Salário mínimo na Função pública também sobe e há aumentos de 10 € para quem ganha até 791,91 €

Escrito por Pedro Andersson

06.01.21

}
3 min de leitura

Publicidade

Governo aplica salário mínimo no Estado e aumenta em 10 euros até 791,91 €

Estão assim as negociações salariais na Função pública. O Governo vai aplicar este mês o salário mínimo de 665 euros na Administração Pública e subir 10 euros às remunerações até 791,91 euros, disse o dirigente da Federação Sindical da Administração Pública (Fesap), José Abraão. De acordo com a LUSA, o sindicalista disse que:

“O Governo apresentou-nos outra proposta contemplando a sexta e a sétima posições remuneratórias até aos 801 euros, mantendo um aumento de 10 euros a partir do quinto escalão”.

Na prática, significa que o Governo manteve como remuneração base na Administração Pública o aumento de 20 euros, igualando o valor ao salário mínimo nacional (665 euros), tal como tinha proposto na segunda-feira.

O Governo evoluiu na sua proposta inicial, prevendo, não apenas um aumento de cerca de 20 euros da base remuneratória da Administração Pública, mas também alargar o aumento de 10 euros a todos os trabalhadores com salários abaixo dos 800 euros.

Assim, os aumentos salariais não se limitarão ao nível 5 da Tabela Remuneratória Única (TRU), conforme constava da primeira proposta, mas abrangem também os níveis 6 e 7 e todos os salários equivalentes ou entre estes níveis, num total de 148 mil trabalhadores.

A proposta apresentada hoje passa então a abranger os dois níveis seguintes da TRU, o que significa que haverá um aumento de 10 euros até aos 791,91 euros. Segundo explicou José Abraão, com esta nova proposta, o salário da posição 5 da TRU passa de 693,13 para 703,13 euros, a posição seguinte passa de 740,26 euros para 750,26 euros e por último a sétima posição de 791,91 euros para 801,91 euros.

O dirigente da Fesap reconheceu que há “uma valorização” face à proposta inicial, mas acusou o Governo de deixar de fora 550 mil trabalhadores, que ficarão com os salários congelados, uma vez que o aumento abrange 148 mil funcionários, acrescentou.

José Abraão apelou ainda ao Governo para que não mantenha “a posição miserabilista” quanto à base remuneratória fixada nos 665 euros, lembrando que o aumento corresponde a 20 euros e não a 30 euros, como no setor privado. Nesse sentido, a Fesap vai pedir uma reunião suplementar ao ministério e apelar ao primeiro-ministro, António Costa, para um aumento de 30 euros para a base remuneratória, que passaria assim a ser de 675 euros (mais 10 euros face ao salário mínimo nacional).



Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” – Dezenas de dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2021. Estes 3 livros vão ajudá-lo a vencer qualquer crise financeira na sua vida. É só clicar AQUI ou nas fotos dos livros.

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

Fundo Ambiental já começou a reembolsar beneficiários

Pagamentos deviam ter começado em janeiro Os beneficiários do programa Edifícios mais Sustentáveis de 2023 do Fundo Ambiental vão finalmente ser reembolsados, segundo anunciou o Ministério do Ambiente e Energia numa nota de impresa enviada à Agência Lusa. Os...

Taxa de juro na habitação voltou a baixar em junho

Trata-se da quinta descida consecutiva da taxa de juro A taxa de juro implícita no crédito à habitação tem vindo a cair lentamente depois de ter atingido um pico em janeiro de 2024, atingindo uma média de 4,657%. De acordo com o Instituto Nacional de Estatística...

EURIBOR HOJE | Taxas sobem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

PODCAST | #259 – O que já fez para melhorar a sua vida financeira?

Estamos a meio do ano - O que já fez até agora? Chegámos a meio do ano. Normalmente, em dezembro ou janeiro decidimos uma série de coisas e traçamos objetivos que depois desaparecem como que por "magia" à espera do ano seguinte. Porquê, se hoje é um bom dia para...

Se quiser investir é melhor um PPR ou um ETF? (Mês #34 – Junho 24)

PPR vs. ETF: Qual é melhor para investir a longo prazo? Nos últimos anos, com o aumento da literacia financeira (e aqui no Contas-poupança orgulhamo-nos de fazer paret desse percurso), milhares de portugueses descobriram que os PPR podiam servir para ganhar dinheiro e...

FRAUDE | Fisco alerta para e-mails falsos com imagem da AT

Fisco alerta para e-mails fraudulentos com recurso à imagem da Autoridade Tributária A Autoridade Tributária e Aduaneira emitiu um alerta de segurança sobre mensagens de correio eletrónico fraudulentas, pedindo que sejam ignoradas. "A Autoridade Tributária e Aduaneira...

PodTEXT | Quantas vezes posso trocar de Crédito à habitação e de seguro de vida?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

EURIBOR HOJE | Taxas sobem a 3 e 6 meses e descem a 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (22 a 28 de julho)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

Quais as regiões mais caras e mais baratas para comprar casa?

Grande Lisboa e Algarve dominam entre regiões mais caras Esta semana, o Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou dados relativos ao primeiro trimestre de 2024 que revelam que o preço mediano de habitação em Portugal subiu 5%, colocando o valor mediano por...

Publicidade

Comentar

Siga-nos nas redes sociais

Artigos relacionados

4 Comentários

  1. Vítor

    Bom dia,

    A Função Pública já não é o que aparamente foi.

    A “progressão de carreira” não existe de facto para Assistentes Operacionais. E para Assistentes Técnicos também é complicada para a maioria.

    Retomando ao exemplo dos Assistentes Operacionais, fazendo uma média de todas as posições, dá 50€ por posição. Sem contar que, as primeiras já não dão nada e as últimas e mais difíceis de chegar, são as que dão mais.

    Mas o pior vem agora (sim, há pior): A maioria desses trabalhadores leva 1 ponto por ano (ás vezes nem isso)…

    Se, para subir são precisos 10 pontos, vai precisar de 10 anos de carreira, ás vezes para subir 1€, ás vezes não sobe nada…

    Quem culpo? Os Dirigentes responsáveis por esta farsa que o SIADAP. Não o Governo que determina aquele recebe 1 ponto (ou nenhum), o outro 2 e fulano 3 pontos.

    Há uma dualidade de critérios nada transparente (mas toda a gente percebe).

    “Aquela função é mais relevante”, “você não é simpático” “você tem pouco tempo de casa, há quem tenha décadas”. O argumento é o que der mais jeito (quando existe).

    Mais valia as “diuturnidades”. E dizer a verdade. A função X não hipótese de progressão natural. Vamos retribuir o trabalhador conforme os anos de experiência a uma taxa razoável. Tanto no que diz respeito aos anos como ao valor por posições.

    Quando se fala que a Função Pública é boa, depende. O Privado tem trabalhadores com melhores salários médios, a acreditar nas estáticas do salário médio em PORTUGAL.

    Cumprimentos

    Responder
    • VÍTOR

      Bom dia,

      A Função Pública já não é o que aparamente foi.

      A “progressão de carreira” não existe de facto para Assistentes Operacionais. E para Assistentes Técnicos também é complicada para a maioria.

      Retomando ao exemplo dos Assistentes Operacionais, fazendo uma média de todas as posições, dá 50€ por posição. Sem contar que, as primeiras já não dão nada, e as últimas e mais difíceis de chegar, são as que dão mais.

      Mas o pior vem agora (sim, há pior): A maioria desses trabalhadores leva 1 ponto por ano (ás vezes nem isso)…

      Se, para subir são precisos 10 pontos, vai precisar de 10 anos de carreira, ás vezes para subir 1€, ás vezes não sobe nada…

      Quem culpo? Os Dirigentes responsáveis por esta farsa que é o SIADAP. Não é o Governo que determina que aquele recebe 1 ponto (ou nenhum), o outro 2 e fulano 3 pontos.

      Há uma dualidade de critérios nada transparente (mas toda a gente percebe).

      “Aquela função é mais relevante”, “você não é simpático” “você tem pouco tempo de casa, há quem tenha décadas”. O argumento é o que der mais jeito (quando existe).

      Mais valia as “diuturnidades”. E dizer a verdade. A função X não tem hipótese de progressão natural. Vamos retribuir o trabalhador conforme os anos de experiência a uma taxa razoável. Tanto no que diz respeito aos anos como ao valor por posição.

      Quando se fala que a Função Pública é boa, depende. O Privado tem trabalhadores com melhores salários médios, a acreditar nas estáticas do salário médio em PORTUGAL.

      Cumprimentos

      *correção

      Responder
  2. alberto figueiredo

    Quando poderá Comentar, sobre os Reformados, Interessa-lhe?
    Obrigado

    Responder
  3. maria afonso

    Que belo … de boas intenções está o inferno cheio.
    Sua Excelência vai apregoando …., divide o Zé povão para reinar.
    É pouco mas é dado de boa vontade…. ficou contente? agradeça e baixe a cabeça.

    Dado? Não …pago com os impostos de todos., aqui ninguém dá nada a ninguém , sai do pêlo de todos.
    Proponho,”Salários dignos iguais aos da União Europeia” para todos os que trabalham e produzem.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.