VÍDEO | Como se faz para mudar a eletricidade para o mercado regulado (se compensar)

Escrito por Pedro Andersson

06.10.22

}
5 min de leitura

Publicidade

Compensa mudar para o mercado regulado da ELETRICIDADE?

Mudar de empresa de eletricidade é uma complicação na cabeça de centenas de milhares de portugueses. É compreensível.

Durante décadas, só havia uma empresa de eletricidade em Portugal. Era a EDP. Não havia dúvidas nem confusões. Era o mesmo preço para todos, chegava a fatura, pagava-se e estava feito.

Na reportagem desta semana do Contas-poupança expliquei-lhe o que é o mercado regulado da eletricidade e como deve fazer caso queira mudar o seu contrato para um tarifário que tem o preço fixado pelo governo. Mas, ao contrário do gás, nem sempre compensa mudar para o mercado regulado. Tem de fazer as contas primeiro.

O que é o mercado regulado da eletricidade

Em 2006, o governo decidiu abrir a porta a outras empresas que quisessem vender eletricidade. Tem sempre uma lista atualizada na página da ERSE, a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos. Escreva no google “simulador erse”, e depois ou usa o simulador ou clica aqui em  lista interativa de preços das ofertas comerciais de energia.

Escolhe a empresa da qual quer saber os preços e compara com o valor que tem na sua fatura. Já lhe vou mostrar como se faz isso.

Voltemos a 2006. A antiga EDP dividiu-se então em duas empresas: a EDP Serviço Universal (que era o tal mercado regulado, onde só havia a EDP com o preço fixo definido pelo governo) e a EDP Comercial (que faz os preços que quiser, quando quiser). Nessa altura, muitas pessoas mudaram para a EDP Comercial e ainda hoje pensam que estão na EDP do mercado regulado e não estão, estão no mercado livre.

Para acabar com as confusões, agora a empresa de eletricidade do mercado regulado (a antiga EDP) passou a chamar-se apenas SU Eletricidade (SU significa Serviço Universal).

Portanto, se tem dúvidas sobre se está no mercado regulado ou no liberalizado é muito simples: Se a sua fatura tem este logotipo está no mercado regulado (e está protegido pelo Estado); se é diferente, é porque está no mercado liberalizado e sujeito a grandes alterações de preços para cima e para baixo.

Mudo ou não mudo?

Agora a questão realmente importante é: mudo ou não para a SU Eletricidade (que é – recordo – a empresa de eletricidade do mercado regulado)?

A resposta é aquela que provavelmente menos gosta: depende. Tem de olhar para a sua fatura e fazer as contas. Mas não é complicado.

No mercado regulado, na tal SU eletricidade, todos os anos a ERSE define um preço da luz para o ano seguinte. E de 3 em 3 meses faz pequenos acertos.

No momento em que gravámos a reportagem, o preço do kWh no mercado regulado era (clicando em “Comercializadores com tarifas reguladas”. Carrega em “seguinte” e depois em “Veja os preços”) de 0,1599 €/kWh. O preço da potência contratada (por dia) depende do que contratou. Para 3.45 kVA era de 0,1662 €.

Sabendo isto, agora é olhar para a linha da sua fatura que tem o preço do kWH e comparar com o 0,1599 da SU Eletricidade. 

Vamos dar alguns exemplos usando o simulador da ERSE, escolhendo a oferta mais baixa de cada comercializador. Na EDP comercial, a oferta do KWh estava nos 0,2282 €. 40% mais caro do que no mercado regulado.

No caso da GALP, cada kWh (ou seja, cada 1000 watts) custava 0,1942 €, mais 21% que na SU Eletricidade.

Por outro lado, a Endesa – neste mês – tinha o preço do kWh mais barato do que o mercado regulado. Estava a 0,1450 €. 

E a Goldenergy tinha o kWh a 0,1465 €, também abaixo da SU Eletricidade.

E a MEO Energia, tinha o kWh a 0,1408 €, mas com a potência contratada altíssima, nos 34 cêntimos.

Em qualquer um dos casos, não se esqueça de fazer as contas também aos descontos e promoções que podem fazer baixar o valor da fatura. 

Contacte a sua empresa e pergunte se tem o tarifário do mercado regulado. Caso não tenha, pode mudar para a SU Eletricidade.

Atenção à Potência Contratada

Outra coisa que pode fazer baixar a sua fatura é a potência contratada que tem. É um valor fixo por dia que lhe permite ligar mais ou menos eletrodomésticos ao mesmo tempo, sem o quadro ir abaixo. Há milhares de clientes a pagar mais do que precisam realmente.

Uma poupança de 9 euros por mês por baixar a potência contratada significa mais de 100 euros que ficam no seu bolso todos os anos.

Mas o critério principal para si deve ser o preço do kWh. Recordo-lhe a marca dos 16 cêntimos para ficar com ela na cabeça. Acima disso é caro, abaixo disso é barato ou normal. 

Para saber de uma forma rápida se compensa ou não mudar para o mercado regulado, basta olhar para um pequeno parágrafo que está na sua fatura. Veja isto todos os meses.

Esta linha obrigatória diz-lhe quanto pagaria a menos se tivesse mudado para a SU Eletricidade. Veja bem se os seus descontos compensam o que está a pagar a mais em relação à SU Eletricidade (mercado regulado).

Se disser que pagaria muito menos se estivesse no mercado regulado, é só fazer isto:

Vai à página sueletricidade.pt, clica em “Fazer um novo contrato”, preenche os seus dados, envia a sua fatura mais recente e outros documentos se for necessário, e já está. Não tem de fazer mais nada nem informar a sua empresa antiga. Ao fazer isto passa a estar no mercado regulado de eletricidade.

Tem aqui o link para ver ou rever a reportagem em vídeo na página da SIC Notícias:

 


Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (6 a 12 de fevereiro)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores que são considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que...

Qual é o valor do mecanismo MIBEL este mês? (Janeiro de 2023)

Valor do ajuste MIBEL em Janeiro de 2023 Quem quer poupar na eletricidade vai ter de se habituar a fazer as contas ao mecanismo de ajuste MIBEL (pelo menos até Maio). Isto não é para todos. Creio que a maior parte não está para se preocupar com isto e só quer é que...

PODCAST | #151 – Como posso poupar nas comissões bancárias?

Como posso poupar nas comissões bancárias? Se tem uma conta bancária (ou várias) quase de certeza que paga comissões bancárias. Em muitos casos, isso significa que está a pagar cerca de 100 euros por ano só para ter e movimentar a sua conta bancária. Se tem várias...

Painel solar fotovoltaico – Balanço Novembro e Dezembro de 2022 (Mês #72 e #73)

Balanço de Novembro e Dezembro de 2022 Estes são os piores meses do ano, no que diz respeito à produção de eletricidade dos meus painéis solares. Para os que só chegarem agora a esta página quero recordar que instalei o meu primeiro painel solar em dezembro de 2016....

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (30 de janeiro a 5 de fevereiro)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores que são considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que...

VÍDEO | COMO POUPAR DEZENAS DE EUROS NAS COMPRAS DE SUPERMERCADO

Uma app que o ajuda a poupar nas compras Com o aumento dos preços, é um desafio poupar nas compras em super e hipermercados.  Um grupo de portugueses juntou-se para criar uma aplicação que compara em tempo real o preço do mesmo produto nos vários hipermercados para...

VÍDEO | Como reduzir os gastos com alimentação (e comer melhor)?

Como reduzir os gastos com alimentação (e comer melhor)? Com a subida da inflação para os valores mais altos dos últimos 30 anos, as despesas com a alimentação passaram a ser uma preocupação para muitas famílias. Na reportagem do Contas-poupança, fomos saber como...

PODCAST | #150 – Devo subscrever Certificados de Aforro agora?

Devo colocar as minhas poupanças em Certificados de Aforro? Com a subida da Euribor, as prestações do crédito à habitação aumentaram mas, por outro lado, fez aumentar o rendimento dos Certificados de Aforro. Pode ganhar dinheiro com o seu dinheiro, aproveitando a...

APOIOS DO ESTADO | Prestação Social para a Inclusão aumenta para 298 € por mês

Prestação Social para a Inclusão aumentada para 298 € A Prestação Social para a Inclusão, para pessoas com deficiência, tem, a partir de hoje, a componente base aumentada para 298 euros, enquanto o valor do complemento, para situações de pobreza, sobe 50 euros....

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (23 a 29 de janeiro)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores que são considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que...

Publicidade

Publicidade

Artigos relacionados

35 Comentários

  1. Marina da Conceição branco

    Olá como faço . Não se fica com contrato de dois anos pois não no mercado regulado. Obrigado

    Responder
  2. Marco Lopes

    Caro Pedro Anderson faça uma reportagem sobre o que se está a passar com a EDP SU GAS!

    Claramente não estão a conseguir cumprir prazos, estão a enganar os clientes dizendo que os prazos são 45 dias (ÚTEIS!) o que é MENTIRA (estive ao telefone com o departamento jurídico da ERSE que me confirmou 3 SEMANAS e recomendou fazer uma reclamação) e encontram uma desculpa atrás da outra quando confrontados com os factos…

    Muitos consumidores, como eu, que pediram a alteração atempadamente em Setembro, ainda não tiveram os seus contratos comunicados ao DISTRIBUIDOR sequer (estive ao telefone com a PORTGÁS que me confirmou que não tem nada no sistema sobre o meu contrato!), enquanto outros consumidores, que fizeram o pedido mais recentemente (e pela mesma forma! PDF enviado por email), tiveram os contratos migrados em pouco mais de 7 dias!).

    A culpa de tudo isto é do GOVERNO! E como a EDP não consegue cumprir, quer sacudir a água do capote para cima do DISTRIBUIDOR (que não tem culpa de nada) e dos consumidores!

    Responder
  3. Sergio

    Obrigado pela informação,é de louvar o seu trabalho em prol de muitos que não entendem ou desconhecem este assunto,gostava de lhe pedir para fazer uma matéria acerca da Galp que esta a aumentar o valor da facturas atraves de uma taxa que informa que é devido ao mecanismo de ajuste realtivamente ao decreto lei nº33/2022 sendo que o preço do kw passa para o dobro sem qualquer comunicação ao cliente,e segundo informação da ERSE é ilegal fazer essa aplicação de taxa ao cliente final,””o regulador do setor (ERSE) alertou que os comercializadores de energia estão isentos do pagamento do custo do mecanismo. Nesse sentido, os seus clientes com ofertas comerciais de preço firme “não poderão ser onerados por um custo que o comercializador não incorreu”.”
    Obrigado

    Responder
    • Verónica Vieira Catarino

      Estava precisamente a analisar as minhas faturas e a verificar que aumentaram o preço da eletricidade nas faturas relativas aos meus consumos de setembro, sem eu perceber por que raio aumentaram para o dobro e não fui avisada de tal facto.
      Mas como a minha fatura inclui eletricidade e gás e mudei o Gás para o mercado regulado em setembro, foram remetidas faturas várias, uma primeira com valores mais baixos (habituais), depois uma nota de crédito e hoje mesmo uma nova fatura que inclui as mesmas datas em setembro, antes da data do novo contrato, mas como preço da eletricidade mais elevado. Regra geral nem analiso estes documentos ao pormenor, com tanta informação que contêm, mas estive a fazer as comparações várias vezes entre umas faturas e outras e percebi que literalmente quem se lixa sempre no fim é o consumidor. Portanto, basicamente. Agradeço ter colocado esta observação porque já fiquei mais esclarecida, afinal não estou a ver mal as minhas faturas não.

      Responder
      • Pedro Andersson

        Olá. Deve ter aí talvez o ajuste mibel. Se tiver, fuja.

        Responder
        • Sandra Cainé

          Olá Pedro obrigada pelo seu excelente trabalho. Gostaria que me esclarecesse se tendo associado o edp funciona no contrato (renovado em Setembro) posso mudar para a SU ou outra entidade.

          Mt obrigada. Continuação de um excelente trabalho

          Sandra Cainé

          Responder
          • Pedro Andersson

            Olá. Se sair tem de pagar tudo até ao fim de uma vez. Contacte o apoio ao cliente.

