PODCAST | #178 – Tenho de ter alguma experiência para renegociar com o meu banco? (O traquejo da Susana)

Escrito por Pedro Andersson

24.07.23

}
2 min de leitura

Publicidade

Como renegociar o crédito à habitação

Milhares de portugueses estão a pensar renegociar o crédito à habitação com o seu banco para ver se conseguem baixar um pouco a prestação brutal que muitos estão a pagar. O problema é que muitos bancos simplesmente recusam essa possibilidade ou apresentam propostas ridículas.

Foi o que aconteceu à Susana. Ela foi ao banco e voltou de mãos a abanar. Ela pergunta se a falha é dela ou se há algum truque para os bancos aceitarem renegociar. É que há muitas pessoas que conseguem… É preciso um “traquejo” especial?

Explico nesta boleia financeira, quais são os passos que deve dar antes de ir ao banco pedir para baixar a sua prestação e qual deve ser a sua atitude quando o decidir fazer.

Deixo-lhe as minhas dicas para que aproveite as suas férias ao máximo sem “culpa”.

Aproveite a minha boleia para melhorar a sua vida financeira e partilhe este podcast com os seus amigos.

O que é um podcast?

Aproveite a minha boleia financeira (gravo em áudio uma “conversa” no carro enquanto faço as minhas viagens e faço de conta que você vai ali ao meu lado) e veja como pode aumentar-se a si próprio. São uma espécie de programas de rádio para escutar enquanto faz outras coisas. Subscreva o podcast na plataforma em que estiver a ouvir para ser avisado sempre que houver um episódio novo. Não estranhe ouvir o motor do carro, buzinadelas e o pisca-pisca. Faz parte da viagem.

Aprenda a gerir melhor o seu dinheiro

Tem a seguir os links para o Spotify, Soundcloud e iTunes. Para quem não percebe nada disto, deve ir à loja de aplicações do seu telemóvel e instalar gratuitamente a app “Spotify” ou “iTunes” ou outra que dê para ouvir Podcasts. No caso do SoundCloud basta clicar e começa logo a ouvir.

Boa viagem e boas poupanças!

Subscreva o Podcast e partilhe-o com os seus amigos ou familiares que se queixam de ter pouco dinheiro e muitas despesas.


Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (22 a 28 de julho)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

Quais as regiões mais caras e mais baratas para comprar casa?

Grande Lisboa e Algarve dominam entre regiões mais caras Esta semana, o Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou dados relativos ao primeiro trimestre de 2024 que revelam que o preço mediano de habitação em Portugal subiu 5%, colocando o valor mediano por...

Já pode subscrever CERTIFICADOS DE AFORRO na app dos CTT

CTT já permitem a subscrição de Certificados de Aforro através da app A partir de hoje já pode subscrever online Certificados de Aforro (CA) usando a app CTT (atenção que não é o banco CTT): é mesmo a aplicação dos Correios. Subscrever os CA online já não é novidade,...

BCE mantém taxas de juro inalteradas

Depois da descida em junho BCE decide manter valores O Banco Central Europeu (BCE) anunciou esta quinta-feira que as taxas de juro não vão sofrer nenhuma alteração, isto é, não há subida, mas também não há descida. No passado mês de junho, o BCE anunciou a descida em...

Combustíveis | Os 5 postos mais baratos e mais caros para abastecer

Saiba quais são os cinco postos mais baratos e os cinco mais caros para abastecer em Portugal Todas as semanas, o Contas-poupança publica os preços dos combustíveis para a semana seguinte, além de partilhar também o preço eficiente estabelecido pela ERSE. A intenção é...

EURIBOR HOJE | Taxas sobem a 3 e 6 meses e mantêm-se a 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

PodTEXT | Você tem medo de ganhar dinheiro?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

TOP 10 | Qual a marca de COMBUSTÍVEIS mais barata esta semana? (15 a 21 de julho)

Quem subiu e quem desceu os preços esta semana A ERSE definiu para esta semana como preço eficiente (que traduzo livremente por preço "justo") uma descida de 2,5 cêntimos/l no gasóleo simples e de 1,1 cêntimos na gasolina simples. Abaixo tem os preços que as várias...

PODCAST | #258 – Quantas vezes posso trocar de Crédito à habitação e de seguro de vida?

A Daniela pergunta se pode trocar todos os anos de banco de crédito à habitação e o respetivo seguro de vida. Com a crise, os portugueses perceberam que afinal é possível transferir o crédito à habitação, desde que encontre melhores condições e eles suportem todas as...

EURIBOR HOJE | Taxas descem a 6 e 12 meses e sobem a 3

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

Publicidade

Comentar

Siga-nos nas redes sociais

Artigos relacionados

9 Comentários

  1. Andre

    Meio mundo a tentar enganar o outro meio. É assim que o mundo anda, é dos espertos e dos que têm lata.
    Truques e parafusos a custar mil euros porque alguém paga isso por eles. Siga prá frente (ou para o lado, ou mesmo para trás, sabe-se lá).

    Responder
  2. Miguel Diogo

    Excelente explicação e sugestão de como proceder para tentar melhorar o crédito habitação. Obrigado

    Responder
  3. miguel

    Boa tarde

    O Pedro é um autentico defensor dos bancos.
    tenho-o acompanhado e noto que a responsabilidade é sempre do utente. Nunca do Estado Nunca do Governo. Nunca do BCE. Nunca do mercado financeiro em que vivemos sem regras.
    A culpa é nossa sempre.!

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá Miguel. obrigado pela crítica. Entao vamos vamos fazer o seguinte. Vamos supor que todos os dias passo a dizer que a “culpa” é do Estado, do Governo, do BCE e do mercado financeiro. E a seguir o Miguel oferece soluções para o utente pode ser?

      Responder
  4. miguel miguel

    Boa tarde

    O Pedro é um autentico defensor dos bancos.
    tenho-o acompanhado e noto que a responsabilidade é sempre do utente. Nunca do Estado Nunca do Governo. Nunca do BCE. Nunca do mercado financeiro em que vivemos sem regras.
    A culpa é nossa sempre.!

    Responder
    • LP

      Quem é que foi até ao banco pedir dinheiro?
      Quem é que ainda considera que o banco e o gestor de conta estão preocupados com a nossa saúde financeira?
      O meu CH é de uma apartamento que em 2008 foi penhorado pelo banco e foi vendido em leilão. Ou seja, a banca lucrou com as rendas pagas até ao incumprimento e com a venda e agora, continua a lucrar com o pagamento das mensalidades.
      A banca é para ter lucro à custa de quem a procura e contrata os seus préstimos.
      Portanto cabe a cada um de nós zelar para não sermos devorados por essas máquinas ds fazer dinheiro.

      Responder
  5. Vasco Paulo

    Boa tarde
    Recentemente desloquei-me a um Banco Nacional e pedi para efetuar o resgate total do meu PPR, uma vez que pretendia amortizar de uma só vez o valor dos 5765,16 euros Resposta do gerente disse-me que não o podia fazer e que só me podia depositar té ao limite mensal do Indexante dos Apoios Sociais (IAS). para 2023.
    Como necessitava aceitei a proposta. No entantanto e passados cerca de 2 dias tinha um deposito feito na minha conta no valor de 466,78€ pelo que fico sem saber como atuar perante a possibilidade de resgate.
    Desde já agradeço toda a ajuda dada.

    Responder
    • Jaqueline

      Aconteceu-me o mesmo, mas muni-me de toda a informação online disponível e coloquei num email dirigido à minha gestora, inclusive o decreto-lei…. percebi claramente que eu sabia mais do que ela. Fiz o que queria e solicitei o resgate total do PPR para abate ao crédito

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.