Painel solar fotovoltaico – Balanço Abril de 2023 (Mês #77)

Escrito por Pedro Andersson

03.05.23

}
6 min de leitura

Publicidade

Balanço de Abril de 2023

Foi o melhor mês de Abril de sempre. Muito sol e muita produção de eletricidade. Por outro lado, tive um desperdício brutal (quase 60% que não utilizei). Felizmente, já estou a vender o meu excedente (fiz contrato com a Luzboa, mas há mais empresas que compram a sua eletricidade), portanto já estou a ganhar com o meu excendente. Ainda não recebi o meu primeiro rendimento, mas é pago de 3 em 3 meses desde que o valor seja superior a 20 euros. Assim que tiver tempo escreverei um artigo a explicar como fiz.

Com o aproximar do Verão, a produção de eletricidade dos painéis solares dispara. Para os que só chegarem agora a esta página quero recordar que instalei o meu primeiro painel solar em dezembro de 2016. Esse único painel custou-me na altura (com tudo incluído) 620 euros. Instalei o painel de propósito para tirar a dúvida para saber se compensava o investimento. Decidi partilhar mensalmente as contas, acontecesse o que acontecesse. A minha ideia inicial era ter o investimento pago em 8 anos. Se assim fosse, no ano que vem (em Dezembro de 2024) estaria já pago e a partir daí já teria apenas lucro.

Não estou a vender painéis nem a sugerir marcas nem sequer o estou a tentar convencer a instalar painéis solares fotovoltaicos. É apenas para ajudar a entender como isto funciona.

Entretanto, decidi aproveitar a “promoção” do Fundo ambiental para instalar mais 4 (reembolsaram 85%) e recomecei a fazer contas a partir de Novembro de 2021. Pela minha previsão, terei os 5 painéis pagos em Novembro de 2026. Se gastasse tudo o que os painéis produzem, teria uma poupança mensal média de cerca de 30 euros por mês na minha fatura de eletricidade. O Governo anunciou que provavelmente em Junho regressará o Fundo Ambiental.

Quero apenas que perceba como se fazem as contas para que você avalie também se é um bom investimento para si ou não. Não tenho nenhum interesse comercial em partilhar consigo esta informação. É pura literacia financeira. Com estes artigos mensais tem informação verídica, exata e totalmente isenta. Não o quero convencer a comprar painéis nem o quero convencer a não comprar. Você decide o que fazer com esta informação.

Sem mais demoras, vamos ao que interessa.

Em Abril, os meus painéis produziram 223 kWh.

O retorno do meu investimento (com o reembolso do Fundo Ambiental incluído) continua nos 6 anos. O desperdício médio subiu para 52%. Se consumisse tudo o que eles produzem, a minha poupança na fatura de eletricidade seria, em Abril, de 17,89 euros. Porquê tão pouco? Porque a Endesa, sem eu ter pedido (não foi só a mim, foi a muitos clientes) baixou o preço do kWh de 15 para 8 cêntimos o kWh. É cerca de metade!

Suponho que seja por medo das pessoas fugirem para o mercado indexado.

Leia também: Quanto custa um painel solar?

NOTA PERMANENTE: Comprar baterias (com 6 painéis para ser suficiente para carregar as baterias) custar-me-ia vários milhares de euros. Tenho recebido mensagens de alguns leitores que dizem que já encontram baterias a preços muito razoáveis. Para já não me interessa porque demoraria décadas a recuperar o investimento. Optei por vender o excedente. O tarifário que escolhi foi o do preço SPOT menos 20% (que é o lucro da empresa que me compra a eletricidade).

Os números de Abril de 2023

Em Abril, os 5 painéis produziram o total de 223,641 kWh, com um desperdício de 59%.
A sua casa, por uma lei da física, consome sempre primeiro a energia dos painéis (porque são a fonte de energia mais próxima). Portanto, se eles produzirem o suficiente para o que a minha casa estiver a gastar naquele segundo específico (ou conjuntos de 15 minutos se tiver net metering), não vou buscar nada à “EDP” (no meu caso Endesa). É eletricidade de “graça”. Só tem de levar em conta o investimento. 

As contas

Os meus 5 painéis fotovoltaicos têm um potencial de produção imediata de 1.370 W no pico do sol.
O que produziram em Março representaria cerca de 17,89 € de poupança imediata na minha fatura da luz, se tivesse consumido tudo o que o painel produziu. O meu aparelho (www.eot.pt) mede tudo minuto a minuto por isso consigo saber ao detalhe. Assim, sei que poupei realmente 7,39 € na minha fatura da luz (valores reais com IVA incluído).

Leia também: Como os vendedores podem tentar fazer com que compre mais painéis do que aqueles que precisa

Entre 2016 e Novembro de 2021, tive apenas um painel instalado com o qual poupei 376 € em eletricidade. O retorno do investimento (ROI – Return of Investment) estava nos 8 anos.
Portanto, a partir de Novembro de 2021, com a instalação de mais 4 painéis, “zerei” o meu investimento e estou a apresentar-vos mensalmente as minhas contas em relação ao que investi a mais e ao que estou a poupar desde esse momento (subtraindo o que já tinha amortizado do primeiro painel).
Nestes 18 meses, já produzi 500 euros de eletricidade mas só aproveitei na realidade 239,11 euros, ou seja uma média de 13,28 euros de desconto “verdadeiro” na fatura. Agora, com o reembolso do fundo Ambiental efetuado, as minhas contas ficam nos 6 anos, que é menos 2 anos do que o que calculei desde o início, em 2016.

Esta é a minha situação atual, que atualizarei todos os meses. Assim que começar a receber da venda dos painéis, a amortização será mais rápida.

No gráfico abaixo tem a produção total dos painéis em kWh. Não é influenciado pelo preço que pago pela eletricidade.

Este gráfico acima é importante porque a poupança em dinheiro é uma coisa, mas a eletricidade que ele produz é outra. Eu posso produzir mais eletricidade, mas se o preço da eletricidade baixar (como atualmente), a minha poupança vai ser igual ou inferior. Por outro lado, se o preço da eletricidade aumentar, a minha poupança vai ser maior. Assim consigo comparar as duas coisas e – ao mesmo tempo – avalio a eficiência do painel para saber se devo acionar a garantia ou não. Se a eficiência baixar para os 80% antes de 20 anos, posso reclamar.

Não gasto 1 cêntimo em manutenção. Vou ao telhado duas ou 3 vezes por ano passar um pano para tirar a poeira.

Compensa comprar um painel solar?

Para receber em juros todos os meses o valor de 14 euros, teria de ter um depósito a prazo com 120.000 euros (0,20% juros brutos). Ou então teria de ter 7 mil euros em Certificados do tesouro a 3,5% de juros. Consigo esse resultado limpo com cerca de 1.000 euros gastos em painéis solares. Faça as suas contas.

Deve avaliar bem se precisa mesmo mais do que um painel solar. Um, pode e deve ter de certeza, diria. Dois ou mais, só os deve instalar se tiver a certeza de que tem gente ou equipamentos elétricos suficientes para gastarem a energia que vai estar a produzir em tempo real (nas horas de mais sol), ou então se os conseguir verdadeiramente a preço de saldo. Também tem a hipótese de vender o excedente. Assim ganha duas vezes.


Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

ÚLTIMO AVISO | Já só tem 1 dia para validar as suas faturas para o IRS!

Já validou as faturas pendentes de TODO o seu agregado familiar? Já só tem até amanhã (meia-noite de segunda-feira, dia 26 de fevereiro de 2024), para validar as suas faturas pendentes do portal e-fatura. É muito importante que o faça. Quando fui ver o e-fatura dos...

CRIPTOMOEDAS | Estou a ganhar ou a perder dinheiro? (Mês #26 – Fevereiro 2024)

O meu investimento em Criptomoedas - Balanço de Fevereiro de 2024 Cá estou eu para fazer mais um balanço do meu "investimento" em criptomoedas. Tenho algum dinheiro em Ethereum, que comprei através da plataforma Binance. Quero antes de mais relembrar que está em ampla...

Prémio Salarial | Formulário para fazer pedido já está disponível

Jovens têm até 31 de Maio para fazer o pedido de devolução de propinas, mas tempo de espera é elevado Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes No final do ano passado, o Governo anunciou uma medida que previa a devolução de propinas aos jovens que tivessem entrado...

EURIBOR HOJE | Taxas descem a três meses, mas sobem a seis e 12 meses

Euribor desce a três meses, mas sobe nos prazos de seis e 12 meses Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (26 de fevereiro a 03 de março)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

EURIBOR HOJE | Taxas descem a três e seis meses, mas sobem a 12

Euribor Contas-poupança | Inês de Almeida Fernandes Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um...

Cheque + Digital | A Lista das entidades que têm cursos de formação digital “grátis” (até 750 €)

A lista das entidades certificadas elegíveis para o apoio dos 750 € Antes que comecem a chover as críticas, relembro que coloquei "grátis" entre aspas porque vai ter de pagar primeiro o curso, ou cursos, do seu próprio bolso, mas depois esse dinheiro é devolvido pelo...

Painel solar fotovoltaico – Balanço Janeiro de 2024 (Mês #86)

Balanço de Janeiro de 2024 Janeiro foi um mês anormalmente baixo. No que diz respeito à produção de eletricidade, os primeiros meses do ano já são de recuperação e de aumento progressivo até atingir novamente o pico no Verão. Enfim, houve apenas uma maior sucessão de...

PODCAST | #216 – Vamos a contas | Quase não fiz descontos para a Segurança Social, qual vai ser a minha reforma?

Esta ouvinte do podcast (que quer ficar anónima) tem apenas 29 anos de descontos para a Segurança Social. Trabalha muito e recebe o seu salário, mas os "patrões" recusam-se a fazer descontos para a Segurança Social. Ela tem 64 anos e está muito preocupada com a...

Arrendamento | Rendas acessíveis alargadas a quem tem rendimentos mais altos

Limite de rendimentos máximos anuais para aceder a apoios ao arrendamento foi alargado para abranger mais cidadãos O valor máximo de rendimento anual para aceder ao Programa de Apoio ao Arrendamento foi aumentado, de acordo com uma portaria publicada em Diário da...

Publicidade

Comentar

Siga-nos nas redes sociais

Artigos relacionados

9 Comentários

  1. Sara cepa

    Boa tarde
    Há perpetivas para Portugal das baterias virtuais ?

    Responder
  2. José Baptista

    Boa noite, sabe-me informar se o fundo ambiental for aberto e as condições forem semelhantes, se eu instalar os paineis antes do fundo estar aberto, poderei ter acesso ao apoio?
    Outra questão e sem compromisso, e porque a oferta parece ser tanta e de diferentes características, que paineis aconselharia, e já agora empresas instaladoras na zona do Porto.
    Muito obrigado, José Baptista

    Responder
  3. Marcos Gomes

    Bom dia, caro Pedro.

    Desculpe o abuso um pouco off tópico, mas como está a ser a sua relação com a luz boa? Eu mudei para esta empresa praticamente há um mês, só sei que já sou cliente deles pelo site da e-redes, pois a Luzboa não responde a nenhum contacto seja email ou telefone e não retorna as chamadas.
    Suponho que seja sobrecarga por excesso de clientes, mas gostava de saber qual a sua experiência.

    Melhores cumprimentos
    Obrigado

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Falei com o CEO da Luzboa que me disse que estao a receber milhares de pedidos de contrato. Sao uma equipa pequena e nao esoeravam este afluxo de nivos clientes. Estao a contratar mais pessoas mas demora o seu tempo. Nao tenho nenhuma ligação a nenhuma empresa. Limito-me a informar:)

      Responder
      • Marcos Gomes

        Obrigado pela resposta e pelos conteúdos de verdadeiro serviço público, que sempre nos apresenta.
        Quanto à Luzboa temo que demore demasiado a ajustar-se à nova realidade, mas a ver vamos.

        Responder
  4. Alberto Ribeiro

    Bom dia. Venho aqui deixar a minha experiência na venda de excedente de energia. Após ter iniciado a venda fui obrigado a abrir actividade nas finanças para poder receber os pagamentos. Após um ano comecei a receber emails da Segurança Social para pagar a contribuição mensal de 20€ ( vinte euros). Ou seja durante um ano seria uma contribuição de €240. Pelo que cancelei a actividade. E consultei a empresa que me compra o excedente, e passei a um acto único. Assim não é preciso de ter actividade aberta nas finanças e não se paga nada À Segurança Social. Recebe sómente uma vez por ano e declara esse rendimento no IRS.

    Responder
  5. José Pereira

    Boa noite.
    Li com atenção o seu artigo.
    Instalei paineis solares no inico do ano.
    Pela análise da informação que vou recolhendo na ERedes, quer ao nivel dos consumos a partir da rede, quer ao nivel da injeção na rede da produção não consumida, verifico que sou quase autónomo durante o dia e ainda injeto na rede uma média de 8kw diáriamente.
    Este valor excedente injetado na rede, a preços médios de cerca de 0,07€ por kw dará um resultado de aproximadamente 16€ mensais.
    Através das faturas da SUEletricade verifico que reduzi o valor mensal da fatura em cerca de 70%
    Os ganhos parecem evidentes.

    Quero vender o tal excedente que permite recuperar 16€ mensais, mas tenho imensas dúvidas sobre as taxas e impostos que terei de pagar.
    Principalmente as taxas.
    Tem algum artigo que aborde este tema ou mesmo algum artigo que me possa sugerir?

    Muito obrigado.

    Responder
  6. Miguel Fernandes

    Boa tarde,
    Gostava de saber se lhe foi necessário ter um seguro de responsabilidade civil para poder vender os excedentes da UPAC? E se sim qual o valor do prémio que têm de pagar. Recebi uma proposta para venda dos excedentes que me obriga a ter este seguro.
    Obrigado

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.