ELETRICIDADE | Luzboa vai aumentar os preços – Continua a compensar?

eletricidade indexada
Escrito por Pedro Andersson

01.06.23

}
6 min de leitura

Publicidade

Luzboa vai aumentar o valor da cobertura de desvios e a potência contratada – Continua a compensar?

Estou a receber dezenas de mensagens vossas “preocupados” com um e-mail que receberam ontem (31 de maio de 2023) da empresa Luzboa que tem (de acordo com o simulador da ERSE) o preço mais baixo dos tarifários indexados. Quem mudou para este tipo de tarifário (desta e de outras empresas) está a ter poupanças brutais e nunca vistas nas faturas de eletricidade. Há pessoas a poupar 100 euros ou mais por mês.
Veja este artigo que explica como funcionam estes tarifários:

https://contaspoupanca.pt/2023/03/29/video-poupanca-de-50-na-eletricidade-com-os-tarifarios-indexados/
Ponto prévio: eu não sou o Apoio ao cliente da Luzboa, nem tenho nenhuma ligação a esta ou a qualquer outra empresa, não recebo comissões de ninguém e não faço recomendações de nada. Apresento-vos factos e depois vocês pensam pela vossa cabeça.
Posto isto, replico aqui o e-mail que os clientes receberam, destacando as partes que nos interessam.

Exmo(a) Senhor(a),
Devido ao aumento de alguns custos do Sistema Eléctrico Nacional (Banda de Reserva de regulação, Cobertura de Desvios e Serviços de Operador de Sistema) que são imputados aos comercializadores, a LUZBOA vê-se na necessidade de actualizar algumas das componentes dos preços ao consumidor e vem por este meio informar sobre as novas condições a vigorar para o seu contrato de fornecimento de electricidade.
Assim, e ao abrigo da cláusula 4ª, nº 4.3 das condições gerais de fornecimento de energia eléctrica, comunicar as novas condições de preço a vigorarem a partir do próximo dia 01/07/2023.
TARIFA LUZBOA SPOT | INDEXADO OMIE
A cobertura de Desvios e SAJ passará para 0,0065€/kWh
O Custo de Gestão (CG) manter-se-á conforme contratualizado.
(Quadro com os novos preços, onde se verifica um aumento no valor da potência contratada)
Os valores apresentados na tabela acima contemplam as tarifas de acesso às redes em vigor desde 1 de Janeiro de 2023, no entanto a ERSE já anunciou uma revisão de tarifas que deverá ter efeito a partir de 1 de Julho de 2023. Estas alterações serão refletidas posteriormente nos valores agora apresentados (Assim que estejam em vigor). Caso seja beneficiário de tarifa social, o desconto será refletido nos valores acima referidos.
Os preços agora comunicados produzem efeitos e serão aplicados a partir da data indicada e serão válidos até ao final do corrente ano.
Poderá consultar mais detalhes em www.luzboa.pt
De notar que, não estando que acordo com a alteração de condições, poderá mudar de comercializador sem qualquer penalização por parte da LUZBOA.
Reiterando os nossos agradecimentos pela sua preferência e pela aposta na continuidade dos nossos serviços, ficamos inteiramente à sua disposição através dos meios de comunicação normais ([email protected] ) e 232 099 652)
Sem outro assunto de momento, subscrevemo-nos com os melhores cumprimentos
LUZBOA – Comercialização de Energia Lda | 31 de Maio de 2023

Muito bem, vamos lá então por pontos:

  1. O aumento dos custos dos desvios e outros custos do Sistema Elétrico Nacional é algo que todas as empresas têm de pagar e é um valor fixo para todos. O problema, pelo que me explicaram, é que é um preço que varia hora a hora, dia a dia e que nunca tem um valor fixo. É aplicado em tempo real às empresas. Para as empresas conseguirem transmitir alguma estabilidade aos clientes, decidem adotar um valor “fixo” para imputar aos clientes e que supostamente deve cobrir esses altos e baixos. A Luzboa fez as contas aos últimos meses e os custos dessa parte da fórmula subiram tanto para as empresas que se viram “obrigados” a aumentar esse valor para manter a operação.
  2. O valor fixo dos desvios e custos passa de 0,004 € para 0,0065 €. É um aumento quase irrelevante. Fiz uma simulação caso o preço médio do MegaWatt seja de 100 € e o preço do kWh, passa de 3,2 cêntimos pata 3,5 cêntimos. É uma subida, sim, mas mesmo assim muito abaixo de qualquer tarifário fixo. Deve comparar com as outras empresas que também têm tarifários indexados.
  3. O preço da Potência Contratada vai subir a partir de 1 de Julho também. As empresas podem fazer as alterações que quiserem aos tarifários, desde que avisem com 30 dias de antecedência. É o caso. Este aumento, que será explicado por eles se o entenderem, deverá estar justificado – digo eu – pelos vários aumentos que estão a ocorrer nos bastidores fora o preço da energia, que continua anormalmente baixo.
  4. O aumento da potência contratada deverá representar um aumento na fatura de 2 ou 3 euros conforme o kVA. Faça as contas e veja se continua a compensar face ao que tiver na concorrência.
  5. A carta garante que o novo preço da Potência Contratada se manterá até 31 de Dezembro de 2023.
  6. Não está fidelizado. Se não concordar com este aumento e próximos que venham a surgir, ou até alterações da fórmula ou da margem de lucro deles, você pode sair a qualquer momento sem dar justificações. Basta contactar outra empresa e ela trata da mudança.

Em resumo, a Luzboa justifica estes aumentos com a adequação do tarifário à realidade no setor: o preço da energia continua muito baixo, mas os custos dos fornecedores que têm de pagar à rede estão a subir.

A TAR vai subir em Julho para TODOS

Em Julho, a tarifa de acesso às redes (TAR) vai subir para todos. Ou seja, vai deixar de ser tão negativa. Mas note que é para todos. Isto é, o indexado vai deixar de ser tão barato como nestes primeiros 6 meses do ano, mas os tarifários fixos também vão aumentar face ao valor atual e isso não tem nada de ilegal. É mesmo assim.
Atualmente, ao valor que você deveria pagar, a TAR desconta 9,5 cêntimos. A 15 de Junho a ERSE vai anunciar que as TAR não vão ser tão negativas, talvez baixem para -3 ou -1,5 cêntimo (estou a especular). Portanto, os tarifários indexados que agora estão a 3 cêntimos podem passar para 9,5, por exemplo, e os fixos que estão a 13, passam para 19 cêntimos ou mais. Vai aumentar para todos. Vai poupar menos, mas a proporção de poupança em relação aos tarifários fixos vai manter-se. Espere aumentos em todos os tarifários (não que as empresas tenham mudado os preços, mas por “culpa” da ERSE) a partir de Julho. Tudo OK. Não tem nada para reclamar.
O importante é que tenha poupado IMENSO nestes 6 meses. Valeu a pena ter-se mexido!
Em princípio, vai continuar a compensar manter-se em tarifários indexados pelo menos até ao fim do ano. Vamos avaliando mês a mês.
Se tem dúvidas e tem medo, escusa de andar em stress. Paga mais, mas dorme descansado.


mw-970x250-billboard

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

Transferências bancárias passam a ter confirmação de beneficiário a partir de hoje

Transferências na app ou homebanking passam a ter confirmação de beneficiário a partir de hoje As transferências bancárias entre contas portuguesas passam a ter, a partir de hoje, a confirmação prévia do beneficiário antes de ser dada a ordem final da transferência do...

COMBUSTÍVEIS | Qual é o preço justo esta semana? (20 a 26 de maio)

Qual deveria ser o preço justo? A ERSE faz semanalmente as contas para o consumidor saber qual é o preço "justo" dos combustíveis face ao preço das matérias-primas e transportes de combustível. Esse preço "justo" já inclui uma margem de retalho de cerca de 10% para as...

FRAUDE | Fisco alerta para mensagens falsas sobre pagamento de coimas

Cuidado com o SMS das Finanças Alguns contribuintes estão a receber mensagens escritas (SMS) para pagarem determinada quantia a título de coimas ou contraordenações, o que levou a Autoridade Tributária e lançar um alerta avisando de que estas mensagens são falsas. "A...

PODCAST | #241 – Qual é a forma ideal de distribuir as minhas poupanças e investimentos?

Sempre que tiver algum dinheiro de lado, onde é que eu o coloco? Um dos maiores erros financeiros dos portugueses é esperar ter um "bolo" grande de dinheiro para depois decidir o que fazer com ele. Está a perder tanto dinheiro enquanto espera... E depois tenho outro...

EURIBOR HOJE | Taxas descem a 3 e 6 meses e sobem a 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

PodTEXT Vamos a Contas | Devo amortizar o meu crédito à habitação agora ou devo esperar?

Subscreva a nossa Newsletter, para não perder nenhuma dica *Ao subscrever, a informação partilhada será usada de acordo com os nossos Termos e Condições e a nossa Política de...

Já sabe o que vai fazer sábado à noite? Há atividades gratuitas

Dia Internacional e Noite dos Museus promovem atividades grátis Se ainda não tem planos para sábado à noite, o Contas-poupança dá-lhe uma sugestão gratuita de atividades que pode fazer sozinho, em família ou com amigos, um pouco por todo o país. Amanhã, dia 18 de...

EURIBOR HOJE | Taxas sobem a 3 meses e baixam a 6 e 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (20 a 26 de maio)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

PodTEXT| Truques para conseguir o melhor crédito à habitação possível ou transferi-lo

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

Publicidade

Artigos relacionados

78 Comentários

  1. Jose Emanuel da Silva Santos

    Obrigado.

    Responder
  2. Óscar

    Caro Pedro, uma correção aos valores apresentados.

    “A 15 de Junho a ERSE vai anunciar que as TAR não vão ser tão negativas, talvez baixem para -3 ou -1,5 cêntimo (estou a especular). Portanto, os tarifários indexados que agora estão a 3 cêntimos podem passar a 6 ou 7, por exemplo, e os fixos que estão a 13, passam a 16 ou 17 cêntimos.”

    Se a TAR for para -3 isso significa uma subida de 6,5.
    Se a TAR for para -1,5 isso significa uma subida de 8.

    Responder
    • Óscar

      É passar de 3 para 9,5 ou 11 e de 13 para 19,5 ou 21.

      Responder
    • Carlos

      A que valor está o KW ao certo agora ?

      Responder
    • Teresa Silva

      Obrigado pelo esclarecimento.
      Sigo-o a algum tempo e segui o seu conselho quanto à eletricidade e poupei bastante dinheiro. Já partilhei os seus conselhos com amigos. Porque se é bom para mim também é para os outros.
      Obrigado

      Responder
  3. Filipe

    Acabou-se o que era bom. É aguentar e analisar o que compensa depois de Julho “não há almoços grátis”. Mas já foi um sonho realizado pagar um bom preço. Mas infelizmente o “monstro” precisa de cobrar mais impostos e onde existe uma brecha eles ai estão a fazer razia 🙂

    Responder
    • JRJordao

      Provavelmente compensará continuar na Luzboa. Já não será é a pagar 25% do que se pagaria nos tarifários fixos.
      Manter atento…

      Responder
      • J Cunha

        Simulei as novas condições da Luzboa e comparei o resultado com o valor obtido para o tarifário indexado da Repsol (considerando a minha potência contratada e o meu consumo mensal médio) e se a Repsol não mexer no tarifário actual, a Repsol passa a ser mais barata do que a Luzboa, embora por pouco.

        Responder
        • JRJordao

          Essa diferença, deve-se a preço mais baixo da potência e/ou do kWh?

          Responder
        • J Cunha

          Potência, a diferença entre o kWh passa a ser cerca de 0.0004 €/kWh, com vantagem residual para a Luzboa, tendo simulado com os valores da minha factura de Maio.

          Responder
      • Carla Silva

        Pedro, obrigada pelo esclarecimento adicional. Cmpts

        Responder
  4. J

    Se a TAR na potência se justifica por custos aplicados às comercializadoras, então não percebo porque razão a EDP comercial desce o valor da parcela da potência a partir de Julho…
    Por outro lado, e sendo necessário comunicar alterações com 30 dias de antecedência, ainda não recebi nada da Endesa…

    Responder
  5. JM

    Se o aumento da tarifa na potência se justifica por custos aplicados às comercializadoras, então não percebo porque razão a EDP comercial desce o valor da parcela da potência a partir de Julho…
    Por outro lado, e sendo necessário comunicar alterações com 30 dias de antecedência, ainda não recebi nada da Endesa…

    Responder
  6. J Cunha

    Se o aumento da tarifa na potência se justifica por incremento dos custos aplicados às comercializadoras, então não percebo porque razão a EDP comercial desce o valor da parcela da potência a partir de Julho…
    Por outro lado, e sendo necessário comunicar alterações com 30 dias de antecedência, ainda não recebi nada da Endesa, o que talvez signifique uma de duas coisas, ou absorvem esses “custos aplicados às comercializadoras”, ou estes não foram, ou vão ser, incrementados.

    Responder
    • JRJordao

      Se tencionassem absorver, comunicavam uma redução, à semelhança da EDP Comercial. Na minha opinião, o silêncio significa que dentro de 30 dias aos preços atuais serão somados o aumento das TAR (que não requer pré-aviso).

      Responder
    • J Cunha

      A questão não é a actualização da TAR, mas sim que a Luzboa vai actualizar a tarifa da potência independentemente de se saber o que vai acontecer com a TAR da potência, ou seja, acho que se esta aumentar, a Luzboa reflecte o eventual aumento nos valores da potência agora “anunciados”, tal como referem no email que enviaram aos clientes.

      Responder
      • JRJordao

        De acordo.
        As alterações nas TAR (potência e kWh) em julho serão refletidas sobre esses preços do email da Luzboa, bem como sobre os preços atuais da Endesa e outros.
        A única que está a absorver parcialmente esses aumentos é a EDP Comercial. As restantes, pelo menos a 1 de julho, não o irão fazer pois teriam que ter comunicado reduções de preços até ontem (ou será hoje?)

        Responder
    • J Cunha

      Em resumo, parece-me que independentemente de todas virem a reflectir os novos valores da TAR (energia e potência) a partir de Julho, há duas comercializadoras que mexem nos seus valores de base, a EDP comercial descendo-os e a Luzboa subindo-os

      Responder
      • JRJordao

        Precisamente. As outras irão aplicar os preços atuais + o aumento das TAR.

        Responder
  7. Tiago

    O aumento em Desvios e SAJ é irrisório… estamos a falar de aproximadamente 0,30€ por cada 100 kWh (+IVA)

    Já o aumento na potência, estamos a falar de:
    – 1.15 a 3.45 kVA +0,0507 €/dia ou +1,521 €/mês (30 dias)
    – 4.6 a 6.90 kVA +0,0707 €/dia ou +2,121 €/mês (30 dias)
    – 10,35 a 17,25 kVA +0,1007 €/dia ou +3,021 €/mês (30 dias)

    Se a ERSE confirmar o que divulgou anteriormente, a Tarifa Regulada não sofrerá alterações independentemente do novo valor das TAR, pois a componente da energia baixará o que a componente TAR subir.
    Assim sendo, apesar das TAR variarem igualmente em todos os comercializadores, nem todos irão repercutir esse valor igualmente aos consumidores.

    Responder
    • Armindo Paulo da Silva Teixeira

      Concordo em tudo, continua a compensar. Mas, sempre com atenção diária a OMIE.

      Responder
      • Tiago

        @Armindo Paulo da Silva Teixeira,
        Efetivamente do que sabe atualmente, é bem provável que as tarifas indexadas continuem a compensar em relação às tarifas fixas.
        Temos no entanto de continuar a acompanhar o mercado.

        Responder
  8. Pedro Miguel

    Boa noite, já a alguns dias que ando a seguir esta informação da tarifa indexada, acho ótimo e vou mudar para a LUZBOA, estive a ver no site deles e na adesão online têm vários tipos de adesão, minha questão para aderir a este tipo de tarifa é na “tarifa indexada OMIE + OMIP” correto?
    estive a ver o site OMIE.es e dá para perceber como funciona muito bem.

    Responder
    • JRJordao

      Quando aderi chamavam-lhe tarifário SPOT BTN.

      Responder
    • Óscar

      Não, essa tarifa OMIE + OMIP é um produto indexado também mas que não é oferecido para baixa tensão normal (BTN).
      Para particulares deve ser o Luzboa SPOT BTN.

      Responder
      • Pedro Miguel

        ok, muito obrigado, no entanto estive a ver na repsol e o preço tarifa diaria é ligeiramente mais baixo

        Responder
  9. Armindo Paulo da Silva Teixeira

    Boa noite, mudei para a luzboa e recebi a primeira fatura 8.76€, compensou. Mesmo com esta mini micro subida vou continuar na luzboa pois vai sempre compensar. Mas sempre com atenção diária a OMIE.

    Responder
  10. Ana

    Boa noite Pedro. Tentei alterar o fornecedor de energia para a Repsol, e o agente que ficou responsável pela transição (Compara já) ligou dias depois a informar que é impossível eu rescindir contrato com o meu actual fornecedor que é a CEVE (Cooperativa Eléctrica do Vale do Este). Como é possível estar “presa” a um fornecedor de energia que tem um preço ao dobro da concorrência.

    Responder
    • Tiago

      @Ana,
      Há relatos nas redes sociais de consumidores em zona da CEVE que mudaram para a Luzboa e que não conseguiam fazer para a Repsol

      Responder
      • Ana

        Obrigada!

        Responder
    • Rui P.

      Ana, se envolve agentes comerciais é uma grande complicação. Falo por experiência ao tentar mudar para um outro comercializador indexado. Fiz depois na altura 2 contratos por adesão online com a LuzBoa, correu 5*.

      Responder
  11. Marco Lopes

    Eu quero ver é o que a EDP vai dizer daqui a um mês!

    MAIS uma vez, andou a anunciar com pompa reduções de 20%!!!!!!!

    Fazem-no para chegar aos ouvidos dos “incautos” clientes, que batem palmas pela redução e pensam “bem… a EDP já vai começar a descer os preços… agora é que já não vale a pena mudar”!!!!

    Em julho, a EDP anuncia que afinal NÃO VAI descer 20%, e até vai agravar os preços…. por CULPA DA ERSE! (como se eles não soubessem já do aumento da TAR que está prevista: https://www.forumfinancas.pt/topic/10897-qual-a-melhor-escolha-no-mercado-liberalizado-luz-e-g%C3%A1s/?page=9&tab=comments#comment-239538

    Responder
    • JRJordao

      Em julho não precisam dizer nada. Agora comunicaram uma redução nos *preços definidos pela EDP Comercial*. Aos quais acrescem a TAR, definida e atualizada de forma independente e sobre a qual nem são obrigados a informar o cliente de alterações.

      Responder
  12. cesar

    O problema maior do e-mail da LUZBOA, que também recebi, é que no texto do e-mail fazem mencão ao pequeno aumento de 0,004 para 0,0065 de custos de desvios e omitem o aumento do taxa de potência que aparece apenas na tabela como se fosse para passar despercebido.

    Responder
    • JRJordao

      Podia realmente estar assinalado, mas está de qualquer forma indicado.
      Com o enorme escrutínio sob o qual a empresa se encontra atualmente, nunca passaria despercebido.

      Responder
  13. vitor barbosa

    Fiz uma simulação para o meu consumo e para o valor do MWh da factura actual, e considerando os novos favores do email, a factura de Julho terá um aumento de 33%( sim, trinta e três por cento).

    Responder
    • J Cunha

      Fiz o mesmo exercício com a minha factura de Maio e essas alterações significavam um aumento de 33.8% no total da factura (com a TAR a – 0.0958€/kWh). Contudo, em Julho vem o novo valor da TAR e se a simulação for feita considerando que a mesma aumenta os falados 0.07€/kWh, passando para -0.0258€/kWh, o aumento da minha factura de Maio já seria de 8.2% para estes novos valores que a Luzboa indica no email. Ainda assim, percentualmente continua a parecer-me muito…

      Responder
      • Pedro Andersson

        Ola. O aumento de 33% deve ser talvez 2 ou 3 euros, certo?

        Responder
        • J Cunha

          Olá, não é mais, são 5 ou 6 euros (não tenho as contas), mas o meu caso pode ser um pouco diferente da maioria, já que a potência contratada é de 13.8kVA e o consumo mensal costuma superar os 600kWh.

          Responder
      • Vítor Barbosa

        @ Pedro Anderson:

        Sim, representam 3€( passa de 9 para 12€)
        Mas se entrar com uma TAR de -0,0258, então a subida é já de 144%,e são 13€ a mais( passa de 9 para 22€….)

        Responder
        • Pedro Andersson

          Pois. Tem de comparar é com quanto pagaria nas grandes empresas…

          Responder
        • Pedro Andersson

          Certo. O que não é normal é pagar agora tao pouco. Aproveite enquanto dá. É o que ando a repetir…:)

          Responder
    • JRJordao

      Preocupa-me mais a atualização das TAR em julho, que me irá aumentar a fatura em mais de 100%.

      Responder
      • J Cunha

        Com a TAR e os ajustes dos valores da Luzboa a minha no mínimo vai triplicar, quando comparado com o que paguei nos meses de Março a Maio (e previsivelmente Junho).
        Mas é como diz o Pedro A., é pena, mas o que interessa é perceber se a Luzboa deixa ou não de compensar quando comparada com as restantes comercializadoras.

        Responder
        • Agostinho

          Se aumentar 13€ eu em vez de receber um crédito de 12€ passo a pagar 1€ por mês.

          Responder
      • Pedro Andersson

        Certo. Mas o que não é normal é pagar tão pouco. Aproveite enquanto pode :). Vai obviamente acabar.

        Responder
  14. Nuno

    Bom dia a todos!

    Já repararam que o outro tarifário da Luzboa (Luzboa BTN) baixou o preço do Kw para 0,0872€ e a potência tem o mesmo preço?
    Não será uma boa ideia “saltar” para este tarifário se o indexado ( Luzboa SPOT BTN) subir muito?
    Ou faltam valores escondidos no que eles publicaram aqui: https://luzboa.pt/tarifarios/
    Obrigado

    Responder
    • Óscar

      Cuidado para não cair nisso. O que está implícito é que anunciam esse tarifário assumindo a TAR atual de -0,0958€/kWh e depois quando ela subir a 1 de junho, acrescentam a diferença. Eu explico isso em maior detalhe aqui: https://youtu.be/94b_HgpRu5s

      Responder
      • Nuno

        Vi o vídeo. Ajuda imenso a perceber. Eu já tinha ideia que a EDP ia aumentar uns cêntimos por kW, este vídeo confirma. Obrigado

        Responder
  15. Filipe

    A Repsol actualizou os seus tarifários a 1 de Junho nos planos Leve Mais e no Plano Leve. Será que a nível geral compensa? A ERSE ainda tem o simulador desactualizado

    Responder
    • Filipe

      Se a Repsol não mexer no tarifário Leve Sem Mais. Em princípio será o empresa mais competitiva em termos de valores indexado (Só se alterarem a 15 de Junho)

      Responder
      • Marco Lopes

        Isso é que era… Saltava logo para esse tarifário (Leve Mais da Repsol)

        Responder
  16. Fernanda Tomás

    E eu que só agora abri os olhos…estou na Luzboa desde 18 de maio….estava na edp comercial e pago em, média 120/130€
    Será que compensou a mudança ?
    E agora posso voltar a mudar se não compensar? Estou completamente baralhada ….

    Responder
    • Miguel

      Claro que compensa a mudança. Basta ver a sua primeira fatura e comparar. Nas seguintes é estar atenta e ir vendo o que se escreve por aqui. Duvido que volte a ser cliente EDP no futuro… (Eu não o sou vai para 7 anos)

      Responder
    • Manuel Lopes

      Claro! Vai ficar contente na próxima fatura! 😀

      Responder
  17. Vítor Barbosa

    Sou cliente LUZBOA, e recebi como todos, o tal e-mail a avisar do aumento de preços…
    Nesse e-mail é referido que o valor diário da taxa de potência passará a ser 0,2398€/ kWh.
    Contudo, o e-mail não é explícito em relação à data a partir da qual esse aumento é implementado…
    Fiquei com a ideia que se aplicaria só a partir de 01 de julho próximo.
    Contudo, no simulador da ERSE já aparece esse valor!!
    Então mas já está a ser aplicado?
    A partir de que dia?
    Nesse simulador a primeira posição já não é da LUZBOA, mas sim da YES Energy….

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Os valores que contam são os que aparecem na sua fatura. Os simuladores (todos) são só indicativos de tendências.

      Responder
      • VITOR BARBOSA

        @Pedro Andersson:

        Sim, claro.
        Os valores que já aparecem no site, devem já ser para novos clientes….faz sentido.
        No meu caso, como tenho um ciclo a terminar a 09 de cada mês, ainda vou apanhar alguns dias a 0,2398 na próxima factura deste mês.
        Nada de impactante, mas com a revisão da TAR as coisas acho que podem mudar…o tarifário indexado pode ficar menos atractivo….

        Responder
  18. PAULO DIAS

    Como poderemos verificar os aumentos?

    Responder
  19. Antonio Marques

    Bom dia,
    onde pára o “Poupe energia, garanta o futuro” lembram-se em 1982. Slogan do Ministério da Energia?
    Agora é, vá à “app” vê o custo atual da energia no mercado grossista e gasta até não poderes mais (já ouvi muita gente, “formada”, a falar assim).
    Não querendo ser controverso, até aqui tudo bem, mas, construir a casa pelo telhado?
    Será que a sustentabilidade é isto?
    As casas estão e são construídas energeticamente eficientes?
    As pessoas que nem têm capacidade financeira para renovar os seus electrodomésticos para equipamentos mais eficientes, agora podem manter o ar condicionado classe “Z” 24h/24h (estou a exagerar), só porque sim! Quando vier o inverno, metem os aquecedores a “rebentar” (estou a exagerar), só porque sim.
    A vertente econômica e o preço da energia é importante, mas será que o governo não deveria “investir” em ações de sensibilização da população para o gasto racional da energia (ou agora não pode, porque temos de comprar carros eléctricos :-))? E mais, ainda na sustentabilidade das construções e renovações das atuais.
    Olhando agora para a vertente econômica e inflação, obviamente que a concorrência energética ou outras é excelente de modo a baixar as faturas da energia, mas, será que é isto que vais transformar Portugal nos próximos 20 anos?
    Será que é com isto que os salários vão aumentar e os impostos baixar? Sim, porque se o cliente comum pode gastar 3x, 4x, 5x vezes mais e pagar 10x vezes menos, as empresas também estão a poupar! Os salários estão a aumentar na mesma proporção? Aqui é que vem a pescadinha de rabo na boca, poupar sim, mas para ficar na mesma (360 graus), ou crescer de alguma forma? Andamos às voltas? Qual o legado de Portugal para as gerações futuras? Fala-se na transição energética, e a transição econômica de Portugal? Vamos ficar na mesma, mais 50 anos? Fica a minha opinião…Obrigado e resto de bom feriado! Cumprimentos, AM

    Responder
    • Nuno

      Bom dia António e restantes!

      Da minha parte não alterei absolutamente nada em relação à forma de consumir eletricidade. Creio que muita gente o fará… No entanto, quem abusar dos equipamentos a pensar que vai pagar pouco de eletricidade, terá, ou poderá ter uma surpresa desagradável. Sim, um ar condicionado avariado por excesso de utilização vai deitar por terra toda a poupança do indexado, sairá talvez até mais caro no fim de contas…
      Já agora, a eletricidade que é produzidada não pode ser guardada (só uma fração minúscula o pode ser), assim, os produtores preferem vender a preço de chuva do que não vender. Os meus cumprimentros a todos e em especial ao Pedro Andersson, que no total(todos nós do indexado) tem impedido que milhares e milhares de euros continuem nos nossos bolsos.

      Responder
      • Nuno

        Em vez de impedido, digo permitido.

        Responder
  20. Tiago Ferreira

    Eu, tal como muitos outros aqui, mudei para a tarifa indexada, mais concretamente, para a LUZBOA. Ainda não recebi nenhuma factura, mas tenho discutido o assunto, quase diariamente, com amigos meus que também mudaram, para tentarmos desmistificar um pouco esta ideia de que o indexado deixará de compensar “de um momento para o outro”. A meu ver, o indexado só deixará de compensar, se os comercializadores que o disponibilizam começarem a cobrar uma exorbitância pelas suas taxas de gestão, ou pelo aumento do preço diário do kWh. Porém, isso constituiria um clássico “tiro nos pés”, pois tal como já referiram, estes estão a ser alvo de grande escrutínio, não só por parte da concorrência, mas também por parte do cliente que, de há um tempo para cá, ficou mais consciente. Não se esqueçam que os grandes nomes andaram a encher os bolsos, dado que não tinham concorrência, nem tão pouco eram questionados/regulados. Quando há mais transparência e vontade de saber por parte das pessoas, as coisas começam a piar mais fininho e têm de começar a diminuir as margens. Mas não se esqueçam de uma coisa, se o preço da electricidade aumentar, isso vai reflectir-se tanto no mercado indexado, como no de tarifa fixa e, a não ser que queiram ser saltimbancos que, mensalmente, procuram a melhor oferta e mudam só porque podem fazê-lo, a tendência será o indexado compensar sempre, pois andará sempre a par com aquilo que é o preço real da electricidade… claro que podem ter a sorte de negociar um contrato de tarifa fixa mais barato, mas… por quantos meses? Acham mesmo que se o preço da electricidade aumentar brutalmente, de um momento para o outro, assim que a comercializadora tiver hipótese, não vai logo apresentar-vos um novo preço do kWh, bastante mais elevado, para compensar o “prejuízo” que tiveram entretanto? Eu não tenho grandes dúvidas que será isso que vai acontecer.

    E, já agora, Pedro Andersson , pode, por favor, enviar-me, por e-mail, a folha de Excel onde faz os cálculos para a indexada?

    Muito obrigado!

    Responder
  21. Paulo

    A minha 1ªexperiência com a LuzBoa depois de mudar da SU:
    Fazendo uma comparação rápida, e não tão aprofundada como aquelas a que o Pedro nos habituou….
    SU – final do contrato 114Kw, 26 dias – 26,82€ a pagar
    LuzBoa – 158Kw, 35 dias – 14,31€ a pagar.
    Tenho uma reclamação pendente, porque a LuzBoa cobrou 2 meses de CAV e acho que deve ser apenas 1.
    Poupança entre 15 e 20€. Nada mau…..
    Obrigado Pedro.

    Responder
  22. Paulo Ferreira

    Excelente serviço público. Parabéns pela iniciativa.
    Aproveito para deixar uma questão, a LUZBOA também tem tarifário fixo, (não indexado) sendo que me ambos os casos (simples ou bi-horário) são < a 0.0945€/kwh de 1/6 a 31/12/23, poderão assim ser assim uma alternativa bastante válida ao tarifário indexado da mesma empresa ou de outra até?
    Obrigado

    Responder
    • Filipe

      Cuidado com as alterações em Julho por parte da ERSE relativamente à TAR. Porque o tarifário fixo da Luzboa esteve a 0,15€ o kw/h e eles desceram precisamente para amortecer o aumento da TAR provavelmente este tarifado poderá ficar bem acima dos 0,15€ o kw/h no curto prazo

      Responder
  23. Tiago Santos

    Eu nao entendi nada disto, mudei para o Indexado da Repsol e paguei praticamente o mesmo, se o preço de referencia sao 83,00 mwh, divindo por 1000 da o valor de 0,083 kwh, nao entendo como é que falam aqui de 4 centimos 5 centimos kwh. Se o Pedro me conseguir esclarecer agradeço. Cumps

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Tem de descontar a tarifa de acesso as redes, que esta negativa -9,5 centimos.

      Responder
    • António Teixeira

      Também mudei para o tarifário da Repsol indexado recentemente, mas não estou a conseguir encontrar relação entre as contas da repsol indexado e as contas do Pedro para a luzboa . Será que o Tiago ou o Pedro me poderiam ajudar e desvendar a formula de calculo do preço final do KWh.
      Tiago Santos, pagou praticamente o mesmo, mas com mais consumo, ou o preço do kwh ficou praticamente o mesmo? É que se for o preço do kwh com a descida do apoio ainda vamos pagar mais.
      Algo não está bem.
      Formula Repsol Valor da fatura = CustoRepsol+ CustoRegulado
      O valor CustoRepsol = ∑ (((Pomieh + PAjusteIbérico )* (1 + Perdash) + QTarifa) * Consumoh)
      sendo que QTarifa = 0,01479 €/kWh
      Pomieh=0.09; PAjusteIbérico=? é a TAR=-0.095
      comprimentos

      Responder
  24. RUI JORGE DE ALMEIDA REIS

    SOMOS 2 REFORMADOS , TENHO A ELETRICIDADE NA ENDESA T. ENERGIA 0,132, T. POTENÇIA 0,222, ACESSO AS REDES 0,119 COM
    14% DESCONTO. EM MÉDIA O CONSUMO É ENTRE 145 E 170 KWh POR MÊS, PERGUNTO, COMPENSA MUDAR PARA O INDEXADO
    OBRIGADO PELA ATENÇÃO.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.