VÍDEO – Compensa comprar online no estrangeiro?

Comprar online?

Pode ver ou rever aqui a reportagem desta semana do Contas-poupança.

Falámos com pessoas que compram habitualmente em sites internacionais por ser mais barato que nas lojas físicas e online portuguesas.

Comparar sempre, cá e lá

Como em tudo o segredo é simples: comparar, comparar, comparar antes de comprar.

Em poucos minutos, recebi inúmeras críticas de espectadores que acharam muito mal estar a sugerir fazer compras no estrangeiro porque isso prejudica a economia nacional. Só posso repetir mais uma vez que o critério desta rubrica é comprar mais barato os mesmos produtos ou, de preferência melhores, seja aqui ou na Nova Zelândia. Quanto à qualidade cada um tem de avaliar. Mas que pode comparar pode… e, digo eu, deve.

As pessoas que criticam a reportagem se tiverem um crédito à habitação num banco português e um banco espanhol lhes oferecer um crédito a menos de metade do que pagam não mudam? Não querem saber sequer dessa possibilidade? Dizem-me igualmente para não falar dessa alternativa?

Não percebo porque as pessoas têm tanto medo do conhecimento de outras situações. Saber é fundamental. Se depois fazem ou não é com cada um, certo? Pelo menos penso assim. Conhecer nunca fez mal a ninguém.

Confesso que todas as compras que fiz online (NO ESTRANGEIRO) correram bem. Podiam não ter corrido. Tem de ter alguns cuidados. Falei de alguns mas sem grande detalhe na reportagem porque agora cada um tem de fazer o seu próprio trabalho de casa se achar que pode poupar comprando em sites estrangeiros. E há ainda mais formas de poupar lá fora, mas não houve tempo suficiente para falar de tudo.

Não falei dos sites portugueses por uma razão simples: só posso partir do princípio que quem procura em sites estrangeiros é porque já procurou nos portugueses e que só comprará no estrangeiro se, obviamente, compensar. Isto parece-me tão óbvio que nem vou comentar.

Posto isto, a reportagem desta semana está aqui:

http://sicnoticias.sapo.pt/programas/contaspoupanca/2017-03-22-As-vantagens-de-comprar-online

 

Vende-se mesmo de TUDO

Com esta reportagem aprendi que há uma enormidade de coisas (muito mais do que eu pensava) que se pode comprar online, desde que tenha tempo para esperar pela encomenda e perceba que se comprar fora da Europa provavelmente a sua encomenda ficará retida na Alfândega e pagará as respectivas taxas.  Como digo na reportagem, se quiser aventurar-se  neste tipo de compras (que compensam em muitos casos) pergunte primeiro a quem realmente sabe. Eu sou só um jornalista que faz perguntas e tenta perceber como funcionam as coisas. Há fóruns mais que especializados na internet que devem consultar para tirarem todas as vossas dúvidas.

Da minha parte, fica mais uma alternativa de poupança.

Boas compras, cá ou lá fora!



10 comentários em “VÍDEO – Compensa comprar online no estrangeiro?

  1. Pingback: Lista de sites internacionais onde pode fazer compras online - Contas Poupança

  2. Patrick Reply

    Alerta : Nem tudo é assim bom e fácil

    Falo por experiência própria, por vezes compensa comprar em Portugal. Ex: um telemóvel custa 100€ em PT e 80 € lá fora, 20% mais barato mas, imagine que o telemóvel avaria, por cá leva à loja onde comprou e em 30 dias está pronto ou devolvem o valor, lá fora são 15 dias para enviar, 15 para receber e falta o tempo de arranjo, e estou a ser bondoso com o tempo de envio, se correr bem o diálogo entre vendedor/comprador. Eu, em valores acima de 50€ compro em lojas nacionais.

    Foi dito para associarem o cartão de crédito à conta paypal, NÃO o façam, criam um mbnet de 12 meses, e associam esse mbnet à conta paypal, ou como eu fiz, comprei um cartão recarregável, pré-pago, (Do Montepio ou da CGD são os melhores) e associei ao paypal. Sempre que quero efetuar uma compra, exemplo de uma compra de 19€ faço um carregamento de 20 € no meu cartão (1€ a mais para qualquer alteração de preço que haja, assim controlo todos os gastos, sem andar com receio que me roubem os dados do cartão, pois nunca tem lá valores altos. e crio mb net para esse mesmo cartão para cada compra.
    Qualquer compra pode ficar retida na alfandega e nem chegarem a saber. O paypal tem um política de devolução de dinheiro, contudo, vai ser preciso algum trabalho.
    Por fim, coisas baratas vêm sem tracking, e frequentemente vai parar a casa do vizinho, graças ao bom serviço dos CTT que temos.
    Relembro que ao comprar em Portugal, estamos a ajudar a alguém a ter emprego, um dia podemos ser nós esse trabalhador, direta ou indiretamente, e compras sempre com fatura.
    Boas compras e bons negócios

  3. dv Reply

    Determinado produto no Aliexpress custava 1,35€ contactei o vendedor primeiro e perguntei se podia fazer um desconto, fez me o preço final de 0,89 ao avançar com a compra vi que iria ser cobrado 1,50€ de portes, perguntei se podia remover, disse prontamente que sim…sem qualquer problema
    Já para falar que este produto vi também à venda por 5€ noutros sites

  4. joao luis abreu Reply

    Olá bom dia.Antes de mais agradecer pelas constantes dicas de poupança. Gostava de colocar uma questao mas nao sei para qual email enviar. O meu email esta ai.Agradecia a sua resposta

  5. Pingback: Contas-poupança - Mais uma vez obrigado por verem! - Contas Poupança

  6. Lurdes Lopes Reply

    Continue o bom trabalho, Sr. Jornalista. O conhecimento é imprescindível!!

  7. Daniela Reply

    Sou uma adepta de compras online. Diria mesmo que 85% das compras cá para casa são feitas online mesmo que tenha oportunidade de ir à respectiva loja física. Compro muito lá fora, pois infelizmente acontece-me muitas vezes ficar bastante mais barato do que comprar em Portugal. Cada vez mais os meus amigos me procuram para saber se eu não encontro online determinado produto mais barato. E não é que a maior parte das vezes encontro?? Em alguns casos com a segurança de compra da Paypal (que já me valeu de muito), vantagens de comprar com cartão de crédito (cashback), possibilidade de devolução gratuita, etc, o consumidor só tem a ganhar. O mundo virtual para muitos utilizadores está ainda muito verde, e no que implica gastar em algo que não vêem ao vivo retrai mas creio que a tendência é que as compras online aumentem, e isso vê-se também com o aumento do aparecimento das lojas que só existem mesmo online e por isso conseguem oferecer melhores preços. Continuem o bom trabalho. Obrigada.

  8. Almerindo Reply

    Boa reportagem, só faço compras lá fora também, por cá é para esquecer.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *