VÍDEO | Quanto poderia ganhar se investisse em vez de jogar?

Escrito por Pedro Andersson

12.10.23

}
4 min de leitura

Publicidade

Somos o país da Europa que mais gasta em jogo

Um estudo recente realizado pela Universidade do Minho diz que os portugueses gastam 4 milhões de euros todos os dias em raspadinhas e são sobretudo as pessoas que têm menores rendimentos. A reportagem do Contas-poupança desta semana foi fazer as contas a quanto estas pessoas podiam ganhar se investissem, em vez de jogar.

Se contarmos todos os jogos (incluindo Euromilhões, Totoloto, Totobola, Placard, casinos, etc) os portugueses gastam 38 milhões de euros por dia! Somos o país da Europa com maior gasto per capita em lotarias instantâneas. 

O jogo e as apostas são legais em Portugal e cada um gasta o seu dinheiro como quiser. Esta reportagem e as minhas opiniões não devem ser interpretadas como um julgamento moral ou como uma crítica a quem joga. Cada um sabe de si.

O meu alerta é para que quem joga, muitas vezes não se apercebe dos valores gigantescos que está a gastar e que depois eventualmente acabam por fazer falta em bens essenciais ou, no mínimo, é um valor que não é usado para vivermos melhor no presente e para planearmos o futuro.

E pior ainda do que não saber quanto gastam, é pensar que o jogo é uma forma de investimento. É verdade que há sempre a possibilidade de ganhar, mas é tão ínfima que apostar deve ser feito com essa plena consciência.

NOTA: Embora a reportagem tenha por base o estudo da Universidade do Minho para o Conselho Económico e Social especificamente sobre as raspadinhas, as contas aplicam-se a TODAS as formas de jogo, apostas e até ao dinheiro que muitos gastam em telefonemas para os programas de televisão (sim, as televisões também incentivam a esse gasto e é um importante rendimento para as TV’s).

Quando pergunto às pessoas quanto já ganharam, muitos referem sempre as vezes (duas ou três) em que ganham prémios “grandes”. Mas quando fazemos a conta a quanto teve de gastar ou já gastou para ganhar esses prémios, a coisa começa a complicar-se.

Vamos a contas. Alguém que gaste 10 euros por semana em jogos de azar, sejam eles quais forem, gasta 40 euros por mês. Ao fim do ano são 520 euros que gastou sem qualquer garantia de retorno. 

Pedi uma simulação à DECO. Se colocasse o mesmo dinheiro em Certificados de Aforro, decorrido 1 ano, não só manteria garantidamente os mesmo 520 euros, como ainda teria mais 4 euros limpos. Se os colocasse num fundo PPR que rendesse 5% ao ano, teria 530 euros e num ETF (um produto clássico da bolsa acessível a qualquer pessoa) teria 540 euros.

Pode parecer pouco, mas deve perguntar-se se no último ano ganhou em raspadinhas ou equivalente, mais de 500 euros. Se sim, valeu a pena o gasto, se não, perdeu dinheiro desnecessariamente.

Mas veja agora a diferença ao fim de 5 anos.

Se continuar a investir os mesmos 10 euros por semana, teria em Certificados de Aforro 2.735 euros. Num fundo PPR, 2.852 euros e no tal ETF (se crescesse 10% ao ano em média) teria 3.135 euros.

E ao fim de 10 anos, os valores já começam a impressionar. Não só teria 5.200 euros sem fazer nada, como teria 5.755 euros em Certificados de aforro, 6.291 euros num Fundo PPR, ou 7.741 euros no ETF escolhido pela DECO.

Se em vez de 10 euros por semana, uma pessoa gastar 20 euros, é só duplicar os valores. Ao fim de 10 anos, essa pessoa teria garantidamente 11.510 euros em Certificados de Aforro, e a possibilidade de ter cerca de 12.582 euros num fundo PPR e num ETF 15.482 euros. 

Sem mudar rigorosamente nada na sua vida! Apenas deixando de jogar e colocando o mesmo dinheiro em ferramentas financeiras normais.

É verdade que se ganhar um prémio chorudo, todos estes argumentos e contas, podem cair por terra. E obviamente, só ganha quem joga. Mas se o dinheiro lhe faz falta para outras coisas na sua vida, se calhar era uma boa ideia fazer as contas a quanto já perdeu e a quanto já ganhou nos últimos anos. 

A minha intenção não é convencê-lo de nada, mas simplesmente mostrar-lhe mais uma vez que poupar e investir com regularidade, ao longo de muitos anos, vai trazer-lhe de certeza um “prémio” talvez de igual valor ou superior aos que poderá ganhar, mas sempre com a certeza de que pode perder o que gasta em jogo. Aí a perda é total.

Se quiser jogar, tudo bem, mas que seja por divertimento. Nunca pense que está a investir. Investir não é isso. Se está disponível para perder dinheiro de “certeza”, porque não arrisca e aposta em si o mesmo dinheiro e nas suas finanças? Talvez ganhe mais, digo eu…

Pode ver ou rever aqui a reportagem em vídeo na página da SIC Notícias:


5 passos simples que vão mudar a sua vida

Finalmente, um livro que ensina tudo o que a Escola, o Estado e as famílias não ensinam sobre Dinheiro.

Em apenas 5 passos, tem o caminho com a estratégia mais eficaz para criar riqueza com o seu salário.

https://bit.ly/GanharDinheiro_ComoCriarRiquezaComUmSalárioNormal

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

PODCAST | #257 – Você tem medo de ganhar dinheiro?

Tem medo de ganhar dinheiro (e não sabe)? Por muito estranho que lhe possa parecer, há pessoas que têm medo de ganhar dinheiro. Talvez faça parte deste grupo, mas nunca se apercebeu disso. Trata-se de um receio muito comum que várias pessoas têm que é: "Não vale a...

PPR | Quanto estou a ganhar (ou a perder) com os meus PPR (Junho de 2024)

Vale a pena fazer um PPR como investimento? (Mês #44) Junho voltou a bater o recorde de mais-valias na soma dos meus 10 PPR. Até ao momento tenho uma valorização média de 12%. Naturalmente, cada um dos PPR tem um desemprenho diferente. Tenho dois que ainda estão...

Famílias carenciadas vão receber um cartão com dinheiro em vez de cabaz alimentar

Cabaz Alimentar passa a cartão com dinheiro É uma questão de dignidade, diz o Governo. Até agora, as famílias identificadas pela Segurança Social como carenciadas recebiam um cabaz alimentar físico (com mantimentos para um mês) mas nem sempre esses bens eram o que a...

PodTEXT | Vou ter de pagar 20 mil€ de IRS e não estava à espera. O que faço?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (15 a 21 de julho)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

TOP 10 | Qual a marca de COMBUSTÍVEIS mais barata esta semana? (8 a 14 de julho)

Quem subiu e quem desceu os preços esta semana A ERSE definiu para esta semana como preço eficiente (que traduzo livremente por preço "justo") uma subida de 1 cêntimo/l no gasóleo simples e de 1,3 cêntimos na gasolina simples. Abaixo tem os preços que as várias marcas...

160 mil idosos podem receber pelo menos 600 € de reforma – Tem direito? (Vídeo)

Reforma mínima de 600 € e medicamentos grátis Mais de 160 mil idosos com reformas baixas podem passar a receber pelo menos 600 euros por mês e a ter medicamentos grátis na farmácia. Na reportagem desta semana do Contas-poupança, explicamos-lhe como funciona o...

PodTEXT | Uma dica para descobrir onde anda a desperdiçar dinheiro

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

Publicidade

Artigos relacionados

10 Comentários

  1. Augusto Josefa

    Pedro comprei o livro. Mas queria perguntar-lhe o seguinte:- Quando pensou em escrever o livro colocou na sua ideia que era escrito a pensar em alguma faixa etária? Tenho 75 anos e parece-me que com a minha idade. pouco contamos para a ideia de poupança!!!!

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá Augusto. Logo na introdução explico que este livro nao é para quem ja esta na reforma. Isso dá outro livro. Mas pode aplicar muitos dos ensinamentos na sua vida…

      Responder
  2. André Madeira

    Eu jogava no Totoloto, 2€ por semana. Em jeito de benchmark, comecei a investir o mesmo numa criptomoeda, 1€ à quarta e 1€ ao sábado.
    Passado poucas semanas, e com poucos ganhos em totoloto, deixei de jogar, mas há quase 2 anos que invisto religiosamente 2€ semanais nessa mesma criptomoeda.
    Neste momento, se resgatasse, só perdia cerca de 30%, enquanto que se continuasse a jogar, as perdas seriam garantidamente superiores!

    Responder
  3. Ricardo Gomes

    Olá Pedro, excelente reportagem.
    Julgo que apenas faltou explorar o tema da gratificação imediata, tema que explora Charlie Munger. E o facto de serem os mais pobres a jogar nestes jogos, pois tal como é explorado no livro da Psicologia do Dinheiro, estes jogos são a “única” hipótese que alguém de baixos recursos conseguir alcançar uma vida melhor.

    Comprimentos.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Obrigado! Há muito por dizer sobre este assunto…

      Responder
  4. joão carlos

    pior que a raspadinha, que ainda se conhecem as probabilidades de acertar, são os sorteios promovidos pelas televisões.

    Responder
  5. Rui Carlos Machado Pereira

    Caro Pedro Andersson,

    Vi esta publicação por sua parte e pus-me a pensar seriamente em investimentos, apesar de ter ideia que há sempre riscos.
    No início desta semana fui ao Novo Banco para tratar de uns assuntos e questionei a funcionária acerca destes investimentos, ao invés de criar uma poupança que me rende uma ninharia, ao que ela me indica que iria poupar era com uma conta poupança a 0,25%…
    Será de desconfiar que para o pobre comum os bancos queiram descartar logo para as poupanças de percentagens irrisórias?
    Já me aldrabaram com uma poupança de 0,60% à qual me pararam sem me indicar nada em letras grandes… Será outra vez a quererem ficar com o dinheiro todo?

    Responder
    • Pedro Andersson

      Ola. Tem os certificados a render 2,5 e bancos com depositos a 3 e 3,5. Está à esoera de quê para mudar :). Cuidado com as comissões de manutenção

      Responder
  6. Madalena Carvalho

    Bom dia Sr. Pedro Anderson. assisti ontem à sua excelente reportagem sobre ETF. Qual o capital mínimo para se aplicar em ETF.obrigada

    Responder
    • Pedro Andersson

      Ola. Dependendo do que escolher eu diria 20 euros…

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.