Comércio tradicional ou hipermercados – Onde é mais barato

No bairro ou no Hiper – Onde é mais barato?

Esta pergunta é um clássico. E, como deve imaginar a resposta é: Depende! Mas eu tenho um truque que vai resolver a sua dúvida.

Vantagens e desvantagens

Em primeiro lugar, é preciso dizer que falar de comércio tradicional é uma generalização que na prática não diz nada, tal como falar em hipers também o é.

Basta que um hiper faça uma promoção de 50 ou 60% de um produto que nos interessa para mudar toda uma teoria sobre onde é mais barato. O mesmo se aplica a um talho, peixaria ou mercearia de bairro. Se naquela semana estiverem a fazer uma promoção específica para um determinado produto pode valer a pena alterar os nossos hábitos por mais arraigados que estejam.

Talho tradicional

Mas vamos a algumas “teorias” que o devem fazer pensar. A ideia geral é de que os preços do comércio tradicional são mais caros do que nos hipermercados. Vamos até admitir que sim (não é verdade em muitas situações). Quantas vezes não acontece irmos ao hiper para comprar um saco de batatas ou carne/peixe para o jantar e saímos de lá com um carro cheio de coisas que não pensávamos comprar?

Imagine que preciso de comprar 4 pêras. Na frutaria da rua estão a 1,75 € (inventado). Achei caro. No hiper deve ser mais barato e passo por lá porque calha em caminho. E são de facto mais baratas. Compro um saco com 1,5 kg, a 0,89 € (inventado). Mas paguei 1,35 € pelo saco.

E saio de lá satisfeito porque fiz uma boa compra. Mas como passei pelo corredor dos chocolates e me apetecia um, comprei uma tablete que custava “apenas” 1 €. A compra total ficou em 2,35 €. Mas eu não precisava só de 4 pêras?!

Estão a ver? E chegando a casa, tenho outro problema: É que eu não como 1,5 kg de pêras. Ao fim de 4 dias metade já não está comestível e vão para o lixo.

A qualidade

Depois há a qualidade do produto. Nem todos os talhos de rua são bons e nem todos os talhos de hipermercado são maus. Tem de experimentar para saber. Comprar uns bifes de vaca baratos num hiper ou num talho e chegar a casa e ninguém os conseguir comer será uma boa compra?

Por vezes vale a pena comprar um pouco mais caro mas ser bem servido.

Mas e o truque?

Como cada caso é um caso, só deve comparar entre o que conhece e confia. Durante um mês ou dois vá ao seu talho/peixaria/frutaria/supermercado de rua e guarde todas as faturas. Vai ficar com uma espécie de “Folheto de compras” do seu bairro. Mesmo que “perca” algum dinheiro fica com uma ideia clara dos preços REAIS que vai pagar ao longo do ano com algumas oscilações.

Quando voltar ao hipermercado leve essas faturas consigo e escreva à frente os preços do hiper e compare quando chegar a casa. Pode ter algumas surpresas.

Por exemplo, esta é a minha fatura do talho onde costumo ir.

Verifico que há vários itens que são bastante mais baratos do que no hipermercado. E há outros que são mais caros mas prefiro pela qualidade. E há outros que compro no hipermercado.

E quando encontrar excelentes preços quer num lado quer no outro não tenha medo de comprar em quantidade (sem exagerar) para congelar. Vai saber bem nas semanas seguintes não ter de comprar e saber que poupou dinheiro nessas compras. Vai saber-lhe bem a dobrar.

Portanto, já sabe, quando for às compras no comércio tradicional peça e guarde as faturas na carteira para comparar quando for ao hiper.

Assim deixa de ter uma ideia genérica, para passar a ter CERTEZAS. É assim que se poupa com qualidade.



Um comentário em “Comércio tradicional ou hipermercados – Onde é mais barato

  1. JFM Reply

    Gostei do artigo principalmente porque nos chama a atencao de no hipermercado comprar, por ex fruta, mais barata mas a quantidade e tal que “metade” vai para o lixo porque nao se consegue consumir em tempo util….ou seja, sai-nos ao dobro do preco!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *