Painel solar fotovoltaico – Balanço Maio de 2019 (mês 30)


Balanço do mês de Maio de 2019

Já passaram 30 meses desde que instalei o painel solar. E nenhum problema até agora. Nenhum custo de manutenção, nem nenhum dia de falha (a menos que tenha falhado o sol, claro).

Tenho a clara convicção (um destes dias faço um gráfico com os valores reais) de que estou a poupar pelo menos 5 euros por mês por ter o painel. Não o fiz ainda porque tenho a fatura dual (luz e gás) e os preços da eletricidade no meu caso baixam todos os anos porque mudo sempre para a empresa que faz mais barato. Logo não é fácil dizer o que é poupança do painel e poupança do tarifário e os consumos do gás também podem distorcer os valores.

Os números de Maio

O painel solar fotovoltaico de 250 W produziu em Maio 45,25 kWh, cerca de 1,7 kWh quase todos os dias do mês. O Verão está mesmo a chegar. Como já sabem, não tenho baterias porque são caras. Por isso, só consumo o que estiver a produzir em tempo real. Se o painel estiver a produzir 200 W à uma da tarde mas só tiver o frigorífico e a arca ligados, tudo o que sobra é oferecido à rede.

Tem aqui os valores de produção de cada dia do mês de Maio.

Deixo-vos aqui a curiosidade de como são os gráficos dos vários dias por hora de sol.

O painel começa a produzir devagarinho por volta da 8 da manhã, tem o pico de produção de cerca de 225 W por volta da uma da tarde e depois começa lentamente a descer a até chegar a zero a rondar as 20h30, 21h00. Nnnca atingiu os 250 W.

Painel solar fotovoltaico

As contas

O painel fotovoltaico de 250 W produziu em Maio 45,25 kWh (foram 36,26 kWh em Abril). Representa 8,32 € de poupança na fatura da luz, se tivesse consumido tudo o que o painel produziu no mês passado.

A seguir pode ver o gráfico com o total de eletricidade produzido mensalmente em euros. Estamos a entrar nos meses de maior produção do ano.

E o desconto na fatura?

Se tivesse consumido tudo o que o painel produziu, nestes 30 meses teria poupado 201,12 euros. Como investi 620 euros no painel e na instalação, neste momento o retorno do investimento está nos 7,7 anos.

Compensa comprar um painel solar?

Como não consumo tudo o que o painel produz (porque não estou em casa durante o dia durante a semana), tenho estimado o meu desperdício para a rede em cerca de 25%.

Assim, o retorno real  (o chamado break even) continua pelas minhas contas perto dos 10 anos (reais). Depois de passado esse tempo, o painel estará pago e terei pelo menos mais 15 anos de “lucro”. Veremos se é assim. Mensalmente continuarei a fazer aqui o balanço.

Recordo também que há leitores que me dizem que já conseguem comprar painéis solares fotovoltaicos de 250 W com tudo incluído e pronto a funcionar por menos de 500 euros. Aí o retorno é muito mais rápido. Quando comprei eram mais caros (Paguei 500 pelo painel e mais 120 euros para a instalação e equipamentos adicionais que adquiri).

Para os que chegaram agora ao blogue, relembro que como não tenho baterias, tudo o que não consumir em tempo real é oferecido à rede. As baterias são demasiado caras para mim. Com baterias, todo o sistema fica em cerca de 5 mil euros. E sim, vivo num prédio com outros condóminos. Não é impedimento.

Neste 2 anos só o limpei uma vez com um paninho porque tinha alguma poeira acumulada.

Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA”

34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2018.

É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica.

Se quiser um resumo claro e prático das dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”.

É só clicar AQUI abaixo.

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança.

(Todas as dicas da semana num só e-mail).



Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2018. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica.


12 comentários em “Painel solar fotovoltaico – Balanço Maio de 2019 (mês 30)

  1. Avatar
    Coelho Reply

    Olá,
    pode por favor partilhar que painel (marca/vendedor) instalou, que equipamentos adicionais adquiriu, presumo que um medidor de energia produzida / consumida.

    Esses modelos mais recente e mais baratos, onde encontrar?

    Desde já obrigado.

  2. Avatar
    Carlos Campos Reply

    Boas;
    Andamos TODOS a aprender e alguns a empreender.
    Caro Rui Rocha,
    A questão de investir em Aerogeradores não é “pêra doce”!!!
    Têm muitos problemas de funcionamento, desgaste das pás, necessário Balancear/equilibrar todas as pás, manutenção periódica de 3 em 3 meses no mínimo, etc.
    Além de que os Aerogeradores que nos apresenta (chineses de fraca qualidade) são económicos, mas não prestam!
    Temos ainda a questão de terem de ser ligados a um controlador e carregador de baterias, adquirir um banco de baterias a 12V, 24V, 48V, ….
    E depois instalar um Inversor de rede 220VAC, estes equipamentos quando de fraca qualidade só trazem problemas.
    Sugiro que pensem muito bem antes de adquirirem uma máquina Gerador Eólico.
    Mas de certeza que ficará uma lição.

    Bem-haja uma vez mais Pedro Andersson, pelo seu excelente e contínuo serviço público de informação.
    Cumprimentos,

  3. Avatar
    Rui Reply

    “O painel começa a produzir devagarinho por volta da 8 da manhã, tem o pico de produção de cerca de 225 W por volta da uma da tarde e depois começa lentamente a descer a até chegar a zero a rondar as 20h30, 21h00. Nnnca atingiu os 250 W.”

    O Pedro diz e bem que nunca atingiu os 250w, pois dificilmente atingiria, a eficiencia do painel no arranque de produção é de cerca de 97% e para esse valor ser atingido depende da qualidade do painel, se está bem localizado (orientação) e a partir desse arranque é sempre a descer ao fim de 5 anos a eficiencia deverá ser algo como 94-95% e ao fim de 10 anos algo como 90% ( em condições ideais claro).

  4. Avatar
    Rui Santos Reply

    Bom dia Pedro e muitos parabéns pela constante informação em relação a poupanças.
    Gostaria de lhe colocar no entanto uma questão:

    Eu por norma vou a casa almoçar e ligamos por vezes o microondas, a placa de indução, posso programar a maquina da roupa e loiça para se ligarem automaticamente a determinada hora(durante a tarde), vejo tv, tudo isto entre as 12h e as 14h, qual seria a melhor opção em termos de painel fotovoltaico? Em relação a injectar na rede tenho receio que faça o inverso no contador (ainda é dos antigos) que em vez de poupar comece a contar e venha a pagar mais.

    Outra questão:
    – Será que em vez de se investir num painel solar nao será uma boa solução também, investir em bateria(s) e carrega-las na altura que a luz é mais barata (bi-horario) para depois se usar na altura em que ela na rede é mais cara?

    Muito obrigado

    • Avatar
      José Ribeiro Reply

      Boa tarde
      Relativamente a baterias não compensa o preço, que são uns milhares de euros, e ao fim de uns dez anos tem de as substituir.
      Para esses consumos que tem durante a hora de almoço sugiro-lhe a compra de um conjunto de dois painéis de 250W, que foi o que adquiri há cerca de um mês, ficou cerca de 950 euros com montagem e com um contador de kw produzidos.
      Cumprimentos

  5. Avatar
    Rui Rocha Reply

    Boa tarde,
    já pensou usar turbinas eólicas caseiras para aumentar a produção energética?
    Sempre podem produzir durante a noite e visto morar num apartamento, com a instalação no topo, terá sempre vento a movimentá-las…
    Não sou um utilizador, apenas um mero curioso.
    Deixo aqui um exemplo interessante
    https://pt.banggood.com/600W-Peak-12V24V-Wind-Turbine-Generator-3-Blades-Horizontal-Residential-Wind-Turbine-Generator-p-1333383.html?gmcCountry=PT&currency=EUR&cur_warehouse=CN&createTmp=1&ID=49554&utm_source=googleshopping&utm_medium=cpc_bgcs&utm_content=garman&utm_campaign=pla-ptg-all-pc&gclid=CK23ju-u3-ICFRWF1Qodja4CzA

    Cumprimentos

  6. Avatar
    Edwilson de lima Andrade Reply

    Como fica a conta depois de instalado o sistema solar, vc se desconecta da rede fornecedora de energia ou vc continua conectado e pagando somente a taxa e qual seria o investimento mínimo pra uma casa de dois quartos

  7. Avatar
    Alexandre Reply

    Boa tarde,nunca chegou aos 250 porque a orientação do painel nao é completamente perpendicular a direcção da luz solar. Se subisse um pouco o painel do lado de tras iria aumentar um pouco a produção solar. Acabei agora de montar o meu, e ja consegui chegar aos 241W. O painel é de 280W,mas o inversor é de 250W.

  8. Avatar
    Ricardo Dias Reply

    Bom dia Pedro

    Estava a ponderar instalar um kit fotovoltaico de 1500W, no entanto é um fato que raramente tenho alguém em casa antes das 18h. Acha bom investimento?

    Cumprimentos
    Ricardo Dias

    • Avatar
      Anonimo Reply

      O ideal seria você fazer uma média do consumo que a casa faz na altura em que não está por lá para saber o quanto deve instalar. Aparelhos em standby, acondicionado, se o tiver, frigoríficos e arcas, ou outros aparelhos. Vê a média e instala de acordo com isso. Mas se fosse eu, instalava o máximo que conseguisse e depois metia bi horário com os valores mais baratos no período da noite. Como de dia, regra geral, os painéis estão a produzir para si, acaba por compensar este esquema. Mas deve SEMPRE fazer as contas e ver o que é melhor para si.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *