Painel solar fotovoltaico – Balanço de Julho de 2020 (mês 44)

Escrito por Pedro Andersson

14.08.20

}
6 min de leitura

Publicidade

Balanço do mês de Julho de 2020

O mês de Julho foi o melhor mês do ano.

Estamos no Verão e estes são os meses de maior produção do painel. Tem sido assim todos os anos.

Mensalmente, divulgo aqui no blogue como está a correr esta minha aventura elétrica para o ajudar a avaliar se deve comprar ou não um painel solar. Faço este balanço há 44 meses, ininterruptamente.

O painel produziu em Junho 46,495 kWh (quase 46,5 kWh). Ou seja, mais de 8 euros em eletricidade se a tivesse consumido toda no momento em que foi produzida.

Como já expliquei muitas vezes, comprar baterias custar-me-ia cerca de 5 mil euros. Eu não tenho esse orçamento e demoraria décadas a recuperar o investimento. Assim, o “acordo” com a EDP Distribuição é consumir em tempo real o que o painel fotovoltaico produz e o que não consumir é oferecido para a EDP vender aos outros consumidores.

Os números de Julho de 2020

Tem aqui o gráfico da produção do painel ao longo dos meses mais recentes. Para quem está aqui pela primeira vez ou recentemente quero relembrar que o painel solar instala-se no telhado (aparafusa-se), aponta para sul e a tomada que sai do painel liga a uma tomada normal em sua casa. Sempre que há sol ele produz eletricidade e injeta a energia em sua casa. A sua casa consome sempre primeiro a energia do painel. Portanto, se ele produzir o suficiente para o frigorífico e uma ou duas luzes ligadas, não vai buscar nada à “EDP”. É eletricidade de “graça”. Só tem de levar em conta o investimento.

 

Tem a seguir o gráfico que mostra os dias. Como pode ver, à medida que avançamos no tempo os dias são cada vez mais solarengos, quase sempre no máximo da produção (que não chega nem de perto nem de longe aos 250 W instantâneos). Foi algo que me surpreendeu desde o início. Os 250 W são só nos testes deles em laboratório. Os painéis atuais já são no mínimo de 275 W ou 300 W.

As contas

O que o painel fotovoltaico de 250 W produziu em Julho representou 8,42 € de poupança na minha fatura da luz, se tivesse consumido tudo o que o painel produziu no mês passado. O preço do meu kWh atualmente é tarifa simples de 0,1810 € (com IVA).

Se tivesse consumido tudo o que o painel produziu teria já poupado até agora 288,88 €. O retorno do investimento continua abaixo dos 8 anos. Pelo preço dos painéis hoje, já estaria pago. Mas o meu foi barato na altura, mas caro para os dias de hoje (tudo ficou-me em 620 euros).

 

No caso do gráfico abaixo tem a produção total do painel em kWh. Não é influenciado pelo preço que pago pela eletricidade. O resultado tem a ver com o sol que o painel “apanhou” e não a sua eficiência. Ter produzido menos pode não ter a ver com a eficiência, mas sim com mais nuvens. Seja como for essa perda de eficiência é normal e prevista na garantia. É suposto que ela aconteça. E por este gráfico posso perceber se há movimentos anormais de quebra de eficiência.

Até agora, noto pelos “picos” que tem atingido neste últimos 3 anos sempre os mesmos valores. Isso deixa-me descansado para já.

Compensa comprar um painel solar?

Como não consumo tudo o que o painel produz, com o novo aparelho de medição de consumos que instalei e que mede a exportação de eletricidade, sei que “desperdicei” muito pouco. o facto da família estar quase sempre em casa (por causa da Covid-19) tem uma enorme influência. Como pode ver no gráfico só num fim de semana e um outro dia em que não estivemos em casa é que o desperdício foi um pouco maior. Como pode ver abaixo, ofereci à rede cerca de 50 cêntimos dos 8,42 € que o painel produziu. É bom.

