Qual é o melhor desconto na luz?

Qual é o melhor desconto na luz?

Pois, se está à espera que eu lhe diga qual é o melhor desconto na luz não vou conseguir dizer porque depende do que gasta, da sua potência contratada, se tem bi-horário ou não, etc. Por isso vai ter de fazer as contas por si.

Mas não se sinta já enganado, porque tenho uma informação que lhe pode ser muito útil.

Acabo de duplicar o meu desconto na luz sem estar à espera disso. Passo a explicar.

Ameace sair

Contei há umas semanas no Facebook que a ENDESA me ligou a propor um desconto que, depois de muitas contas e continhas, era umas milésimas melhor do que a EDP que tinha.

Pensei seriamente em mudar, porque tenho esta mania de experimentar pagar sempre menos pelo mesmo serviço (o apoio ao cliente é outra questão que também é importante mas não vou discutir isso aqui neste momento). Mas pelo menos uso sempre as propostas das concorrência para (tentar) melhorar o que tenho.

Renegociar os descontos

Foi o que fiz. Liguei imediatamente para a EDP e disse-lhes que tinha uma proposta melhor da ENDESA e de quanto era, sem grande esperança de que me aumentassem o desconto.

Surpresa. Com pouca conversa da minha parte propuseram-me aumentar naquele instante o desconto de 2% no total da fatura para 3% no total da fatura. Hummmm. Estão isto já está como nas telecomunicações?! Sim! Está. Mantive-me na EDP. A diferença assim, em relação à ENDESA, ficava em poucos cêntimos. Achei que não valia a pena mudar.

O segredo está em saber quanto está a pagar por kWh em cêntimos e comparar com o que lhe vão propondo quando o “chateiam” pelo telefone ou e-mail.

Cuidado com os descontos em percentagem

Esta semana ligaram-me da GoldEnergy. Propunham 20% de desconto na Potência Contratada. Mandei-os logo dar um curva, como expliquei AQUI e AQUI. Qualquer desconto que se veja tem de ser no TOTAL da fatura e não apenas na Potência Contratada.

Disse-lhe quanto estava a pagar por kWh na EDP (0,1652 €-3%= 0,1602 €). Quando estava à espera de que o senhor do Call Center se despedisse e dissesse que não podia fazer uma proposta melhor, disse-me: “Para clientes da EDP com esse desconto, posso fazer 4% no total da fatura”.

Eh lá! Isso já é outra conversa. Pode mandar-me isso por escrito? “Não! Estas propostas só se podem fazer ao telefone a clientes específicos que digam que estão na EDP com 3% de desconto”…

Sim. Mas é na GoldEnergy, e a fama deles não é lá muito boa. Certo. Eu próprio tenho essa ideia. Mas como já fui cliente da ENDESA, da GALP e da EDP, vou experimentar a GoldEnergy porque o preço de facto compensa. O desconto é com base na EDP Serviço Universal e vou passar a pagar 0,1586 €/kWh e 0,2016/dia na Potência contratada (4.6 kVa).

Comparem com os valores que estão a pagar na vossa fatura.

Há valores ainda mais baixos do que estes, nas empresas mais pequenas e que entraram recentemente no mercado. É uma questão de arriscar ou não.

Se a coisa correr mal na GoldEnergy cá estarei para dizer e para mudar para outra no dia seguinte. Mas pelo menos falarei por experiência própria.

Se estão na EDP, pelo menos sabem que daqui a minutos podem ligar para o apoio ao cliente e “exigir” o desconto mínimo de 3% na eletricidade. Se têm mais do que isso digam, que eu quero saber.



30 comentários em “Qual é o melhor desconto na luz?

  1. angela Reply

    Qual aquele cálculo simples para percebermos se nos está a compensar o bi-horário?
    obrigada

  2. Tiago Gonçalves Reply

    Actualização:

    Iberdrola: Compromisso casa verde c/ Debito directo.

    No meu caso, tarifa simples, 3,45 kVA,
    Valores sem desconto:
    – Potencia: 0,1921€/dia, Consumo: 0,1837€/kWh;
    Valores com o desconto de 15% (Debito directo)
    – Potencia: 0,1633€/dia, Consumo: 0,1561€/kWh;

    Valores sem IVA.

  3. Tiago Gonçalves Reply

    Peter, antes de mais os meus parabéns por toda ajuda que nos dá em divulgar todos os assunto que para “nós” não damos por isso. Eu criei um comprador de preços com base na consulta de todos os comercializadores de energia em Portugal no mercado livre e com essa base e os respectivos descontos só tenho um comercializador que me dá valores mais baixos que a Endesa 12% na Potencia e 12% no consumo ( isto claro que com a adesão ao debito directo e a factura electrónica).

    No meu caso, tarifa simples, 3,45 kVA,
    Endesa Tarifa e-luz:
    Valores sem desconto:
    – Potencia: 0,1913€/dia, Consumo: 0,1777€7kWh;
    Valores com o desconto de 6% (Debito directo) + 6% (Factura Electrónica)
    – Potencia: 0,1683€/dia, Consumo: 0,1564€7kWh;
    Ex:
    0,1683×30=5,049€; 0,1564×350=54,74 Total=59,789€ por 1 mês

    YLCE
    Valores:
    – Potencia: 0,1563€/dia, Consumo: 0,1574€7kWh;

    0,1563×30=4,689€; 0,1574×350=55,09€ Total=59,779€ por 1 mês
    Resumindo, se eu aumentar o consumo vou poupar mais com a Endesa qeu pouparia com a YLCE.
    Quem quiser o comparar criado por mim que deixe o email que terei todo o prazer em enviar.

  4. João Reply

    Meu Caro Pedro Anderson, realmente tem a arte da comunicação e cada vez mais o acho fabuloso! Foi mesmo só para elogiar e dizer a cada artigo que publicaaior maior é o fascínio. Graças por ter escolhido jornalismo e não economia, apesar do seu racionalismo teressencia economica com reflexo nas finanças pessoais.. YLCE há um ano atrás, mudei agora de casa teste de stress ao mercado seguir se a. Muita saúde para eu continuar a beneficiar dosseus ensinamentos e continuar a publicitar o seu trabalho. Objectivo elicidar 10 milhoes 🙂 Grato!

    • Pedro Andersson
      Pedro Andersson Post authorReply

      Obrigado João. Grande elogio… Ainda bem que é útil. É o meu objetivo 🙂

  5. Bruno Santos Reply

    Caro Gustavo,
    “A ERSE não aumentou as tarifas em 12% ou 18%. O aumento foi de 1.2%
    http://www.erse.pt/pt/electricidade/tarifaseprecos/2017/Documents/COMUNICADO_%20TARIFAS%20EE_2017_14122016_FINAL.pdf
    O aumento a que se refere o comunicado não corresponde à realidade. Experimente fazer as contas na variação do custo do termo fixo da sua própria energia entre 2016 e 2017.

    No site da ERSE pode consultar as Tarifas de acesso às redes e comparar os preços. Por exemplo para um contrato de 5.75 kVA com tarifa simples a variação dos preços foi a seguinte nos últimos 3 anos:
    Termo fixo (valor/dia): 2015: 0.2057 €, 2016: 0.2210 € (+7.44%) e 2017: 0.2482 € (+12.31%)
    Energia simples: 2015: 0.0921 €, 2016: 0.0976 € (+5.97%), 2017: 0.0999 € (+2.36%)

    Por exemplo, no meu contrato com a YLCE para uma potência contratada de 5.75 kVA com bi-horário tive a seguinte variação:
    Termo fixo (valor/dia): 2015: 0.2057 €, 2016: 0.2210 € (+7.44%), 2017: 0.2556 € (+15.66%)
    Electricidade vazio: 2015: 0.0932 €, 2016: 0.0978 € (+4.94%), 2017: 0.0984 € (+0.61%)
    Electricidade fora vazio: 2015: 0.1783 €, 2016: 0.1914 € (+7.35%), 2017: 0.1961 € (+2.46%)

    Como vê, o termo fixo variou 12%. Estamos a falar de cerca de 1.23 €/mês face a 2016, tendo sido “inteligentemente” aplicado na parte que todos pagam independentemente do nível de consumo. Parece um insignificante quando olhamos para ele em termos absolutos mas muito significativo se analisado em termos relativos.

  6. José Eduardo Reply

    Pedro Andersson, desde já muitos parabéns pelo seu programa, sou cliente assíduo e congratulo-o por finalmente haver algo que dá realmente jeito ver.
    Passei seis meses para comunicar uma leitura à Goldenergy, nunca consegui, durante esse período todas as leituras foram estimadas pelos próprios, agora que já sai, estou a ter problemas que ainda não estão resolvidos e provavelmente ainda vou ter de ir a tribunal……depois de inúmeros emails e contactos telefónicos onde avisava que não conseguia dar as leituras, todos foram ignorados, sempre tive de falar com a DECO primeiro para obter uma resposta da Goldenergy, resposta essa que era sempre estandardizada e que nunca respondia ao que eu realmente questionava. Decidi terminar o meu contrato a 7 de Março, no qual enviei carta registada com a rescisão do mesmo e onde descriminei novamente as leituras até essa data, mais uma vez tudo foi ignorado; agora, apresentam-me uma fatura correspondente ao mês de Março que cobra o período de 01/03 a 31/03 no valor de 60€ mais ou menos, pensei que era a ultima fatura que tinha de pagar e paguei; ora, como a EDP (o meu novo fornecedor de energia), começou a fornecer-me energia a partir do dia 24 do mesmo mês, após inúmeras tentativas de contacto novamente para a Goldenergy, para avisar que me estavam a cobrar dias desse mês que não podiam cobrar, os mesmos decidem anular a fatura que eu já tinha pago, e apresentam-me uma nova fatura referente ao mesmo período, só que desta a cobrar o período de 01/03 a 24/03 com o valor de 125€, creditando na mesma 39€ do pagamento efetuado anteriormente. Concluindo, não faço a mínima ideia onde está o resto do crédito que supostamente deveria estar refletido na fatura (60€ e não 39€), insistem em dizer que tudo está bem, pudera, com todas as leituras estimadas por eles durante seis meses claro que só pode estar bem; mas já perdi a paciência para tentar perceber porque é que o valor da fatura para um período menor duplicou, o porquê de virem refletidos 39€ em vez dos 60€ e porque é que até hoje nenhuma das leituras comunicadas através de email (por não as conseguir comunicar de outra maneira) foram acatadas…….Como é que eu me livro disto é que gostaria de saber……podem questionar-se do porquê de nunca ter conseguido comunicar uma leitura……simples……primeiro não tinha acesso à minha área de cliente, não possuía sequer o numero do contrato e muito menos a senha, tentei comunicar por telefone, a opção de comunicação de eletricidade não era dita, tentei falar com eles, mandaram-me ir à área de cliente da qual eu não possuía dados para entrar, meses depois e após envio de numerosos emails e contactos telefónicos que na maioria não eram atendidos sequer, lá me enviaram os dados de login, entro e não consigo comunicar a leitura, dado que os Exmos Sr.s colocaram a leitura do meu contador antigo, enquanto entretanto já me tinham colocado um novo em casa, com as afamadas contagens de ponta, vazio e cheio; como a leitura do contador antigo era superior ao valor do vazio (exemplo, 643213, leitura do contador antigo, 345, leitura do contador novo), logo, não aceitava a leitura que estava a tentar introduzir como é lógico, tentei inúmeras vezes avisar da situação quer por telefone, quer por email, nunca acataram ou mudaram nada durante o período em que estive fidelizado (seis meses), e agora aparecem-me com este total escandaloso, calculado por eles, com as estimativas deles e com a insistência de que não existe qualquer valor para creditar a mais do que aqueles 39€ referidos……é de perder a paciência quando nem uma simples conta de subtração sabem fazer…….por tudo isto, muito provavelmente terei de ir a tribunal explicar tudo isto…….e ainda só estamos no final de Maio………julgo que uns cêntimos a menos na fatura, não compensam em nada as dores de cabeça que se ganham com esta falta de profissionalismo……..P.S. – expus o caso à ERSE, a mesma diz que a Goldenergy tem razão, mas eu julgo que não olharam sequer para o meu extrato de conta, é que ninguém vê que falta creditar uma parte do valor, questionei quanto era 125€-60€ e o porquê de me terem duplicado o valor da fatura relativa ao mesmo período……até hoje ainda estou à espera de resposta……..por sua vez a DECO, face à dificuldade extrema de comunicação, decidiu aconselhar-me a resolver a situação em tribunal, haja paciência…

  7. Maria Carvalho Reply

    Olá, bom dia.
    Off topic, gostaria muito de lhe enviar um mail a expor uma situação que me parece um lapso tributário (IRS) que está a prejudicar muitos agregados familiares em centenas de euros (no meu caso, só em 2016 são quase 700 euros).
    Peço desde já desculpa se é aselhice minha, mas não consigo encontrar um endereço de email para contacto aqui na página.
    Obrigada.
    Maria Carvalho.

  8. Bruno Santos Reply

    Caro Pedro,
    Sou cliente da YLCE e estou satisfeito pois continuam a ser os mais económicos e com um serviço de apoio ao cliente que até agora cumpriu na integra! Só não estou satisfeito é com a ERSE que aumentou a tarifa de acesso às redes (a qual influencia o preço do termo fixo da electricidade no mercado livre) em 12% relativamente a 2016. A YLCE reflectiu isso nos preços, o que foi equivalente a um aumento do termo fixo electricidade em cerca de 18% face a 2016!
    Talvez fosse um bom motivo de reportagem a análise da evolução dos preços da electricidade, sendo exposta a razão dos preços de referência da ERSE aumentarem mais do que a inflação, o que a este ritmo tornará o auto-consumo muito mais apetecível.

  9. Sérgio Cruz Reply

    O meu caso pessoal:
    – Vivo numa moradia com aquecimento por bomba de calor (eléctrica, portanto). Daí que o consumo de electricidade aqui em casa se concentre nos meses mais frios. Em média, o consumo de Dezembro e Janeiro representa cerca de 17% do total do ano em cada um desses meses.
    – Tenho tarifa simples e uma potência contratada de 6,9kVA.
    – Para este padrão de consumo achei que a Tarifa Aniversário da Endesa seria o tarifário mais vantajoso. Para quem não sabe, este tarifário da Endesa oferece o 12º mês, quer termo de potência, quer termo de energia. Para tal, seria chave que a adesão fosse feita de forma a que a factura grátis fosse Dezembro ou Janeiro, os meus meses de maior consumo. Assim fiz, tendo aderido em Janeiro último.
    – O meu único cuidado é o de, mensalmente, comunicar a leitura à Endesa para que a factura reflicta o mais possível o consumo real. Até agora tudo tem corrido sem problemas, com as facturas todas certinhas. Espero que a factura de Janeiro 2018 venha também certa, ou seja, só com taxas (audiovisual, etc) e afins.
    – O preço que estou a pagar são os ‘standard’ 0,1652€/KWh.
    – Se tudo correr bem, conseguirei uma poupança anual de cerca de 17%.

    • Pedro Andersson
      Pedro Andersson Post authorReply

      …mas não se esqueça que não tem nenhum desconto nos outros 11 meses. Zero. Portanto tem de dividir esse valor de janeiro por 12 para avaliar se compensou ou não. Em princípio compensa mas não será de certeza os 17% que referiu 😉

      • Sérgio Cruz Reply

        Pedro, julgo que está enganado. Vejamos:
        – Para simplificar as contas vamos supor que o meu consumo ANUAL de energia é 100 kWh e que o preço por kWh é de 1 euro.
        – Com o seu tarifário que tem desconto mensal de 4%, no final do ano eu teria pago um total de 96 euros.
        – Com o meu tarifário que me oferece o consumo de um mês que representa 17% do total anual (portanto 17kWh neste exemplo), eu pagarei um total anual de 83 euros. Uma diferença substancial.

        A diferença com o meu tarifário é que me ‘oferecem’ 100% do desconto num único mês, e eu estou a tentar tirar o máximo partido disso. Claro que, se esse desconto acontece apenas no 12º mês, se no 10º alguém me perguntar quanto é que poupei mensalmente até aí, a resposta é ZERO. Mas o tal 12º irá compensar tudo o resto.
        Como expliquei na mensagem anterior, estou a tentar tirar o máximo partido deste desconto tendo em conta o meu padrão de consumo. Não obstante, num cenário em que o consumo de energia se divida igualmente pelos 12 meses do ano, a poupança anual, será, ainda assim, superior a 8%.

        Pelo adiantado da hora talvez me tenha falhado algo no raciocínio, mas julgo que não 🙂

  10. Victor Ferreira Reply

    Cuidado com a ylce!
    Fui cliente durante 2 anos e agora com os 12 % quando que a Endesa dá, mudei em Março. Em abril paguei a última fatura ylce e os kW gastos enquanto cliente estavam certos. Agora acabo de receber uma nova fatura com nova leitura de operador curiosamente no mesmo dia que a da fatura de abril…
    Anularam a leitura de 2500 em vazio e substituiram por uma de mais de 5000kw. Em cheio foram amigos, devolveram 150 kW. Já seguiu reclamação ontem e agora vou cancelar o débito direto pois com este “acerto” querem mais 300 euros e como é óbvio não vão receber!!
    Devem querer uma espécie de despedida em grande mais vai lhes correr mal!!
    Atenção bi horário ninguém bate a Endesa se fizerem o processo de mudança on Line com 12% desconto. Eu vou poupar 300 euros ano em relação a ylse. Já disse isto ao Pedro Anderson no face.

  11. José Fernandes Reply

    Boa noite, esse atendimento e propostas devem ser só para alguns.
    Tive a proposta da Endesa para bi-horario, e ficava a pagar menos que na Edp.
    Liguei para a Edp dando conta dessa proposta e perguntei o que tinham para oerecer, a resposta foi “não podemos fazer nada”… eu disse que ia mudar e a resposta foi “é um direito que tem”.
    E pronto…. mudei mesmo!

    • Pedro Andersson
      Pedro Andersson Post authorReply

      E fez muito bem. O bi horário é mais complicado.

  12. Eduardo Reply

    Ja viu o tarifario da endesa que da 6% de desconto no total da fatura… no simulador da erse é o que aparece em 1 tendo em conta os meus consumos

    • Pedro Andersson
      Pedro Andersson Post authorReply

      E o preço do kWh? Reparou que é mais caro. Certo? Aumentam os preços para depois fazer um desconto. A percentagem não significa nada…

  13. Jospaca Reply

    Boa tarde.
    Os valores que refere são da tarifa simples? Ou como eu tenho da tarifa bi horário?
    Obrigado

  14. Bruno Silva Reply

    Eu aconselho o Yes Low Cost Energy. Tem vindo a dizer isto há muito tempo, quer em conversa de café, quer em chats e fóruns.

    Isto porque de facto, não é uma empresa tão pequena quanto isso, já tem uma bolsa de clientes superior a 10.000, e além disso, só posso dizer bem tanto dos preços praticados pela empresa como do serviço.

    A própria DECO aqui há uns tempos, não consigo precisar, distinguiu-a com o prémio de custo mais reduzido da eletricidade. Na altura, era, agora talvez perca para estes preços promocionais que o cliente consegue ligando para o apoio ao cliente da respectiva empresa.

    Mas sim, recomendo vivamente a YLCE. O melhor é que tudo se processa online (o processo de adesão, a facturação e a gestão da conta)) é +rápido, fácil e não acarreta grandes riscos.

    • Gustavo Gomes Reply

      Estive na YLCE desde Outubro/Novembro 2014 a Março de 2015. O preço não era mau (0.14 qualquer coisa por kwh) mas o apoio ao cliente era muito mau.
      Deve ter melhorado entretanto e ainda bem.

  15. Musketeiro Reply

    O apoio ao cliente na Goldenergy é horrível.
    Simplesmente horrível. Mudei em Março para a Energia Simples (a pagar os mesmos 0.1586 que o senhor vai agora pagar na Goldenergy e com o que me parece ser a melhor oferta em termos de custo no gás natural). Em Maio ainda estava a receber novas facturas deles apesar de já estar na Energia Simples (no gás) desde 7 de março.

    • Pedro Andersson
      Pedro Andersson Post authorReply

      Sim. Sei no que me estou a meter… Cá estarei para o que der e vier.

          • Gustavo Gomes

            Já agora, aqui há tempos a DECO disse que as empresas é que deviam estar a pagar as taxas de subsolo e não consumidor. Não sei se também mudou o gás para a Goldenergy (presumo que sim) mas eles cobram essa taxa. A Energia Simples enviou um mail a dizer que enquanto a situação não estivesse esclarecida, eles iriam assumir esse custo. E a verdade é que nas faturas não pago a dita taxa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *