VÍDEO | Conheça os dois apoios ao pagamento da prestação do crédito à habitação

Escrito por Pedro Andersson

17.12.23

}
4 min de leitura

Publicidade

Neste momento já pode pedir ao seu banco para fixar a sua prestação do crédito à habitação durante 2 anos, com um desconto de 30% na Euribor. Na reportagem desta semana do Contas-poupança explicámos-lhe porque deve ter cuidado com este apoio e porque deve simular para saber se tem direito ao apoio (esse sim, sem nenhum problema) da bonificação dos juros do crédito à habitação.

Dois apoios disponíveis

Neste momento tem pelo menos dois apoios importantes se está a ter dificuldades em pagar o seu crédito à habitação: 

  • a fixação da prestação durante 2 anos (a 70% da Euribor) e 
  • a bonificação dos juros por parte do Estado. 

Bonificação dos juros

Comecemos pela bonificação. Milhares de portugueses têm direito a uma ajuda de até 800 euros por ano para pagar os juros, mas ainda não fizeram o pedido no banco. Quer saber se tem direito? 

Esta ajuda é para quem:

  • comprou casa até 15 de março de 2023, 
  • até 250 mil euros e 
  • com taxa variável.
  • Vai até quem está no 6º escalão do IRS (ou seja, que tem rendimentos até cerca de 39.791 € por ano).
  • Taxa de esforço superior a 35% 
  • não pode ter mais de 29.786,66 € de poupança ou em investimentos. 

Se preenche os requisitos, pode e deve fazer o pedido no seu banco. A maior parte deles até tem um formulário online para preencher no seu computador ou telemóvel. Depois é só aguardar a resposta.

Se o pedido for aceite, o banco deposita-lhe na conta entre 75 e 100% do que estiver a pagar acima de 3% de juros.

Para um crédito de 100 mil euros, estamos a falar de um apoio mensal de 60 ou 70 euros. Se está convencido de que preenche as condições, peça este apoio o mais depressa possível. Tem retroativos a Janeiro.

Este apoio da bonificação dos juros não tem nenhuma desvantagem. É de facto um apoio propriamente dito.

Fixação da prestação do crédito à habitação – Já recebi a minha simulação

Fixação da prestação durante 2 anos

A fixação da prestação do crédito à habitação durante 2 anos é um apoio, mas que lhe vai sair muito caro. Também tem de fazer o pedido ao banco, através dos formulários que encontra online ou nos balcões dos bancos, mas ao contrário da bonificação dos juros, esta possibilidade é para todos os clientes independentemente dos rendimentos, dos montantes e da taxa de esforço. O problema é que o não pagar agora, paga depois e mais caro.

Com esta medida, embora a prestação baixe cerca de 50, 60 ou 70 euros por mês (dependendo do valor em dívida) o que vai pagar mensalmente é 100% dos juros que teria de pagar se não aderisse a este apoio. 

O que vai baixar na realidade é o valor da amortização. Isto é, durante os dois anos adia o que devia ao banco, mas os juros nunca são perdoados.

Vamos a um exemplo. Com a fixação, a prestação deste cliente baixaria de 526,55 € para 464,75 € durante os próximos 2 anos.

Não pagaria neste período 1.860,22 €, mas daqui a 6 anos a prestação – se os dados se mantivessem iguais – passaria a ser de 551,59 €.

Feitas as contas, baixar e manter a prestação agora custaria 1.256,23 € a mais até ao final do contrato. Financeiramente, é um mau negócio. 

A parte positiva é que não fica marcado no Banco de Portugal. É uma renegociação regular, que fica anotada com base no “Decreto-lei 91/2023” e não por incumprimento.

Se, entretanto, mudar de banco, pode manter o apoio. Ter aderido não é impedimento para mudar para um banco que lhe faça um spread mais baixo. 

E não se esqueça de que é uma excelente altura para amortizar o seu crédito à habitação, não só porque os juros estão muito altos, mas também porque está isento da comissão de amortização antecipada até final de 2024.

Até pode ser bom para quem quiser transferir o crédito para outro banco.

Não se esqueça de que pode preencher os requisitos para pedir a bonificação dos juros. Faça o pedido e veja se tem direito. Esse apoio que pode chegar aos 800 euros é mesmo de aproveitar. O da fixação da prestação é mesmo só para quem está aflito, porque no final vai pagar mais.

Pode ver ou rever a reportagem em vídeo neste link na SIC Notícias:


5 passos simples para GANHAR DINHEIRO

Finalmente, um livro que ensina tudo o que a Escola, o Estado e as famílias não ensinam sobre Dinheiro. Em apenas 5 passos, tem o caminho com a estratégia mais eficaz para criar riqueza com o seu salário. Pode comprar aqui o livro que vai mudar a sua vida financeira (Já na 7ª Edição):

https://bit.ly/GanharDinheiro_ComoCriarRiquezaComUmSalárioNormal

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

Como compro lombos de salmão mais baratos do que fiambre

Como comprar lombos de salmão com 65% de "desconto" As saudades que eu tinha de escrever um artigo sobre as minhas poupanças diárias… Como sabem, a minha estratégia de poupança é ter sempre o melhor possível pelo preço mais baixo. Nunca é a poupança dos “coitadinhos”....

ATENÇÃO – Já só tem uma semana para entregar o IRS (ou para o corrigir)

Prazo acaba a 30 de junho - Evite as multas O prazo para entrega do IRS termina no dia 30 de junho. Falta uma semana. De acordo com o Portal das Finanças, até este domingo já foram entregues cerca de 5 milhões e 600 mil declarações (5 615 814). Em comparação com o...

Oficial – Parlamento aprovou o fim de portagens nas ex-SCUT

Abolição das portagens nas ex-SCUT a 1 de janeiro de 2025 É oficial. O Parlamento aprovou em votação final global a proposta do PS para eliminar as portagens nas ex-SCUT e nos troços "onde não existam vias alternativas que permitam um uso em qualidade e segurança". O...

PodTEXT Vamos a Contas | Onde devo investir se já estou perto da reforma?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

PodTEXT | O que é o movimento FIRE – É possível refomar-se mais cedo?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

EURIBOR HOJE | Taxas descem a 3 meses e sobem a 6 e 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (24 a 30 de junho)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

Isenção de IMT e Imposto de selo para jovens até aos 35 anos – O que já se sabe?

Lei já foi publicada em Diário da República Foi publicada esta quinta-feira em Diário da República a Lei (está aqui) que autoriza o Governo a avançar com a isenção do IMT e do respetivo Imposto de selo para jovens com idade igual ou inferior a 35 anos, na compra da...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

Maiores de 35 anos podem aceder a isenção de IMT se comprarem casa com um jovem

Isenção de impostos também beneficia maiores de 35 anos Há cerca de três semanas, o Governo aprovou em Conselho de Ministros diversas medidas para facilitar a compra de habitação aos jovens até aos 35 anos. Entre elas, além da garantia pública de até 15% do valor do...

Publicidade

Comentar

Siga-nos nas redes sociais

Artigos relacionados

1 Comentário

  1. Ana

    Olá Pedro.
    Infelizmente a bonificação dos juros não é para quem transferiu o CH após 15 de março de 2023. Ou seja, o governo penaliza quem procura melhorar antecipadamente a sua situação financeira.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.