ELETRICIDADE | QUAL É O PREÇO MÉDIO DO MERCADO INDEXADO ESTE MÊS? (Junho 1 a 26)

Escrito por Pedro Andersson

26.06.23

}
7 min de leitura

Publicidade

Como poupar na eletricidade com inteligência

Chegámos ao momento que anunciei desde o princípio destes 6 meses de poupança brutais. Dia 1 de Julho é o cruzamento em que teremos de fazer STOP e escolher se seguimos em frente, ou se viramos para a direita ou para a esquerda. Eu sei, muitos de vocês detestam ter de fazer escolhas. Mas a vida é mesmo assim.

Vamos por pontos, para ser mais simples.

  1. Em Junho continua a compensar manter o tarifário indexado até ao último dia. A média continua abaixo dos 3 cêntimos por kWh. A partir de 1 de Julho, esqueçam estes preços ridiculamente baixos. Não estranhe. É mesmo assim. Aproveitou, fez muito bem; se não aproveitou esteja atento da próxima vez que lhe der dicas deste tipo. Teve 6 meses de eletricidade quase grátis.
  2. O Indexado vai subir em Julho, aos preços de Junho, para mais de 11 cêntimos o kWh.
  3. O desconto das Tarifas de acesso às redes (TAR) que atualmente está negativa -9,5 cêntimos, vai passar a -1,2  cêntimos. É um aumento de 8 cêntimos.
  4. Há uma empresa – a Goldenergy – que já me garantiu oficialmente que não vai aumentar os preços, apesar do aumento da TAR. Passa a ser uma das melhores opções, mas vai ter de ser sócio do ACP.
  5. A Endesa ainda não me respondeu se vai aumentar o valor correspondente da TAR ou não. Aguardo resposta. Estão ainda a pensar nos gabinetes lá em cima.
  6. As outras empresas vão imputar a nova TAR aos clientes, baixando o preço do kWh para não aumentar tanto, mas provavelmente vão ficar acima do regulado, ou seja deixam de ser uma opção a considerar. A EDP continuará a ser uma das mais caras do mercado.
  7. Em Julho vai ter de escolher continuar mais um mês no indexado (a preços “normais”) ou mudar para o tarifário da Goldenergy, sendo sócio do ACP (custa 4,5 €/mês). À medida que forem conhecidos os tarifários das outras empresas atualizo esta informação. Estou expectante em relação à Endesa.

Vamos aos detalhes.

Eletricidade (quase) grátis acaba a 1 de Julho (ERSE aumentou as Tarifas de Acesso às Redes)

Deverá passar a pagar cerca de 11 ou 12 cêntimos o kWh no indexado. Na SU eletricidade, pagará cerca de 16 cêntimos. Continuará a ter uma poupança de 40%. Mas na Goldenergy terá um tarifário de 8 cêntimos se for sócio do ACP e de 13 cêntimos se não for sócio de nada. Agora vai ter de escolher.

Fiz este vídeo a mostrar em tempo real como faço as contas para saber o preço que vai pagar no mês que vem se tiver um tarifário indexado.

Todos os domingos, faço um artigo com a média do mês até ao momento para que saiba quando sair e assim aproveitar ao máximo esta poupança. Chegou um desses momentos.

Para quem não sabe, os tarifários de eletricidade indexados são aqueles em que você paga a eletricidade a “preço de fábrica” (na origem – chama-se OMIE – onde todos os fornecedores a compram para a vender a si) e paga uma pequena margem de lucro fixa a esse fornecedor.

Qual é o risco que corre? É que se a eletricidade subir repentinamente de preço na origem, nesse mês você vai pagar muito; mas se a eletricidade baixar muito você vai também poupar muito. 

Fiz este gráfico para você ver a diferença. A partir de agora vou também comparar com as empresas mais baratas com tarifários fixos para você ver bem a diferença em relação ao indexado (uso como referência a empresa Luzboa). Tem também uma previsão especulativa sobre o que acontecerá em Julho, para se ir preparando. Como pode ver, haverá uma enorme diferença entre o indexado de junho e o de julho. E de repente, há um tarifário mais baixo do que o indexado (Goldenergy/ACP).

Todos os domingos coloco o preço médio do kWh que pagariam se estivessem no mercado indexado e comparo com a oferta disponível no mercado.

No caso em apreço, o tarifário ACP da Goldenergi fica a 8,36 cêntimos, que passa a ser óptimo. E abaixo a opção a 13 cêntimos sem qualquer condição.

Só tem de decidir se lhe compensar pagar 4,5 € todos os meses de associado ACP (com as respectivas vantagens) para poupar 3 cêntimos por kWh em relação ao indexado (com valores de junho). Na opção sem condições, ainda compensa (por um triz) continuar no indexado.

Média do mercado indexado de eletricidade – 1 a 26 de Junho

Como é que pode ir acompanhando o preço da eletricidade? Basta ir www.omie.es e ir vendo de vez em quando o preço da eletricidade no tal OMIE. Como pode ver abaixo, nas 3 semanas de Junho a média é de 94,73 MWh.

Pelos meus cálculos, este valor – aplicando um cálculo APROXIMADO – com os dados até ao momento pagará cerca de 3 cêntimos por kWh na sua fatura de Junho.  Será o último mês quase GRÁTIS.

Com exatamente os mesmos valores, simulei o preço que terá em Julho, depois das alterações à tarifa de acesso às redes. Como vê, passará a pagar 11,2 cêntimos por kWh. A sua fatura vai multiplicar-se por 5. Mas o que tem de perceber é que MESMO ASSIM continuará a ser das mais baratas. Vai ser difícil meter isto na cabeça de alguns de vocês. Tenho a certeza de que muitos virão aqui dizer: “Eu não vos avisei que isso era um engano? Agora estão a pagar tudo de uma vez…”.  Espero que já tenham percebido como isto funciona, para não se sentirem frustrados nem enganados. Têm todos os dados em cima da mesa para tomarem decisões inteligentes. Se estão no indexado, mudem só quando tiverem um kWh mais barato noutra empresa. Até lá, por muito que estejam a pagar, é menos do que pagariam noutro lado. Não consigo dizer isto de forma mais clara. Mas faça as suas contas, pela sua cabeça, não pela minha nem pela de outros.

O mecanismo de ajuste MIBEL (que soma a este preço) também está a zero há vários meses. Portanto, o risco dessas subidas neste momento é muito reduzido.

O kilowatt/hora, para quem não sabe, é cada conjunto de 1.000 watts/hora que você consome. Por exemplo, se usar um aspirador que tem uma potência de 1.000 W, se aspirar durante uma hora, vai gastar 1 kWh. Aspira na mesma, mas se for cliente de uma empresa vai pagar 4 ou 5 cêntimos, se for cliente de outra vai pagar – pelo mesmo consumo – mais do dobro ou o triplo. É por isto que é tão importante mexer-se e estar atento aos preços da eletricidade no mercado e mudar sempre que encontrar mais barato. 

A maioria dos portugueses gosta de saber com o que conta e detesta surpresas, por isso normalmente prefere pagar mais mas ter a garantia de saber o que vai acontecer. O importante, nesta fase de inflação altíssima, é não desperdiçar 1 euro que seja. Se pode pagar 10, porque é que prefere pagar 80? Não fica fidelizado. Assim que o preço subir, sai e regressa aos que forem melhores nessa altura.

Para encontrar as empresas que têm tarifários indexados use o simulador da ERSE ou pesquise no google “tarifários eletricidade indexado”, contacte as empresas e compare o preço do kWh que está a pagar com os preços que lhe oferecerem. São elas que tratam da passagem da sua empresa atual para a nova. Não tem de fazer nada. Não tenho ligação a nenhuma empresa. Você escolhe a que quiser.

O ponto a fixar é que se quiser poupar, tem de estar atento e ser uma pessoa informada. Como as pessoas que estão atentas ao boletim meteorológico. Vai encontrar aqui essa informação todas as semanas.


mw-970x250-billboard

 

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

EURIBOR HOJE | Taxas descem a três e seis meses, mas sobem a 12

Euribor desce a três e seis meses, mas aumenta no prazo de 12 meses Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à...

COMBUSTÍVEIS | Qual é o preço justo esta semana? (26 de fevereiro a 03 de março)

Qual deveria ser o preço justo? A ERSE faz semanalmente as contas para o consumidor saber qual é o preço "justo" dos combustíveis face ao preço das matérias-primas e transportes de combustível. Esse preço "justo" já inclui uma margem de lucro de cerca de 10% para as...

PODCAST | #218 – Vamos a contas | Tenho de declarar os Certificados de Aforro (e outros) no IRS?

Os Certificados de Aforro continuam a suscitar muitas dúvidas. Uma delas é se somos obrigados a declará-los no IRS e como se faz. Essa dúvida é também muito comum quando alguém começa a pensar em investir em produtos relacionados com as bolsas, como Fundos PPR, Fundos...

ÚLTIMO DIA | Prazo para validar faturas para IRS 2023 termina hoje

Já validou TODAS as suas faturas e do seu agregado familiar? Os contribuintes têm até ao final do dia de hoje (quarta-feira, dia 28 de fevereiro) para validar e confirmar as faturas relevantes para o IRS de 2023, após o Ministério das Finanças ter decidido prolongar o...

Arrendamentos | Burlas estão a aumentar. Conheça os sinais e como evitar

Burlas com falsos arrendamentos têm estado a aumentar nos últimos dois anos Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes De acordo com a PSP, as burlas com falsos arrendamentos têm vindo a agravar-se desde 2022, quer nos arrendamentos de casas de férias, quer no...

ÚLTIMA HORA | Prazo para validar faturas de 2023 prolongado até quarta-feira

Faturas pendentes - Prazo prolongado até quarta-feira A Autoridade Tributária (AT) prolongou por dois dias, até quarta-feira, o prazo para a validação de faturas relativas a 2023 no portal e-fatura, depois de constrangimentos no último dia do prazo inicial. Em...

Quer inscrever-se no regime do Residente não Habitual? Pode fazê-lo até 2025

Autoridade Tributária informou que os contribuintes elegíveis podem inscrever-se até 31 de março de 2025 Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes Se está interessado em inscrever-se no regime do Residente não Habitual (RNH), que permite aos seus beneficiários...

EURIBOR HOJE | Taxa a três meses mantém-se, mas sobe a seis e 12 meses

Euribor mantém-se a três meses, mas aumenta nos prazos de seis e 12 meses Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham...

ELETRICIDADE | O indexado em Fevereiro vai baixar bastante – Vale a pena mudar?

O preço da eletricidade no OMIE está quase de graça É impressionante o que está a acontecer nesta última semana. O preço da eletricidade no mercado grossista está praticamente a zero. Os valores a que a eletricidade vai ser vendida e comprada amanhã, pelas empresas...

EURIBOR HOJE | Taxas sobem a três meses e descem a seis e 12 meses

Euribor sobe a três meses, mas desce nos prazos de seis e 12 meses Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um...

Publicidade

Artigos relacionados

40 Comentários

    • José Augusto

      Também recebi essa oferta de 0,1043€, só que vitalício. Segundo me disseram, não haverá cobrança de tarifa Mibel e os preços valeriam pra toda a vida.
      Estou desconfiado que tem alguma pegadinha aí.
      Hoje pago um pouco menos na Repsol, mas penso em mudar para a Iberdrola com a tarifa vitalícia.

      Responder
      • J Cunha

        Atenção que MIBEL não é TAR, o primeiro tem estado a zero nos últimos meses e a segunda é que vai aumentar a partir de 1/07…

        Responder
  1. Luis

    Já mudei para a Endesa, obrigado Pedro. Fica o código amigo, se alguém quiser. XXXXXXX

    Responder
  2. JRJordao

    Tarifa ACP + GoldEnergy (mencionada no ponto 04 do artigo)
    https://descontoluz.acp.pt/
    Preço kWh simples: 0,0836€

    Responder
    • Tânia

      Esse lindo site já eu tinha visto e não serve de nada. Eu quero é ver a tabela de preços, condições do tarifário, e não fazer simulação ou aderir.

      Responder
  3. Manuel

    Olá,

    Para quem vai mudar de comercializadora, conseguem ir buscar códigos de referência ao site codigoamigo.pt. Não tenho nada a ver com o site, e assim não ponho o meu código amigo, está bem??

    Cumprimentos

    Responder
    • Zé Gordino

      Bom dia. Exploração agrícola em indexada desde 12-5-23. Não consigo perceber pq é o preço da electricidade, sobretudo nos períodos do dia em que o preço é menor, mais barato em Espanha que podem ser de 40/50 euros Mwh, se o mercado é comum, mercado ibérico. Alguém me consegue explicar o porquê disto.
      Obrigado

      Responder
  4. Armando

    Boa tarde, chamada da Endesa com a seguinte oferta: Energia Simples Kwh 0,0825€ + 15% desconto, Potência 0,4906€ dia + 15%. Oferta sem alterações durante 12 meses e bónus de 30 € a distribuir nos primeiros 10 meses ou seja redução de 3€ em cada mês. Já recebi várias ofertas, tanto da Goldenergy como da Endesa e cada vez sempre melhores. Vão cumprir? Não sei! Acredito mais no tarifário da ACP/Goldenergy Monoeletrico ACP-6/2023, mas estou tentado a aceitar a da Endesa. Fiz uma contra proposta à Goldenergy se me derem um bónus correspondente a 60 € a abater nas 3 primeiras faturas (20€+20€+20€) que aceitava a proposta deles. Confio mais e existe a garantia de não ter Mibel, embora o mesmo esteja agora a zeros nunca se sabe.
    Cumprimentos

    Responder
  5. António Barros

    Obrigado Pedro, infelizmente fui dos que só mudou em Maio…. Deu para o que deu.
    No entanto, fiquei curioso sobre os valores do preço no mercado indexado.
    Há alguma forma de entender como é que esses valores são calculados?
    Bem sei que a na aplicação da OMIE têm valores indicativos de futuro…. Mas gostava de saber um pouco mais.
    Obrigado,
    António Barros

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. É a lei da oferta e da procura. É como o preço da sardinha na lota… Muita agua, sol e vento, baixa, seca e muita central a gas, dispara o preço.

      Responder
    • Sandra Fernandes

      Eu também alterei em maio e realmente foi ótimo! Mas também não consigo perceber o cálculo que tenho que fazer para ver quanto vou pagar em Julho para ver se mantenho no indexado ou não.

      Responder
      • Carlos Vidal

        Tem de aplicar a seguinte formula:
        (1,000 x (0,08 + 0,0065) x 1,1581 x 1,02) + 0,005 + (-0,09580) = Preço €/Kwh

        0,005 é o lucro da Luzboa (se for outra empresa pode ser diferente).
        Para o mês de junho, onde tem 0,08 tem de alterar para 0,0947 (porque a média prevista do OMIE este mês é de 94,73€, valor que se divide por 1000 para passar para Kwh)
        E tem de alterar os -0,09580 para -0,0121, que é a nova Tarifa TAR.

        Fica assim:
        (1,000*(0,0947+0,0065)*1,1581*1,02)+0,005+(-0,0121)=0,1124 €/Kwh

        Responder
    • Maria Santos

      Boa tarde o Pedro nunca fala na galp recebi já por 2 vezes que os preços vão decher.
      Muito obrigado por estar aí
      Maria Santos

      Responder
      • Pedro Andersson

        Ola. Nunca falo na galp porque é das mais caras. A menos que o cross selling com o continente seja relevante para si.

        Responder
        • Pedro

          Pedro Andersson,

          Veja só as unidades. “Kilowatt/hora” não é o mesmo que “kilowatt-hora”. A barra ali qualquer cientista confundirá com um traço de fração, o que faz com que a unidade fosse kW/h e não o kWh que pretende significar.

          Responder
        • Arminda Sustelo

          Como posso fazer o curso gratuito de finanças pessoais?
          Vi o anúncio do curso mas depois deixei de o ver.
          Obrigada

          Responder
        • Jose Matos Machado

          Boa tarde Pedro
          Tive Galp durante mais de um ano. Com os 10% de desconto na fatura a gastar no Continente, e os 0,14€ de desconto na gasolina Galp, até valia a pena. Depois os preços dispararam e mudei para a SU e depois para a Luzboa. Estou expectante com o que virá a seguir e com tanta oferta baixa, subitamente…

          Responder
          • Pedro Andersson

            Ola todas as ofertas baixas acabam a 1 de julho. Esteja atento.

      • Pedro Andersson

        Não é por baixar o preço que deixa de ser das mais caras 🙂

        Responder
  6. Ana

    ola boa noite, recebi hoje a minha primeira fatura da luzboa (mercado indexado) e só tenho a dizer maravilhas!!! porque não mudei mais cedo!! de 150euros passei para 28 euros… uma diferença enorme!! só fico triste de não ter mudado mais cedo … mas espero que ainda consiga aproveitar estes bons preços durante um tempo… até ao fim do ano ainda se prevê bons preços correcto ?
    muito obrigada por este serviço publico!! só não poupa quem não quer!!

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Esses preços acabam a 30 de junho. Em julho ja vai pagar precos normais… Foram 6 meses fantásticos!

      Responder
  7. Custodio Nunes

    Esta é aminha opinião:-
    Os que pretendem mudar de fornecedor devem deixar entrar o mês de julho ,depois ver que tarifários as Empresas vão oferecer e se vale a pena mudar.
    Consegue-se mudar de fornecedor em 5 dias.
    Ja foi sócio do ACP e tive como fornecedor a GOLDENENERGY e as TAR baixaram e nunca me fizeram desconto nenhum,foi quando descobri o indexado e mudei em março e ainda foi a tempo de colher alguma coisa.Agora vou ver o qua vai acontecer e depois decido.
    Eu pessoalmente acho qua as empresas vão imputar os custos das TAR aos clientes.Sendo assim ficará sempre mais caro que no indexado,mas cada um deve ver o seu problema

    Responder
  8. Carlos Vidal

    Tem de aplicar a seguinte formula:
    (1,000 x (0,08 + 0,0065) x 1,1581 x 1,02) + 0,005 + (-0,09580) = Preço €/Kwh

    0,005 é o lucro da Luzboa (se for outra empresa pode ser diferente).
    Para o mês de junho, onde tem 0,08 tem de alterar para 0,0947 (porque a média prevista do OMIE este mês é de 94,73€, valor que se divide por 1000 para passar para Kwh)
    E tem de alterar os -0,09580 para -0,0121, que é a nova Tarifa TAR.

    Fica assim:
    (1,000*(0,0947+0,0065)*1,1581*1,02)+0,005+(-0,0121)=0,1124 €/Kwh

    Responder
  9. PAULO JORGE CASTRO RODRIGUES

    Olá Pedro.

    Muito obrigado pelas suas explicações e ajudas muito claras!
    Infelizmente lamento não ter entrado mais cedo no mercado indexado!
    Estou na Luzboa e vou arriscar ficar o mês de julho e depois farei as minhas contas.

    Obrigado

    Responder
  10. Gonçalo Nascimento

    Boa tarde, a Luz Boa também já anunciou os novos preços do plano Luz Boa BTN : https://luzboa.pt/tarifarios/
    Sendo que o kwh está a cerca de 8 centimos não compensa em relação à gold energy?

    Obrigado, e continuação de bom trabalho

    Responder
    • JRJordao

      Não há qualquer garantia de manutenção desse preço final quando a TAr for atualizada em julho.
      “Os valores apresentados são baseados nos custos Regulados pela ERSE para 2023. Qualquer alteração a esses custos poderá importar
      numa actualização das tarifas ao cliente final.”
      Todos os comercializadores têm direito legal a refletir o aumento da TAR (~0,08€/kWh) em julho nos tarifários, sem aviso prévio. Só que alguns têm prometido não o irem fazer: a GoldEnergy a título mais oficial, a Endesa telefónicamente ao ser questionada nesse sentido.

      Responder
  11. Rita Fernandes

    A endesa tem-me feito contactos e hoje acabei por ceder visto que garantem o valor de 0,0845€ ao kWh com a taxa de acesso às redes incluída, enquanto for cliente endesa. Garantiram que não alteraram este valor mesmo após os aumentos em julho. Desconfio mas ainda assim mudei, vamos ver.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Ola. Entao sabem mais que a administração da Endesa 🙂

      Responder
      • Óscar

        É diferente garantirem que aplicarão o preço final de 0,0845€/kWh e o manterão em julho a quem contrate com a Endesa até 30/6 (que é o que prometem, se o farão ou não logo saberemos) de afirmarem que terão este preço a ser oferecido a novos clientes em julho. Esta segunda hipótese parece improvável e talvez por isso a administração não o confirme. E isto estabelece uma distinção importante relativamente à Goldenergy que está a garantir que mesmo em julho terá disponível o tarifário protocolado com o ACP para novas contratações.

        Responder
  12. J Cunha

    Penso que a partir de 01/07 as comercializadores se estão a preparar para fazer [Novo preço kWh] = [Preço kWh actual] – [TAR até 30/06] + [TAR depois de 30/6]. Deste modo, um tarifário actual de 0.085 €/kWh passaria a ser igual a 0.085 – (-0.0958) + (-0.0121) = 0.1687 €/kWh
    Não os estou a ver a absorverem o aumento da TAR, ainda para mais quando o aumento (0.0837 €/kWh) corresponde sensivelmente ao actual melhor preço dos tarifários fixos com a “TAR em fim de vida”… admito que talvez tentem é ficar abaixo do valor do regulado…

    Por isso, não recebi nenhuma chamada com propostas, mas se as vier a receber devo ignora-las (a menos que me enviem algum comprovativo escrito/email onde referiram essas condições de 8 ou 10 cêntimos por kWh já com a nova TAR).

    Responder
  13. Rui Tubal

    Olá Pedro,
    é mais vantajoso contratar gás e luz no mesmo operador ou colocar em operadores diferentes?
    Obrigado,

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.