Viu o Contas-poupança… ganhou 60.000 € e ficou com a casa paga

Escrito por Pedro Andersson

05.06.19

}
4 min de leitura

Publicidade

“Demos” mais uma casa a um espectador

Foi a mensagem que me alegrou o dia ontem. Todos os dias recebo dezenas de mensagens de espectadores/leitores que agradecem as dicas de poupança que fomos dando ao longo destes quase 9 anos. Umas são dezenas de euros, outras são centenas de euros e outras são dezenas de milhares de euros. Para mim é sempre um espanto (no sentido positivo).
As que mais me emocionam são as mensagens de pessoas que precisam “MESMO” desse dinheiro extra. Pessoas com poucos rendimentos, idosos ou com algum grau de incapacidade. Percebo claramente o abandono a que estão votados pelo Estado. Há tantos direitos e benefícios a que têm direito e não fazem ideia e quando tentam informar-se, não são poucos os casos em que são mal informados e por isso desistem. Fiquei a conhecer casos verdadeiramente chocantes. Alguns desses casos darão reportagem no futuro.

60.000 €?!

Vamos ao caso. Recebi esta mensagem ontem.
 

Liguei de imediato ao espectador para ficar a conhecer detalhes e acho que é uma situação algo diferente de todas as que tenho referido nas reportagens e que pode ser útil a algumas pessoas que já tinham desistido deste direito.
Como sabem, há vários tipos de seguro de vida associados ao Crédito à Habitação. Há o IAD e o ITP. Se ficar com mais de 66% de incapacidade para o trabalho (há contratos com mais e contratos com menos percentagem – tem de ler o seu) o seguro ITP paga-lhe a casa. Se for o IAD, só paga se ficar completamente dependente de terceiros para tudo (tem de ficar apenas a piscar os olhinhos, se me permite a expressão).
Pode ver »AQUI« a reportagem com o exemplo de Daniel Pedrogam que “ganhou” 92.000 € por ter visto a reportagem do Contas-poupança sobre os seguros de vida do Crédito à habitação que pagam a casa se tiver mais de 66% de incapacidade para o trabalho.

Acontece que este espectador (que não quer ser identificado) teve um cancro e ficou com 80% de incapacidade. Ainda trabalha. Viu a reportagem do Daniel Pedrogam (acima) e perguntou no banco se tinha direito também. Não tinha. O seguro dele era o IAD (o “mau”). E aqui está o pormenor que fez toda a diferença.
O funcionário do banco (neste caso o Montepio) disse-lhe que havia uma esperança. É que, pelos vistos, os associados da Mutualista têm automaticamente (isto terão de confirmar vocês se forem clientes) um seguro de vida só por serem associados, que cobre esta situação.
Ou seja, inesperadamente o seguro de vida que não sabia que tinha, foi acionado e em poucos dias responderam-lhe que tinha a casa paga. 60 mil euros. Estão a imaginar a alegria do homem? Ele nem queria acreditar quando recebeu a chamada do funcionário do banco.
Moral da história. Nós nem sabemos os seguros de vida que temos. Pagamos isto e aquilo e não fazemos ideia do que estamos a pagar. E pode haver dezenas de pessoas que têm um grau de incapacidade superior a 60% que podem ter a casa paga pelo seguro do crédito à habitação ou outro valor qualquer em seguros de vida que estão a pagar e nem sabem. Se é cliente do Montepio e tem uma incapacidade comprovada com Certificado de incapacidade multiuso mexa-se. Pode ter a sua casa paga, como este espectador.

Que maravilha! Fico super contente com estas mensagens.
Até ao momento sei que estas reportagens já deram pelo menos 4 casas a espectadores. Se mais alguém conseguiu, diga. É importante para servir de exemplo para outros.
Queremos fazer a diferença (para melhor) na vida das pessoas.

Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2018. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica.

Se quiser um resumo claro e prático das dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”. É só clicar AQUI abaixo.

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança.

(Todas as dicas da semana num só e-mail).

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

EURIBOR HOJE | Taxas descem a 6 e 12 meses e sobem a 3

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Qual é o preço justo esta semana? (17 a 23 de junho)

Qual deveria ser o preço justo? A ERSE faz semanalmente as contas para o consumidor saber qual é o preço "justo" dos combustíveis face ao preço das matérias-primas e transportes de combustível. Esse preço "justo" já inclui uma margem de retalho de cerca de 10% para as...

Este mês paguei 0,75 € de eletricidade – Como é possível?

É possível pagar 0,75 € de eletricidade por mês? Já sei que vou ser criticado por escrever este artigo, mas tudo bem. O importante é que perceba que é possível pagar muito pouco de eletricidade. Ninguém está condenado a pagar valores gigantescos, a menos que prefira...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

PODCAST | #249 – O que é o movimento FIRE – É possível refomar-se mais cedo?

O FIRE é possível em Portugal? O FIRE é uma espécie de Liga dos Campeões das Finanças pessoais. É a sigla para Financial Independence, Retire Early (Independência Financeira, Reforma Antecipada) e é para uma pequeníssima minoria de pessoas que têm por objetivo...

PodTEXT Vamos a Contas | Amortizar o Crédito à habitação faz baixar o IRS?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

Isenção de IMT e Imposto de Selo para jovens oficialmente aprovada

Medida para ajudar jovens a comprar casa vai avançar Há cerca de três semanas, o Governo aprovou em Conselho de Ministros diversas medidas para facilitar a compra de habitação aos jovens até aos 35 anos. Entre elas, além da garantia pública de até 15% do valor do...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (17 a 23 de junho)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

PodTEXT | Como perder o medo de investir e começar a ganhar dinheiro?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

Publicidade

Comentar

Siga-nos nas redes sociais

Artigos relacionados

7 Comentários

  1. Sérgio Gonçalves

    Mudei o meu há pouco tempo.
    Passei de IAD (do NovoBanco e que não tem ITP) para ITP 60% na RealVida e estou a pagar menos 2€/mês.
    O da casa, está em andamento para condições similares e 50€/ano à menos.
    Sem consequências no spread.

    Responder
  2. Rita Grachinha

    Boa tarde!
    A quem estiver dentro do assunto, isto só é possível quando a incapacidade passa a definitivo, correcto? Ou tambem dá para os temporários a reavaliar num prazo de 5 anos?
    Obrigada

    Responder
  3. Helena Rodrigues

    Sr. Pedro Andersson. Boa tarde. Vi nos comentários, sobre quem tem Multiusos de 72%. Já estou reformada, como posso saber se irei ter benefício na CGD. Fico aguardar como posso saber mais pormenores. Grata.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Deve contactar o banco e marcar uma consulta num balcão da inclusão da segurança social.

      Responder
      • andreia Chainho

        Boa noite Sr Pedro Anderson
        gostaria de colocar uma questão
        sou casada e ha 20 anos decidimos comprar uma casa recorrendo ao banco para um empréstimo.
        foi feito um seguro de vida em nome de nos os dois , o meu marido como primeiro titular e eu como segunda. Na altura nao nos foi informado desse pormenor no seguro das situações complementares ( ITP E IAD).
        No nosso caso ficou IAD.
        Há uns anos foi-me diagnosticado cancro na mama e agora mais recentemente metástases ósseas e hepáticas.na qual fui recebi um atestado de incapacidade definitivo de 81%.
        Dirigi-me à seguradora para acionar o seguro de vida para o pagamento da casa .
        desde Janeiro ainda nao recebi uma resposta nem um exclarecimento …
        No meu caso há a possibilidade de o seguro fazer o que lhe é devido e pagar o restante do empréstimo ou posso contar com uma resposta negativa …
        obrigado se me poder responder .. o meu email é este se me puder responder …
        [email protected]

        Responder
        • Pedro Andersson

          Olá. Se tem “apenas” o iad a resposta em princípio será negativa. Deve ler a apólice primeiro.

          Responder
        • Pedro Andersson

          Deve compreender que o seguro fazer o “que é devido” neste caso será provavelmente não pagar porque não contratou essa cobertura. É o caso clássico do barato sair caro…

          Responder

Trackbacks/Pingbacks

  1. IRS – Sabia que se tem Atestado Multiuso pode deduzir o seguro de vida? - […] acionado o seguro de vida para ver se a casa ficava paga, mas o valor da incapacidade não chega.…

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.