ANÁLISE | Ferramentas de investimento para quem não percebe nada disto

Escrito por Pedro Andersson

14.04.21

}
10 min de leitura

Publicidade

Ferramentas super simples para quem quer começar a investir sem perceber nada

Recebo muitas vezes esta pergunta: Eu gostava de começar a investir umas pequenas poupanças em fundos de investimento ou ETF’s, mas não percebo nada disso. Por onde começo?

De facto, como eu próprio passei por essa experiência, sei bem qual é a dificuldade em começar. Em dar o primeiro passo. E se perco este dinheiro? E se estou a escolher mal? E se há outro melhor? Em que banco começo? Ou escolho uma corretora? E qual? Não conheço nenhuma? E que perguntas faço?

Todas estas perguntas fazem sentido e são absolutamente normais. Os bancos e corretoras sabem isso e estão a criar produtos que respondem em parte a estes receios e dúvidas.

São produtos ligados a fundos de investimento, a ETF’s, a obrigações e a ações, só que têm uma vantagem: Você não tem de perceber rigorosamente nada disso. Só tem de abrir uma conta nesses bancos ou corretoras, transferir para lá o dinheiro que entender, escolher numa espécie de menu de restaurante o seu tipo de risco (quanto está disposto a perder antes de começar a ganhar) e já está. Só isto. Pode também escolher investir e deixar estar ou fazer reforços automáticos a esse produto de investimento. Nenhum destes produtos tem capital garantido, OK? E só deve investir dinheiro que não lhe faça falta para coisas essenciais.

Como funcionam os investimentos “automáticos”

Nota prévia: Vou falar-vos de 2 produtos, mas há muitos mais. Não pretendo ser exaustivo sobre o que existe no mercado português, nem vos estou a “vender” nenhum destes produtos. Não recebo um cêntimo por estar a escrever este artigo. Como sabem, partilho convosco as minhas experiências e por isso faço questão de dizer os nomes das coisas para que as explicações façam sentido.

Já vos vou dizer também que estas opções são – na minha opinião – mais caras do que subscrever diretamente na “fonte”, mas não deixo de considerar que para quem não percebe mesmo nada disto é uma boa forma de começar a investir sem conhecimentos extraordinários. Basta clicar nuns botões e já está. E torna-se um “investidor”. Vou contar-vos como começou esta minha experiência. Tenho dinheiro meu nestes produtos, para poder falar com conhecimento. Não é teoria.

O RoboAdvisor do Openbank

Estou sempre muito atento às publicidades dos bancos e financeiras. Há muitas oportunidades de ganhar dinheiro “grátis” ao longo do ano. Basta andar com o radar ligado.

Vi que o Openbank (que é o banco digital do Santander) estava a oferecer 40 euros a quem abrisse conta com 500 euros. Ora, se você encontrasse 40 euros no chão na rua, não se baixava para os apanhar? Foi o que eu fiz.

Abri conta no Openbank. É grátis, não quero os cartões, faço tudo online. É um banco espanhol (com IBAN espanhol), mas por mim isso não tem problema nenhum. De acordo com a promoção, receberia passadas umas semanas na mesma conta os tais 40 euros. Foi o que aconteceu.

Se 40 euros lhe parece pouco, recordo-lhe que é o equivalente a 8% de juros líquidos. Ou seja, só por fazer uma “conta-poupança” com 500 euros ia receber 8% neste ano. A única condição era manter os 500 euros na conta durante 12 meses. Por mim, tudo bem. Não me faziam falta na altura e até ao momento também não.

Ao abrir a conta, vi que tinham uma ferramenta chamada Roboadvisor para quem quisesse investir em fundos de investimento sem ter trabalho nenhum. Tal como o nome indica, é tipo robô. Você diz quanto quer investir e o robô faz o trabalho por si.

Então tive o meu momento “Eureka”. Espera lá! Já que é para ganhar dinheiro, vou arriscar um pouco: Vou pegar nos 540 euros em vez dos 500 euros e – já que estão parados – vou tentar fazê-los crescer ainda mais. Respondi a todas as perguntas que me fizeram lá no formulário e achei interessante o conceito.

Têm 5 opções com nomes de cidades, cada uma com o seu perfil de risco. Escolhi Nova Iorque, que é a 4ª mais arriscada.

De forma muito resumida – e espero não estar a dar nenhuma informação incorreta porque estou apenas a partilhar o que eu percebi do que me explicaram – o Openbank escolheu 2 fundos de investimento: um muito conservador e outro bastante agressivo (com muitas ações). E cada “cidade” é o resultado de uma determinada proporção dos dois fundos. O mais conservador é 80% do fundo mais “calminho” e 20% do mais agressivo e o mais “agressivo” é o contrário (80% do fundo com muitas ações e 20 do mais conservador). As outras 3 “cidades” são misturas intermédias.

O que o seu valor investido vai crescer ou baixar é o resultado desta fórmula. Estou a partir do princípio que os senhores do banco queimaram algumas pestanas a escolher estes fundos que fazem parte do roboadvisor.

E as comissões?

Para mim as comissões do Roboadvisor são muito altas. Não têm comissão de subscrição, nem de resgate, mas cobram 1,3% ao ano dividido pelos 12 meses (uma vez por mês) ao que o seu valor investido tiver. Na prática, ao olhar para o valor que lá tem quando for ao homebanking, o que vê já é o valor “limpo” dessas comissões. Ou seja, se crescer 2% é porque já tiraram o valor deles.

As primeiras semanas foram um bocadinho desafiantes porque estive sempre a perder dinheiro. Os meus 540 euros valeram durante algum tempo (e podem voltar a descer e até muito mais) menos do que o valor que lá coloquei. É mesmo assim.

Neste momento em que escrevo está a crescer cerca de 2% brutos.

Em resumo, estes robôs e afins são muito práticos. Abre a conta nesse banco, subscreve e já está. Não tem de escolher fundos específicos, nem áreas de negócio, nem regiões do mundo. Fazem isso tudo por si. Naturalmente, paga mais por isso em comissões de gestão do tal robô. E pode mudar de “cidade” sempre que quiser, sem custos.

Achei interessante e de vez em quando vou fazer aqui o balanço de como está a correr mais este meu investimento.

Se estiver a pensar investir nestes produtos é OBRIGATÓRIO que os contacte para confirmar tudo isto que vos estou a dizer. Não só posso ter percebido alguma coisa mal, como as regras podem ter mudado entretanto.

O Smart Invest (que afinal também é um PPR)

Estava então eu nesta minha vidinha, quando vi outro banco também a fazer publicidade a um produto semelhante. O Banco Invest tem o chamado “Smart Invest”, pobremente traduzido por mim por qualquer coisa como “Investimento inteligente”. Tentei perceber porque seria ele inteligente.

Mais uma vez, verifiquei que é um produto super, super simples e com algumas vantagens (ou características) que não tinha ainda visto em mais lado nenhum. Como já lá tenho no banco Invest alguns dos meus PPR, com conta aberta lá, fiquei curioso. Fiz perguntas.

Basta dizer quanto quero investir (mínimo 50 euros) e digo (não são nomes de cidades) se quero um perfil conservador, moderado ou agressivo. Só isto. Não tem nada que saber… Clico e já está.

Em vez de ser baseado em fundos de investimento, o “cabaz” é composto por vários ETF’s. Ou seja, são mais diversificados do que muitos fundos de investimento porque se baseiam em índices e não em empresas específicas.

Mais uma vez, em qualquer altura do investimento posso trocar de agressivo para moderado ou conservador, ou de conservador para agressivo se estiver com vontade de arriscar mais ou menos. O perfil Conservador é 80% de um ETF e 20% de outro; O Moderado é 55% de um e 45% do outro; e o agressivo é 30% de um e 70% do outro. Depois é só fazer as contas ao resultado destas fórmulas.

Não paga nada por fazer estas alterações. Imagine que ganha bastante durante 2 ou 3 anos com o perfil agressivo e quer “garantir” esse ganho. Basta transferir para o perfil conservador. Não é capital garantido, mas fica mais protegido por ETF’s de índices mais “calmos”.

E as comissões?

O Smart Invest tem uma comissão de gestão de 1,4%. É elevada para mim. Mas pode compensar pelo tipo de rendimento dos ETF e sobretudo se levarmos em conta que está classificado como um PPR.

Uma das coisas mais importante que percebi logo no princípio, ao conversar com os gestores dos bancos, é que as comissões não têm de ser vistas como um fator de exclusão. Se para eu ganhar 10%, pagar uma comissão de 1.5% qual é o problema? Não será melhor do que pagar uma comissão de 0,5% mas só ganhar no final 4%? Temos de ver é o resultado líquido no final. Ou seja, quantos euros é que ganhei no final de tudo, após comissões e impostos? É a única conta que vale a pena fazer realmente.

Surpreendeu-me. Um investimento em ETF’s é sempre sujeito a 28% de tributação quando resgata. O gestor de conta explicou-me que este produto foi criado de propósito como um PPR para lhe dar ainda mais uma vantagem. Assim que passarem 8 anos, a taxa de tributação passa para 8% em vez de 28%. Pode ser uma opção muito interessante.

Mas não posso fazer um PPR? Pode, mas os ETF’s podem crescer mais do que os fundos associados aos PPR. Ou não. Ainda não sei. Este produto tem pouquíssimos meses. Decidi experimentar, até para comparar entre este e o Roboadvisor do Openbank.

Há várias ferramentas de investimento automáticas

O Banco Best também tem um Robot Advisor. Mas ainda não o explorei. Várias corretoras também têm produtos semelhantes em que pode andar a trocar de perfil as vezes que quiser. Confirmei que na Optimize – Sociedade Gestora de Fundos também têm algo semelhante. Vou espreitar.

Em conclusão, estou a testar estes produtos para minha experiência pessoal. Pelo conhecimento que já tenho, parece-me ser mais rentável (com comissões mais baixas) subscrever os produtos que quero diretamente.

Se quero fazer um PPR escolho o PPR diretamente. Se quero subscrever um fundo de Investimento específico, faço-o diretamente. Se quero investir num ETF, escolho-o e subscrevo-o diretamente. Aprendi a fazê-lo e a escolher a plataforma mais adequada para cada um deles.

Mas estou a verificar que, se tem muito dinheiro numa conta à ordem ou a prazo e não sabe o que fazer ou por onde começar, este tipo de prodtos (caros para mim) são uma forma muito simples e fácil de começar. Pelo menos, começa a ver o ser dinheiro crescer (ou pelo menos tem essa possibilidade) em vez de o ver definhar nos depósitos a prazo e afins.

Experimente com 100 euros e veja o que acontece. Depois, se perceber como funciona, a curiosidade (e a vontade de ganhar mais) vai fazê-lo querer subir de divisão.

Faça de conta que estes robôs são uma espécie de iniciados ou uma divisão distrital, como no futebol. Um dia tem de começar por algum lado… Avalie e pense pela sua cabeça.

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

EURIBOR HOJE | Taxas descem a 6 e 12 meses e sobem a 3

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Qual é o preço justo esta semana? (17 a 23 de junho)

Qual deveria ser o preço justo? A ERSE faz semanalmente as contas para o consumidor saber qual é o preço "justo" dos combustíveis face ao preço das matérias-primas e transportes de combustível. Esse preço "justo" já inclui uma margem de retalho de cerca de 10% para as...

Este mês paguei 0,75 € de eletricidade – Como é possível?

É possível pagar 0,75 € de eletricidade por mês? Já sei que vou ser criticado por escrever este artigo, mas tudo bem. O importante é que perceba que é possível pagar muito pouco de eletricidade. Ninguém está condenado a pagar valores gigantescos, a menos que prefira...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

PODCAST | #249 – O que é o movimento FIRE – É possível refomar-se mais cedo?

O FIRE é possível em Portugal? O FIRE é uma espécie de Liga dos Campeões das Finanças pessoais. É a sigla para Financial Independence, Retire Early (Independência Financeira, Reforma Antecipada) e é para uma pequeníssima minoria de pessoas que têm por objetivo...

PodTEXT Vamos a Contas | Amortizar o Crédito à habitação faz baixar o IRS?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

Isenção de IMT e Imposto de Selo para jovens oficialmente aprovada

Medida para ajudar jovens a comprar casa vai avançar Há cerca de três semanas, o Governo aprovou em Conselho de Ministros diversas medidas para facilitar a compra de habitação aos jovens até aos 35 anos. Entre elas, além da garantia pública de até 15% do valor do...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (17 a 23 de junho)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

PodTEXT | Como perder o medo de investir e começar a ganhar dinheiro?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

Publicidade

Artigos relacionados

28 Comentários

  1. Filipe Nunes

    Obrigado pelos seus artigos e pela sua isenção.

    O serviço Robot Advisor investe por si em muitos fundos, não apenas em dois. Se consultar as ordens e movimentos verá múltiplas ordens de compra e venda de vários fundos.

    Os ETFs também são fundos de investimento, mas têm características que lhes dão mais liquidez e menos custos.

    O Smart Invest não conhecia, parece bastante interessante devido às vantagens fiscais associadas.

    Responder
    • Armando Simões

      Sr. Pedro Andersson
      Gostei desta abordagem sobre os produtos que mencionou. Também subscrevi PPR, na Optimize e vou para os fundos de investimento seleção.
      Mais tarde direi da minha experiência.
      Abraços.

      Responder
  2. Elsa

    Boa Tarde

    Caro Sr. Pedro Andersson, as propostas, apesar de arriscadas, têm o seu quê de aliciante. Recentemente fiquei curiosa com o PPR do Banco Invest, que poderia subscrever com apenas 50€. Mas quem não tem 5.000€ para abrir conta à ordem terá de esperar até possuir esse montante.

    Responder
  3. Nuno Ribeiro

    Boa noite Pedro

    Ess campanha da oferta dos 40€ já terminou?

    Obrigado

    Responder
  4. Nuno

    Caro Pedro,

    Excelente Artigo. De facto, estes dois produtos aparentam ser uma alternativa válida para diversificação.
    Uma nota relativamente aos Encargos, noutros produtos que tem contratualizados, por exemplo – Stoik/Optimize ou PPR Alves Ribeiro – os custos não são semelhantes ou superiores, comparativamente aos dois exemplos do artigo?

    Cumprimentos.

    Responder
  5. Cfsh

    “Se para eu ganhar 10%, pagar uma comissão de 1.5% qual é o problema?”

    Para ganhar ou para perder. Se estiver a perder também deverá ter que os pagar….

    Responder
  6. António Oliveira

    Boas Pedro, estes produtos têm de ser declarados em irs?

    Responder
    • Pedro R

      Também fiquei com esta dúvida. Principalmente com o bonus de 40€ do OpenBank. Seria interessante haver essa clarificação.

      Quanto aos restantes produtos:
      – Os fundos de investimento do OpenBank têm uma taxa de 28% sobre as mais valias.
      – Quanto aos smart invest do Banco Invest uma vez que se trata de PPR têm benefícios fiscais à entrada OU à saída. Para simplificar, se NÃO usufruirmos dos beneficios fiscais à entrada podemos trabalhar este produto como sendo um Fundo de investimento estando livre para o resgatar a qq altura sem penalização. Neste cenário a vantagem fiscal é pagar apenas 8,6% de imposto sobre as mais valias.

      Responder
  7. Filipa Ferreira

    Olá! Informações excelentes como sempre!
    Quando diz “Se quero subscrever um fundo de Investimento específico faço-o diretamente”, qual a plataforma que utiliza para isso? As informações que aparecem quando pesquiso na internet referem-se sempre a bancos e corretoras para subscrever estes produtos.
    Muito obrigada.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Como digo no artigo, tenho os meus fundos no ActivoBank e no Best. Têm uma enorme variedade e comissões baixas. Mas sim também tem as corretoras e quase todos os bancos têm. Tem é de ter em atenção as comissões. O mesmo fundo pode ter comissões muito diferentes conforme o sítio onde os subscreve.

      Responder
      • Paulo Gonçalves

        Não esquecer que mesmo no ActivoBank os fundos de investimento (pelo menos os que eu lá tenho) têm uma comissão de gestão de 2.2%. Nada desta vida é de borla e ainda bem porque assim se algo correr mal posso reclamar com razão. 🙂

        Responder
  8. Joao Costa

    Há já algum tempo que aguardava um artigo destes. Obrigado!
    Mas sobre o OpenBank/IRS tenho duas questões:
    1- Sei que os juros pagos na conta OpenBank têm de ser declarados em IRS no anexo J mas quanto aos 40€ recebidos… é necessário declarar?
    2- Sobre os rendimentos do RobotAdvisor apenas temos de declarar quando for feito o resgate, correto?

    Pode ajudar, por favor?

    Muito Obrigado

    Responder
    • Micael Costa

      Olá Pedro,

      Obrigado pelo seu trabalho e partilha.
      Tenho a mesma dúvida do João Costa. O OpenBank criou um documento bem estruturado para quase “copiar e colar” no IRS (interessante, porque para além do mencionado no artigo é necessário declarar posteriormente no IRS).

      No entanto, tenho a dúvida relativas as comissões mensais da utilização do RoboAdvisor.
      O RoboAdvisor compra e venda ações mensalmente automaticamente por nós, correto? Colocam sem qualquer custo dessas operações.
      Contudo ao utilizar a RoboAdvisor há um valor pago mensal pela uso do serviço. Esse valor deve ser declarado também no IRS? Como? Há vantagens em declarar?

      O OpenBank não é um banco nacional (o próprio IBAN é Espanhol), neste caso tem de ser mencionado no IRS, certo?

      Muito obrigado.

      Responder
  9. Rui Santos

    Boa tarde a minha duvida é a seguinte no dia que eu quiser resgatar um fundo de investimento de acções escolhido por mim por exemplo no Activobanco sei que a entidade gestora compra o fundo pelo valor da cotação, em relação aos ETF penso que não tenho a garantia de venda pois tem que ser alguém a compra-los como se fossem aç~çoes na Bolsa de valores, estou certo ou errado? a questão é saber, quem compra os meus ETF quando resgato?, obrigado cumprimentos

    Responder
  10. Ana Paula Rodrigues

    Boa tarde e muito obrigada pelo empenho em ajudar os outros! Ao ler o artigo fiquei com uma duvida e caso consiga, agradeço o esclarecimento. Tenho PPR AR no Banco Invest, e todos os anos tenho tido o beneficio fiscal no IRS, a minha questão é se posso continuar a subscrever o AR e ter o beneficio fiscal correspondente e em simultâneo subscrever o fundo Smart do banco Invest e não o colocar no IRS, podendo efetuar o resgate quando for preciso. Muito obrigada

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Sim. Basta apagar esse valor quando aparecer no IRS.

      Responder
  11. Miguel Cruz

    Bom dia
    No ano passado abri conta no Openbank e subscrevi Roboadvisor neste caso Shanghai (mais conservador que o Pedro) estou neste momento com uma rentabilidade de 5% o que não é mau de todo, também já percebi que este ano vou ter de preencher mais um anexo no IRS (anexo J).

    E é aqui que tenho duvidas e se alguém poder ajudar agradeço, já tenho tudo preenchido na declaração de rendimentos (vou optar pelo englobamento) mas quando faço a simulação dá o seguinte erro:
    “A simulação não está disponível para rendimentos auferidos no estrangeiro diferentes de pensões”.
    Estarei a fazer alguma coisa de errado?
    Pedro, não sei se vai optar pelo englobamento, já testou?

    Obrigado

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Só coloca no IRS no ano seguinte a resgatar. Estou a falar da mesma coisa? Só são tributadas as mais valias… 🙂

      Responder
      • Miguel Cruz

        Boa tarde Pedro,
        Certo, mas penso que não estamos a falar da mesma coisa, provavelmente expressei-me mal.

        1ª questão – O Openbank enviou o relatório das transações para declarar no IRS e apesar de não ter resgatado, o robot advisor comprou e vendeu (lucro € 3,96), logo vou ter de declarar estes valores.

        2ª questão – Quando uso o simulador das finanças este dá-me a seguinte informação:
        “A simulação não está disponível para rendimentos auferidos no estrangeiro diferentes de pensões”.
        Já alguém testou?

        Pedro, como tem investimento no Robot Advisor por favor verifique na sua pagina em documentos, eles atrasaram-se a enviar declaração, para mim só ficou disponível terça-feira.
        Obrigado

        Cumprimentos

        Responder
        • Pedro Andersson

          Olá. Só aderi em 2021, logo só terei uma eventual declaração em 2022… Quanto resto vai ter de lhes ligar. Serão dividendos? Não tenho essa situação.

          Responder
          • Gil Nunes

            @Miguel Cruz:
            Quando há rendimentos obtidos no estrangeiro, a simulação de AT não funciona.
            É apenas isso que acontece…

  12. Natalino botelho lopes

    Boa noite, tenho conta de serviços mínimos,
    posso comprar ETFS pela DIGIRO?
    Ou a conta de serviços mínimos limita-me essa compra,
    melhores cumprimentos,
    Natalino Lopes.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Creio que pode umavez que esta associado a um bsnco estrangeiro e nao nacional. Confirme junto da Degiro.

      Responder

Trackbacks/Pingbacks

  1. ANÁLISE | Como estão a correr os meus investimentos nos robôs financeiros? - […] Abril, tive a oportunidade de lhe mostrar neste artigo AQUI, que por curiosidade decidi colocar uma parte das minhas…
  2. ANÁLISE | Mês #8 - Como estão a correr os meus investimentos nos robôs financeiros? - […] Abril, tive a oportunidade de lhe mostrar neste artigo AQUI, que por curiosidade decidi colocar uma parte das minhas…
  3. ANÁLISE | Mês #9 - Como estão a correr os meus investimentos nos robôs financeiros? - […] Abril, tive a oportunidade de lhe mostrar neste artigo AQUI, que por curiosidade decidi colocar uma parte das minhas…
  4. ANÁLISE | Mês #10 - Como estão a correr os meus investimentos nos robôs financeiros? - […] Abril, tive a oportunidade de lhe mostrar neste artigo AQUI, que por curiosidade decidi colocar uma parte das minhas…

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.