O pior seguro de vida que já vi

Escrito por Pedro Andersson

26.01.20

}
5 min de leitura

Publicidade

E o seu é dos bons ou dos maus?

ESTE ARTIGO FOI ATUALIZADO AQUI

Há vários anos que, em várias reportagens e artigos, vos tento alertar para a importância de saberem qual é o tipo de seguro de vida que têm associado ao vosso crédito à habitação. Se tiverem o “bom” ficam com a casa paga ao banco se tiverem uma determinada percentagem de incapacidade (em alguns casos é só o atestado de incapacidade multiuso, mas na maioria das situações terão de ficar reformados por invalidez). Se tiverem o “mau” ficam na pior situação possível: ficam com a incapacidade, menores rendimentos e ainda têm de continuar a pagar a casa.

Claro que ninguém gosta de pensar nisto, mas alguém tem de vos alertar para esta possibilidade. Seja rico, pobre ou remediado, o imprevisto acontece a todos.

Ao longo destes anos, já são quase 10 as casas que foram “pagas” pelo Contas-poupança, porque as pessoas tinham tido essas infelicidades e não faziam ideia de que bastava acionar o seguro.

Tem AQUI nest link vários exemplos e mais alguns artigos que o ajudam a entender este assunto.

O pior seguro de sempre

Escrevo este artigo porque uma leitora contactou-me a perguntar se o seguro dela era bom ou mau. E o que é que eu descobri? Descobri a pior apólice que eu alguma vez li.

E o caso é dos mais terríveis de todos. É de um casal que – numa situação normal, com o seguro “bom” – teria claramente a casa paga.

Olá. Eu e o meu marido estamos a pagar a casa à CGD, ele tem incapacidade de 80% e eu de 76%, mas o seguro não quer liquidar o resto do empréstimo porque existe uma cláusula que diz que só estamos abrangidos em caso de morte. No entanto a minha pergunta é, será que como temos os atestados de incapacidade multiusos, podíamos ter um a redução no valor do seguro mensal?

O casal contactou a seguradora e a resposta que obtiveram é que a apólice só cobria a morte até aos 80 anos, e excluía a invalidez absoluta quer por doença, quer por acidente.

De facto, parece ser mesmo assim. Não sou mediador de seguros, nem tenho nenhuma formação nesta área, mas podem ler o mesmo que eu. É o tal IAD, mas tem ainda uma situação pior. É que mesmo esse IAD (que é ficar a piscar os olhinhos) foi excluído.

A minha pergunta é: Quantas pessoas assinaram de cruz (como eu) o seguro de vida quando fizeram o crédito à habitação e NÃO FAZEM A MÍNIMA IDEIA DO QUE ASSINARAM?

No caso deste casal, já não podem fazer nada porque a infelicidade já bateu à porta deles. Mas você, que está a ler este artigo, AINDA PODE fazer alguma coisa.

Tem de saber (caso ainda não saiba) que tipo de seguro de vida tem e ALTERÁ-LO para o ITP com as melhores coberturas que seja possível. Por favor não me peça para o aconselhar nesse aspeto. Eu sou só jornalista. Recebo dezenas e dezenas de mensagens a que não consigo (nem quero porque é uma enorme responsabilidade) responder porque tem de se aconselhar com profissionais da área que conhecem muito mais do que eu sobre seguros. O meu objetivo é alertá-lo. É você que tem de se mexer.

Informe-se

Basta ir a um mediador que encontre no seu bairro ou na sua cidade. Eles terão (suponho) gosto em ajudá-lo gratuitamente porque é o trabalho deles. A comissão que eles receberão é da seguradora que fizer o melhor preço para si. Portanto, ficam a ganhar os dois. A decisão final é sempre sua.

Em caso de dúvida vá a dois ou 3 mediadores e só assina (se tiver de mudar alguma coisa) quando tiver a certeza do que estiver a fazer.

O que lhe peço é que não seja apanhado de surpresa pelas circunstâncias. Tem na internet centenas de artigos sobre como escolher o melhor seguro no blogue Contas-poupança e em muitos outros blogues, até de mediadores de seguros. Por favor, informe-se.

Ligue para a sua seguradora e faça perguntas

Saiba o que está coberto e o que não está. Se não percebe nada disto ligue para o seu apoio ao cliente e diga apenas isto: “Queria saber se o meu seguro de vida é dos bons ou dos maus”. Eles vão perceber imediatamente a que se está a referir. E pergunte quanto pagaria a mais se mudar para o “bom”. Se for muito caro faça a mesma pergunta noutras seguradoras. É tão simples quanto isto.

Cuidado com as exclusões. No caso deste casal, nem o “mau” tinham. Dramático.



Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2019. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica. Se quiser conhecer também as dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”. É só clicar AQUI ou nas fotos dos livros.

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

PPR | Mês #24 e #25 – Quanto estou a ganhar (ou a perder) com os meus PPR (Outubro e Novembro 2022)

Vale a pena fazer um PPR como investimento? Neste momento, as perdas já estão mais reduzidas. Estive a "perder" 560 euros em Setembro, mas passados estes dois meses, os meus PPR já recuperaram cerca de metade. Ainda tenho a soma dos meus PPR com valores negativos, mas...

Painel solar fotovoltaico – Balanço Outubro de 2022 (Mês #71)

Balanço de Outubro de 2022 Estou a tentar recuperar os meus balanços perdidos. Segue agora o balanço de produção dos meus painéis solares em Outubro e dentro de 15 dias faço o de Novembro. E depois - espero - volto a entrar no ritmo mensal normal. Para os que chegaram...

PODCAST | #142 – Conheça a lei que obriga os bancos a renegociar o crédito à habitação

Conheça os seus direitos se precisar renegociar o seu crédito à habitação A lei que tantos esperavam já está em vigor. Foi publicada em Diário da República e agora os bancos têm até meados de Janeiro de 2023 para fazer a lista dos clientes que preenchem os requisitos...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (5 a 11 de dezembro)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores que são considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que...

EURIBOR | Prestação da casa sobe entre 108 e 251 euros em Dezembro

Prestação da casa pode subir 250 euros em dezembro A prestação da casa paga pelos clientes bancários no crédito à habitação vai subir acentuadamente este mês nos contratos indexados à Euribor a 3, 6 e 12 meses, face às últimas revisões, segundo a simulação da...

CRIPTOMOEDAS | Estou a ganhar ou a perder dinheiro? (Mês #8 a #11 – Agosto a Novembro 2022)

O meu investimento em Criptomoedas - Balanço #8 a #11 (Agosto a Novembro de 2022) Fui ver há quanto tempo não fazia este balanço de quanto estou a ganhar ou a perder com o meu "investimento" em criptomoedas e apercebi-me que já não fazia este balanço mensal desde...

REFORMAS | Quem se reformar antecipadamente em 2023 vai ter uma corte de “apenas” 13,8%

Corte nas pensões pelo fator de sustentabilidade recua para 13,8% em 2023 O corte das pensões por via do fator de sustentabilidade, aplicado a algumas reformas antecipadas, vai ser de 13,8% em 2023, recuando face aos 14,06% deste ano, segundo cálculos com base em...

EURIBOR | Lei da renegociação do crédito à habitação já está em vigor – Como funciona?

Conheça as regras para a renegociação dos créditos à habitação A lei acaba de ser publicada (na sexta-feira) e entrou em vigor no sábado passado (dia 26 de Novembro). É a famosa lei que vai “obrigar” os bancos a renegociar os créditos à habitação sempre que a taxa de...

EURIBOR | Taxas sobem a 3, 6 e 12 meses para máximos de 14 anos (2009)

Taxas Euribor sobem a 3, 6 e 12 meses para máximos de 14 anos As taxas Euribor subiram hoje para novos máximos desde o início de 2009 a três, seis e 12 meses. A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação avançou hoje para 2,436%,...

PODCAST | #141 – Se baixar o spread, o banco pode subir a minha prestação da casa? (A pergunta do Bruno)

O BANCO PODE AUMENTAR A MINHA PRESTAÇÃO SE EU PEDIR PARA BAIXAR O SPREAD? Esta foi a pergunta do Bruno, à qual respondo neste episódio do podcast. A esta pergunta juntam-se muitas outras, porque os bancos estão a receber uma verdadeira enxurrada de pedidos de...

Publicidade

Publicidade

Artigos relacionados

8 Comentários

  1. Emília Duro

    Sr. Pedro Andersson
    Boa noite
    Gostaria de lhe colocar a seguinte questão
    O aumento do spread relativo ao Credito habitação efetuado pelo banco decorrente da mudança de seguradora implica que o banco passe a cobrar juros decorrente desta mudança de spread ? a arescentar ao valor da amortização mensal(uma vez que a euribor se mantem negativa?
    Com os melhores cumprimentos
    Emilia Duro

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Sim. A consequência é o aumento dos juros (spread)

      Responder
    • Paulo Rodrigues

      Sr pedro tenho um seguro vida a favor da casa, no crédito agricula, e foi informado que o seguro e ITD , invalidez total defenitiva, ja tentei saber melhor mas o banco so responde que e bom, sera mesmo.

      Responder
      • Pedro Andersson

        Olá. Sim. É igual. Se a cobertura é de incapacidade entre 60 e 66,6% está tudo ok.

        Responder
  2. maria

    Não deve haver pior que a GNB SEGUROS = GAMA LIFE do Novo Banco…….Pura burla é péssimo. Uma cambada de trafulheiros

    Responder
  3. Joao Perestrelo

    Caro Pedro,
    Após ver a sua abordagem relativa a este assunto, fui procurar e reparei que o meu seguro nem ITP nem IAD, mas sim um ITD( invalidez total e definitiva)!! Parece que misturaram os termos de ambos. Tem algo a dizer sobre isto?

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. É a mesma coisa que ITP. Confirme junto da seguradora.

      Responder
  4. António

    Boa tarde
    Eu resido em Santa Maria da Feira, e com 60% de incapacidade tenho direito prestação social de inclusão e tenho o meu pai com mais de 80% de incapacidade também tenho direito a pedir o subsidio de cuidador informal, estava-me a esquecer de mencionar isto é que eu tenho uma pensão de invalidez relativa de 297€, não sei se posso acrescentar mais alguma coisa queria

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.