Contas de Serviços Mínimos – Mais informações

Não se deixe enganar

Continuo a receber dezenas de mensagens e de perguntas de leitores/espectadores que foram ao banco pedir informações sobre as contas de serviços mínimos bancários e que CONTINUAM A RECEBER INFORMAÇÕES ERRADAS POR PARTE DOS FUNCIONÁRIOS DOS BANCOS.

Como já vos disse várias vezes, tenho contas em 5 bancos e não pago comissões de manutenção de conta em nenhuma. Por isso não posso testar como funcionam. Bem que me iria “divertir” com isso, só para ver como correria e o que me diriam. O que vos posso dizer é que se há pessoas que não ficaram satisfeitas com as Contas de serviços mínimos, nunca me contactaram. E já são dezenas de milhares. Volto a apelar a quem tem razões de queixa destas contas que partilhe, porque essas informações são igualmente importantes para nos ajudar a decidir se são opção para nós ou não.

Repito que qualquer pessoa (não importa os rendimentos) pode pedir para que a sua atual conta bancária passe a ser de serviços mínimos e fica a pagar NADA ou apenas 5 euros (e uns cêntimos) por ano pela conta, pelo cartão Multibanco e por uma série de serviços adicionais. Mas só pode ter essa conta à ordem em Portugal. É o único critério.

Novidades

Tenho novidade por parte do espectador Rui Rosas que tentou, foi difícil, mas conseguiu. No caso dele foi no BPI.

Tenho muito a agradecer ao PEDRO ANDERSSON e à sua página CONTAS-POUPANÇA. Foi através desta página que tomei conhecimento deste tipo de contas bancárias CSMB.

O meu banco (BPI) na pessoa do meu gestor de conta, ainda antes de ler os artigos deste site, quando questionado se havia forma de manter conta no banco sem pagar comissões, em momento algum referenciou que tal fosse possível.

Na segunda abordagem, após ver os artigos desta página, questionei o gestor de conta sobre as CSMB, e só aí ele me deu informações. Mesmo assim, queriam-me substituir o meu cartão de débito por um cartão de débito online (mais limitado, e sem possibilidade de utilizar a via verde e aplicações como o MB Way).

Fui pedir esclarecimentos ao Banco de Portugal, onde me informaram que a “Disponibilização de cartão de débito para movimentação da conta, não pode ter características específicas mais restritivas do que os outros cartões de débito disponibilizados fora do regime;” e que “A proibição de ultrapassagens de crédito não é aplicável às operações realizadas com cartão de débito, caso em que as instituições de crédito podem permitir a movimentação da conta de serviços mínimos bancários para além do seu saldo para a realização de determinados pagamentos com o cartão de débito (por exemplo, pagamentos de portagens).”

Com isto informaram-me que o cartão de debito poderia manter o meu actual, e que o banco tinha que permitir o acesso a Via Verde (só possível com cartão de debito normal, o cartão de débito online não permite) e a aplicações como o MB Way.

Voltei ao balcão, entreguei uma cópia da informação do Banco de Portugal, (permita-me o PEDRO ANDERSSON que partilhe o link que me foi enviado para o meu email: https://clientebancario.bportugal.pt/o-que-sao ) e neste momento já tenho a minha conta como CSMB sem pagar qualquer tipo de comissão.

Penso que os bancos estão a dar instruções para omitir ao máximo este tipo de contas e a tentar encaminhar os cliente para contas com serviços desnecessários para a maioria dos clientes.

Uma vez mais Obrigado!

Exijam os cartões CERTOS

Portanto, como acabaram de ler, se vos disserem no banco que nestas contas não podem ter Via Verde ou levantar dinheiro no estrangeiro ou ter MBWay, NÃO É VERDADE.

Eles são obrigados ou a manter o cartão que têm ou a dar-vos um que permite ter acesso a esses serviços. Usem esta resposta do Banco de Portugal.

As comissões bancárias vão continuar a aumentar até onde os bancos quiserem. Esta é uma ferramenta que está ao nosso dispor e que podemos aproveitar se conhecermos as suas condições e os nossos direitos. Se vir que isto não é para si, tudo bem. A vantagem de conhecer é poder escolher.

Tem mais opções para deixar de pagar comissões bancárias. Fiz este vídeo a explicar as alternativas. Veja-o com atenção.

Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA II”

O novo livro já está à venda nas livrarias e online.

Pode espreitar AQUI (e encomendar, se quiser) o novo livro ou clicando na foto abaixo.

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança. Assim não perde nenhuma dica.

YouTube (Subscreva o canal)

Facebook do Contas-poupança

 Pergunte no Grupo “Contas-poupança – As suas dúvidas”

Instagram

Twitter  

Se quiser um resumo muito claro e prático das dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”. São dicas diferentes.

É só clicar AQUI abaixo.

 

28 comentários em “Contas de Serviços Mínimos – Mais informações

  1. Daniela Dias Reply

    Pedro, a conta de serviços minimos só pode ter um titular? Isto é, a minha conta está em meu nome, mas o nome da minha mãe tb lá figura para qualquer eventualidade, mas a minha mae nao tem cartoes, nem acesso direto à conta, mas no banco dizem que para aderir à conta de serviços minimos a minha mae tem de sai da conta.
    Obrigada

  2. Rosa Jongh Reply

    Obrigada pelo excelente serviço público! Parabéns pelo seu trabalho!
    Quanto a mim, fui desinformada no banco (CGD) … disseram-me que não era possível ter também conta no estrangeiro (sendo que o meu marido é imigrante) e disseram-me que tinham de recolher o meu cartão (um cartão normalíssimo visa multibanco), para fazer um novo, e sem previsão de quando receberia um novo… criando aqui o problema de como fazer a minha vida normal sem o cartão… se não me deram um prazo mínimo/ máximo de entrega.
    Os milhões que andam a lucrar à conta do Zé Povinho…

    • Pedro Andersson
      Pedro Andersson Post authorReply

      Pode ter mil contas no estrangeiro se quiser. Em Portugal só uma. O multibanco é um problema. As vezes demora 3 semanas. Dificultam de proposito? Nao sei.

  3. Vânia Oliveira Reply

    Boa tarde,
    Gostava que me esclarece uma questão, eu tenho uma conta em que sou a primeira titular e o meu marido o segundo, e o meu marido tem conta em que é primeiro titular e eu segunda titular. É possível pedir em ambas as contas para serem de serviços mínimos?

  4. José Carlos Reply

    Boa noite,
    Pode uma pessoa com mais de 65 anos converter a sua conta à ordem em conta de serviços minimos se for contitular em outras contas à ordem?

    • Celso Reply

      Sr José, só pode ter 1 conta á ordem. Se for cotitular em outras, então já tem mais do que uma.

      • José Carlos Reply

        Ok Sr. Celso, ao ler as Condições de Acesso fiquei em dúvida por causa da titularidade e contitularidade.

        Condições de Acesso:
        Pessoas singulares que não tenham contas de depósito à ordem ou que sejam titulares de uma única conta de depósito à ordem que, assim, poderá ser convertida em Conta de Serviços Mínimos Bancários (SMB);

        Exceto contitularidade de Conta de Serviços Mínimos Bancários com uma pessoa singular com mais de 65 anos ou um dependente de terceiros, caso em que a pessoa com menos de 65 anos ou que não seja dependente pode ser titular de uma conta de depósito à ordem ou aceder individualmente a Conta de Serviços Mínimos Bancários.

      • António José Reply

        Sr. Celso … “As pessoas com mais de 65 anos ou com um grau de invalidez permanente igual ou superior a 60% que reunam as condições para aceder aos serviços minimos bancarios passaram a poder ser titulares de uma conta se serviços minimos bancários em conjunto com pessoas singulares que detenham outras contas de deposito à ordem.”

  5. Silvia Reply

    Boa tarde Sr. Pedro.

    O titular da conta é o meu marido e ao ler o seu artigo, pedi a ele para passar no banco e pedir informaçao sobre o que era necessario fazer para mudar, sabe o que lhe responderam? Que nao vale a pena mudar pois isso so dará chatices e alem de ter de ficar sem os nossos cartoes multibanco “normais” e ter de substituir toda a documentação e fazer novas contas bancarias, resumindo, complicações! Não tenho emprestimo habitacional nem cartoes de credito, apenas multibancos e pago um balurdio de 3 em 3 meses de comissoes. O que me aconselha?

  6. Renata Reply

    Bom dia Caro Pedro.
    Falta uma informação… o que fazer quando simplesmente não aceitam o que dizemos e arrumam mil e uma desculpas para nos fornecer o que nos é direito? Chamamos a polícia? Não tem fiscalização? Nenhum órgão ao qual poderíamos denunciar?
    Voltei ao MillenniumBCP e insistem que por ter cartão de crédito não posso aderir aos serviços mínimos.
    É “regra do banco” o que me dizem. Frustada, chateada… eles fazem o que querem. A quem podemos recorrer???

  7. Cláudia Brito Reply

    Boa tarde,

    Em Agosto dirigi-me ao meu Banco, depois de ter lido no Contas Poupanças informação sobre as Contas de Serviços Minímos bancários.
    Disse que queria fazer esta alteração, verificaram que eu reunia as condições, no entanto com o objetivo penso de me dissuadir informaram-me que com a conta que eu já tinha não pagava comissões (estava isenta) por ter uma conta poupança superior a X valor, e acrescentaram ainda que com a CSMB se precisasse de um crédito habitação teria de fazer novamente a alteração do tipo de conta. Aqui deixaram-me a pensar.
    Questionei ainda, sobre a anuidade de 18€ que pagava, responderam que seria uma diferença miníma (CSMB seria à volta de 5€ mensais;Muita diferença!!).
    Quanto mais leio, menos fico convencida com as argumentações do banco e irei voltar.
    Obrigada.

    • Celso Reply

      CSMB tem a anuidade de 5 euros. Anuidade nao é mensal mas sim anual. Mas calculo que tenha sido um lapso a escrever 🙂 Quanto menos lá deixar, melhor. Mais tarde, se quiser, muda para outro tipo de conta qualquer. Voçê é que manda, não são eles.

  8. Ana Santana Reply

    Bom Dia,
    Tenho uma questão, podemos ter este tipo de contas mas ao mesmo tempo ter um empréstimo bancário de um crédito à habitação associado?
    muito obrigada pela atenção

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *