Aceito os termos e condições.

Email Marketing by E-goi

INCAPACIDADE | Troque uma linha no IRS e pode receber mais algumas centenas de euros

Escrito por Pedro Andersson

04.06.20

}
5 min de leitura

Atenção à dedução de Educação e Reabilitação

Como sabe, ao longo dos meses mais recentes realizei muitas reportagens sobre os direitos “desconhecidos” das pessoas com incapacidade igual ou superior a 60% no Atestado de Incapacidade Multiuso. Explico AQUI o que é este Atestado.

Tenho mais um detalhe muito importante para partilhar consigo se tem uma incapacidade ou um dependente com pelo menos 60% de incapacidade. Foi uma dica que me foi dada em privado por um espectador/leitor que quer permanecer anónimo.

O detalhe está neste artigo do Código do IRS:

Artigo 87.º
Dedução relativa às pessoas com deficiência

2 – São ainda dedutíveis à coleta 30 % da totalidade das despesas efetuadas com a educação e a reabilitação do sujeito passivo ou dependentes com deficiência, bem como 25 % da totalidade dos prémios de seguros de vida ou contribuições pagas a associações mutualistas que garantam exclusivamente os riscos de morte, invalidez ou reforma por velhice.

Tem AQUI o artigo na íntegra.

Eu sei que ler artigos em qualquer lei é chinês para 98% da população. Mas tem de ser. O que lhe irei explicar de seguida, foi o que me explicou a pessoa que vai buscar assim mais umas centenas de euros em dedução todos os anos.

Liguei a vários contabilistas e nenhum conhecia este detalhe. Não quer dizer que não conheçam a lei mas é raro encontrar famílias que tenham alguém com incapacidade e simultaneamente valores de retenção na fonte muito altos. Por exemplo, um dos contabilistas referiu-me que os 3 casos de famílias com alguém com incapacidade que trata anualmente nenhum paga IRS ou recebe reembolso por isso nunca sequer foi investigar outras formas de rentabilizar o IRS destas famílias. Compreendo. O conhecimento normalmente vem da necessidade.

Dois pontos prévios: Estes pais têm uma criança com uma incapacidade muito grave. É completamente dependente. O segundo ponto é que ambos têm salários muito elevados. Logo têm retenções na fonte muito elevadas. Mas o que lhe vou explicar pode aplicar-se a salários mais baixos também.

Por exemplo, mesmo que “só” tenham gasto 1.000 euros em saúde, a dedução normal em saúde seria de 15% (150 euros) mas se trocarem esse valor de linha (se se tratar de reabilitação e não medicamentos ou consultas) a dedução passa para 30% (300 euros). O dobro. É dinheiro que se poupa/ganha em apenas alguns segundos.

Qual é a linha do IRS?

O “truque” é muito simples. Como leu na lei, pode deduzir despesas de educação e de reabilitação numa determinada linha do IRS específica (Anexo H>Quadro 6B>linha 606 do Modelo 3 do IRS). É que muitas terapias (da fala, ocupacional, etc) vão para “Saúde”. A dedução “Saúde” é de 15% dos valores que pagou até um limite de 1.000 euros. Mas a de Educação é de 30% até um limite de 800 euros. Mas se colocar todas essas despesas na tal linha 606 deixa de ter limites a essa dedução. Isto é muito importante e pode significar centenas ou até milhares de euros a mais de reembolso. Na prática, em casos extremos poderá (corrijam-me se estiver enganado) ir buscar a totalidade da sua retenção na fonte. Podem ser milhares de euros.

Portanto, se manualmente retirar essas despesas de reabilitação da categoria “Saúde” e as colocar na linha “Educação e reabilitação” pode não só deduzir o dobro (passa de 15% para 30%) como se forem despesas grandes pode ultrapassar o limite dos 800 euros sem limite superior. E se tirar os valores da educação “simples” e as colocar nesta tal linha deixa de ter esse limite. Basta andar numa escola em que tenha de pagar mensalidades para compensar usar esta linha em vez da linha Educação “normal”. Só saberá se esta dica é útil no seu caso se simular com a sua Declaração pré-preenchida e mudando estes valores como referi. É só escolher a que lhe der maior reembolso.

Com esta dica, o espectador que partilhou este pormenor vai buscar mais cerca de 1.000 euros de reembolso no IRS. Sempre ajuda nas despesas gigantes que tem com o filho. É tudo legal, obviamente. Se tem poucas retenções na fonte o resultado pode não ser muito diferente ou até nulo. Teste com os seus valores.

Pode corrigir IRS de anos anteriores

Se já entregou o IRS e não sabia disto, simule novamente, veja se melhora o seu reembolso e se for esse o caso entregue imediatamente uma Declaração de substituição para este ano e de seguida entregue declarações de Substituição para os anos anteriores até onde a Autoridade Tributária lhe permitir.

Diga-me alguma coisa se tentou e conseguiu. Para mim é importante conhecer casos reais. Não consigo testar com os meus valores porque não tenho ninguém na minha família nessas condições.

(Se este texto tiver alguma incorreção, agradeço a ajuda de algum contabilista que a corrija). Nunca vi isto em lado nenhum: ouvi a experiência desta família, li a lei, procurei e encontrei a linha no Modelo 3 do IRS, mas pode estar a falhar algum detalhe porque não consigo testar com a minha própria situação. Alguém confirma que faz isto e resulta?

Se resultar é uma boa notícia (no contexto da situação) para quem tem familiares com incapacidade. Podemos estar a falar de centenas de euros que andam perdidos nestes anos todos.



Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2019. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica. Se quiser conhecer também as dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”. É só clicar AQUI ou nas fotos dos livros.

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

PPR | Mês #8 – Quanto estou a ganhar (ou a perder) com os meus PPR (junho 2021)

Fazer PPR como investimento? Muitas pessoas, ao longo de décadas, sempre pensaram que os PPR eram apenas para a reforma e que servia para ir buscar entre 300 ou 400 euros ao IRS pela dedução fiscal, ou para baixar o spread do crédito à habitação. Foi só há cerca de 2...

Como comprar 22 bolos e salgados por 3 euros e lutar contra o desperdício

Como lutar contra o desperdício alimentar e poupar ao mesmo tempo Acabo de passar por uma pastelaria perto de minha casa, a poucos minutos dela fechar, para ir buscar uma caixa com pães, bolos e salgados que iriam literalmente para o lixo. Paguei 3 euros através da...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (21 a 27 de junho)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores que são considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que...

As exceções para entrar e sair da Área Metropolitana de Lisboa durante os fins-de-semana

Quem pode entrar e sair de Lisboa durante o fim-de-semana Como expliquei neste artigo ontem, a partir das 15h desta sexta-feira, dia 18 de junho, e até nova ordem está proibida a circulação de pessoas de e para fora dos concelhos da Grande Lisboa. Acaba de ser...

ÚLTIMA HORA – Proibição da circulação de e para fora na área metropolitana de Lisboa este fim de semana

Proibido circular de e para fora na área metropolitana de Lisboa este fim de semana O Governo acaba de anunciar que a partir das 3 da tarde de amanhã (sexta-feira) não é possível entrar e sair da área metropolitana de Lisboa. A proibição termina às 6 da manhã de...

Os meus fundos de investimento – Balanço da semana #47 (17 de junho)

Fundos de investimento - Balanço semanal Passou mais uma semana. Estou praticamente a voltar a tocar no máximo que já tive até hoje, na média dos 3 fundos. Estou a ganhar uma média de 26% com os 3 fundos que subscrevi em julho do ano passado com o dinheiro que poupei...

JUNHO – Tarifa indexada de eletricidade continua acima do mercado regulado

Este mês é MAU para aderir à tarifa indexada de eletricidade Este mês de junho está a ser o mês mais caro dos últimos 3 anos no mercado OMIE (onde as empresas vão comprar a eletricidade para lhe vender a si). É, portanto, um mau mês para começar um contrato de tarifa...

ELETRICIDADE | Preço da eletricidade sobe 3% em julho para famílias no mercado regulado

Preço da eletricidade sobe a 1 de julho para famílias no mercado regulado As tarifas da eletricidade vão subir a partir de 1 de julho para os clientes domésticos em mercado regulado, refletindo a subida dos preços da energia nos mercados grossistas, anunciou ontem a...

Painel solar fotovoltaico – Balanço de maio e junho de 2021 (mês #53 e #54)

Balanço dos meses de abril e maio de 2021 Olá! Acabo de verificar que não fiz aqui o balanço da produção do meu painel solar em abril. Peço desculpa se estiveram à espera dele. Mas não se perde pela demora. Ficam aqui os dois juntos.  Entrámos nos melhores 4 meses do...

As taxas Euribor continuam muito negativas

Taxas Euribor continuam muito negativas São boas notícias para quem tem crédito à habitação associado às taxas Euribor. Todas as 3 taxas (3, 6 e 12 meses) continuam a rondar os -0,50% (sim, negativos). O que é que isso significa? Significa que o seu banco lhe está a...

Publicidade

Publicidade

Artigos relacionados

84 Comentários

  1. Sonia

    Vou tentar fazer a substituição.. quem tem sou eu mae.. de 3 filhas.. as minhas depesas de saude entao coloco dessa alinea é isso?

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá, as que considerar que se referem educação a reabilitação, sim. Simule e veja se faz alguma diferença. Pode fazer ou não conforme os seus rendimentos.

      Responder
      • Ilda

        Será que cirurgias é internamento pode ser considerado reabilitação? Obrigada por todos os esclarecimentos e ajudas em temas tão importantes.

        Responder
      • João

        Olá Pedro.
        Tenho algumas dúvidas em relação a este assunto. Sou pai de uma menina com incapacidade de 80% ( fomos ao programa Casa Feliz no dia 23 deste mês – país da Constança). Vimos o episódio e temos faturas para “trocar de alínea”. Já tentamos e o valor do reembolso mantém-se.
        Será que poderá dar uma ajuda?
        Agradecemos 🙏
        João
        Inês

        Responder
        • Pedro Andersson

          Olá. Nunca receberá mais do que o que reteve na fonte. Em nenhuma circunstância. Será a explicação? Se recebeu juros de poupanças ou investimentos e englobar talvez possa ir ainda buscar essa retenção na fonte.

          Responder
  2. Jose

    Olá Pedro,

    tenho a situação da minha Mãe, que após um AVC e incapacidade de 90%, pago algumas das suas despesas referente a reabilitação nomeadamente terapia da fala/fisioterapia entre outras de saúde como medicação.

    No entanto, não habitando na mesma morada, posso submeter estas despesas na mesma?

    Obrigado!

    Responder
  3. Manuela Mendonça

    O IRS só pode ser corrigido nos anos a partir do qual o atestado foi passado, por exemplo se foi passado em 2017 então pode corrigir os anos de 2017, 2018 e usar em 2020 para fazer o IRS de 2019.
    Se ainda não tem o atestado mas entretanto vai obtê-lo então só para o ano é que o pode utilizar pois em 2021 fará o IRS de 2020.

    Responder
  4. Claudia Gonçalves

    Eu tenho uma experiência destas mas pela negativa. Em 2018 tive enormes despesas de tratamentos na Fundação Champalimaud e coloquei-as no quadro dos benefícios fiscais mas as finanças não aceitaram. Disseram que tinham de ser consideradas nas despesas de saúde. Confesso que este ano, apesar de ter despesas, já não tentei. Em relação a seguros de vida e PPR é garantido.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Tem de ver a diferença entre “saúde,” e reabilitação. São conceitos diferentes.

      Responder
  5. Rita

    Boa tarde
    Lar e centros de dia também entra nesta despesa uma vez que a pessoa em questão não pode estar sozinha?

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Lares é outra categoria. Confirme nas finanças 217 206 707. Se o.lar presta serviços de saúde ou reabilitação de e ter fatura a parte.

      Responder
      • Hugo Vasques Lopes

        Olá Pedro, tenho 60% e o Atestado. Experimentei trocar a tal linha que refere mas não me serviu de nada. Obrigado pela dica. E obrigado pois foi graças à sua reportagem do Atestado Multiuso que consegui o mesmo e tenho tido alguns benefícios.

        Responder
  6. Tânia Rodrigues

    Boa tarde eu sou surda e tenho incapacidade de 60% de invalidez. Faço o IRS, mas não pago nem desconto há anos.
    Mas faço muitas despesas sozinha, tais como a renda mensalmente, água, luz, gás, seguros. E não tenho direito de receber algo da parte do IRS anualmente?? Obrigada pela atenção

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Se não desconta não tem nada a receber. Nunca pode receber mais do que o que desconta. É o que está na lei…

      Responder
    • Pedro Andersson

      Tem é muitos direitos que se calhar não conhece. Tem aparelhos grátis para a surdez, sabe?

      Responder
      • Luís

        Bom dia,
        Pode dar mais detalhes sobre os aparelhos auditivos gratuitos?

        Responder
  7. Maria Carmo

    Olá Pedro Andersson
    Tenho incapacidade de 60 por cento, estou a fazer fisioterapia, será que a despesa desta especialidade também dá para por na parte de reabilitação no IRS
    Obrigado

    Responder
  8. Liliana Carvalho

    Boa noite,
    No meu agregado sou eu que tenho a incapacidade, não posso meter as despesas de educação da minha filha nessa linha? Tem que ser colocadas as despesas de quem tem a incapacidade?
    Obrigada

    Responder
  9. Fernando Teixeira

    Olá, tenho 80% de incapacidade desde janeiro deste ano, sendo assim não posso meter no IRS, os seguros de vida de 2019 certo? E para o IRS de 2020 já não tenho seguro de vida pois a casa foi paga, neste caso fiquei com prejuízo em relação ao seguro, certo?
    Eu ando a tomar medicação alternativa, ou seja medicada por um osteopata, posso deduzir no IRS, em que alinha? Obrigada.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. De facto não pode. Mas tem outros direitos para além desse. Quanto ao osteopata sugiro que ligue para as Finanças 217 206 707. Não quero induzir em erro sem querer.

      Responder
  10. Julieta Oliveira

    Bom dia no meu caso sou em que tenho a incapacidade de 83%por ser doente oncológica desde julho de 2018,faço o IRS junto com o meu marido.Este ano recebemos mais em relacao aos anos anteriores!Nao sei se o contabilista ja conhecia esta situação e referiu na decl.deste ano 2019.como posso saber se ele fez com esta situação?A minha incpac.é temporaria e Nao Permanente,sendo reavaliada em 2023.Tenho credito hab.e nao fiquei com a casa Paga,temos um filho com as despesas do Colegio,Nao trabalho desde julho de 2018.Obrigado se me puder ajudar!!

    Responder
  11. Sonia

    Bom dia a incapacidade tambem dá na visão?

    Responder
  12. Elsa Branco

    Bom dia, tenho grau de incapacidade de 70%. Os materiais de apoio (auxiliares de locomoção, ajudas à colocação da cadeira de rodas, sistemas de propulsão elétrica, almofadas anti-escaras, etc, também se podem inscrever nessatal linha? Obrigada

    Responder
  13. Lenia

    Tenho uma incapacidade de 60% por doenca de chron . Faco tratamento no hospital de 8 em 8 semanas , mas n faco reabilitação nem tenho despesas com educação. No anexo H, na opção B por defeito aparece o codigo 602. Deverei alterar para o codigo 606 ?

    Responder
  14. Ana Costa

    Boa tarde,
    O meu namorado foi diagnosticado com leucemia, em 2015, tem um atestado medico de incapacidade multiuso passado desde essa altura. a contabilista que lhe fez o irs de 2016 e 2017 não colocou a incapacidade de 68% que é o que lhe deram nas declaracões de IRS desses anos, logo eu não recebeu o que tinha em retencão em fonte, ( em 2016, foram 158 euros e 2017 foram 604 salvo erro, foi o que meu deu agora que lhe fiz nova simulação para esses anos com a incapacidade colocado no respectivo sitio) a minha questão é a seguinte, ainda posso submeter estas declarações como substituicão das anteriores colocadas pela contabilista ou não? corro risco de ter de pagar alguma coima?

    Responder
    • Zélia cruz

      Olá pedro, sou mãe , sozinha de um jovem com autismo com um atestado incapacidade permanente de 70% … ganhei sempre ordenado minimo e agora estou desempregada já à 2 anos….nunca descontei para o irs e tb nunca recebi…tenho muitas despesas com o meu filho pois para poder estar a trabalhar ele tem que estar acompanhado e andar em terapias e toma medicação….só queria confirmar se me puder ajudar se continuo na mesma situação mesmo mudando a linha no irs …obrigada. zelia cruz

      Responder
  15. Zélia cruz

    Olá pedro, sou mãe , sozinha de um jovem com autismo com um atestado incapacidade permanente de 70% … ganhei sempre ordenado minimo e agora estou desempregada já à 2 anos….nunca descontei para o irs e tb nunca recebi…tenho muitas despesas com o meu filho pois para poder estar a trabalhar ele tem que estar acompanhado e andar em terapias e toma medicação….só queria confirmar se me puder ajudar se continuo na mesma situação mesmo mudando a linha no irs …obrigada. zelia cruz

    Responder
    • Pedro Andersson

      Sim. No seu caso não vale a pena. Ele já tem todos os apoios da segurança social e para a escola?

      Responder
  16. Rui Delgado

    Simulei para este ano e para os dois anos anteriores e funciona. A poupança é significativa.
    Já enviei as declarações de substituição.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Excelente. Abraço. Sem querer entrar na sua privacidade pode dizer qual a diferença a mais nestes 3 anos caso não tivesse conhecimento desta informação?

      Responder
  17. ZELUA CRUZ

    Muito obrigado Pedro oela sua ajuda….sim o meu filho já tem os apoios da segurança social. Bem haja por nos poder ajudar e informar . Cumprimentos..zelia cruz

    Responder
  18. Pedro

    Bom dia,

    Tenho um filho com 60% de incapacidade e os encargos anuais com terapias que temos ultrapassam significativamente os 10.000€ anuais. Fiz a simulação de IRS com as informações deste artigo, e a diferença a receber é substancial, superior a 1.500€.

    As minhas dúvidas são:
    i) posso substituir o IRS dos anos anteriores, se sim, quantos anos posso substituir?

    ii) existe penalização/multa por entregar declarações de substituição de anos anteriores?

    iii) na hipótese de entregar declaração de substituição e a AT não aceitar os pressupostos, pagarei alguma multa?

    Obrigado pelo artigo e pelas dicas de poupança,
    Pedro

    Responder
  19. Sandra Melo

    Olá, meu marido é reformado por invalidez, tem uma reforma pequena eu ganho o salário mínimo, tenho direito a algum apoio? Obrigada

    Responder
  20. Fernando Teixeira

    Tendo eu 80% de incapacidade, a minha filha vai para a universidade, tenho algum benefício nas despesas de propinas, ou direito a bolsa de estudos, e se posso depois deduzir as despesas da escola na tal alínea? Os melhores cumprimentos, obrigada.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Essa dedução é só para o próprio. Posso perguntar se teve a sua doença antes dos 55 anos?

      Responder
  21. Luísa

    Boa noite.
    Tenho o meu pai com o certificado de incapacidade de 60 %.
    Nunca o coloquei no Irs connosco. Será que vale a pena?
    Obrigado

    Responder
  22. Fernando Teixeira

    Boa tarde, respondendo ao Pedro Andersson sim tenho 47 anos, e tenho o atestado desde Janeiro deste ano. Obrigada.

    Responder
      • sonia duarte

        Boa tarde Sr Pedro,
        Eu fui tentar fazer isso da alinea ate fiz print mas acho k nao consigo mostrar por aqui. Eles pedem um nif qhe nao seja o nosso e no país nao ha portugal

        Responder
  23. Dania Dinis

    Em primeiro lugar obrigada por esta informação tao pertinente
    Tenho um filho portador de uma doença rara, 76% de incapacidade, o gasto anual em terapias é muito elevado e não nos é reembolsado todo o valor que descontamos para IRS. Tentei no e-faturas alterar as faturas referentes à reabilitação da classificação de saúde para educação. As do ano 2020 a plataforma refere que os contribuintes não têm o CAE correspondente. Dos anos anteriores não permite a alteração.
    Gostaria de verificar se a alteração nos pode trazer benefícios. Mas não sei como fazê-lo.
    Obrigada pela disponibilidade

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá dania. Não é no EFatura. É mesmo no modelo 3 do IRS. Simule a diferença e diga-me o resultado 🙂

      Responder
  24. Fernando Teixeira

    PSI, pensão social inclusão? Sim.

    Responder
  25. Filipe

    Tenho efetuado o IRS para uma pessoa com incapacidade superior a 90%, e tenho colocado as despesas com consultas e fisioterapia ao abrigo dessa alinea.
    Quando fui chamado para apresentar os comprovativos por divergencia com os valores pre-preenchidos, tudo foi aceite com a indicaçao que teem de ser relacionadas com a incapacidade.

    Portanto, é fazer uma listagem em excel das despesas que constam no e-fatura declaradas como saude.
    Depois colocar, linha a linha, com o nif e valor no campo 606 as que estao relacionadas com a incapacidade.

    E no total das despesas de saude, SUBTRAIR os valores declarados no 606.

    Exemplo :
    Total despesas saude 500€
    Altera-se para as alineas 606, um total de 400€
    Tem de se alterar o total das despesas saude para 100€.

    PS: Foi solicitado a PSI, para esta pessoa em Novembro de 2019 ate a data de hoje continua sem qualquer resposta.
    Provavel virá recusada pois apesar de reformada por invalidez ha 40 anos nao existem as provas disso. (a SS transformou a reforma por incapacidade em reforma por velhice automaticamente algures durante os anos)

    Responder
  26. Fatima da Conceição

    Boa tarde,
    Sou portadora desde os 54 anos ( tenho 59) de uma deficiência de 60%,
    Estou com dificuldade em simular o meu IRS com a linha 606, pois após colocar o meu NIF e a importância aplicada solicitam obrigatoriamente um NIF português da entidade gestora/donatária ( o que é isso?
    Agradeço a sua ajuda para este assunto?

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá é o NIF da instituição que lhe passou cada fatura.

      Responder
  27. Paula Cristina Marques

    Boa tarde,
    Não consigo encontrar Portugal para seleccionar e o NIF que pede é das diferentes entidades saúde e educação?
    Muito obrigado

    Responder
  28. Jorge

    Pedro. Tenho uma filha maior de idade com atestado multiuso de 60%. O PSI na sua componente base depende do rendimento da família ou só da minha filha que já é maior se idade?

    Responder
  29. Paula Cristina Marques

    Temos que registar fatura a fatura, ou o total de cada prestador de serviços ou d cada farmácia?

    Responder
    • Paula F

      Boa tarde, a suas dicas têm me ajudado muito. Após 2 anos de espera já tenho o meu atestado multiusos com incapacidade 62%.(tudo por tenho visto o contas poupanças). Agora a minha dúvida se devo alterar o meu irs2019? , já que obtive pelas finanças incapacidade início 01 /01/2019.

      Responder
  30. César Monteiro

    Não li as respostas anteriores por falta de tempo.
    Quero informar que os quem tem ou teve doença cancerosa tem direito a incapacidade pelo menos de 60%.
    Tem dedução no irs, passa a estar isento de taxas moderadoras, desconto no selo do carro etc.
    Normalmente os médicos que tratam estes doentes conhecem a lei e passam logo um atestado para o médico de família os enviar a uma junta médica onde são declarados com a incapacidade.
    No meu caso tive 80% e tenho tido benefícios assinaláveis no irs.

    Responder
  31. Fernanda Moreira

    Bom dia
    Tenho uma incapacidade de 60%, 55 anos e 36 anos de descontos sou funcionária pública.
    Gostaria de saber se posso me reformar e qual a penalização que me é atribuida.
    Obrigada

    Responder
  32. João Fernandes

    Boa Tarde Pedro.
    Antes de mais quero agradecer o excelente trabalho que vem produzindo neste SITE.
    Segui o seu conselho e este ano alterei o meu IRS de 2018 e 2017 ( a AT não deixa ir mais atrás) relativamente aos seguros de vida de pessoa com deficiencia..
    Resultado… fui reembolsado em 539€ no total dos dois anos… Uma Ótima poupança.
    Também aderi ao programa INCLUI da MEO e tenho uma poupança mensal de 30% do valor da assinatura..
    Tudo isto graças ao excelente trabalho que vem prestando.
    Uma vez mais o meu muito obrigado.

    Responder
  33. Sandra Afonso

    Obrigada pela ajuda,
    Ia pagar 40 euros sensivelmente com a alteração dessa alínea vou receber 900 e pouco com um dependente com atestado de 60%

    Responder
  34. Odelinda Maria Coutinho carvalho

    Boa noite a primeira incapacidade que me atribuiram foi de 60%.
    Na segunda vez a medica pediu novamente os 60% mas quando fui a junta médica baixaram me para 25%. Quero saber se isto pode ser feito??

    Responder
  35. Paula Costa

    Boa tarde Andersson pode me ajudar por favor, meu marido tem protesse na anca a mais de 10 anos mas só agora ficamos a saber do atestado multiusos estamos a espera de junta medica que neste momento esta parada devido ao covid 19, a minha pergunta é a seguinte qual a percentagem que ele pode ter com pretesse na anca e se passar os 55 anos sem ser avaliado
    podem lhe negar o apoio ele faz os 55 anos para o ano.Obrigado!

    Responder
  36. Florinda Gomes

    Bom dia Sr. Pedro.
    O meu menino tem uma surdez rara e evolutiva e cataratas congênitas, o atestado multiuso é de 52%, desse lado não tem direito a nada, só mesmo a partir de 60%, que talvez já tenha, pois já evoluiu a surdez. Só se renova aquando o actual caducar ??
    Em 2018, tivemos de comprar próteses auditivas, com valor de 2 900€, mas fazendo nós o IRS, alertaram-nos que, só o deviamos ter mal feito, pois só recebemos o que se descontou.
    Pergunto-mo, como deveríamos ter preenchido esta despesa no modelo 3 ??
    O Sr. Pedro referiu mais acima as próteses grátis sim, disse haver mais direitos, quais são ??
    Pois na nossa Seg. Social não dizem nada.
    Muito obrigada pelo seu apoio e dicas, desconhecia o Sr., prazer.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Deve pedir nova junta médica assim que reabrirem. No IRS do devolvem no máximo o que descontou. Em qualquer circunstância.

      Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Sobre direitis pesquise no motor de busca no blogue “guia pessoas com deficiência”. Tem praticamente todos.

      Responder
  37. Jorge Serrano

    Bom dia Pedro.
    Grato por mais um excelente artigo.
    Pode ajudar-me a esclarecer mais um ponto ?
    O meu filho tem 60% de incapacidade atestada pelo AMIM.
    Frequenta Terapia da Fala e Ocupacional, se bem que só temos encargos com a da Fala.
    Como temos ADSE constumo enviar para eles todas as faturas para que me reembolsem consoante a tabela em vigor alguma parte das despesas. Assim a minha questão é,
    Quando altero a despesa de saúde relativa à Terapia da Fala, altero o total do valor que aparece ou só a parte que não me é reembolsada pela ADSE ?
    Este valor já percebi que é alterado no preenchimento da declaração de IRS, mas temos de ver no EFATURA, neste caso do meu filho, o montante das despesas de saúde e quais se podem enquadrar nesta linha correto ? Como dizia alguém atrás, até importante efetuar uma tabela excel para controlar isso melhor.

    Obrigado pelo seu trabalho.
    Cumprimentos
    Jorge Serrano

    Responder
    • Pedro Andersson

      Caro Jorge, suponho que é só a parte não reembolsada, mas deve confirmar junto das Finanças. 217206707. Não quero induzir em erro sem querer.

      Responder
  38. Patrícia Sá

    Boa tarde caro Pedro Andersson.
    O meu marido o ano passado em dezembro foi a junta médica de incapacidade permanente para ser avaliado uma vez que terminou os três anos de baixa e encontra-se incapacitado para exercer as funções que fazia. No entanto até ao momento não recebeu nenhuma resposta se está ou não reformado por invalidez. Tem ido aos balcões da segurança social, alguns dizem que ele já se encontra incapacitado no sistema outros dizem que não lhe podem dar essa informação outros dizem que tem que aguardar pela resposta do cnp. Mas o que é certo é que com um subsídio provisório ninguém se consegue sustentar e já lá vão quase 8 meses sem resposta… O que pode ele fazer para que possa ter uma resposta?
    Obrigada.

    Responder
  39. Filipe

    Antes de mais muito obrigado por estas dicas.
    Alterei as despesas de educação e saude da minha filha mais nova, que tem 60% de incapacidade, e o resultado foi um aumento de 1250€.
    Entreguei a declaração de substituição dia 14 de Julho e já fui reembolsado.
    Queria no entanto perguntar, se terei de pagar alguma multa, por ter entregue a declaração de substituição fora do prazo.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Que bom. Mesmo que pague 25 euros de multa, compensou e bem 🙂

      Responder
  40. alexandreargueles@gmail.com

    Boa tarde! Tenho outra situação semelhante para portadores de incapacidade: Em vez de colocarem os descontos para a segurança social/caixa geral de aposentações/caixa de previdência dos bancários ou advogados, etc no campo 4 A “contribuições” do Anexo A, colocam-se no campo 6. B do Anexo H com o código 604. Dará um desconto de 130 euros para casados ou 65 para solteiros no IRS a pagar ou um acréscimo se for a receber. A maioria das pessoas não faz isto, senão avalie.

    Responder
    • Alexandre Argueles

      Por favor apague o e-mail que por lapso ficou no início do comentário. Alexandre Argueles.

      Responder
    • Alexandre

      Afinal não se aplica, as finanças já me esclareceram. Obrigado.

      Responder
  41. Rui Simões

    Boa tarde Sr Pedro. As despesas de farmácia da pessoa com grau superior a 60% também podem ser colocadas nesse campo 606?

    Responder
  42. Ana Margarida Antunes Valente

    Bom dia,

    Tenho uma incapacidade de 60%. Devido ao problema que me originou os 60% de incapacidade, tenho tido consultas de psicologia. Posso considerar estas consultas “educação e reabilitação” ou essa linha é exclusiva para terapias (fisioterapia, terapia da fala e afins)?

    Obrigada

    Responder
    • Pedro Andersson

      É uma reabilitação na minha opinião. Mas tem de decidir por si. Por exemplo, psicoterapia é uma terapia sem a mínima dúvida…

      Responder
      • Ana Valente

        Obrigada. De facto foi aceite pela AT, juntamente com despesas de educação associadas a uma pós graduação que fiz. Consegui cerca de 500€ comparando com a declaração sem este ajuste.

        Responder
  43. delfina maria silva oliveira

    Boa tarde,
    Fui reformada no inicio de dezembro de 2019, pela própria instituição onde trabalhava, por incapacidade para o trabalho (foro psicológico).
    no final do ano recebi os valores a que tinha direito , nomeadamente , premio de antiguidade,(equivalente a te salários, porque fazia os 30 anos de serviço, condição que vigorava na empresa), assim como acertos relativamente ao tempo não gozado, de férias, etc.
    esses valores foram sujeitos a uma retenção na fonte de 32 %e 37%, conforme o montante pago em recibos diferentes.
    sendo que o recibo de vencimento tinha, sempre, uma retenção na fonte de 22%.
    Perante esta situação de reforma por invalidez, e uma vez que os subsídios forma antecipados(em função dos anos decorridos), quando fiz o IRS, de 2019, o valor a liquidar pelas finanças, não deveria conter a atualização/correção do valor retido, para os 17%(16,90%) ?

    Por outro lado o multiusos , que foi solicitado, e, janeiro de 2020, cuja junta médica só veio a acontecer em fevereiro deste ano, 2021.
    Cuja razão maior do atraso se deveu ao estado de pandemia , que atravessamos desde Março do ano passado, como se sabe.
    Não pode ser utilizado através de uma substituição da entrega da declaração de IRS ?
    Afinal de contas, se tivesse tido a junta medica mais sedo poderia ter recorrido a essa substituição perante um prazo menor de espera para ter o multiusos (permitido pelas finanças)?

    Ou será que dado a situação de pandemia e os seus efeitos colaterais, eu ainda posso fazer essa substituição de IRS 2019?

    Solicito, encarecidamente, que tente encontra uma resposta para as minhas questões.
    Sou mãe solteira de um filho de 22 anos que está na universidade, e cujas despesas abundam, apesar de ser uma universidade publica, no entanto o mestrado em arquitetura fica muito dispendioso.
    essa diferença de do valor liquidado pelas finanças e o que poderia ter sido, se estas minha questões fossem consideradas positivas,
    seria por demais importante para repor a minha débil situação financeira( com a liquidação), por ter recorrido bem mais à utilização de cartões de crédito para fazer face a todas as despesas.

    Agradeço desde já a sua atenção pelo tempo despendido na leitura de uma exposição tão grande.
    Aguardo ansiosamente por uma resposta, e ou uma indicação do que devo fazer perante o meu caso em concreto.

    Muito obrigada

    Atenciosamente,
    Delfina Oliveira

    Responder
  44. Beatriz Rodrigues

    Olá! Esta situação só se aplica em casos de incapacidade de 60% ou mais? No caso de necessidades especiais que incluam terapia da fala, ocupacional e consultas de psicologia por atraso no desenvolvimento em crianças de idade escolar, não? É precisamente o o desenvolvimento da educação que está aqui em causa, ente outros, claro. Sabe indicar-me? Obrigada pelas dicas.

    Responder

Trackbacks/Pingbacks

  1. Com pelo menos 60% de incapacidade, troque uma linha e pode receber mais centenas de euros no IRS (VÍDEO) - […] Susana sempre pensou que ia buscar todos os benefícios a que tinha direito. Mas quando leu este este artigo…

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.