Baixe já a taxa de juro do seu Cartão de Crédito

Em poucos minutos, passou para quase metade

Com um telefonema, baixei o juro do meu Cartão de Crédito de 26,99% para 14%. Assim, sem mais nada. E você? Sabe qual é o juro associado ao seu Cartão que está a pagar?

Mesmo que não use o seu cartão, isto interessa-lhe

Por muitos motivos, provavelmente tem um Cartão de Crédito (ou vários) mesmo que os tenha só na gaveta. Ao contratarmos um Crédito à Habitação muitos bancos “obrigam-nos” a ter um.
A questão é que um dia vamos precisar usá-los e, se não pagar logo a 100% no fim do mês, vai pagar juros. E os juros são altíssimos – a chegar quase aos 30% ou mais. É por isso que recorrer aos Cartões de Crédito sem consciência é um perigo para as suas finanças.

Mas se precisar MESMO usá-los, podem “safar-nos” em algumas situações. E é nessa altura que convém que pague o menor juro possível.

Mas posso baixar o juro do Cartão de Crédito?

Sim! Se o contratou há cerca de 10 anos nessa altura os juros eram estratosféricos. Se ainda mantém esse cartão o juro permanece igual. Não mudou com o tempo.

Mas a lei sim. O Banco de Portugal regularmente divulga o valor máximo que os bancos podem cobrar de juros. É a média dos juros praticados no mercado nos meses anteriores. E esse valor tem baixado muito nos últimos anos.

Portanto, liguei para o apoio ao cliente do meu cartão de Crédito e perguntei qual era o juro que estava contratado no meu cartão. A resposta foi: 26,99%. Arredondando, se tivesse feito uma compra em Julho passado pagaria 27% de juro sobre esse valor.

Perguntei:
– “Se eu fosse agora um novo cliente vosso qual era o valor que faziam?”
-“14%”.
– “Então, quero que me baixem para esse valor, uma vez que sou vosso cliente há tantos anos e sempre fui cumpridor”.
Resposta:
– “Não podemos. Foi o valor que contratou, não podemos mexer. Só se rescindir e fizer um contrato novo”.
– “OK. Não é tarde nem é cedo. Quero rescindir”.
– “Ah, pois, mas então não pode ser nosso cliente pelo menos durante 6 meses…”
– “Como?! Então quero mesmo rescindir, se faz favor.”
– “Com certeza. Vou passar ao nosso departamento de retenção”.

Assim foi. Falei com uma senhora desse Departamento a quem expliquei que só queria que me baixassem a taxa de juro para a que praticam com os novos clientes. Se não o fizessem queria rescindir e arranjava um Cartão de outra Financeira.

Baixou imediatamente a taxa de 26,99% para 14%. Em segundos. Perguntei porque é que a primeira pessoa que me atendeu não me fez isso. Foi-me explicado que nos Call Centers, no primeiro atendimento, não têm autorização para fazer mudanças de taxas de juro. Aliás, a senhora que me atendeu jurava a pés juntos que era impossível. Estou convencido que era mesmo a instrução que tinha recebido na formação.

Insista e não desista

Portanto, em resumo, ligue para o seu banco ou Financeira e peça que lhe baixem imediatamente a sua taxa de juro para o valor que praticam atualmente para novos clientes. Vão provavelmente, responder-lhe que não dá e que é impossível. Não perca tempo com essa conversa. Peça para transferirem a chamada para o departamento de retenção de clientes. Explique o que pretende e ameace rescindir se for preciso (avalie se é do seu interesse, pode haver a questão do spread). No meu caso é um cartão de Crédito grátis. Caso não baixem, pondere apresentar queixa no Banco de Portugal.

Vale a pena o esforço?

Imagine que faz uma compra de 1.000 € (é apenas um exemplo, OK?). A juros de 27% vai pagar 270 euros. Reduzindo o juro para 14%, paga 140 euros. Menos 130 euros. Multiplique isto pelo tempo que estiver a amortizar o pagamento.
Só com um telefonema. Convém fazer isto antes de usar o cartão para ter efeitos nas compras futuras. E se está atualmente a fazer pagamentos mensais só esta dica pode fazê-lo poupar muito dinheiro quase sem esforço nenhum.

27 comentários em “Baixe já a taxa de juro do seu Cartão de Crédito

  1. Teresa Costa Reply

    Gostaria de saber que cartão aconselham para transferência da totalidade do montante em dívida para um cartão com taxa introdutória de 0% TAEG (12/15/18 meses), anuidade gratuita, e 0% de taxa de transferência – cartões de crédito equilíbrio. Estive a ler sobre isto e sei que o American Express possui um cartão deste tipo denominado “Amex Everyday Credit Card”, para o mercado americano. Existe algum deste tipo no mercado Português? Muito Obrigada. Teresa Costa

  2. Mónica Fernandes Reply

    Boa tarde,
    Infelizmente só hoje tomei contacto com a sua página e os seus “conselhos”, já tratei do assunto e de imediato consegui a alteração da taxa que estava a pagar.

    Obrigada e felicidades

  3. Vitor Silva Reply

    Boa noite, pedia pf opinião:
    Tenho cartão wizink; hoje contactei o banco pedindo atualização de taxa de juro (28% TAEG) mas recusaram alegando que esta foi a taxa contratada. O banco pode não atualizar ou é obrigado (ao abrigo da taxa de referência que o BbP indica?
    Obrigado

  4. Rui Freitas Reply

    O meu Grande obrigado a este senhor e toda a equipa.
    Baixei de 26,99% para 14. E de forma simples, logo no primeiro atendimento, a sra disse que conseguia melhor que os 17% praticados a novos clientes, que conseguia 14%. Feito…
    Bem hajam.

  5. Pedro Reply

    Bom dia, gostaria de saber qual é o melhor banco para pedir crédito pessoal?

  6. Catarina Gonçalves Reply

    Acho que existe só uma pequena incorrecção no que disse ou então eu entendi mal: se eu dever 1000€ e demorar um mês a pagar, não vou pagar 270€ de juros. Uma vez que a taxa é anual, tem que dividir o valor da TAN por 12, e esse será o valor da taxa a pagar por cada mês a mais que se demora a pagar. Se demorar um ano a pagar, pode aplicar a TAEG que já tem em conta o efeito cumulativo dos juros mas não inclui as comissões dos cartões de crédito.

  7. Sophia Reply

    Caro Pedro Andersson,

    O Banco de Portugal pública desde 2009, trimestralmente, os limites máximos para o crédito ao consumo http://clientebancario.bportugal.pt/pt-PT/TaxasJuroCambio/TaxasdeJuro/Creditoconsumidores/Paginas/Taxasmaximas.aspx Não estão os bancos obrigados a actualizar automaticamente as taxas de juro dos respectivos cartões de crédito? Qual o argumento legal dos bancos para praticarem taxas de 26,4% e recusarem as actualizações trimestrais, quanto a taxa actual maxima for 12% ou 13%?

  8. Sophia de Estoril Reply

    Caro Pedro Andersson,

    O Banco de Portugal pública desde 2009, trimestralmente, os limites máximos para o crédito ao consumo http://clientebancario.bportugal.pt/pt-PT/TaxasJuroCambio/TaxasdeJuro/Creditoconsumidores/Paginas/Taxasmaximas.aspx Não estão os bancos obrigados a actualizar automaticamente as taxas de juro dos respectivos cartões de crédito? Qual o argumento legal dos bancos para praticarem taxas de 26,4% e recusarem as actualizações trimestrais, quanto a taxa actual maxima for 12% ou 13%?

  9. J. Campos Reply

    Boa tarde!
    Essa situação também se aplica a uma linha de crédito da Cofidis?
    Muito obrigado.

  10. Vitor pinheiro Reply

    Boas no meu caso tenho um cartão de crédito do wizink bank e já liguei para lá já ensisti e não baixam a taxa de juros que está 27 já canselei o cartão mas como nao posso pagar a totalidade da dívida do cartão o que devo fazer para baixar a taxa de juros então ?

  11. Jorge Jordão Reply

    “Imagine que faz uma compra de 1.000 € (é apenas um exemplo, OK?). A juros de 27% vai pagar 270 euros. Reduzindo o juro para 14%, paga 140 euros. Menos 130 euros.”
    Isto se estiver um ano a pagar a dívida, certo?
    Se por exemplo pagar em 2 meses paga 45 euros no primeiro caso e 23,33 euros no segundo.
    E se pagar no final do próprio mês (a forma mais segura de usar cartão de crédito), paga zero em qualquer caso.

  12. Cristina Bento Reply

    Boa tarde,

    Eu já tentei e não consegui, insisti e persisti, suponho que pelo excesso de chamada a pedir o mesmo….
    A minha taxa é de 26.99€ também, como faço para reclamar ao banco de portugal?

  13. Gustavo Reply

    E está feito! Ligámos para lá, disseram que não dava, só com contrato novo, pedi para transferir para a retenção de clientes e ficou feito!

    • Gustavo Reply

      Só uma correcção:

      Depois de pedir a transferência da chamada, a senhora pediu para aguardar e, de seguida, a mesma senhora que antes tinha dito que não era possível, fez a alteração das taxas.

      • Pedro Andersson
        Pedro Andersson Post authorReply

        Maravilha! Posso perguntar se reduziu a sua prestação da dívida atual a partir da próxima prestação?

  14. Marta Pires Reply

    Bom dia . Gosto muito dos seus artigos . E qual o melhor cartão de crédito do mercado ??? Obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *