro ou para um determinado período. O mercado indexado é isso mesmo tem flutuações que não permitem um valor constante. Devo dizer-lhe que já fui cliente Luzboa com ótimos preços e quando começou a subir em flecha saí, é essa a vantagem/desvantagem do mercado indexado.

        Responder
  13. Pedro

    Por experiência própria não aconselho a mudar de comercializador na primeira quinzena de janeiro uma vez que os tarifários apresentados nos vários sites na maioria das vezes não estão atualizados e sofrem várias alterações , normalmente baixam, para acompanharem a concorrência.

    Responder
  14. Marco Filipe

    Boa noite! Como vai ser o período de “fidelização”? Posso mudar todos os meses? Esta é uma parte q ainda não percebi?

    Responder
    • Marco Lopes

      Pode. Mesmo que tenha fidelização relativa a serviços extra, poderá ter de manter apenas esses serviços – se o contrato o permitir (nunca li bem esses contratos porque abdico sempre desses produtos de assistência ao LAR, etc etc, mas há quem os subscreva)

      Responder
      • Marco Filipe

        Estive a ver as empresas de tarifário indexado… Por exemplo, a Coopernico no site da Erse após a simulação, hoje dia 17/01/23 cliquei em saber mais e depois nos detalhes é fiz um download de um PDF que dizia “duração de contrato 12 meses”, daí a minha pergunta em cima.
        Por exemplo, eu podia amanhã fazer um contrato com a luz Boa e daqui a 15 dias se visse que o preço aumentava muito podia trocar de fornecedor? Confesso que estou muito perdido com isto tudo e preciso de ajuda muita ajuda…

        Responder
        • Tiago

          Pode mudar à vontade.
          As condições do contrato têm a validade de 12 meses, não fidelização de 12 meses.

          Responder
  15. Pedro

    Boa noite, no meu caso tenho EDP mas já me assustei com o valor deste mês e por isso vou procurar uma outra solução.

    Sendo assim estou na dúvida entre a Luzboa ou Repsol, esta última porque na minha habitação ainda usamos gás de garrafa e pelo que percebi a Repsol poderá dar alguma vantagem e também por colocar combustível na Repsol

    Ou será que mesmo assim a LUZBOA será uma melhor opção?

    Responder
  16. Paula Almeida

    Boa tarde,
    Tenho um contrato com a EDP e pretendo mudar. Qual é empresa mais barata em termos de eletricidade: a Repsol ou a Goldenergy?

    Responder
    • Marco Filipe

      Boa noite!
      Mais “uma” questão, sou cliente EDP, vou pagar: preço do kwh + preço da potência + mibel.
      Preço do kwh é igual o mês todos e é dado pelo valor da fartura do mês passado, certo?

      O preço da potência é definido pela empresa e é esse valor pelo número de dias do mês, certo?

      O Mibel, é um valor diário diferente? É a média de um mês que faz o valor do próximo? O preço varia de hora a hora?

      Se eu mudar hoje da EDP para a Repsol amanhã já usufruo a luz ao preço da Repsol ou só daqui a uma ou duas semanas?

      Obrigado

      Responder
  17. Nelson Machado

    Bom dia,

    Coloquei agora recentemente um conjunto painéis solares e estava a pensar alterar o meu contrato para o bi-horario porque também tenho um carro eletrico e o com carregamento no período noturno penso que faz sentido.

    Pelo que eu investiguei a iberdrola é a que me oferece melhores preços por kwh (não tive em conta o mibel) (não em potência contratada), principalmente para estes meses de inverno.

    Alguém me consegue ajudar a perceber se existe alguma alternativa melhor em bi-horario? Não estava a pensar no mercado indexado neste momento.

    Responder
  18. Pedro

    bom dia,

    tenho andado à procura e nao tenho encontrado o valor diario da taxa Mibel!

    Já uma vez consegui ver uma tabela com o valor extra em centimos do valor Mibel por cada dia e ia oscilando mas agora nem a tabela encontro, so graficos com os valores gerais.

    Sabem se a tabela com o valor diario em centimos (valor a acrescentar ao valor atual da EDP) ainda se encontra disponivel e visivel a qualquer altura? sempre dava para ser mais facil perceber o valor a pagar no final de cada mes, obrigado!

    Responder
  19. Ana

    Boa tarde,
    Tinha gás e eletricidade na GALP e a pagar como nunca antes tinha acontecido. Gás já alterei para o mercado regulado, mas com a eletricidade estou mais baralhada. Com base neste seu artigo e nas simulações que fiz na ERSE estou muito tentada a mudar também, para a LUZBOA. Será que esta vantagem atual manter-se-á no resto do ano ou os valores indexados podem mudar este cenário?
    Em relação ao gás propano, que na casa do meu pai no algarve é a única opção, existe esta possibilidade de mudar o fornecedor? O preço deste ainda supera o gás natural…está absurdo!
    Muito obrigada por tantos e tão úteis concelhos!!

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá! Esse tarifário é óptimo neste momento. O melhor de todos. Daqui a um mes p6ide ser diferente… A expectativa é ter precos muito baixos até maio pelo menos. Tem de ir vendo mes a mês…

      Responder

Trackbacks/Pingbacks

  1. ELECTRICITY | EDP ​​Comercial has lowered the price of kWh - […] As I explained to you in this article HERE, there is the greatest confusion in electricity prices in… Prices…

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.