VÍDEO – Poupe dinheiro com as Garantias dos seus aparelhos, brinquedos, roupa e calçado

Escrito por Pedro Andersson

24.04.19

}
6 min de leitura

Publicidade

Tem as suas garantias organizadas?

Não acionar uma garantia é PERDER DINHEIRO.
Normalmente quando falamos em “Garantias” só pensamos em grande compras (grandes eletrodomésticos, carros e eventualmente a qualidade de construção da sua casa). Mas e o resto?
Sim, não se pode esquecer de que tudo o que compra tem alguma garantia. Quando compra uma roupa é suposto que ela dure algum tempo com a qualidade que tinha quando a comprou; quando compra um brinquedo é suposto que ele dure algum tempo nas mãos de uma criança; quando compra uns sapatos ou uma mala é suposto que durem pelo menos alguns meses sem se desfazerem apesar de os usar (é para isso que eles servem, certo?)
Mas acionar as garantias de um eletrodoméstico ou qualquer outro aparelho por vezes uma autêntica dor de cabeça. Em muitos casos, há aparelhos que avariam e temos de ser nós a suportar as despesas porque não encontramos os papéis ou nem nos lembramos se ainda está dentro do prazo ou não. Ou podíamos ter extendido a garantia porque a máquina de lavar ou secar já estava a fazer uns barulhos esquisitos mas não o fizemos porque não nos lembramos da data em que a compramos.

Uma app que guarda as garantias

Um aviso prévio: é óbvio que pode guardar as suas faturas e garantias como quiser e não precisa de aplicação nenhuma. Estou a falar desta porque – como já sabem como este blogue funciona e os critérios editoriais da rubrica – uso esta aplicação há muitos meses e acho que ela é útil e facilita a minha vida. Se é útil para mim – e testei-a  pessoalmente – pode ser útil para outros. Não é publicidade, para mim é informação útil. Sei que estas reportagens podem ser polémicas mas é um risco que assumo.
A aplicação chama-se “Keep Warranty” (tem para android e iphone) e foi criada por portugueses. Traduzindo à letra é qualquer coisa como “Guarda Garantias”. É daquela ideias simples que podem ser muito úteis. Sempre que comprar alguma coisa que possa avariar ou estragar-se, tira uma fotografia à fatura, junta mais alguma informação relevante e guarda esse registo no telemóvel. Pode achar que não, mas um dia esta app pode dar-lhe jeito.
Como escrevi acima, normalmente guardamos as faturas e as garantias dos eletrodomésticos maiores, mas esquecemo-nos rapidamente dos pequenos eletrodomésticos, jogos, brinquedos, mobília, peças do automóvel,  e até calçado e roupa. Lembre-se sempre que a garantia dos produtos é um direito seu enquanto consumidor. Se gastou dinheiro (mesmo que seja pouco) num produto é suposto que ele dure o tempo prometido ou pelo menos um tempo razoável.
Claro que pode guardar as faturas de outras maneiras, mas neste caso a aplicação tem algumas vantagens: Avisa-o por e-mail do fim do prazo um mês antes, uma semana antes e um dia antes. E pode guardar por categorias e pesquisar por nome do equipamento e por loja e pode ver ainda quais as garantias que estão prestes a expirar só para andar em cima de alguma “urgência”.
O aviso permite-lhe avaliar, por exemplo, se deve pedir uma extensão de garantia. Um dia depois pode ser tarde demais.

Quanto custa?

Nada. A Keep Warranty não cobra nada aos utilizadores por usarem a aplicação. No futuro pretende propor serviços adicionais aos utilizadores e cobrará comissões às empresas mas apenas se os clientes contratarem alguma coisa. O utilizador da aplicação nunca pagará nada.
Por estranho que pareça, o que os utilizadores mais registam na aplicação é roupa e calçado. Coisas a que normalmente não damos atenção e podemos estar a perder dinheiro por não usarmos os nosso direitos enquanto consumidores. Por exemplo conheço uma pessoa que quando as malhas criam borboto vai à loja reclamar e por vezes trocam a peça. Se isso faz sentido para si ou não é outra questão. Avalie.
O desafio, claro, é provar que não foi uma má utilização.  Mas em todo o caso sem a fatura é que não pode fazer nada, mesmo que tenha razão.
Instala a aplicação. Regista-se. Tira a foto à fatura assim que faz a compra, preenche os dados necessários e não tem de se preocupar mais com o assunto até a app o avisar da aproximação do fim da garantia.
A informação fica guardada na nuvem e mesmo que perca o telemóvel ou os originais é só descarregar outra vez a aplicação e os seus dados são recuperados. Tem, obviamente, de dar autorização para que eles guardem os seus dados. Avalie o que é da sua privacidade absoluta e o que pode ficar na nuvem (na internet). Só regista o que quiser. Um dia que precise, mostra a fotografia na loja, eles encontram a fatura e tentam resolver a situação.
Tem várias categorias: eletrodomésticos, tecnologia, brinquedos e puericultura, desporto e lazer, ferramentas, moda e acessórios, decoração e mobiliário, carros, motas e outros. A lista é gigante e pode incluir tudo o que entender.
As lâmpadas são um dos produtos que os portugueses se esquecem que têm garantia. As embalagens prometem milhares de horas de utilização e anos a perder de vista. Mas muitas vezes meses depois já fundiram. Com a aplicação ou sem a aplicação pode e deve guardar sempre as faturas das lâmpadas.
Eu escrevo sempre na própria lâmpada a data em que elas começaram a funcionar e fotografo as faturas correspondentes. Se elas fundirem antes das horas prometidas, vou à loja e troco por umas novas sem pagar nada. Até agora quase todas têm fundido antes de fazerem 2 anos. Por outro lado, fico a saber quais são as marcas que duram mais por terem mais qualidade. Só saberá se anotar a data em que começaram a ser utilizadas.
Sublinho que a garantia das lâmpadas não contempla má utilização ou problemas de instalação elétrica. O problema pode não estar nas lâmpadas e assim acabaria por ser injusto para os fabricantes dessa marca ou para essa loja.
Como viu, basta tirar algumas fotografias e perder dois ou 3 minutos sempre que comprar um aparelho novo para garantir que vai mesmo usar a garantia quando precisar. Se avariar, pode ser a diferença entre ser o fabricante a pagar ou a despesa sair do seu bolso.
Pode ver ou rever a reportagem desta semana do Contas-poupança neste link da SIC Notícias:

https://sicnoticias.pt/programas/contaspoupanca/2019-04-24-Como-poupar-dinheiro-com-as-garantias

Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA”
34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2018.
É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica.

Se quiser um resumo claro e prático das dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”.
É só clicar AQUI abaixo.

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança.

(Todas as dicas da semana num só e-mail).


 

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

Fundo Ambiental já começou a reembolsar beneficiários

Pagamentos deviam ter começado em janeiro Os beneficiários do programa Edifícios mais Sustentáveis de 2023 do Fundo Ambiental vão finalmente ser reembolsados, segundo anunciou o Ministério do Ambiente e Energia numa nota de impresa enviada à Agência Lusa. Os...

Taxa de juro na habitação voltou a baixar em junho

Trata-se da quinta descida consecutiva da taxa de juro A taxa de juro implícita no crédito à habitação tem vindo a cair lentamente depois de ter atingido um pico em janeiro de 2024, atingindo uma média de 4,657%. De acordo com o Instituto Nacional de Estatística...

EURIBOR HOJE | Taxas sobem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

PODCAST | #259 – O que já fez para melhorar a sua vida financeira?

Estamos a meio do ano - O que já fez até agora? Chegámos a meio do ano. Normalmente, em dezembro ou janeiro decidimos uma série de coisas e traçamos objetivos que depois desaparecem como que por "magia" à espera do ano seguinte. Porquê, se hoje é um bom dia para...

Se quiser investir é melhor um PPR ou um ETF? (Mês #34 – Junho 24)

PPR vs. ETF: Qual é melhor para investir a longo prazo? Nos últimos anos, com o aumento da literacia financeira (e aqui no Contas-poupança orgulhamo-nos de fazer paret desse percurso), milhares de portugueses descobriram que os PPR podiam servir para ganhar dinheiro e...

FRAUDE | Fisco alerta para e-mails falsos com imagem da AT

Fisco alerta para e-mails fraudulentos com recurso à imagem da Autoridade Tributária A Autoridade Tributária e Aduaneira emitiu um alerta de segurança sobre mensagens de correio eletrónico fraudulentas, pedindo que sejam ignoradas. "A Autoridade Tributária e Aduaneira...

PodTEXT | Quantas vezes posso trocar de Crédito à habitação e de seguro de vida?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

EURIBOR HOJE | Taxas sobem a 3 e 6 meses e descem a 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (22 a 28 de julho)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

Quais as regiões mais caras e mais baratas para comprar casa?

Grande Lisboa e Algarve dominam entre regiões mais caras Esta semana, o Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou dados relativos ao primeiro trimestre de 2024 que revelam que o preço mediano de habitação em Portugal subiu 5%, colocando o valor mediano por...

Publicidade

Artigos relacionados

11 Comentários

  1. Marco Lopes

    Engraçado que um dos assuntos que se fala na peça é a garantia sobre a roupa e o calçado… já devolvi calçado com mais de 1 ANO de uso, em que se verificou defeito. É claro que existem lojas e LOJAS!!! Se o comerciante levantar muitos problemas, perde um cliente. NUNCA tive problemas com a SportZone ou com a Decathlon Guimarães. Já as sapatarias de rua, bem… essas são para esquecer!!! NUNCA mais lá volto – sapatarias e lojas de roupa.

    Responder
  2. CP

    Pedro,
    Cá em casa passámos a usar a sua dica para as lampâdas, mas relativamente ao resto, é como diz, apenas nos lembramos das grandes compras. Já usei garantias de uns ténis e de umas calças, mas foram casos únicos…
    Gostei muito do conteúdo do artigo de hoje, pois é nestas dicas simples que fazem muita diferença ao fim do mês, na carteira.
    Fico sempre espantada com a quantidade de dicas úteis que já me ensinou e me continua a ensinar!
    Obrigada e bom trabalho.

    Responder
  3. I. Rodrigues

    Pedro
    Obrigada por mais uma boa dica para todos os consumidores. Por acaso em termos de vestuário e calçado nunca me lembrei das garantias. Guardo as facturas apenas por motivos de controlo de economia doméstica, mas nunca me lembrei do motivo da garantia. Vou passar a fazê-lo também por esse motivo.
    Seria bom também um dia destes falar dos prazos das garantias, pois anda muita gente a ser enganada, nomeadamente com os prazos das garantias das baterias de telemóvel e de computador ou até mesmo dos carregadores e outros acessórios. A lei diz que são dois anos para tudo, mas as lojas insistem nos 6 meses e os clientes que não conhecem a lei, deixam-se levar e acabam por comprar por exemplo uma bateria nova quando a que avariou só tinha 7 meses e podiam ter direito a uma nova sem mais encargos.
    Quando puder aborde no programa este assunto também.
    Obrigada mais uma vez.

    Responder
  4. Paulo

    Ora ai está mais uma boa sugestão. Será que não é preciso ter o original?

    Responder
    • Pedro Andersson

      É sempre melhor, mas com a foto eles recuperam o original.

      Responder
  5. Lino Meneses

    O “post” do Miguel é bastante pertinente. Há que salvaguardar sempre as questões da privacidade dos nossos dados pessoais. Até que ponto esta “app” tem garantias nessa matéria?
    Outra questão também pertinente. Calçado e vestuário têm que prazo de garantia? Desconfio que não seja também 2 anos. Depende do critério do vendedor ou existe alguma especificação na lei referente a estes produtos?
    Cumprimentos,
    Lino Meneses

    Responder
  6. Diogo Vieira

    Bom dia,
    Relativamente às faturas não somos obrigados a guardar em papel? Basta guardar digitalmente?
    Obrigado

    Responder
  7. Maria Silva

    Boa Noite, gostaria de saber, o seguinte:
    Comprei um caso em vinil, somente para chuva, muito raramente o usava em dia de sol, é um casaco de marca, este ano, Abril de 2020, via que o casaco estava a “rachar”, abrir todo debaixo dos braços, pois não sei, se já estava muito antes, pois é um zona que não está muito visível, está com tendência abrir todo! tenho o talão da compra, que foi em 16/12/2018, fui reclamar à loja, e a Sra disse para deixar o casaco, pois ia fazer a reclamação junto da marca, depois e segundo a Sra. a marca disse que não tem o mesmo produto e não teve queixas! Não faz a troca, nem qualquer devolução de valor ou de outro artigo!
    Isto é normal, quanto tempo tenho de reclamação? fico eu com o prejuízo!?
    Obrigada.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Passado tanto tempo o seu caso já não é de fácil resolução. Mas pode tentar um Centro de arbitragem. O juiz decidirá.

      Responder

Trackbacks/Pingbacks

  1. Save money with the warranties of your gadgets, toys, clothes and shoes - […] Contas Poupança Interview […]
  2. Uma Vantagem Inesperada Por Pedir Fatura Com NIF - […] forma de não perder as faturas é usar esta app que falei recentemente numa reportagem. Confesso que achei que não…

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.