Combustíveis – Um truque para ter mais 7 ou 8 cêntimos de desconto por litro

Escrito por Pedro Andersson

26.11.18

}
6 min de leitura

Publicidade

Acumule mais um desconto

Como sabem, ando sempre com o “radar” ligado para ver onde é que posso poupar, mantendo ou até melhorando a minha qualidade de vida enquanto cidadão e consumidor. Por isso, ao contrário de muitos, estou sempre muito atento à publicidade: às vezes para apanhar os gatos escondidos com rabo de fora, mas outras vezes para ver se o que estão a prometer pode ou não ser bom para mim. E encontro situações em que o que algumas empresas propõem trazem-me vantagens.

Um aviso

Neste blogue, nenhum artigo é patrocinado. Ninguém me paga para dizer bem ou mal do que quer que seja. As dicas que dou são completamente isentas e fruto da minha investigação ou experiências pessoais. Isto para não dizerem que o que vou falar tem interesses escondidos. Estou a deixar isto claro porque vou falar de um produto de uma empresa. Vi a publicidade, investiguei e aderi.

Como habitualmente vou explicar-vos o meu raciocínio e depois concordarão ou não e farão como entenderem. Nem sequer é um conselho. Gosto é de vos mostrar como, com algum jogo de cintura, poupo dinheiro fazendo coisas simples. Exige algum trabalho, organização e rigor. No final, para mim, vale a pena. Esta dica vale 120 euros: no meu caso são 2 ou 3 depósitos de combustível de “graça”.

Sabe o que é o “Cashback”?

Até hoje nunca tive um cartão de crédito com Cashback. Acabei de aderir. São cartões de crédito que devolvem parte do valor das suas compras de novo no cartão para usar em futuras compras. Normalmente, alguns devolvem 1%, outros 2% e mais raramente 3%. A publicidade que me chamou a atenção foi a do Cartão do BankinterCard que anuncia 5% de cashback durante o primeiro ano. Não me lembro de um cashback tão alto, por isso é que vos estou a falar dele.

Ahhhhh. Pois. É só durante um ano… Foi logo a primeira pergunta que lhes fiz. E depois do primeiro ano, como é? Não me responderam. Só dizem na altura se continua ou não. OK. Na pior das hipóteses aproveito durante 1 ano esses 5%. Para quem não está a ver a coisa com bons olhos, basicamente é como ter uma conta bancária a render 5% BRUTOS.

Mas no princípio do texto falei dos combustíveis. O que é que uma coisa tem a ver com a outra? Para mim tem. É que 5% de “desconto” num combustível que custe 1,40 €/litro equivale a 7 cêntimos. Se custar 1,50 € equivale a 8 cêntimos de desconto. Atenção, só por pagar com este Cartão de Crédito.

A este desconto pode (e deve) acumular com os descontos que usa habitualmente. Se por exemplo acumular a promoção do fim-de-semana (6 cêntimos) mais o de um cartão de fidelização (mais 6 cêntimos) ou um cupão de hipermercado de 10 ou 12 cêntimos, ou vales de app de gasolineiras, etc , mais este desconto de 7 cêntimos “só” por pagar com o tal cartão de crédito estamos a falar de descontos nos combustíveis que podem ultrapassar os 20 cêntimos por litro.

As condições

Lembrei-me logo dos combustíveis porque o cashback dos 5% está limitado a 10 € por mês e a 120 € por ano. O que quer dizer que para atingir os 10 € de cashback por mês tenho de fazer compras de no máximo 200 euros todos os meses. É um valor que cabe na categoria dos combustíveis. Por exemplo, um casal que tenha 2 carros pode chegar a estes valores ou perto. E assim é fácil controlar este processo. Sempre que abastecer, paga com este cartão de crédito.

E a taxa de pagamento em gasolineiras?

Perguntei logo, porque normalmente quando pagamos o combustível com cartão de crédito eles cobram uma comissão de 50 cêntimos. Confirmei que este cartão está isento dessa taxa.

E as anuidades?

Não paga anuidades. Bastava que cobrassem anuidade para qualquer desconto dificilmente valer a pena. Portanto, decidi adquirir o cartão porque mesmo que acabe esta “promoção” dos 5% daqui a um ano não terei qualquer prejuízo com ele. Basta não o usar. E posso também anulá-lo, claro.

Tenho de abrir uma conta nova?

Não. O cartão vai buscar o dinheiro ao fim do mês na conta no banco que eu disser.

Atenção aos juros

Como já vos expliquei várias vezes, tenho vários cartões de crédito. Mas só dos que não cobram anuidades nem seguros e tenho-os TODOS com o pagamento a 100% ao fim do mês. Isto que quer dizer que NUNCA pago juros pelas minhas compras com os cartões de crédito. Se se descontrola com as contas ao fim do mês e não tem lá o dinheiro na conta quando o cartão vai lá buscar o dinheiro, não se meta nisto!

Dei o exemplo dos combustíveis, mas obviamente pode comprar o que quiser para aproveitar os 5% de cashback. É fazer a conta ao que precisa comprar todos os meses. Já sabe: 200 euros de compras = 10 euros para gastar no mês seguinte. Pense sempre no que pode acumular com outros descontos. Comprar por comprar é só 100% de prejuízo.

Os cartões de crédito são bons ou maus conforme o uso que lhes dermos. Até hoje só tive lucro com todos os cartões de crédito que tive. Uso-os quando me oferecem vantagens ou cashback ou prémios ou milhas ou o que for. Podemos usar os cartões de crédito com inteligência financeira.

10 euros não é pouquíssimo?

No meu caso já sei que durante 12 meses vou ter este desconto adicional. Se acha que 120 euros de poupança é pouco, relembro-o de que equivalem a 240 litros de leite. Está a imaginar 240 litros de leite na sua cozinha? Ou 12 kg de camarão? Ou 15 garrafas de um bom vinho?  Ou mais terra a terra, é metade do seu seguro automóvel ou 1 terço do seu IMI ou o material escolar dos seus filhos do ano que vem.

Quando transformamos a nossas poupanças em coisas palpáveis as coisas tornam-se mais simples. Então se colocasse esse dinheiro fisicamente de lado numa caixa ou envelope, começava a perceber para onde vai o nosso dinheiro todos os meses…

Repito o que disse no início. É só mais uma dica sobre como faço a gestão do meu dinheiro. Não estou a aconselhar ninguém e isto NÃO é publicidade. Avaliem. Procurem sempre alternativas para pagarem menos pelo que querem. Há mais cartões com cashback e até eventualmente alguns que não têm limites de retorno tão baixos, embora com cashback também mais baixos.

E se já tem um Cartão de Crédito leia este artigo sobre como pode baixar o seu juro com um telefonema.

Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA”

34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2018.

É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica.

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança.

(Todas as dicas da semana num só e-mail).

Se quiser um resumo claro e prático das dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”.

É só clicar AQUI abaixo.

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

ÚLTIMO AVISO | Já só tem 1 dia para validar as suas faturas para o IRS!

Já validou as faturas pendentes de TODO o seu agregado familiar? Já só tem até amanhã (meia-noite de segunda-feira, dia 26 de fevereiro de 2024), para validar as suas faturas pendentes do portal e-fatura. É muito importante que o faça. Quando fui ver o e-fatura dos...

CRIPTOMOEDAS | Estou a ganhar ou a perder dinheiro? (Mês #26 – Fevereiro 2024)

O meu investimento em Criptomoedas - Balanço de Fevereiro de 2024 Cá estou eu para fazer mais um balanço do meu "investimento" em criptomoedas. Tenho algum dinheiro em Ethereum, que comprei através da plataforma Binance. Quero antes de mais relembrar que está em ampla...

Prémio Salarial | Formulário para fazer pedido já está disponível

Jovens têm até 31 de Maio para fazer o pedido de devolução de propinas, mas tempo de espera é elevado Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes No final do ano passado, o Governo anunciou uma medida que previa a devolução de propinas aos jovens que tivessem entrado...

EURIBOR HOJE | Taxas descem a três meses, mas sobem a seis e 12 meses

Euribor desce a três meses, mas sobe nos prazos de seis e 12 meses Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (26 de fevereiro a 03 de março)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

EURIBOR HOJE | Taxas descem a três e seis meses, mas sobem a 12

Euribor Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um...

Cheque + Digital | A Lista das entidades que têm cursos de formação digital “grátis” (até 750 €)

A lista das entidades certificadas elegíveis para o apoio dos 750 € Antes que comecem a chover as críticas, relembro que coloquei "grátis" entre aspas porque vai ter de pagar primeiro o curso, ou cursos, do seu próprio bolso, mas depois esse dinheiro é devolvido pelo...

Painel solar fotovoltaico – Balanço Janeiro de 2024 (Mês #86)

Balanço de Janeiro de 2024 Janeiro foi um mês anormalmente baixo. No que diz respeito à produção de eletricidade, os primeiros meses do ano já são de recuperação e de aumento progressivo até atingir novamente o pico no Verão. Enfim, houve apenas uma maior sucessão de...

PODCAST | #216 – Vamos a contas | Quase não fiz descontos para a Segurança Social, qual vai ser a minha reforma?

Esta ouvinte do podcast (que quer ficar anónima) tem apenas 29 anos de descontos para a Segurança Social. Trabalha muito e recebe o seu salário, mas os "patrões" recusam-se a fazer descontos para a Segurança Social. Ela tem 64 anos e está muito preocupada com a...

Arrendamento | Rendas acessíveis alargadas a quem tem rendimentos mais altos

Limite de rendimentos máximos anuais para aceder a apoios ao arrendamento foi alargado para abranger mais cidadãos O valor máximo de rendimento anual para aceder ao Programa de Apoio ao Arrendamento foi aumentado, de acordo com uma portaria publicada em Diário da...

Publicidade

Artigos relacionados

48 Comentários

  1. Pedro Trindade

    É sem dúvida uma boa dica. 120€ de poupança ao final do ano equivale a 200 cafés.. 🙂 posso subscrever a este cartão se estiver fora de Portugal?

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá Pedro. Isso não sei. Terá de lhes perguntar.

      Responder
  2. Sara

    Ao pagar com este cartão, deixa de poder usar o desconto que tinha ao pagar com o cartão Universo, correcto?

    Responder
  3. Ismael

    Olá Pedro.
    O artigo é muito interessante, também estou atualmente à espera do bankintercard para usufruir dos 120€ anuais do cashback.
    Já há alguns anos que utilizo cartões com deste género e posso dizer que anualmente o que recebo em cashback ultrapassa os 500€ anuais.
    Tenho o cartão cofidis (versão +1€) que funciona como um todo o terreno oferecendo 2% de cashback em compras e 1% em pagamentos de serviços. O cartão cetelem black utilizo para supermercado oferecendo 3% de cashback. O universo oferece 1% de cashback em cartão continente. O affinitycard 1% de cashback e 2% nas lojas Inditex (sem limite anual de cashback).
    Se soubermos utilizar estes cartões e pagar sempre a 100%, procurar cartões sem anuidades podemos “poupar” muito dinheiro ao fim do ano.
    Nota: o cartão cofidis tem um máximo de 200€/anuais que já ultrapassei mas continua a acumular
    Gosto muito do seu trabalho e revejo-me na sua forma de olhar para o dinheiro. Continuação de bom trabalho e boas poupanças!

    Responder
    • João

      Obrigado Ismael obrigado pelo seu testemunho.
      Uma dúvida, se a compra for feita online também conta como cashback? Ou só é válida em terminal bancário? Obrigado

      Responder
      • Carlos Pereira

        O cashback também é válido online.

        Com o cashback nos pagamentos de serviços, poupa por exemplo 1% no IMI, no IUC, etc

        Responder
    • Pedro Andersson

      Olá Ismael. Precisava de lhe fazer uma pergunta sobre isto. Pode enviar-me o seu contacto telefónico para [email protected]?
      Obrigado

      Responder
    • Helder Costa

      Quando diz: “Nota: o cartão cofidis tem um máximo de 200€/anuais que já ultrapassei mas continua a acumular”

      Que significa? Fica com “crédito” para os meses seguintes em que não faça compras e recebe cashback em atraso?
      Obrigado.

      Responder
      • Carlos Pereira

        Continua a a acumular na modalidade base de cashback de 1% que não tem limite.

        Responder
      • Ismael

        Boa noite Helder,
        Significa que por defeito continuo a receber o cashback todos os meses (2% em todas as compras e 1% em pagamento de serviços) apesar de eles dizerem que está limitado a 200€/ano. Para já é assim, o que não quer dizer que daqui a algum tempo limitem mesmo. Abraço.

        Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Pode enviar-me o seu contacto por mensagem privada? Obrigado e felicidades. Pedro Andersson

      Responder
  4. Pedro Fernandes

    Boa noite, Pedro. Após ler o seu artigo, efetuei um pedido de contacto com o BankinterCard. Nas questões que fiz, uma foi sobre os combustíveis. Efetivamente, na compra de combustível, o cartão está isento do pagamento da taxa de 0.50 cêntimos mas não é considerado para efeitos de cashback. O cashback só é considerado para compras “normais”, como hipermercados, restaurantes, lojas de tecnologia, etc, etc. Também no pagamento de serviços( entidade + referência) , não é considerado o cashback. Nas restantes vantagens que referiu, foi confirmado pelo colaborador, as mesmas. Mas na minha opinião, continua a ser excelente o cashback de 5%.
    Parabéns pelo ótimo trabalho.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá Pedro. Li com atenção o seu comentário e fiquei admirado. No site do cartão não fazem nenhuma referência a exclusões. Acabei de contactar novamente o apoio ao cliente do Cartão e confirmaram-me que TODAS as compras (de combustíveis também) contam para o cashback. Temos portanto informações contraditórias. Pode enviar-me alguma informação escrita que comprove que há exclusões ao Cashback do BankinterCard? Em todo o caso confirmarei a informação assim que o começar a usar. Mas se porventura me recusarem esse cashback terão obviamente a minha reclamação porque em nenhum momento li ou vi que havia exclusões. Abraço.

      Responder
      • Pedro Fernandes

        Olá boa noite, Pedro. Voltei a questionar o BankinterCard e por coincidência, falei com o mesmo colaborador de ontem. A pessoa efetivamente confirmou que me deu uma informação errada e confirmou aquilo que inicialmente o Pedro tinha escrito no artigo. A única exclusão é o pagamento de serviços e pagamentos ao estado que habitualmente fazemos no multibanco, que não comtempla o cashback.
        Abraço.

        Responder
      • Nuno

        Boa tarde Pedro,
        Acabaram de me informar também que pagamentos de serviços, NÃO contam para efeitos de cashback.
        Referi estes vossos posts e referiram que não pode ser, serviços (água, eletricidade…) não contam para efeitos de cashback.

        Responder
  5. Gabriela Souza

    Existem dois Stands ( Dolce Vita e Colombo) onde fazem adesões do cartao na mesma hora, rápido e com poucos dias o cartao chega a casa. Fiz o meu com 5 minutos. Espero ter ajudado. Beijinhos.

    Responder
  6. Ismael

    Boa noite Helder,
    Significa que por defeito continuo a receber o cashback todos os meses (2% em todas as compras e 1% em pagamento de serviços) apesar de eles dizerem que está limitado a 200€/ano. Para já é assim, o que não quer dizer que daqui a algum tempo limitem mesmo. Abraço.

    Responder
    • Júlio

      Ismael, è limitado a 200€/ano, o que aconteceu foi que a Cofidis ofereceu em Novembro/Dezembro mais 2% extra. Ou seja, o valor que passa dos 200 € são resultados dessa campanha de cashback extra.

      Responder
  7. Ismael

    Outra dica para quem utiliza o cartão cetelem black em postos de combustível (cashback de3%): se escolherem a opção “multibanco” em vez de visa/mastercard conseguem “fintar” a taxa de 0.5€ das gasolineiras.

    Responder
  8. Filipe Martins

    Mandei fazer dois logo quando sairam… e sim compensa bem pelo menos nos combustíveis.

    Responder
  9. António José

    Boa-tarde a todos.

    Será que, entre todos, conseguiríamos organizar e condensar a informação de forma clara?
    Por exemplo, são referidos diversos cartões … mas em nenhum momento (excepção feita para o Bankintercard, cuja anuidade não existe) ficamos a conhecer as anualidades (no caso de existirem) de cada um.
    Nomeadamente:

    Cofidis “versão +1€” … quer dizer que existem outras versões?

    Cetelem Black

    Universo

    Affinitycard

    Alguém sabe responder a isto, por favor?
    Obrigado.

    Responder
    • Ismael

      Boa noite António José,
      Todos os cartões que referi e que utilizo não têm anuidades à exceção do cofidis mais 1€ que tem 1 mensalidade de 1€. Para obter mais informações pode ser consultar os sites dos cartões para ficar mais esclarecido.
      Abraço

      Responder
      • António José

        Obrigado, Ismael. 🙂

        Responder
  10. Jorge

    Boa noite, pedi o contato deste cartão e a informação que me deram é k o cashback era dado como um aumento no valor de crédito, e não em valor a descontar no próximo mês… fiquei na dúvida…o contacto foi feito dia 5/11. Insisti com o funcionário a dizer que isso não era muito lógico, mas ele deu-me sempre a mesma explicação. Em que fico?
    Cumprimentos

    Responder
  11. André Cunha

    Desde já os meus parabéns !

    Uma questão … Eu tenho o cartão 123 do Totta e sou obrigado a usar por causa do empréstimo da casa.

    Como irei conseguir usufruir deste cartão ?

    Obrigado

    Responder
  12. Andreia

    Boa tarde. Existe algum destes cartões com cashback que debite logo o dinheiro da conta, sem esperar pelo fim do mês? Isto porque, para as compras do dia a dia, prefiro ver os débitos em tempo real para não “perder o fio à meada”…
    Obrigada

    Responder
  13. Filipe

    Faz mais sentido usar outro cartão nos combustíveis (Universo ou BP PowerPlus) e usar o Bankintercard noutro lado.

    Atualmente acumulo o desconto poupamais, 25% com o bp power plus que dá 6% do valor pago na BP e fico com combustível abaixo de 1€ por litro

    Os 6% são sobre os 75% que se pagam depois do desconto poupamais, ou seja, na realidade 4.5%

    Responder
    • Pedro Fernandes

      Na cepsa, sobre o preço na bomba que está em vigor, tenho 50% de desconto no gasóleo ou gasolina. Coloco gasolina 98 a cerca de 80 cêntimos litro. E não contabilizo o cashback do cartão de crédito. Julgo que não haverá neste momento melhor desconto que este, a nível nacional. Pesquisem Sixthcontinent. Blog poupa e ganha. EXCELENTE!

      Responder
  14. Vitor Madeira

    Excelente sugestão, contudo acho que de momento, a proposta da Auchan (supermercados Jumbo / Pão de Açúcar) será a mais simples em termos de ‘ausência de chatices’ e poupança obtida, inclusivamente, com obtenção de vales (ou como dizem em estrangeirês “cash-back”).

    Umas duas a quatro vezes por ano é possível obter o cartão “Jumbo Mais” com um vale imediato de 10 a 20 euros de desconto para usar numa qualquer compra. Só aí já ganhámos esse valor numa compra imediata sem necessidade de pagamento seja do que for.

    Depois, ao utilizarmos o cartão para pagar o combustível, recebemos 2% do valor pago no posto de abastecimento para comprar nas lojas do Jumbo (que pode até ser na secção de eletrodomésticos / informátiva – assim como na secção de alimentação ou vestuário – é escolher).

    É possível escolher pagar o combustível a “prestações” ou imediatamente sem qualquer tipo de juros sobre o valor pago.

    Achei que seria interessante deixar esta opinião aqui neste artigo.
    Boas poupanças para todos.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Obrigado. Sim. É o que eu faço normalmente também.

      Responder
  15. Carlos

    Olá,

    Li o artigo e os comentários aqui dispostos e faz-me confusão uma coisa… então se eu usar um cartão de crédito de uma dessas entidades, sem anuidade, em que pagarei sempre a 100% em cada mês, e onde receberei um cash-back de 1-2-3 ou 5% por cada utilização… onde é que a entidade bancária terá lucro comigo?! É que isto é como quando a esmola é demais… o pobre desconfia sempre!

    Responder
    • Filipe

      A entidade bancária ganha uma percentagem que é paga pelo comerciante. Não pense que aceitar pagamentos com cartões é de borla. Claro que isso só por si não cobre os 3 ou 5%, mas é aí que a entidade bancária faz contas e conclui que os clientes que não pagarem o extrato na totalidade e pagarem juros vão cobrir essas despesas e dar algum lucro. Também depende dos objetivos de cada banco, por exemplo, alguns não se importam de perder algum nos cartões de crédito porque querem atrair clientes para os cartões para depois lhes tentar vender outras coisas, empréstimos, co tás bancárias, etc

      Responder
  16. Nuno

    Olá Pedro, já verificou o cartão wizink rewards que oferece um vale de 120€ para a Cepsa? E não tem custos.
    Também aderi ao bankintercard por causa da sua notícia.

    Responder
  17. Luis Ferreira

    Boa noite Pedro, pelo que entendi assim que se ultrapasse os 200 euros num mês não se recebe o cashback desse mesmo mês. É assim?

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Recebe. Mas não recebe mais que os 10 euros por gastar mais.

      Responder
  18. António José

    Bom-dia, Caros internautas.

    Já alguém sabe (por experiência própria ou por fonte fidedigna/oficial) o que é que acontece às condições reguladoras do BankinterCard após os primeiros 12 (doze) meses de subscrição? Permanecem iguais? Alteram-se? …

    Obrigado,

    António José.

    Responder
    • FreeAtMind

      Continuam a ser 5%, não se sabe até quando. Se perguntar à linha de apoio ninguém sabe responder porque não existe uma resposta oficial.

      Responder
      • António José Osório de Castro Vilhena de Freitas

        Obrigado! 🙂

        Responder
  19. Armando

    Ainda a propósito do cartão Bankintercard, o Pedro diz que o cashback é de 5% brutos. Quanto será líquido? Lembro-me do Santander Totta ter um cartão cujo nome era “5%” e tinha uma taxa líquida de cerca de 3,34% porque 50% do saldo mensal tinha de transitar para o mês seguinte.
    Cumprimentos

    Responder
      • Armando

        A adesão ao cartão tem de ser em balcão físico ou pode ser online?
        Obrigado.

        Responder
          • António José Osório de Castro Vilhena de Freitas

            Já o escrevera em Março, mas dado que ninguém respondeu … volto a tentar a minha sorte:

            “Bom-dia, Caros internautas.
            Já alguém sabe (por experiência própria ou por fonte fidedigna/oficial) o que é que acontece às condições reguladoras do BankinterCard após os primeiros 12 (doze) meses de subscrição? Permanecem iguais? Alteram-se? …
            Obrigado,
            António José.”

  20. Fábio

    Após o primeiro ano é possível continuar a ter o mesmo Cashback de 5% ou deixa de existir por completo ?

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Disseram-me que depois devia pedir e que depois “logo viam”…

      Responder
  21. joana oliveira

    boa tarde ,
    Como sempre, com partilhas economicamente uteis! sabe se ainda mantêm estas condiçoes à data de hoje?

    Responder

Trackbacks/Pingbacks

  1. Combustíveis – Um truque para ter mais 7 ou 8 cêntimos de desconto por litro - […] Fonte: Contas Poupança […]

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.