FUNDO AMBIENTAL | Vou receber o reembolso de 85% dos 4 painéis solares fotovoltaicos

Escrito por Pedro Andersson

09.02.22

}
3 min de leitura

Publicidade

“Candidatura considerada elegível”

Acabei de receber o e-mail do Fundo Ambiental a confirmar que a minha candidatura foi considerada elegível. Foi apresentada no dia 8 de novembro de 2021. Portanto, posso dizer que no meu caso o processo de aprovação demorou exatamente 3 meses e 1 dia. Até receber de facto o dinheiro na conta ainda pode demorar agora mais alguns dias ou semanas, não sei. São cerca de 1.200 euros.

Leia também: O que é o Apoio para Edifícios mais sustentáveis II e como pode candidatar-se?

Assim que recebei o e-mail, fui à página do Fundo Ambiental aceitar os termos de aceitação e agora resta-me esperar. Explico esses passos abaixo.

Leia também: Porque decidi instalar mais 4 painéis solares?

Para os que também apresentaram candidaturas e aguardam esta primeira validação, posso dizer-vos que o meu número de candidatura é um pouco abaixo dos 39.500. Talvez isso vos dê alguma indicação de quando chegará a vossa vez, se o processo seguir uma ordem cronológica de candidaturas.

Assim, seguindo as instruções, voltei ao meu processo de candidatura e cliquei onde está o rectângulo desenhado.

De seguida tive de percorrer todos os dados já preenchidos até encontrar o “Termo de aceitação”. Cliquei no “Li e aceito” e  gravei novamente o ficheiro.

De seguida recebi a mensagem a dizer que passou para a fase seguinte que será – espero – o pagamento.

Quanto vou receber?

Estes 4 painéis (já tinha um, fiquei com 5) custaram-me exatamente 1.771,35 € (já com IVA), como podem ver na fatura abaixo. Como cada painel é de 280 W, dá um total potencial de 1,12 kWh.

Assim, o valor médio é de 1,58 €/Watt, se quiser ficar com uma referência. Não estou a dizer nem que é caro nem barato. É apenas uma referência para usar como entender. Ou seja, ficou-me (já com IVA e mão-de-obra), em 442,84 € por painel de 280 W.  

Mas, como sabem – se leram o regulamento – o Fundo ambiental só reembolsa 85% do valor ANTES do IVA. Portanto, como podem ler na fatura, vão devolver-me 85% de 1.440,12 €, ou seja os tais 1.224,10 €.

Assim, após o reembolso, os 4 painéis solares fotovoltaicos custaram-me na realidade 547,25 €. Ou seja, 0,48 €/Watt, ou 136,81 € por cada painel. Parece-me ter sido um excelente preço. Vou recuperar este investimento muito rapidamente. Por vezes temos de arriscar um pouco para aproveitar as oportunidades que o Estado nos dá.

É verdade que ainda não recebi o dinheiro na conta, mas suponho que estará por dias.

Aprendi várias importantes lições: 

  1. Deve estar atento aos apoios que o Estado pode ter para si ou para familiares seus
  2. Deve ler com atenção os regulamentos de fio a pavio, reler e “treler” e fazer tudo EXATAMENTE como lá diz
  3. Escolher empresas que saibam o que se espera delas para depois ter todos os documentos que vai precisar
  4. Deve planear a sua vida financeira de modo a ter sempre algum dinheiro disponível para aproveitar estas oportunidades (o seu Fundo de Emergência também pode ser útil nestas situações, como Fundo de Oportunidade). No meu caso, fui buscar estes 1700 euros ao meu fundo de emergência, que agora será praticamente reposto ao seu valor inicial com o reembolso.

Depois ainda farei mais umas contas muito interessantes noutro artigo, porque com o IVAucher e o Autovoucher, o Estado fez o favor de em 2021 me oferecer praticamente de graça estes 4 painéis. É só estar atento a estas oportunidades.

Você também anda atento?


TOP WOOK

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

Painel solar fotovoltaico – Balanço Outubro de 2022 (Mês #71)

Balanço de Outubro de 2022 Estou a tentar recuperar os meus balanços perdidos. Segue agora o balanço de produção dos meus painéis solares em Outubro e dentro de 15 dias faço o de Novembro. E depois - espero - volto a entrar no ritmo mensal normal. Para os que chegaram...

PODCAST | #142 – Conheça a lei que obriga os bancos a renegociar o crédito à habitação

Conheça os seus direitos se precisar renegociar o seu crédito à habitação A lei que tantos esperavam já está em vigor. Foi publicada em Diário da República e agora os bancos têm até meados de Janeiro de 2023 para fazer a lista dos clientes que preenchem os requisitos...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (5 a 11 de dezembro)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores que são considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que...

EURIBOR | Prestação da casa sobe entre 108 e 251 euros em Dezembro

Prestação da casa pode subir 250 euros em dezembro A prestação da casa paga pelos clientes bancários no crédito à habitação vai subir acentuadamente este mês nos contratos indexados à Euribor a 3, 6 e 12 meses, face às últimas revisões, segundo a simulação da...

CRIPTOMOEDAS | Estou a ganhar ou a perder dinheiro? (Mês #8 a #11 – Agosto a Novembro 2022)

O meu investimento em Criptomoedas - Balanço #8 a #11 (Agosto a Novembro de 2022) Fui ver há quanto tempo não fazia este balanço de quanto estou a ganhar ou a perder com o meu "investimento" em criptomoedas e apercebi-me que já não fazia este balanço mensal desde...

REFORMAS | Quem se reformar antecipadamente em 2023 vai ter uma corte de “apenas” 13,8%

Corte nas pensões pelo fator de sustentabilidade recua para 13,8% em 2023 O corte das pensões por via do fator de sustentabilidade, aplicado a algumas reformas antecipadas, vai ser de 13,8% em 2023, recuando face aos 14,06% deste ano, segundo cálculos com base em...

EURIBOR | Lei da renegociação do crédito à habitação já está em vigor – Como funciona?

Conheça as regras para a renegociação dos créditos à habitação A lei acaba de ser publicada (na sexta-feira) e entrou em vigor no sábado passado (dia 26 de Novembro). É a famosa lei que vai “obrigar” os bancos a renegociar os créditos à habitação sempre que a taxa de...

EURIBOR | Taxas sobem a 3, 6 e 12 meses para máximos de 14 anos (2009)

Taxas Euribor sobem a 3, 6 e 12 meses para máximos de 14 anos As taxas Euribor subiram hoje para novos máximos desde o início de 2009 a três, seis e 12 meses. A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação avançou hoje para 2,436%,...

PODCAST | #141 – Se baixar o spread, o banco pode subir a minha prestação da casa? (A pergunta do Bruno)

O BANCO PODE AUMENTAR A MINHA PRESTAÇÃO SE EU PEDIR PARA BAIXAR O SPREAD? Esta foi a pergunta do Bruno, à qual respondo neste episódio do podcast. A esta pergunta juntam-se muitas outras, porque os bancos estão a receber uma verdadeira enxurrada de pedidos de...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (28 de novembro a 4 de Dezembro)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores que são considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que...

Publicidade

Publicidade

Artigos relacionados

74 Comentários

  1. Sofia Costa

    Boa noite.
    Eu já submeti por duas vezes a minha candidatura da instalação de uma salamandra a pellets. Da primeira vez havia efectivamente um problema de coerência nos documentos mas nesta segunda vez foi anulada porque não consegui “descobrir” um simples quadro onde pôr um pisco a dizer que tinha acabado de preencher o formulário, após completar um quadro que estava incompleto. O motivo invocado na comunicação era ” “. Simplesmente nada. Estava em branco. Mas mesmo assim a informação que me deram após reclamação foi que deveria submeter nova candidatura. E já ando nisto desde julho do ano passado!!! Caso não consiga preencher corretamente o formulário novamente, será outra vez recusada!!
    E a resposta nem foi clara em relação às minha questão!! Que estupidez!! Ninguém ajuda!!

    Responder
    • Paula Aleixo

      Boa Tarde Sofia,
      eu já enviei uma candidatura 3 vezes, sendo que as incorreções da 2º candidatura não foram detectadas na 1º candidatura e mesmo dizendo no motivo que apenas queriam um esclarecimento, mesmo depois de ter sido dado esse mesmo esclarecimento a candidatura foi anulada.
      Quando telefonicamente contactei o Fundo Ambiental disseram que ao abrigo da nova lei de Novembro de 2021 – uma vez que nessa data a candidatura ainda estava em análise – as mesmas não são anuladas, numa 1º fase pedem esclarecimentos/documentos e somente se não houver resposta é que anulam.
      Tal não aconteceu, mesmo dando os esclarecimento no prazo exigido – facto relembrado por várias vezes pelo colaboradora do Fundo Ambiental – a candidatura foi anulada.
      Por isso acho que isto é uma sorte para uns e azar para outros – pois o tempo que eu já perdi com este assunto…

      Responder
    • Rogério Ferreira Campos

      No dia 17/01/2022, recebi uma notificação do Fundo Ambiental a notificar-me, que a minha candidatura foi considerada elegével.
      De seguida subscrevi o termo de aceitação e à data de hoje ainda não recebi o referido incentivo.
      É normal esta demora?
      Cumprimentos

      Responder
      • Marcos Morgado

        Olá, boa tarde. Diga-me este incentivo, não é só para famílias economicamente vulneráveis?Não inclui equipamento de ar condicionado ?
        Obrigado

        Responder
          • Ana silva

            ola Caríssimo Pedro Anderson
            Gostaria de saber quais os documentos necessários a ter para efetuar a candidatura para reembolso para painéis solares.
            Agradeço desde já a atenção dispensada.

  2. FILIPE CASTRO

    O fundo ambiental e o reembolso despesas para a eficiência energética smo só é aplicável a quem usufruir da tarifa social de eletricidade na sua habitação permanente ou estou enganado? Para os restantes casos não se aplica

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Não. É para qualquer pessoa. São dois programas diferentes e até podem acumular.

      Responder
      • Filipe Correia

        Bom dia Pedro, não percebi bem se se refere ao Edifícios Mais Sustentáveis e Vale eficiência. Mas esse dois julgo que não pode acumular.

        Para receber o “Vale Eficiência” tem de reunir as seguintes condições:
        – Não tenha sido beneficiário(a) do Programa de Apoio a Edifícios Mais Sustentáveis (1.ª ou 2.ª fases);
        Apoio ao Programa “Vale Eficiência”

        Responder
        • Pedro Andersson

          Olá. Não pode acumular as mesmas despesas. Despesas diferentes pode.
          Não são elegíveis as despesas que foram objeto de candidatura e/ou de financiamento por outros programas nacionais ou comunitários, ou à 2.ª fase do Programa de Apoio a Edifícios Mais Sustentáveis aprovado pelo Despacho n.º 6070-A/2021, de 21 de junho.

          Ou seja pode usar o vale eficiência numa caldeira a pellets, e o edifícios mais sustentáveis para painéis solares ou vice versa.

          Responder
          • Filipe Correia

            Obrigado pelo esclarecimento Pedro!

          • Carlos

            Tenho uma questão: no meu caso já tenho um “vale eficiência” de 1300+IVA comigo para ajudar na compra de painéis, mas este valor não me chega para todos os painéis… Será que se poderá acumular o restante valor que me falta com o apoio do programa “edifícios + sustentáveis”? Reparem que faz sentido que quem recebeu o “edifícios + sustentáveis” não possa receber o “vale eficiência” mas o contrário deveria poder ser possível mesmo para um tipo de investimento igual que neste caso seriam os painéis fotovoltaicos…isto claro com o limite de 2500€. Não chama que faz sentido isto de poder juntar os 2 apoios? Obrigado.

          • Paulo

            Fiz a minha candidatura na mesma altura do Pedro Anderson e até hoje 1 de Abril 2022 ainda não me pagaram o apoio, isto é normal? A última vez que pedi informação responderam que estavam a cruzar as informações se não tenho dívidas ao estado isto há 1 mês atrás. Começo a desconfiar que não há é dinheiro para pagarem os apoios.

          • Pedro Andersson

            Olá. Tive de apresentar novas certidões de não dívida. Caducaram entretanto.

    • Maria Ribeiro

      Boa noite. O valor que pagou pelos painéis é muito abaixo do os 2 orçamentos que obtive. Será que pode dizer-me o nome da empresa que fez a instalação ? Obrigada
      Maria Ribeiro

      Responder
      • Pedro Andersson

        Olá. Foi a Eurosisnergia do norte. Mas deve pedir muitos orçamentos. Atenção que eu já tinha um instalado. Logo a pré-instalacao já estava feita.

        Responder
  3. Diogo Saraiva

    Parabéns Pedro.
    Quando efetuou a compra dos equipamentos? Quanto tempo pode concorrer ao fundo depois de fazer a aquisição dos mesmos? Obrigado.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá Diogo. Aconselho a que leia o regulamento na página do fundo ambiental. Tem lá tudo o que precisa 🙂

      Responder
      • Diogo Saraiva

        Bom dia.
        Vou ler, obrigado.

        Responder
      • Maria Paula Flórido Gonzaga Alves Pereira

        Qual a empresa que considera a melhor escolha, para os painéis solares?

        Responder
  4. Luis Maço

    Boa tarde,

    instalei 5 paineis de 455W/cada para autoconsumo.
    Será que está na altura de mudar a tarifa para bi-horária? Penso que não existe neste fórum essa análise para um cliente que tenha painéis fotovoltaicos.
    Na minha fatura tenho de vazio 3019kw e de ponta e cheia 8847kw.
    Muito Obrigado!

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá Luís. Sugiro que registe os seus consumos com a maior exatidão possível durante 3 meses para depois fazer a conta. A olho é um grande risco…

      Responder
  5. Cecília Nóbrega Freitas

    Boa tarde Pedro,
    Sabe se este apoio está disponível para quem reside na Região Autónoma da Madeira?

    Obrigada
    Cumprimentos e parabéns pelo excelente trabalho no “Contas Poupança”

    Responder
  6. Isabel

    Boa tarde
    Adquiri uma salamandra de pellets, posso candidatar-me ao apoio do Fundo Ambiental?
    Obrigada
    Isabel Ribeiro

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Sim, se tiver tudo o que eles pedem, nomeadamente fotos do antes e depois. Leia o regulamento primeiro.

      Responder
  7. Margarida Saraiva

    Penso que estão a demorar 1 mês ou mais para pagar. Dantes estava mais rápido mas é o que temos e não é mau…

    Responder
  8. Rui Ribeiro

    Bom dia. Já tinha interesse em colocar painéis solares antes de saber deste programa de apoio. Pelo consumo que faço, penso que a solução seriam dois ou três painéis. Alguém tem uma sugestão de uma ou mais empresas que façam a instalação na zona de Guimarães?
    Cumprimentos Pedro.

    Responder
    • Filipe

      Eu sou de Guimarães, instalei painéis solares fotovoltaicos e após pedir alguns orçamentos optei pela EXMA Technology, são impecáveis. Aconselho também a pedir orçamento à Vimafrio, parece-me que tem melhores preços.

      Responder
      • Rui Ribeiro

        Obrigado Filipe.
        Cumprimentos.

        Responder
  9. Vítor Viegas

    Boa tarde Pedro Andersson
    Antes de mais muito obrigado por toda a informação prestada.
    Pretendo apresentar uma candidatura ao Programa de Apoio Edifícios +Sustentáveis, também para a instalação de painéis fotovoltaicos, mas por dificuldades no fornecimento e instalação do sistema, ainda não foi possível executar a referida instalação. Considerando o elevado n.º de candidaturas já submetidas, é previsível que a verba disponível possa esgotar rapidamente.
    Estará previsto um eventual reforço ou uma nova fase de candidaturas, com a elegibilidade da despesa entretanto executada? Se apresentarmos a candidatura na atual 2.ª fase e a mesma não tiver dotação financeira do Fundo Ambiental, a candidatura transita para a nova fase?
    Obrigado e continuação de bom trabalho,
    Vítor Viegas

    Responder
  10. Ana Maria Cardoso

    Pedir uma informação:
    Precisava de mandar colocar um telhado numa casa.
    Terei possibilidade de me candidatar para ter uma ajuda. Qual o programa?
    Obrigada

    Responder
  11. luis

    Caro Pedro Andersson.
    Acompanho o contas poupança e considero um excelente programa. Parabéns.
    Também gostava de instalar painéis fotovoltaicos e usufruir do apoio do Estado. Contudo, e ainda que o final da campanha seja a 31 de março, verifico no portal https://www.fundoambiental.pt/paes-ii/quadros-em-tempo-real1.aspx existem 24117 candidaturas. Por este facto, julgo que fica arredado o prazo temporal e que se aplicará a segunda premissa, isto é, até esgotar o fundo, o que entendo ser o caso devido ao elevado numero de candidaturas.
    A minha questão é se ainda considera oportuno ou se tem conhecimento se existe alguma previsão para o reforço do fundo?

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá Luís. Os responsáveis pelo Fundo ambiental disseram-me pessoalmente que haverá 5 fases e que os primeiros da fase seguinte serão os últimos não abrangidos pela anterior. Como sabe as palavras valem o que valem e eu não posso garantir o que quer que seja. Terá de ligar para eles e confirmar esta informação, e decidir por si o que fazer. A minha experiência diz que por vezes vale a pena arriscar, mas faço isso com o meu dinheiro, não com o do outros 😉

      Responder
      • Carlos

        Bom dia Pedro
        Antes de mais, agradeço a partilha de todas estas informações, que têm sido uma grande ajuda!
        Acerca deste assunto das 5 fases, já liguei para o Fundo Ambiental, falei com três pessoas e nenhuma me deu indícios de que haverá mais fases. Seria bom ter alguma segurança antes de investir, assim é mesmo uma questão de arriscar….
        Cumprimentos

        Responder
        • Pedro Andersson

          Olá Carlos. Correto. A informação que dei sobre as 5 fases foi conseguida como jornalista junto de responsáveis. Os funcionários não têm acesso a essas informações. A única coisa realmente oficial é no que é publicado no diário da república. Terá mesmo de arriscar. As intenções dos responsáveis podem mudar entretanto ou as condições dos programas ou até do país. No meu caso decidi arriscar e aparentemente valeu a pena. Terá mesmo de decidir por si com as informações que tiver. Eu só consigo garantir que me disseram o que disseram 🙂

          Responder
  12. Catarina Carvalho

    Caro Sr. Pedro Andersson,

    Estou neste momento a preencher o formulário, no entanto fiquei com uma dúvida, e já enviei mensagem através da plataforma mas ainda não obtive resposta; em relação ao consentimento de consulta da situação contributiva na SS, eu tenho a declaração, mas o site (ao contrário do da Autoridade Tributária) não permite retirar um comprovativo do consentimento. Como conseguiu?

    Melhores cumprimentos,

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Enviei a declaração e não a autorização de consulta.

      Responder
  13. Eduardo Monteiro

    Caro Pedro Andersson,
    Sou mais um dos seus seguidores acabado de sair do anonimato… 🙂
    Recebi também no dia 8 de Fevereiro o email para subscrever o termo de aceitação, mas até ao momento ainda não recebi o valor lá indicado. Sabe indicar, aproximadamente, quanto tempo estão a demorar a pagar após a subscrição do termo de aceitação?

    Cumprimento.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá Eduardo. Bem-vindo! Só posso dizer que eu também ainda não recebi. Pelos testemunhos que tenho recebido, compreendi que não depende de nós mas do dia de pagamento de várias tranches. Ou seja, se o fundo ambiental decidir pagar um bloco a dia 15 de março serão pagas as candidaturas de um determinado conjunto de projetos uns mais atrasados e outros mais recentes face à data do pagamento. Não são pagos um a um. É a minha interpretação. Abraço

      Responder
  14. Lígia Almeida

    Bom dia Pedro. Sabe-me dizer, para o seu caso concreto, qual a previsão que lhe deram de diminuição no valor da factura da electricidade, mantendo todas as outras variáveis constantes (consumos, tarifários, etc)? Obrigada.

    Responder
  15. Tiago Ferreira da Silva

    No caso da instalação de Painéis Fotovoltaicos, também é necessário apresentação do certificado energético no ato da candidatura ?

    Responder
  16. Paulo Luís Dias Alves

    ola acabei de receber o mail do fundo ambiental a dizer que tem um erro e para corrigir no campo de moradia unifamiliar para moradia multifamiliar mas ja tentei e nao consegui será que me consegue ajudar mostrando os passos a ser feitos obrigada

    Responder
  17. Duarte Esteves

    Boa tarde Pedro Andersson.
    Já recebeu o apoio do fundo ambiental?
    A minha candidatura é a 57XXX, foi considerada elegível no dia 14 de Março.
    No dia 15 subscrevi o termo de aceitação e desde essa data que se encontra em análise.
    Portanto 15 dias sem resposta.

    Cumprimentos

    Responder
      • Pedro Oliveira

        Boa noite. A minha candidatura 429xxx ficou elegível no dia 08/02, dei autorização para consulta das certidões e ainda estou à espera para receber. O estado da candidatura está “Em Análise”. Será normal ?

        Responder
      • Luis

        Bom dia Pedro Andersson.
        Já recebeu o apoio do fundo ambiental?
        Obrigado

        Responder
        • Pedro Andersson

          Olá. Não. A minha candidatura foi anulada. Voltei para o fim da fila. Fiz uma nova candidatura a partir do zero. Por causa das certidões terem caducado.

          Responder
          • Marco Teixeira

            Porra como é possivel… Depois de tanto tempo deixam passar os prazos… Só mesmo em Portugal e nós é que ficamos mal..

          • Marco Teixeira

            Viva de novo,
            Liguei para o numero do fundo e estive a informar-me com eles por causa das certidões terem caducado visto as minhas estavam na mesma situação.
            No entanto garantiram-me (por telefone) que quando estas estivessem caducadas eles enviavam um email e teríamos um prazo de 5 de dias para actualizar a situação.

          • Pedro Andersson

            Certo. Mas cuidado com as cruzinhas no formulário. Por causa desse detalhe voltei para o fim da fila.

          • Luis

            Obrigado pelo bom trabalho e boa informação que presta. Quando fala no detalhe das cruzinhas, quer dizer, que não colocou o visto para autorizar a consulta da situação contributiva? Obrigado

          • Pedro Andersson

            Olá. Naquele caso não. Era uma cruzinhas dizer que já tinha atualizado, antes de clicar em guardar. Enfim… Não coloquei, chumbei.

      • Duarte Esteves

        Bom dia Pedro Anderson.
        Atualização, recebi à 2 dias (portanto 4 meses e 5 dias, após a submissão da candidatura), que o processo tinha sido aceite como elegível para aguardar o pagamento. Portanto, o ter dado consentimento inicial para a consulta das certidões de não dívida, foi uma mais valia.
        Cumprimentos.

        Responder
        • Pedro Andersson

          Sem dúvida. Para a próxima já não me apanham na curva 🙂

          Responder
  18. Cristiano Barbosa

    Viva Pedro e desde já parabéns pelo seu trabalho que é um excelente contributo para quem deveras quer estar atento e não se queixar de tudo e mais alguma coisa.
    Eu também sou um dos que tem a sua candidatura elegível desde dia 4 de Março (termo de aceitação subscrito no mesmo dia)
    Depois disso, no 18 de Março, acabei por recorrer ao e-balcão para saber se faltava mais alguma coisa, pois nunca mais tive qualquer feedback e também só via a candidatura “em análise”. Recebi resposta 10 dias depois com indicação de que estava “em análise” das certidões de não dívida.
    Portanto, pelo que li nos comentários anteriores, está muita gente nesta fase ou algo parecido.
    No meu caso facultei acesso à AT e SS o que, a meu ver, deveria facilitar o processo. Mas parece que não visto que um mês depois e continuo sem qualquer atualização da situação.

    A pergunta que gostaria de lhe fazer é se tem conhecimento de alguém que realmente já tenha recebido.

    Como sempre as pessoas publicam mais rapidamente quando corre mal do que quando corre bem, mas acho estranho mesmo assim. Só vejo pessoas cujas candidaturas foi recusada, ou em análise e não sai disso. E claro muitos comentários de pessoas que nem tentaram porque “é tudo uma fantochada do governo”.

    As candidaturas obviamente são muitas e percebo que o trabalho é muito. Mas ao ritmo que estou a ver isto andar, parece que só está uma pessoa a avaliar todos os processos e como se costuma dizer, apenas nas horas vagas. 🙂

    Muito obrigado e continuação de excelente trabalho.

    PS: Desta vez foi um recuperador a lenha para aquecimento, mas se houver mais fases também vou apostar nos paineis fotovoltáicos.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Conheço pessoas que receberam :). A minha candidatura demorou 4 meses até ser aceite, antes de ser anulada por causa das certidões terem caducado. Agora voltei para o fim da fila com nova candidatura mas já com a autorização de consulta para não acontecer o mesmo.

      Responder
      • Cristiano Barbosa

        Obrigado Pedro!

        Por um lado fico mais descansado.

        Alerto desde já que, mesmo com a autorização de consulta, não me parece que vá melhorar o tempo de resposta 🙂

        Um mês depois e eu continuo com a minha candidatura em análise.

        Responder
        • Marco Teixeira

          Viva,
          Como a minha candidatura encontrava-se ainda em análise dei autorização na SS e nas finanças para poderem aceder. Enviei também um email e dar consentimento da consulta devido à minha candidatura encontrar-se com os prazos a extinguir-se.
          Na realidade não recebi nenhum email a dizer o que quer que fosse, mas no estado da minha candidatura passou do estado de “em análise” para “elegível”.
          Neste momento aguardo que me digam alguma coisa..

          Responder
  19. Jose

    Depois de tres horas a preencher tudo, cliquei para gravar, faltava uma data, corrigi, cliquei de novo… e o site fechou a janela e apagou-me tudo… quem sao os imbecis que criam estas plataformas informaticas?

    Responder
  20. Helena Araújo

    Bom dia
    já submeti 2 candidaturas , sendo que ainda não recebi reembolso de nenhuma .
    a primeira candidatura foi submetida em 29/12/2021 . Apenas recebi um e-mail , em que dizia que a candidatura foi considerada elegível no Âmbito do Programa de Apoio a Edifícios mais Sustentáveis.
    Será normal demorar tanto tempo para o reembolso do dinheiro?

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Infelizmente, sim. No meu caso 6 meses e foi anulada no final. Tive de voltar a candidatar-me e voltei para o fim da fila.

      Responder
  21. Silvia Nogueira

    Será que vamos ter uma terceira fase?

    Responder
  22. Susana Cardoso

    Boa tarde,
    Eu já submeti duas vezes a mesma candidatura, mas para substituição de porta de entrada, e duas vezes chumbada!
    Da primeira vez, a empresa a quem recorri para aquisição e montagem da porta, que está devidamente registada no “Portal Casa Eficiente 2020” e tem a obrigação de saber e compreender a documentação que lhe é pedida, mediante aquilo que o regulamento estipula, não enviou comprovativo de que a porta é constituída por materiais de base natural, nem o relatório emitido por laboratório acreditado sobre o coeficiente de transmissão térmica. E sempre afirmaram que a documentação necessária era a que me tinham disponibilizado e não havia mais nada.
    Depois de muita insistência da minha parte, e já fora do prazo de reclamação, lá mandaram uma declaração, passada pelo fabricante, a atestar a condição dos materiais de base natural (ecomateriais), e tive que assinar um Certificado de garantia e desempenho da porta (onde vinha uma declaração do fabricante a atestar a condição térmica menor ou igual a 2.2 W(m2.K).
    Lá submeti novamente a candidatura, e novamente veio outro pedido de esclarecimentos, que o relatório do laboratório acreditado sobre a térmica não tinha sido junto, uma vez que não são aceites declarações do fabricante sobre esta temática.
    Novamente vários contactos com a empresa fornecedora, e desta vez o fabricante envia um documento (uma página) com um extrato do relatório de ensaio do laboratório acreditado, onde é descrito o cálculo da transmissão térmica. A empresa envia-me ainda uma Circular Informativa, emitida pelo fabricante, que comprova a viabilidade e veracidade do Certificado de garantia e desempenho do produto, com base numa norma europeia, mais dizendo nessa Circular que “Não são disponibilizados aos clientes certificados emitidos por laboratórios, pois não existe legitimidade legal para que tal possa ser exigido. A Norma Europeia acima mencionada, veio substituir essa necessidade e atribuir ao fabricante a responsabilidade pela declaração das características dos seus produtos”.
    Perante isto, submeti toda esta documentação e fiz um texto com esta justificação, devidamente fundamentada.
    Conclusão, chumbou novamente porque “Não foi apresentado um relatório emitido por laboratório acreditado que comprove que o coeficiente de transmissão térmico da porta seja menor ou igual a 2.2 W(m2.K) (ponto 10.6.d).ii).4) do Regulamento). Não são aceites declarações apresentadas pelo fabricante/instalador da porta”.
    E como o Aviso já fechou, só posso contestar desta decisão, sem possibilidade de junção de mais elementos.
    Acho indecente que divulguem estes incentivos aos cidadãos, leigos nestas matérias e muitos deles a fazerem enormes sacrifícios para poderem tornar as suas casas mais eficientes e acolhedoras, e não disponibilizem a informação concreta e correta aos parceiros (empresas do Portal Casa Eficiente 2020) para evitar situações destas.
    Ando nisto deste setembro do ano passado! Lamentável…

    Responder
    • Rui Santos

      Bom dia, estou na mesma situação a porta é da marca DIERRE, contactei um gabinete acreditado um engenheiro de LENEC ao que me informou que nao tem de ser o cliente a arranjar o certificado nao faz sentido ele técnico ir a nossa casa, abrir um buraco na porta para retirar o material que a compoe para analisar e ver se cumpre os requesitos. Informou me que a partir do momento que a marca atribui a sigla CE a porta é sinal que passou por todos os testes e laboratorios que se exige na união europeia como tal o fundo nao pode nunca recusar as nossas candidaturas com este texto como me recusaram a minha:
      “Notifica-se que a candidatura identificada sob o n.º 87580 não foi objeto de reconhecimento do direito à atribuição do incentivo, pelo(s) seguinte(s) motivo(s):

      Não foi apresentado um relatório emitido por laboratório acreditado que comprove que o coeficiente de transmissão térmico da porta seja menor ou igual a 2.2 W(m2.K) (ponto 10.6.d).ii).4) do Regulamento). Não são aceites declarações apresentadas pelo fabricante/instalador da porta.

      Pode também contestar a avaliação da sua candidatura, no prazo de 10 dias úteis após a decisão de não elegibilidade, sendo que essa contestação deve ser devidamente fundamentada e basear-se apenas nos elementos disponibilizados pelo candidato aquando da submissão da candidatura (ou seja, sem a inclusão de novos dados ou documentos).”

      Nesta situação acredito que aja mais candidatos assim acho que se deveria mover uma queixa conjunta e se possivel alguma ajuda do contas poupança era util, uma vez que sentimos a razao do nosso lado mas somos pequeninos e para falar com o fundo e tecnicos avaliadores é impossivel. funciona um pouco como monologo dao uma vez para contrapor e acaba ali. Injusta esta situação depois de nos “mandarem” para um grande investimento e esforço finançeiro.

      Responder
      • Pedro Andersson

        Olá. Dei conta da sua situação ao Fundo Ambiental. Não sei se me vão responder.

        Responder
        • Rui Santos

          Obrigado Pedro, de facto é uma situação lamentável tenho até dia 19 deste mês para contrapor e nao sei mesmo o que posso la escrever. Infelizmente para receber tao pouco é necessário andarmos a “pedinchar”

          Responder
        • Rui Santos

          Bom dia, caso obtenha resposta diga por email sff, tenho até dia 19 deste mês para contrapor. Obrigado.

          Responder
          • Pedro Andersson

            Olá. Responderam-me que estão a analisar a situação. Ou seja, nada de concreto.

          • Rui Santos

            ok obrigado, e mencionou lhes o meu numero de candidatura

          • Pedro Andersson

            Olá Rui. Há muitos casos como o seu. Nao peço nem poderia pedir para ajudarem situações particulares. Há regulamentos sobre dados pessoais que têm de ser cumpridos. Só os próprios podem fazer isso.

      • Marisa

        Boa tarde Rui.
        Também coloquei duas portas da DIERRE e estou agora a passar pelo mesmo problema. Tenho até dia 12 para submeter os restantes documentos mas essa situação do coeficiente de transmissão térmico provavelmente também vou ter, visto que não tem certificação de laboratório nenhum e também emitiram essa circular.
        Como procedeu depois?
        Muito obrigada,
        Cumprimentos.

        Responder
  23. Mário Saraiva

    Bom Dia.

    Solicitava um esclarecimento , se ainda se pode inscrever para participação do fundo ambiental para a colocação de paineis fotovoltaicos e para bombas de calor (AQS), ou se á outro apoios com este fim.
    Cumprimentos
    Mário Saraiva

    Responder
  24. Paulo Morais

    Já alguem recebeu que tenha feito candidatura depois de Fevereiro?
    Eu fiz candidatura a 28/fev.
    Foi considerada eligivel no dia 20/abr.
    Dia 19/mai (exactamente 30 dias dps), passou ao estado Em análise (financeira), consulta de certidoes não divida.
    A 19/jun, (mais 30 dias) recebo nova notificação a dizer que comtinua Em análise (financeira).
    Está a demorar mais a consultarem as situações não divida, do que a considerarem eligivel a candidatura.
    Isto é ridiculo…será que existe algum problema com o desbloqueio da verba para os pagamentos.

    Responder

Trackbacks/Pingbacks

  1. Painel solar fotovoltaico - Balanço de Janeiro de 2022 (mês #62) - […] foi um bom mês de produção de eletricidade, agora já com 5 painéis. A grande novidade é que acaba…
  2. OBRAS EM CASA | Apoio a edifícios mais sustentáveis sobe para 75 M € e é alargado até 30 de abril - […] sabe, candidatei-me à comparticipação de 4 painéis solares e já foi aprovado o reembolso de 85% do que gastei…
  3. Painel solar fotovoltaico - Balanço de fevereiro de 2022 (mês #63) - […] ao reembolso da minha candidatura ao Fundo Ambiental (Programa Edifícios mais sustentáveis II), embora já saiba que foi aprovado,…
  4. Painel solar fotovoltaico - Balanço Março de 2022 (mês #64) - […] ao reembolso da minha candidatura ao Fundo Ambiental (Programa Edifícios mais sustentáveis II), ainda não recebi o dinheiro na…

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.