Assim, o retorno real (o chamado break even) continua pelas minhas contas perto dos 10 anos (reais). Depois de passado esse tempo, o painel estará pago e terei pelo menos mais 15 anos de “lucro”. Veremos se é assim. Mensalmente continuarei a fazer aqui o balanço para o ajudar a avaliar se deve ou não comprar um (ou vários) painéis solares.

NUNCA, mas nunca compre 6 painéis de uma vez (como propõem as empresas) sem fazer as contas primeiro para saber se os seus consumos consomem (passe o pleonasmo) o que eles vão produzir. Tenho recebido imensos relatos de pessoas que compraram 6 painéis e quase nem a produção de um consomem. Um desperdício completo do seu dinheiro.

Julho teve dias perfeitos de produção. Pode ver isso neste gráfico. É este tipo de produção que se pretende. Nunca conseguirá melhor do que isto.

Em conclusão, noto que a minha fatura de eletricidade baixou por causa do painel. Não é uma coisa gigante, mas noto. Só para ter uma noção do que isto representa, para receber 10 euros em juros líquidos num depósito a prazo tinha de ter lá cerca de 10 mil euros. Eu consigo em média um desconto na fatura da  luz de 7 euros POR MÊS com um investimento de 620 euros. Dá que pensar, não?


Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2019. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica. Se quiser conhecer também as dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”. É só clicar AQUI ou nas fotos dos livros.

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança.

(Todas as dicas da semana num só e-mail).

 

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (17 a 23 de junho)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

PodTEXT | Como perder o medo de investir e começar a ganhar dinheiro?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

Apanhei um Uber… e o motorista “ganhou” 4.797 euros

Uma viagem que deu lucro... Apresento-vos o José Silva. É condutor de Uber. O meu carro (um GOLF IV que tem 22 anos e está aí para as curvas) foi pintado todo de uma ponta à outra e ficou pronto hoje. Chamei um Uber para o ir buscar à oficina. Assim que entro no Uber,...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

PODCAST | #248 – Amortizar o Crédito à habitação faz baixar o IRS? (A pergunta do João Paulo)

Amortizar o Crédito à habitação faz baixar o IRS? O João Paulo este ano quase que pagou IRS em vez de receber reembolso. Ele está preocupado com o ano que vem, porque tem feito muitas horas extraordinárias. Uma das possíveis estratégias dele é amortizar o crédito à...

COMBUSTÍVEIS | Qual é o preço justo esta semana? (10 a 16 de junho)

Qual deveria ser o preço justo? A ERSE faz semanalmente as contas para o consumidor saber qual é o preço "justo" dos combustíveis face ao preço das matérias-primas e transportes de combustível. Esse preço "justo" já inclui uma margem de retalho de cerca de 10% para as...

Nova versão do Cartão de Cidadão já está disponível

Cartão de Cidadão é agora mais tecnológico e seguro A nova versão do Cartão de Cidadão, anunciada em março ainda pelo anterior governo, está oficialmente disponível a partir desta terça-feira. As alterações estão em linha com a mais recente legislação europeia e com...

EURIBOR HOJE | Taxas descem a 3 meses e sobem a 6 e 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

Publicidade

Artigos relacionados

27 Comentários

  1. David Domingues

    Bom dia,

    Agradeço os artigos que tem publicado, são claros, úteis e verdadeiramente informativos.

    Estou interessado em adquirir um conjunto de paineis, mas as propostas das empresas que contactei, não incluam qualquer estudo dos meus gastos e indicam entre 4 a 6 paineis por uma produção sempre igual a 1500w.

    No seu artigo, não consigo perceber a lógica por detrás da sua afirmação sobre a quantidade de painéis a comprar. Faz sentido fazer contas primeiro, mas na minha opinião, a produção dos painéis deveria no mínimo cobrir o consumo fixo da sua casa, ou seja, frigorífico, aparelhos em standby, etc…
    Em complemento, deveria ter em conta os aparelhos de alto consumo que ligue frequentemente, como maquinas de lavar a roupa por exemplo e que se adicionam ao consumo fixo.

    No caso da sua instalação, o painel de 250w não deve sequer permitir cobrir o consumo fixo da sua casa, dai ter muito pouca energia injectada na rede pública. Não acha que se tivesse mais alguns paineis, estaria a poupar ainda mais, mesmo que, no final, estivesse a injectar muito mais energia na rede pública? Afinal, não havendo sistema de armazenamento e sabendo que o consumo nunca é linear, seria impossível não injectar grande parte da sua produção na rede, mas em contrapartida quase todas necessidades iriam fornecidas pelos seus paineis.

    Responder
  2. Miguel Teixeira

    Pedro, faço-o neste seu post/artigo como poderia fazer em qualquer outro. A sua contribuição para o Portugal que temos e para a literacia financeira de quem o segue é fantástica. Um enorme Bem haja.

    Responder
  3. Diogo Silva

    Gostaria de saber se sabe de alguma coisa acerca do decreto lei publicado recentemente sobre a isenção de 50% dos CIEG da fatura. Sei que seria elegível para essa isenção, já li todo o decreto lei mas ainda não encontrei a forma de pedir essa mesma isenção. Tem alguma informação sobre isso?

    Responder
  4. João branco

    Desculpe mas a minha opinião é que com a EDP ficamos sempre a perder as contas são sempre a favor deles o melhor é colocar os painéis necessarios e colocar um limited inversor on gried e os painéis necessarios que custa 350 e os painéis de 250 w 160 e cada

    Responder
  5. Celso Martins

    Agradeço que me ajude a tirar uma dúvida, estou a construir uma casa de turismo rural, e pretendo colocar painéis fotovoltaicos! A casa vai ficar com 5 quartos, 5WC, cozinha e sala. Qual a sua opinião, quantos painéis devo colocar? Obrigado pela sua atenção. Comprimentos Celso Martins.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Muitos :). Vai ter de consultar 3 ou 4 empresas do setor e pedir orçamentos.

      Responder
      • CRISTINA MARIA DE MACEDO

        Boa tarde!
        Quero agradecer e felicita-lo pelas publicações que publica e pelas dicas que nos permitem poupar. Agora estou a pensar em colocar painéis solares! UmMas ainda não me decidi, por um ou por dois painéis? Efetivamente compensa? Grata pela atenção.
        Votos de boas férias.

        Responder
    • Nelson M.

      Bom dia,
      Do que percebo deste tema, apenas como utilizador posso dar-lhe a minha opinião do que faria no seu lugar…
      Durante a construção, tendo hipotese (dinheiro) de contratar empresa para fazer o estudo para aquilo que pretende e que apresentasse pró e contras.
      Durante a construção, não havendo dinheiro para o ponto acima, eu pessoalmente faria um registo dos electrodomésticos que iria instalar em cada divisão e o seu consumo médio durante as horas de sol e se conto ter pessoas em casa constantemente durante o dia para ligar aparelhos que normalmente tem consumo residual (tv, radios, fornos, microondas, boxtv…), se preve a compra de carro eletrico e com os dados dos consumos, tentar obter o consumo médio, ou então fornecer estes dados a uma (ou mais para ver o melhor orçamento) empresa instaladora e eles fazem esse trabalho por si (corre sempre o risco de fazerem uma oferta acima daquilo que precisa.
      Se fosse eu pessoalmente, não tendo condições para pagar estudos e outras coisas, faria a construção toda da casa e instalava o que tinha a instalar de eletrodomesticos e só depois de estar a habitar a casa normalmente compraria um aparelho de medição para, durante 12 meses analisar o consumo e depois eu próprio dizer o que quero ou preciso.

      Pode passar neste grupo e falar com malta entendida…
      https://www.facebook.com/groups/autoconsumofotovoltaico/

      Responder
  6. Rodrigo Souza

    Atualize se sobre a informação de enviar energia a rede para edp vender. Decreto lei 162/19 regulamento em março deste ano. O contador agora faz acertos em 15 em 15 minutos, o que reflete numa poupança maior factura.

    Responder
  7. Rodrigo Souza

    David Domingues. Posso ajudá-lo com relação a isso! O cálculo é feito em cima do seu consumo médio hora. Divida o número de kilowatt médio consumido pelo número de dias facturado. Depois dívida por 24h. Terá o consumo meio hora de casa em watts. Cada painel EDP gera 270w. Assim podemos dizer o número de painéis indicados para cada caso. CP

    Responder
    • Celso

      O problema em relação a essas contas é que o consumo médio das 24h contempla o período da noite, periodo esse que os paineis não produzem. O ideal é ter um medidor em que consiga contabilizar todos os consumos durante o periodo de sol. Depois aí vai então poder fazer a média desses períodos e ajustar correctamente a quantidade de paineis necessários.
      Nunca entendi essas contas que vocês fazem, pois se estiver mais tempo em casa durante os períodos em que já não há sol (noite), ao juntar as horas noturnas, vai influenciar erradamente a média e consequentemente, a quantidade de painéis.

      Responder
      • Rodrigo Souza

        Estás correto também! Esse cálculo que fazemos o cliente tem de 30 a 40% de poupança! E desta forma a factura fica praticamente na mesma por 4 anos, enquanto estiver a amortizar a prestação dos painéis. Na pior das hipóteses, mais durante o inverno, terá um pequeno aumento, tendo em vista a diminuição da produção, por ter menos dias com Sol. Não estamos a falar aqui de auto suficiencia ou o próxima a ela. E sim de uma redução, que por pouco que seja, fara diferença no fim. E isso sem tirar um cêntimo do bolso, para te-los. Sem falar da redução sigude gases poluentes.

        Responder
        • Celso

          Rodrigo, desculpe mas vai tirar sim, dinheiro do bolso. Posso dar um exemplo: 2 paineis da Edp com um custo aproximado de 1150€ (não sei valores exatamente ao pormenor/cêntimo), sendo que cada painel tem 270w, nunca vai produzir esses 270w. E posso dizer que o que os paineis produzem de poupança, não paga sequer a prestação dos 2 paineis (24€) durante 48 meses.
          Se me disser que a longo prazo compensa ter paineis, sim, compensa. Mas a opção da Edp, de momento, não é de perto, a mais vantajosa. Mesmo com os 10% de desconto na fatura no primeiro ano.
          “Esse cálculo que fazemos o cliente tem de 30 a 40% de poupança!”
          Como eu disse, é so fazer as contas como devem ser feitas! E essas que me fala não reflete correctamente os consumos. 30% de poupança é ser muito otimista!

          Responder
          • Rodrigo Souza

            A legislação de contagem da energia mudou. Não perde mais titia energia produzida e não consumida. E isso reflete diretamente numa maior redução. E digo lhe com toda certeza, terá uma poupança de 30 a 40%. Quando digo que não paga nada, é porque de facto, NÃO paga-se absolutamente NADA para te-los instalados. Após instalação, começa a amortizar e uma grande parte é pago pela própria produção do painel. Um painel gera na pior das hipóteses, 3 a 5€ de aumento na factura. Agora pergunto-lhe: se fores comprar por fora, terá de desombolsar a quantia total para ter os painéis. Quando na EDP, não paga um cêntimo. E podes usar este valor para qualquer outra coisa. Não existe investimento melhor!

    • Pedro Andersson

      Olá. Tem de dividir pelo número de horas de sol. À noite não há sol, logo não deve dividir por 24 horas. Dará um erro de mais de 60%…

      Responder
      • Celso

        Exacto.
        Numa nota à parte, percebeu o que se passou aqui, Pedro?
        Quantos já assinaram contratos de aquisição de paineis com estas “simulações” erradas? Isto é uma pratica comercial nada correcta. São estas “pequenas” nuances que não damos por isso e que fazem diferença.

        Responder
        • Rodrigo Souza

          Não conheço um cliente que tenha painéis solares pela edp, feitos com essa suposta simulação errada que dizes, que esteja insatisfeito! Todos dizem que ou a factura está praticamente na mesma ou diminuiu um pouco. E isso porque estão a pagar! São atitudes descrentes como essa que faz com que o português seja tão atrasado com algumas coisas. Por estarem presos a conceitos sem fundamento e pior ainda , a duvidar da palavra dos outros.

          Responder
          • Celso

            Não vou discutir consigo nem responder a mais nada.
            A menos que tenha sistema de armazenamento de electricidade ou a Edp lhe devolva o que injectou na rede, as contas que fez estao mal feitas.
            Está lá explicado o porquê por mim e pelo Pedro.
            Duvidar de si? Claro que sim. Não é você que me paga as contas.
            Porque “conversas” dessas já eu ouvi muitas.
            Desejo-lhe felicidades e dia feliz.

        • Rodrigo Souza

          Pesquise sobre a nova legislação de contagem de energia elétrica! Perceba como funciona e verá!
          Também desejo lhe felicidades

          Responder
        • Pedro Andersson

          Não. Ainda estou a tentar perceber. Mas vou ler a nova legislação, com certeza.

          Responder
      • Rodrigo Souza

        Divide se sim por 24 porque o dia tem 24h. Obviamente que irá considerar a produção por HORA. E a noite não há produção logicamente!

        Responder
  8. Luis Alves

    Bom dia..

    Eu sou do Norte e a intensidade/exposição solar não é tão intensa como zona centro/Sul, por isso gostava de saber se tem opinião dos Kit aerogerador eólico, isto porque aqui no Norte e sempre mais ventoso tanto no verão como inverno.. caso tenha alguma informação ou Feedback gostaria que me indicasse..

    Cumprimento e um enorme obrigado pelo seu trabalho..

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Pela minha pesquisa gastaria mais em óleo e pás partidas que na poupança que teria. A manutenção pelo desgaste é terrível.

      Responder
  9. Avelino Pereira

    Entre muitas verdades de uns e enormes desconfianças de outros, certo é que a lei mudou e a EDP prepara-se para cumprir a Lei europeia. E mesmo as contas do painel do Pedro já não ajudam nada a esclarecer quem ainda não investiu. No final de Janeiro, investi 1300€, instalei 4 painéis de 340 Watt, o que perfaz 1360 Watt, a que juntei um inversor de 4KW. Para além do registo legal, tive o cuidado de solicitar a troca do contador para um bidirecional, caso contrário estava a pagar também o que enviava para a rede. Até hoje já captei 1036 KWh, apesar de só ter aproveitado pouco mais de 500 KWh.
    Há dias a EDP comunicou-me que vão instalar um contador para o que injeto na rede, com leituras de 15 em 15 minutos, que será descontado na minha fatura de compra. Nessa altura, compro mais 4 paineis e baixo a amortização do investimento de 6 para 4 anos. (Todos os dados ao dispôr)

    Responder
  10. Ana Sousa

    Ola Pedro. Agradeço imenso a sua partilha que nos ajuda imenso a tomar decisões importantes.
    Pretendo adquirir painéis fotovoltaicos para a minha casa e tenho algumas dúvidas, que são muitas pois percebo muito pouco deste assunto.
    Existe algum modo de poder simular o que vou poupar para auxiliar a minha decisão?
    No inverno, com nuvens, os painéis continuam a produzir, ainda que menos?
    Apenas os clientes EDP podem vender o excedente do que produzem?
    Obrigada

    Responder
    • Nelson M.

      Boa noite, passe na pagina do facebook grupo AUTOCONSUMO FOTOVOLTAICO que haverá quem lhe diga alguma coisa. Ou contate uma empresa da área…

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.