      • Carlos Bicho

        No contrato que tenho de electricidade com a Galp ofereciam um desconto mensal de 3 € na compra de botija de gas e entrega gratuita. Agora continuam a dar os 3€ mas temos que pagar 2.5€ da entrega. Sem nada informarem os consumidores. Será isto legal?

        Responder
        • Pedro Andersson

          Se tem um contrato e não estão a cumprir, reclame.

          Responder
    • Joana Andrade

      Ola bom dia . Peço desculpa pela pergunta mas estou realmente confusa com uma questão. Estou na galp,e recebi um aumento brutal por me cobrarem a taxa mibel,ja percebi que tenho que fugir desta operadora. A minha questão é, o mercado regulado não terá esta taxa extra mesmo com novo contrato em novembro? Se optar por exemplo por outras empresas como a endesa,corro o risco de eles realmente fixarem-me essa taxa de novo, certo? Nao consigo perceber nas minhas pesquisas . Grata pela atenção.

      Responder
      • Pedro Andersson

        Na sU é garantido que não terá nos próximos meses.

        Responder
        • Sérgio

          No meu caso não compensa mudar. A Endesa manteve os preços e continuo a pagar pouco comparado ao que pogava na EDP comercial. Para quem quiser aderir deixo o meu código amigo: 310137829

          Responder
          • Maria Silva

            Boa tarde
            Agradeço se possível a seguinte informação: sou cliente da Galp electricidade e possuo painéis solares adquiridos e instalados pela Galp. Pergunto,: posso mudar para outro operador, por exemplo SU. Mercado regulado.
            Obrigada

  4. Claudia Frazao

    A minha mãe tem contrato na Galp electricidade+gás natural. Ao mudar compensa fazer contratos em separado ?

    Responder
  5. Cláudia Almeida

    A partir de 1 de Outubro, a Galp passou a cobrar na electricidade um “Mecanismo de Ajuste dos Custos de Produção”.
    Ao valor do KWh que pago a 0,2042€, acrescem +0,1904 €/kWh.
    Resumindo, esta parcela duplicou de preço traduzindo-se num enorme aumento da minha fatura de electricidade (o gás está no mercado regulado)
    Isto é válido para todos os operadores? Existe no mercado regulado?

    Responder
  6. Nuno Baptista

    Boa tarde,
    se mudar para a SU electricidade com um novo contrato terei de pagar t5ambém o ajuste mibel?

    Responder
      • Teresa Prates

        Boa poderia me dizer se a EDP já está aplicar mibel

        Responder
        • Pedro Andersson

          Olá. O que lhe respondeu a EDP quando lhes perguntou?

          Responder
  7. Tereza Mónica

    Olá, Pedro,
    Trabalhei durante alguns anos como comercial de energia,
    Digo-lhe que a situação está como nunca vista.
    Se conseguir explique-me o que é o “mecanismo” que tanto faz subir,
    O total das faturas a pagar.
    Numas vem diluído no preço do KWh, noutras vem discriminado.
    Muito obrigada.

    Responder
  8. Paulo Coelho

    Caro Pedro Andersson, venho alertar que a Galp está a meu ver agir como em bom português se diz de chico-espertice, na resposta à minha reclamação diz que não tinha de ter nenhum aviso prévio de alteração do valor aplicado pelo mecanismo de apoio à produção de energia, porque foi por decreto lei, tem razão legal mas moralmente e de empresa que está de bem com os seus clientes não pode estar mais errada perde toda a confiança. como só recebi a fatura referente ao mês de setembro agora em outubro, apenas agora constatei deste aumento brutal para o dobro do valor. Preço KW (Vazio 0.3277 fora Vazio 0.4246) Peço a todos os clientes Galp para verem as suas faturas.
    obrigado

    Responder
    • Patricia Martins

      Olá Paulo! Onde vê essses valores do vazio e fora vazio na factura, pode me descriminar por favor? obrigada.

      Responder
  9. Manuel Figueiredo

    Uma coisa que ainda não consegui descobrir, as empresas (creio que só a edp) que aceitam faturar os preços regulados, são de algum modo subsidiadas? Ou seja, todos pagamos (indiretamente) para ter esses preços?

    Responder
  10. Fátima Teresa Vicente Ferreira

    Boa noite Pedro,

    Muito agradecida por todos os ensinamentos que nos tem passado!

    Há uma coisa que eu ainda não consegui compreender, é legal termos um contrato de fidelização com as empresas do mercado livre da eletricidade? Ou podemos mudar de comercializador sempre que nos for mais lucrativo? E na SU Eletricidade?

    Responder
  11. Patricia Martins

    Boa tarde Pedro,

    Sou da Galp e acabei de contactar a Lisboagás e mudar para o gás natural cur e vou mudar agora a electricidade também.
    Notei mais aumento na luz devido ao mecanismo de ajuste mas penso que compense mudar tanto num como no outro e depois de analisar as facturas…no gás estou a pagar 0.08€/kwh (Escalão 1) e na luz estou com 0.20€ + 0.19€ do ajuste de produção…posso mudar novamente no próximo mês se quiser, é uma questão de ir analisando mês a mês, certo?

    Obrigada!

    Responder
  12. Rui

    Atenção: a mibel é só para contratos celebrados ou renovados depois de 26 de abril 2022 se tiverem contrato antes não façam outro, porque não sabem se depois a empresa para onde vão pode decidir aplicar e ai será certo o mibel.

    Responder
  13. João Lopes

    Sou cliente da EDP.
    Decidi mudar para a SU-Eletricidade e procedi ao preenchimento do formulário que está na internet, mas acabei por desistir quando, já na parte final do formulário, me pedem para pagar 34,50€. Pensava que a mudança para qualquer outro fornecedor fosse gratuita. Nunca vi que a mudança teria de ser paga. Pode confirmar-me se é assim e porquê? Se é pelo trabalho que têm de fazer a transição então não vale a pena. Cancelo a EDP e faço contrato novo com a SU e julgo que nada tenho a pagar. Agradeço que clarifique esta minha dúvida

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Não tem de pagar nada. Deve ter feito alguma coisa desnecessária…

      Responder
    • Pedro Andersson

      E porque cancela a EDP. Não faça isso. É a sU que faz…

      Responder
  14. jose carlos cunha

    Boa noite.era cliente da edp comercial de gas e eletricidade mudei o gas para a edp gas su.Veio na fatura da edp comercial para pagar cerca de 38€ de rescisao de contrato é legal?Eu acho que nao tinha nenhuma fidelizao

    Responder
  15. Teresa Rolo

    Bom dia
    Hoje fiz a minha simulação no site da ERSE e apareceram empresas como a “LUZBOA SPOT” a “Tarifário Coopérnico Base” e a “LEVE Sem Mais” em que o preço de eletricidade por k/Wh varia desde os 0.02€ aos 0.04€. A estimativa de pagamento anual pelo site da ERSE com os meus consumos é de cerca de 1500€, com as empresas referidas anteriormente seria de cerca de 400€ a 500€, a minha questão é, será que compensa, é que existe uma explicação da ERSE que não percebo muito bem e passo a transcrever “Esclarecimento da ERSE
    Esta oferta apresenta características de indexação ao Mercado Spot (OMIE/MIBGAS). Uma vez que os preços variam de acordo com os mercados diários, este simulador calcula o valor da fatura com base no preço médio do mês de dezembro. O valor da fatura inclui na componente de energia uma estimativa do custo de ajuste do mecanismo ibérico (0,0443 €/kWh com base no valor médio verificado no mês de dezembro), que acresce ao preço de energia desta oferta. O benefício líquido decorrente da aplicação do mecanismo ibérico em dezembro foi de 0.0889 €/kWh.”
    Pode por favor esclarecer?

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. É como aí está:). Atualmente essas empresas estao a vebder eletricidade quase de graça. Mas nos meses seguintes pode aumentar… Besse caso sai e vokta aos outros…

      Responder

Trackbacks/Pingbacks

  1. Eletricidade | Mercado regulado vai aumentar 1,1% em janeiro de 2023 - […] Com este valor, agora já pode fazer as contas aos descontos e promoções que tem na sua atual empresa…

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.