Não se deixe enganar – Na eletricidade NÃO HÁ fidelizações

Não se deixem enganar

Confesso que estou preocupado com a falta de escrúpulos de algumas comunicações de empresas aos seus clientes. Quase não queria acreditar quando me falaram na carta que a EDP Comercial enviou aos seus clientes com os aumentos previstos para este ano.

A ERSE já tinha informado que obrigou a EDP Comercial a eliminar algumas frases que são claramente abusivas, (escrevi este artigo sobre isso AQUI) mas aparentemente não falou desta frase que me parece igualmente grave.

Nesta carta, a EDP Comercial diz que se não concordar com os aumentos tem 14 dias para rescindir o contrato COMO SE HOUVESSE FIDELIZAÇÃO NO MERCADO DA ELETRICIDADE.

Pode rescindir TODOS os dias

Meus caros (para os mais distraídos), vocês (nós) podem mandar uma empresa fornecedora de eletricidade “às urtigas” no instante que vos apetecer e não precisam justificar rigorosamente nada. Só têm de fazer um contrato com outra empresa (para não ficarem sem eletricidade, claro) e já está. Quais 14 dias?! Podem rescindir TODOS os dias do ano.

Isso é o que eles querem que pensem – que têm de ficar lá agarrados. Podem mudar todos os meses de empresa se quiserem. Claro que isso não é prático. Mas podem!

Só têm fidelização se aderiram àqueles serviços tipo Funciona. Isso tem fidelização. E talvez possam rescindir esses serviços com base nos aumentos. Sem penalização. É só tentar. Eu vejo isso como perfeitamente plausível e lógico.

Eu percebo a lógica da EDP Comercial, a lei diz que sempre que há aumentos não previstos têm de comunicar aos clientes que têm 14 dias para rescindir, ou os aumentos não são válidos. Mas da forma como está escrito dá a entender que antes não podiam. Fica o alerta.

Não se deixem enganar. Não há cá 14 dias para rescindir. Rescindem quando quiserem, sempre que quiserem. Informem-se sempre que tiverem dúvidas. Não vão atrás de tudo o que as empresas vos dizem nas cartas. Eles estão lá para defender o negócio deles. Nós estamos cá para defender o nosso (a nossa carteira).

NOTA: A EDP Comercial deve estar tão arrependida de ter avançado com os aumentos… Acho que foi um momento “abre olhos” para quem mudou da EDP Universal para a EDP Comercial pensando que era a mesma coisa. Prevejo que vão perder imensos clientes. Ou talvez não, se o português continuar português. Já não digo nada.



8 comentários em “Não se deixe enganar – Na eletricidade NÃO HÁ fidelizações

  1. Vitor Arieiro Reply

    Boa tarde.
    Fiz uma Simulação no portal da Deco e difere do portal da ERSE.
    O da Deco, aconselha a fornecedora Ylce.
    Alguém já teve alguma essa divergência nos simuladores?
    E experiencia com este fornecedor?

    Cumprimentos

    Vitor Arieiro

  2. Antonio Reply

    Vejo que não é correto o que escreve.
    A lei do contrato universal diz: uma vez celebrado um contrato este é válido no mínimo por 30 dias sendo que após este período pode o mesmo ser denunciado.
    Sempre que se selebre um contrato tem 14 dias úteis para o poder denunciar a partir do qual se não o fizer tem de indemnizar a empresa no que tiver direito ou só denunciar após decorrido o prazo mínimo obrigatório.
    Escreve-se e fala-se muito mas erradamente.

    • Pedro Andersson
      Pedro Andersson Post authorReply

      Caro António, a questão é: se fizer contrato em janeiro e receber a primeira fatura em fevereiro quanto é que tem de pagar à EDP comercial se mudar de operadora em março? Nada ou alguma coisa?

  3. Carlos Leal Reply

    Boa tarde.
    Eu sou cliente da EDP Comercial e cheguei a conclusão que são todos iguais. Para terem mais alguns clientes prometem tudo até valores mais abaixo dos outros fornecedores, quando na realidade, acabam por cobrar o que eles pretendem. Assim como o serviço Funciona, para mim é um serviço camuflado para obterem mais alguns euros a custa do cliente, sendo este a ficar finalizado por um ano. E se não for dar baixa deste serviço no mês que completa o ano, fica automaticamente finalizado por mais um ano. Tenho um exemplo negativo prestado por esses técnicos que fazem parte desse serviço, horroroso, que só serve para explorarem, porque serviço não existe nenhum.

  4. Sandro Santos Reply

    Pedro, opte por ocultar tambem o CPE. Alguns vendedores sem escrupulos só precisam disso para obter os seus dados e fazer um contrato.

      • Sandro Santos Reply

        Em relação ao artigo propriamente dito, ainda hoje mudei de operador para a LuzBoa. Espero que corra melhor do que as vezes que mudei para fora da EDP anteriormente:
        – Endesa – Durante o processo de adesão (do qual tenho a chamada gravada) enganei-me no CPE e indiquei outro de outra residência, tendo prontamente rectificado o erro e apenas recebido o contracto com o correcto. Passados alguns dias soube que o operador tinha feito 2 contractos (com o CPE que eu tinha dado por engano e com os dados de morada errados). Ainda foi transferido para a Endesa e tive que reclamar a ERSE para anularem. Depois disso foram 4 meses sem facturas e 5 facturas no mês 5.
        – Galp Continente – Atrasos constantes na facturação. Para receber as facturas dentro do prazo (e poder usar o desconto no cartão continente) gastava mais em chamadas do que o valor do desconto.

  5. Bruno Ricardo Santos Reply

    Agradecido ! Ainda há pouco tinha feito um comentário sobre isto ! Muito agradecido !

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *