ELETRICIDADE | A lista das 10 empresas mais baratas este mês (Dezembro de 2022)

Escrito por Pedro Andersson

17.12.22

}
10 min de leitura

Publicidade

A Lista das 10 empresas mais baratas

Há muitas novidades este mês no mercado da eletricidade. Ao longo das últimas duas semanas tenho recebido dezenas de mensagens a perguntar o que fazer face aos preços “estranhos” das várias empresas e face ao anúncio de que a Endesa também vai aplicar o mecanismo Mibel a apartir de janeiro. Para além disso, a ERSE também divulgou no dia 15 de dezembro os preços a praticar a partir de 1 de Janeiro na SU Eletricidade (mercado regulado). A comparação está cada vez mais difícil e vou explicar porquê.

Vamos a um breve resumo da situação:

Preço do kWh a partir de Janeiro

Regulado (Su Eletricidade): 0,1624 € (Não vai aplicar MIBEL)

Goldenergy: 0,1465 € (Não vai aplicar MIBEL)

EDP Comercial: 0,1015 € + MIBEL

Endesa: 0,0721 € + MIBEL

Estas são as informações de que disponho até ao momento.

Como devem calcular, como as situações não são iguais é muito difícil dizer que ESTA é a melhor opção nesta altura.

Em primeiro lugar, tem de saber quanto é que está a pagar por kWh na sua atual fatura para saber se está com um bom preço ou não. Depois, vai ter de ver o preço da Potência contratada de cada empresa que lhe interessa, porque várias baixaram bastante o preço do kWh mas aumentaram bastante o da Potência contratada. Isso, em faturas com valores baixos, pode fazer a diferença.

Portanto, em primeiro lugar vai ter de decidir com base na sua intuição se quer manter-se ou mudar para uma empresa que – embora seja mais cara – não vai estar sujeita ao mecanismo MIBEL; ou se prefere arriscar poupar um valor relevante mas sem nunca saber qual é o valor do MIBEL que vai pagar a cada mês. Vai ter sempre uma pequena ou grande espada sobre a sua cabeça.

Há ainda um outro detalhe importante para o qual ainda não tenho resposta: as várias empresas anunciaram o preço do kWh com base numa expectativa da taxa de acesso às redes (TAR) da ERSE que acabou por ser um desconto menor do que elas esperavam. Será que – face a essa nova informação – vão rever o preço do kWh, como algumas escreveram na comunicação enviada aos clientes?

Para dificultar ainda mais as contas, é importante perceber que o valor do MIBEL tem estado a descer muito nos últimos meses. Começou em 19 cêntimos em Setembro, baixou para cerca de 12 ou 13 (se não me falha a memória) em Outubro e em Novembro foi de apenas 1 cêntimo. Mas pode subir também muito rapidamente. Não sabemos. Não está fácil fazer as contas.

Em Janeiro, se a Endesa e a EDP Comercial mantiverem os 7 e os 10 cêntimos o kWh, compensarão em relação ao mercado regulado desde que o MIBEL não ultrapasse os 9 e os 6 cêntimos respectivamente.

Entre a SU eletricidade e a Goldenergy, em Janeiro, a Goldenergy (que não vai aplicar o MIBEL) será 2 cêntimos mais barata do que o regulado. E não terá surpresas.

Entretanto os preços da eletricidade no mercado grossista estão a baixar. Isso está a refletir-se nos tarifários indexados ao OMIE (Mercado Ibérico de Eletricidade) que já estão abaixo do preço do mercado regulado (SU Eletricidade). Obviamente, depois tem de acrescentar a “Taxa” MIBEL que é automática para quem tiver tarifários indexados.

Neste momento já há várias empresas com melhores preços do que o regulado. Já lá vamos às tabelas e aos gráficos.

Vamos então ao resumo da situação do mercado da eletricidade em Portugal em Dezembro:

  1. Este mês já há várias empresas com valores mais baixos do que o regulado (mas tem de acrescentar o MIBEL);
  2. A eletricidade no mercado regulado baixou para o 7º lugar da tabela.
  3. Em dezembro (ainda sem o MIBEL ) a Endesa e a Goldenergy continuam a ser as duas empresas mais baratas que a SU Eletricidade.
  4. Em Janeiro tudo isto vai mudar.

Atenção ao detalhe do “Mecanismo de ajuste” porque é um valor que vai somar ao preço do kWh e que não está nos preçários. Se não sabe do que estou a falar veja este artigo e ouça este podcast.

Recordo que esta lista abaixo é dos preços mais baixos para NOVOS clientes e não para os clientes atuais (se você fez um contrato com preços melhores, mantenha-os). E os preços que menciono neste artigo são preços sem qualquer desconto em talões, códigos amigo, hipermercados e gasolineiras. Essas contas podem fazer toda a diferença.

Veja os preços na sua fatura e compare com os que lhe vou mostrar a seguir. Sempre que encontrar mais barato, e confiar, mude!

– “Qual é a empresa de eletridade mais barata?”

Uma das perguntas que mais vezes me fazem é: “Qual é a empresa de eletricidade mais barata?”. Respondo sempre que a resposta não é fácil porque depende muitos dos seus gastos, potência contratada, tarifa simples ou bi-horária e descontos adicionais que possa ter.

Mas como compreendo que precise de pelo menos um ponto de referência, passei a fazer todos os meses um TOP 10 das empresas mais baratas em Portugal, usando os meus critérios e pelos quais só eu me responsabilizo.
Quero que compreenda que pode poupar bastante todos os anos, se estiver sempre atento e for cliente da empresa que lhe fornecer a eletricidade mais barata a cada momento. Não lhe estou a dizer para mudar de fornecedor todos os meses, mas sempre que descobrir uma empresa onde a poupança pode ser substancial, porque é que há-de pagar mais caro se pode ter o mesmo mais barato?
Os preços da eletricidade na produção (OMIE) continuam a baixar, como podem ver no gráfico abaixo. Atenção que todos os valores referidos são sem IVA. A linha azul é o mercado regulado. Os tarifários indexados de eletricidade funcionam com o preço a que as empresas compram a eletricidade mais um pequeno lucro para a empresa. Se subir lá fora sobe, se descer muito também poupa muito. Nunca sabe quanto vai pagar no mês seguinte. Já foi um bom tarifário, talvez volte a sê-lo quando acabar o tal mecanismo de ajuste.

Esta é a evolução do ranking ao longo dos últimos 5 meses. Como poderá reparar, o mercado regulado (SU Eletricidade) já começa a perder terreno. Há neste momento 6 empresas com o preço do kWh abaixo da SU Eletricidade.

O Top 10 das empresas de eletricidade mais baratas

Decidi ajudar os que têm mais dificuldade em interpretar estes dados fazendo uma lista (ranking) mensal dos 10 melhores preços que as várias empresas estão a praticar em cada mês.
Estes artigos mensais não são um conselho para mudar para nenhuma empresa. A informação que lhe estou a dar é COMPLETAMENTE ISENTA e baseia-se nos preços que estão no simulador da ERSE, escolhendo a opção “Menor preço”.
Sempre que uma empresa muda um preço é obrigada por lei a avisar a ERSE (porque é o regulador), para ela atualizar o simulador. Portanto, dados mais rigorosos e atualizados não há (a menos que as empresas tenham falhado o compromisso ou a ERSE não tenha atualizado a base de dados no tempo devido). Estes preços que vai ver são para novos contratos e não os que provavelmente tem na sua fatura.
Na lista, por exemplo, pode verificar que a empresa X (que é a sua) tem o primeiro, segundo ou terceiro preço mais barato e pensar que está bem, mas estar a pagar muito mais atualmente (porque você nunca mais se mexeu e negociou e todos os anos os tarifários mudam) do que o preço que a sua própria empresa está a fazer para novos clientes, ou o contrário.

Os critérios do Top 10

Para fazer as contas, usei a minha potência contratada (4.6 kVA) e tarifa simples. Se quiser saber quais são os preços da tarifa bi-horária ou de outras potências contratadas vai ter de pesquisar por si, seguindo os mesmos passos.
Para os gráficos só uso o preço do kWh (não levo em conta o preço da potência contratada) porque considero que embora influenciem o preço final da fatura, a grande poupança está no kWh para quem gasta mais de 200 kWh por mês.
É o meu critério, não tem de concordar com ele. Decidi assim porque se tivesse de acrescentar a potência contratada ia complicar tanto as contas que as análises se tornariam incompreensíveis. E eu quero que percebam o que é mais importante.
Por outro lado, no ranking Top 10, a potência contratada está incluída nas contas da ERSE. Simulo 300 kWh/mês e o simulador da ERSE dá-me estes resultados que vai ver. Farei isto no início de cada mês e o resultado que der é o que partilho aqui.
Naturalmente, a sua situação será certamente diferente da minha, e um dia depois de publicar estes valores, qualquer empresa pode mudar os seus tarifários ou fazer promoções novas, ou terminar as que tinham. Portanto, deverá sempre confirmar os preços e condições com cada empresa antes de mudar seja para qual for.
O TOP 10 não leva em conta descontos promocionais ou preços condicionados (ser sócio de um clube, aderir a um seguro, etc.). É o preço mais baixo possível de todos os tarifários de cada empresa e ponto final.

As empresas mais baratas em Dezembro de 2022

De acordo com os preços apresentados pelas empresas e registadas na base de dados da ERSE – as que têm os preços mais baixos (kWh + potência contratada) – são estas no dia em que fiz a análise.

Na prática, verá que muitas delas têm o mesmo preço (com uma diferença de centésimas). Isto quer dizer que por vezes entre os primeiros 3 ou 4 mais baratos as diferenças são praticamente ridículas. Nesses casos deve ponderar escolher aquela em que confia mais ou acredita que tem o melhor serviço.

A RETER:

  • A empresa mais barata do mercado (antes de MIBEL ) é uma empresa do mercado indexado (a Luzboa)

  • A Endesa e a Goldenergy continuam a ser mais baratas do que o mercado regulado (SU Eletricidade) em Dezembro.

  • A EDP e a Endesa vão aplicar o ajuste MIBEL. A Goldenergy não.

  • O preço da eletricidade no mercado grossista continua a baixar.

No gráfico abaixo coloquei apenas as marcas principais e com os preços mais baixos. Veja como eles vão alterando os preços ao longo dos meses sem nós nos apercebermos. Atenção que este é só o gráfico com o preço do kWh, não leva em conta a potência contratada.

Espero que esta informação seja útil – todos os meses – para que perceba se está a poupar ou a perder dinheiro com a sua fatura da eletricidade. E para perceber quantas vezes as diversas empresas mudam os preços ao longo do ano e se é para cima ou para baixo.

No fundo, é um pouco como os preços dos combustíveis. Esses mudam todas as semanas, na eletricidade é todos os meses, ou de dois em dois ou de 6 em 6. Mas tem de estar atento. Depois se muda de empresa ou não, é consigo. Continue atento à sua fatura. Compare sempre o preço do kWh e da potência contratada que tem na sua fatura, com os que mostro aqui neste artigo mensal. Se encontrar mais barato, mude! E a partir de agora também tem de ter em conta se a sua empresa vai aplicar ou não o Mecanismo de ajuste MIBEL.

A partir de Janeiro, a eletricidade vai ser como o crédito à habitação: paga mais para ter uma taxa fixa, paga menos atualmente se optar pela taxa variável, mas nunca saberá o que vai pagar no mês seguinte.


Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

EURIBOR HOJE | Taxas sobem a 3 e 6 meses e descem a 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (3 a 9 de junho)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

PODCAST | #244 -Vale a pena investir em ouro? (A pergunta do Pedro)

Subscreva a nossa Newsletter, para não perder nenhuma dica *Ao subscrever, a informação partilhada será usada de acordo com os nossos Termos e Condições e a nossa Política de...

Jovens vão poder decidir a cada ano que regime de IRS preferem

Opção pelo IRS jovem é anual e poderá ser alterada ou renovada O novo modelo de IRS Jovem aprovado recentemente pelo governo é diferente daquele que ainda vigora atualmente, na medida em que prevê uma redução das taxas do imposto que incidem sobre os escalões de...

Rendas de pessoas deslocadas em trabalho vão poder ser deduzidas

Medida aplica-se a deslocados a mais de 100 quilómetros de casa As pessoas que tenham de ir trabalhar para mais de 100 quilómetros de distância da sua residência habitual e pretendam rentabilizar a sua habitação enquanto estão fora vão poder deduzir a esse rendimento...

Garantia pública extingue-se quando jovens pagarem primeiros 15% do empréstimo

Garantia pública de até 15% aplica-se a casas até 450 mil euros O governo aprovou recentemente uma garantia pública de até 15% para ajudar os jovens até aos 35 anos a conseguir financiamento para comprar casa. Na segunda-feira, ao terminar o Conselho de Ministros...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Qual é o preço justo esta semana? (27 de maio a 2 de junho)

Qual deveria ser o preço justo? A ERSE faz semanalmente as contas para o consumidor saber qual é o preço "justo" dos combustíveis face ao preço das matérias-primas e transportes de combustível. Esse preço "justo" já inclui uma margem de retalho de cerca de 10% para as...

Medicamentos grátis a partir de 1 de junho para quem tem CSI

Publicada em Diário da República comparticipação a 100% em medicamentos para idosos com Complemento Solidário O diploma que estabelece que os idosos que recebem complemento solidário passam a partir de 1 de junho a ter direito a medicamentos comparticipados sujeitos a...

Prazo para pedir devolução de propinas termina esta sexta-feira

Mais de 158 mil pessoas já pediram o prémio salarial O prazo para pedir o Prémio Salarial, que prevê a devolução aos jovens do dinheiro que investiram na sua educação superior, termina esta sexta-feira, dia 31 de maio. Os licenciados e mestres que tenham concluído os...

Publicidade

Artigos relacionados

42 Comentários

  1. Tiago

    Efetivamente a questão do real valor das TAR para 2023 poderá ou não complicar as contas…
    A EDP Comercial e a Endesa anunciaram as suas remunerações base, e depois com uma previsão de TAR de -0,1439 €/kWh (para a opção simples) apresentaram os seus valores finais a cobrar ao consumidor, que já referiu no texto.
    O “problema” é que a ERSE “trocou” as voltas a ambos os comercializadores, e as TAR para 2023 são, para a opção simples, -0,0958 €/kWh.
    Disto resulta uma diferença de 0,0481 €/kWh… será que ambos os comercializadores vão assumir essa diferença, baixando a sua remuneração base?
    É que a EDP Comercial, aquando da comunicação dos valores para 2023, deixou logo esta ressalva:
    “De acordo com o comunicado, o seu preço de eletricidade irá sofrer alterações. Poderá consultar em baixo os preços em vigor a partir de 1 de janeiro de 2023, considerando uma previsão das Tarifas de Acesso às Redes a definir pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) para 2023. Informamos que o preço final da eletricidade poderá ser atualizado em função do valor final definido pela ERSE para esta componente do preço.”

    Responder
  2. Rui Carvalho

    Eu tomaria as simulações da ERSE no que diz respeito à tarifa indexada com alguns grãos de sal. Pelo que percebi utilizam uma fórmula relativamente estática em que vai variando apenas o preço mensal da omie e o ajuste mibel, e tanto quanto percebi outros elementos como custos de sistema e fatores de perda não estão a ser atualizados. Isto porque como cliente de uma tarifa indexada (não das que está aí), e os valores que observei significativamente superiores aos do simulador da erse. Se alguém tiver uma fatura do comercializador em questão que aparece nesse simulador, que confirme se estes valores estão corretos.

    Responder
  3. joão carlos

    esses “0,0721” para 2023 da endesa é o preço para os atuais clientes ou também é já o preços para novas adesões.

    Responder
    • Julio

      Para atuais não e com certeza. Eu era Endesa e pagava o dobro. Mudei para o regulado há uns dias.

      Responder
      • joão carlos

        para alguns atuais clientes é que é o preço que eu tenho para o ano que vem.

        Responder
    • Filomena

      Esse valor será para a tarifa normal, porque os valores para quem tem bi-horária são diferentes.
      Os valores da bi-horária nunca aparecem em lado algum, pelo que é ainda mais difícil fazer as contas e ponderar seja o que for.

      Responder
  4. Marco

    Sem saber qual o valor da Mibel é difícil tomar uma decisão. A Endesa enviou-me um e-mail com a seguinte informação: “A partir do dia 16 de janeiro de 2023, irá ser discriminado na sua fatura o valor do custo do Mecanismo de Ajuste do Mercado Ibérico de Eletricidade. Contudo, com a previsão de manter o valor global da sua fatura, iremos reduzir os seus preços de eletricidade […]” e “A manutenção do valor global da sua fatura de eletricidade, acima mencionada, está realizada com a melhor estimativa para o valor do Mecanismo de Ajuste do Mercado Ibérico de Eletricidade, e durante o período previsto em que esta medida esteja em vigor.”

    Responder
    • Filomena

      Os valores são diferentes de cliente para cliente, e diferem entre tarifa normal ou bi-horária.

      Responder
  5. Helmer Oliveira

    Excelente contribuição.
    Obrigado.

    Responder
  6. Julio

    A Endesa é terrível, o meu pai é cliente, acabou o período promocional e passou para o triplo desses valores, paga um valor superior a 0.20€!

    Responder
    • Marco Lopes

      NUNCA faça contratos promocionais! Eu fiz há uns anos por telefone pq o operador foi simpático, e tive de CANCELAR tudo, pq só era válido por 12 meses! Depois fiz ONLINE que era “para sempre”. CUIDADO com tudo isso! Não acredite no que lhe dizem e LEIA bem as SMS / emails / contratos que enviam!

      NOTA: Acabei por sair da ENDESA semanas depois pq me causaram uma confusão com os contratos que nunca conseguiram resolver! ENDESA nunca mais!!!

      Responder
  7. Vitor

    A opção certa é esta:
    – fazer imediatamente um contrato com a Endesa a 0,145€/kWh com a Tarifa E-Luz usando o código plano amigo 307780880 para desconto de 12€/ano.

    Justificação: Endesa diz no anexo de preços que reflete as variações das tarifas de acesso às redes.
    Logo, se contratar imediatamente (antes do final do ano ou antes que eles acabem com a campanha), pagará a partir de Janeiro 0,145-0,0958+0,0019= 0,0511€/kWh.
    Este valor (eventualmente + inflação) + mecanismo
    Fica com uma boa margem para mecanismo que acredito que terá um valor cada vez menor:
    1) são cada vez mais os consumidores a pagar mecanismo (particulares e empresas). Logo o mal está a ser dividido por cada vez mais aldeias.
    2) os preços do gás estão agora muito mais controlados. A União Europeia tem encontrado alternativas ao gás russo.
    3) as últimas chuvas foram importantes para encher barragens. Quanto mais produção hídrica, menos produção a partir de gás.
    4) o mecanismo neste momento compensa a diferença entre os 0,04€/kWh fixados como tecto para o preço do gás usado na produção de eletricidade e o custo real que hoje, por exemplo é de 0,115 que resultou num custo de ajuste para hoje de 0,053€/kWh. Só que o tecto dos 0,04 vai começar a subir
    0,005€/kWh/MÊS desde agora até final de Maio (data prevista para o mecanismo terminar. Mas A. Costa pensa em prolongar o mecanismo) Portanto, a diferença para o preço real do gás tende a encurtar e com isso encurta o valor do ajuste.

    Pedro, daqui fala o seu 1.o amigo Endesa. 🙂
    Permita-me (uma vez que já não pode ter mais amigos) que publique o código dos meus pais, que eu gostaria muito que pagassem o mínimo possível de eletricidade.
    Eu também já não posso ter mais. (Máx: 25)

    Espero ter ajudado.

    Responder
  8. Vítor

    Viva Pedro,
    Correção:
    “ Já foi um bom tarifário, talvez volte a sê-lo quando acabar o tal mecanismo de ajuste.”

    Se não existisse mecanismo, o OMIE teria estado no dia de hoje (17/12) a 0,27€/kWh. Mas por existir mecanismo, o OMIE esteve hoje a 0,134€/kWh.

    Um Abraço!

    Responder
  9. Hugo Barata

    Caro(a) cliente,

    A ERSE anunciou novos preços das tarifas de acesso às redes
    A ERSE – Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos alterou, para o ano de 2023, as tarifas de acesso às redes para a BTN – Baixa Tensão Normal. Pode consultar as novas condições aqui. Esta é uma alteração transversal a todos os comercializadores de energia.

    No MEO Energia o valor a pagar na sua fatura não vai mudar
    No contexto atual em que vivemos com um aumento generalizado de preços, também aplicável aos preços no mercado grossista de eletricidade, a MEO Energia vê-se forçada a proceder à atualização periódica dos preços de fornecimento de energia elétrica nos termos da cláusula 7.3 das condições contratuais. No entanto, vimos dar-lhe uma boa notícia: o valor global a pagar na sua fatura não vai mudar. O seu tarifário MEO Energia vai incorporar a variação das tarifas de acesso às redes, conforme alteração da ERSE, variação esta que permitirá compensar o aumento dos preços da energia(…)
    Para já, a Meo Energia comunicou que vai incorporar a variação das tarifas de acesso às redes, mantendo dessa forma as tarifas em vigor.

    Responder
  10. Armando Gonçalves

    Bom dia, a minha questão era saber se existe alguma fórmula para determinarmos o preço que iremos pagar relativo à taxa de ajuste Mibel? Em termos práticos, como é que os comercializadores chegaram ao valor de 1 cêntimo em Dezembro/2022? É que, se soubermos como chegam a esse valor, embora não possamos fazer nada para o alterar, podemos acompanhar o valor diário do mecanismo no site da Omie e prever o valor que vamos pagar na fatura relativamente ao mês seguinte, no caso concreto Janeiro/2023.
    Cumprimentos,
    Armando Gonçalves

    Responder
    • Marco Lopes

      Não existe forma de saber.
      E se for 1 centimo, eu mudo logo para a EDP, pois terá um preço de 11 CENTIMOS (10 base + 1 MIBEL)

      Uma coisa é certa… para a EDP e a ENDESA estarem a fazer preços de 10 e 7 respectivamente, é pq o MIBEL previsto vai lá para os 5 centimos pelo menos!

      Responder
  11. Teresa Costa

    Bom dia Pedro
    Eu também sou cliente Endesa, com descontos de 14% sobre a tarifa aplicada. Também recebi uma comunicação da Endesa em relação aos novos preços mas fiquei convencida que devido ao ajuste Mibel esse já estaria incluído nos novos preços. Passo a citar:
    “ … A manutenção do valor global da sua fatura de eletricidade, acima mencionada, está realizada com a melhor estimativa para o valor do Mecanismo de Ajuste do Mercado Ibérico de Eletricidade, e durante o período previsto em que esta medida esteja em vigor.” Isto não quer dizer que já prevêem a taxa Mibel?
    E em relação à tarifa de acesso às redes não é igual para todos os comercializadores entre eles o mercado regulado?
    Agradecia se me pudesse esclarecer

    Responder
    • Pedro Andersson

      Ola. A estimativa é para o valor global da fatura. Ou seja baixam parac7 centimos na perpectiva de que o mibel será de 7, logo manterá mais ou menos os 14 centimos atuais. É a minha interpretação.

      Responder
      • Armando Gonçalves

        Boa tarde Pedro e outros participantes. Em relação ao que está a dizer e suponho que se está a referir à Endesa, então o problema pode-se complicar segundo o meu ponto de vista. Ou seja existem clientes Endesa a pagar 0,14 € o KW e outros 0,084034 € (no qual me incluo), assim se baixarem e como muito bem diz dos 0,14 € o KW para 0,072134 € e aplicarem 0,07 € da taxa Mibel não existirá diferença, mas para aqueles que pagam os 0,084034 € já faz muita diferença. Ora aquilo que eu interpretei para o meu caso pessoal é que passaria para os 0,07 € o Kw e que pagaria a taxa Mibel.
        Ora, para a manutenção do valor global da minha fatura, a taxa Mibel teria de ser 0,0119 €, que praticamente coincide com o valor de 1 cêntimo que o Pedro indicou no quadro de cada empresa no
        item Mibel. Assim, não sei como se irá processar a taxa Mibel para cada uma das situações, não sei se poderão aplicar taxas diferentes à Mibel para clientes com tarifários diferentes e se o farão de uma forma positiva ou penalizadora. Cumprimentos
        Armando Gonçalves

        Responder
      • Marco Lopes

        Nem mais! Para a EDP estar a fazer 10 centimos e a ENDESA 7, significa que estão “bem” informados sobre quanto será o MIBEL em Janeiro!!!

        Responder
  12. Isabel

    Bom dia, peço desculpa mas o que quer dizer MIBEL …. Obrigada

    Responder
  13. Mauro Ferreira

    Endesa: 0,0721 € + MIBEL

    Não percebi de onde vêm estes 7 centimos. Não são 14,5?

    Obrigado.

    Responder
    • Armando Gonçalves

      Mauro Ferreira, Endesa: 0,0721+Mibel está correto, depois tem a informação do valor da potência. Tenha em atenção os valores a negrito (tom mais escuro) o resto é informação que não corresponde a valores a pagar.
      Armando Gonçalves

      Responder
      • Teresa Costa

        Boa tarde Pedro
        Ainda não fiz as contas mas ainda surgiu outra dúvida: se me compensar mudar para o mercado regulado de eletricidade sabe se depois poderei mudar para o mercado livre? Ou existe algum período de “ fidelização” ? ( por assim dizer)
        E a taxa Mibel não irá ser aplicada apenas até março de 2023?
        Agradeço desde já a sua resposta

        Responder
    • Vítor

      Esqueça os 0,0721. Agora tem que ir ao valor base que a Endesa lhe enviou no email e subtrair não os -0,1439 (das tarifas de acesso às redes que eram as previstas) mas agora, e em definitivo, -0,0958€/kWh. A Endesa (e a EDP C também) salvaguardaram valores de tarifas de acesso às redes diferentes. Duvido que agora venham a enviar novo email com as contas finais. O cliente é que tem que abrir a pestana. 🙂

      Responder
    • Mauro Ferreira

      Obrigado, pelos esclareciementos.

      Responder
  14. Manuel

    Boa tarde,

    Eu gosto de ver um valor a ser pago, por isso vou deixar aqui o cálculo real para 30 dias e 300 kWh, usando os valores fornecidos para este mês, incluindo MIBEL:

    Empresa | kWh | Potência | MIBEL | Total
    Luzboa (ind) | 0.1469 € | 0.1698 € | 0.01 € | 64.97 €
    Luzigás (ind)| 0.1379 € | 0.2944 € | 0.01 € | 66.40 €
    Endesa | 0.1450 € | 0.2943 € | 0.00 € | 65.38 €
    Goldenergy | 0.1465 € | 0.2928 € | 0.00 € | 65.85 €
    Iberdrola | 0.1409 € | 0.3166 € | 0.01 € | 68.28 €
    Repsol (ind) | 0.1540 € | 0.2205 € | 0.01 € | 69.34 €
    SU | 0.1599 € | 0.2163 € | 0.00 € | 67.74 €
    Meo Energy | 0.1408 € | 0.4570 € | 0.00 € | 69.90 €
    Alpha (ind) | 0.1613 € | 0.2405 € | 0.01 € | 72.65 €
    GALP | 0.1942 € | 0.2170 € | 0.01 € | 83.36 €

    A fórmula para o cálculo inclui o valor de 300 kWh e de 30 dias, e inclui também a taxa audiovisual (2.85€), a taxa da DGEG (0.07€) e o Imposto especial de energia (0.001€/kWh, isto é, 0.30€). À Taxa audiovisual e aos primeiros 100 kWh incidem ainda 6% de IVA, e 23% ao remanescente.

    Assim, fica:

    Valor = (2.85 + 100 x PkWh) x1.06 + (0.07 + 0.30 + 200 x PkWh + 30 x Pdia) x 1.23

    Aproveito para referir que sou da Endesa. Já tenho amigos suficientes para ter duas fatura mensais gratuitas, por ano, por isso se quiserem aderir com 1,23€ de desconto mensal, usem o meu código, que agradeço: 309023360.

    Cumprimentos a todos.

    Responder
  15. Patrícia Montez

    Muito boa tarde,

    Sou cliente EDP comercial e já recebi a atualização dos preços de eletricidade a vigorar a partir de Jan2023.
    Sou cliente de tarifa tri-horária, com potência de 6.90 kVA.
    Os valores são:
    Vazio – 0.0391€/kWh
    Ponta – 0.2460€/kWh
    Cheia – 0.1003€/KWh
    Potência – 0.4119€/dia
    Estes são substancialmente mais baixos relativamente aos que pago atualmente, com exceção da potencia contratada.
    A minha dúvida é se será vantajoso alterar para o mercado regulado, dada a incerteza do valor do mecanismo a aplicar.
    Cumprimentos.

    Responder
  16. Dora Fernandes

    Boa noite, caro Pedro
    Antes de mais, quero agradecer-lhe todas as suas publicações, que tão úteis me têm sido.

    Sou cliente EDP Comercial muito recente, pelo que os meus preços, não são nada competitivos. Já recebi a atualização dos preços a vigorar a partir de Jan2023 e são muitíssimo mais vantajosos. Obviamente que há ainda a considerar o Ajuste MIBEL.
    Tarifa simples, com potência contratada de 6.90 kVA.
    Os valores EDP Comercial atuais: Energia: 0.2377€/kWh + Potência: 0.2998€/dia
    Os valores EDP Comercial propostos para 2023: Energia: 0.1064€/kWh + Potência: 0.3719€/dia + MIBEL
    Ainda que as tarifas propostas sejam muito mais baixas, a incerteza do Ajuste MIBEL estava a fazer-me pensar mudar para o mercado regulado.
    No entanto, depois de ouvir o seu podcast de hoje, resolvi contactar a Endesa. Resultado: como cliente nova, para a potência de 6.9KVA, apresentaram-me os seguintes valores para 2023: Energia: 0.1449€/kWh + Potência: 0.4285€/dia + MIBEL
    Estes valores, em nada se parecem com os do simulador ERSE, nem com os valores referidos aqui no artigo. Tão pouco são competitivos.

    Sem ser com recurso ao simulador ERSE, será que me poderia aconselhar, onde poderei aceder os valores comerciais para 2023 (Energia+Potência) para novos clientes, dos vários comercializadores? Só assim, estarei em condições de fazer comparações

    Muito obrigada e continuação de um excelente trabalho.
    Cumprimentos,
    Dora Fernandes

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Vai ter nesmo de ligar um a um como eu fiz. Qualquer valor que lhe der pode mudar de um dia oara o outro e varia conforme a sua potência contratada e os descontos que lhe derem e a “conversa” que tiver com eles.

      Responder
      • Dora Fernandes

        Muito obrigada. É mesmo isso que vou fazer. Bom trabalho. Cumprimentos

        Responder
  17. Filomena

    Vou apresentar 2 parágrafos recebidos por 2 pessoas diferentes (em distritos diferentes – Faro e Santarém)

    A partir do dia 16 de janeiro de 2023, irá ser discriminado na sua fatura o valor do custo do Mecanismo de
    Ajuste do Mercado Ibérico de Eletricidade. Contudo, com a previsão de manter o valor global da sua fatura, iremos reduzir os seus preços de eletricidade referentes à sua morada XXXXXXXX, com os valores da tabela abaixo. Estes preços incluem a previsão das novas tarifas de acesso às redes em vigor a partir de janeiro de 2023 e o preço base aplicado pela Endesa.

    Santarém

    Preço sem desconto e sem impostos
    Fora de vazio Vazio
    Energia 0,195601 €/kWh 0,066115 €/kWh
    Preço base s/ tarifa de acesso às redes 0,327901 €/kWh 0,232715 €/kWh
    Potência 0,1760 €/dia
    Preço base sem tarifa de acesso às redes 0,0856 €/dia

    Faro

    Fora de vazio Vazio
    Energia 0,189590 €/kWh 0,062614 €/kWh
    Preço base sem tarifa de acesso às redes 0,321890 €/kWh 0,229214 €/kWh
    Potência 0,1715 €/dia
    – Preço base sem tarifa de acesso às redes 0,0811 €/dia

    Isto é uma confusão … agora falam em 7 cêntimos …. o único sítio onde os vejo é no valor de vazio.

    Seria possível alguém me ajudar a entender estas situações, pf? Grata

    Responder
    • Filomena

      Desculpem, os valores agruparam. Para ficar mais explicito:

      Assim, para o distrito de Santarém

      Fora de vazio
      Energia 0,195601 €/kWh
      Preço base s/ tarifa de acesso às redes 0,327901 €/kWh

      Vazio
      Energia 0,066115 €/kWh
      Preço base s/ tarifa de acesso às redes 0,232715 €/kWh

      Faro

      Fora de vazio
      Energia 0,189590 €/kWh
      Preço base sem tarifa de acesso às redes 0,321890 €/kWh
      Vazio
      Energia 0,062614 €/kWh
      Preço base sem tarifa de acesso às redes 0,229214 €/kWh

      Responder
  18. Alexandra

    Boa tarde,
    A EDP enviou-nos uma carta com os novos preços (opção simples | potência 3,45 kVA):
    – Energia – 0.1015€/kWh | dos quais energia e estrutura comercial – 0.2454€/kWh
    – Potência – 0.2223€/dia | dos quais energia e estrutura comercial – 0.1318€/dia
    Nesta carta indicava um aumento médio de cerca de 3% no valor global da fatura, mais a aplicação do Mibel.

    Como sei o preço por KWh para 2023?
    Será 0.1015 €/kWh? neste caso não é um aumento, é uma baixa.

    Os últimos preços, outubro, foram 0.152€/kWh e 0.213€/dia.

    Já tentei ver no site da EDP, mas não encontrei os preços, só packs.
    Obrigada!

    Responder
    • Alexandra

      Será verdade a frase, e os cálculos, onde é indicada a diferença entre o preço do nosso contrato e a tarifa regulada?
      Nestas últimas faturas, a diferença é de alguns cêntimos, não chega a 1€

      Responder
  19. Miguel

    Olá Pedro,
    Há algo que não compreendo, vejo no seu top, uma diferença muito pequena por KWh nos primeiros lugares, que têm tanto operadores com indexação como os outros, mas fazendo a simulação no portal ERSE, dá-me diferenças enormes, sendo que os que são indexados têm os menores custos de muito longe, estarei a ver alguma coisa mal? O acesso às redes está sempre com valor negativo muito elevado..
    https://drive.google.com/file/d/1IXedD1CdcdXsSAhNM5EGfz5WFfh1JEkK/view

    Outra pergunta, é se a taxa mibel para aqueles operadores que a cobram, poderá ser inferior se estes usarem energias renováveis.

    Responder
  20. Sergio

    Como é calculada a MIBEL?

    Qual a relação com os valore OMIE?

    Obrigado.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.