ESTADO DE EMERGÊNCIA | Não pode sair de casa entre as 23h e as 5 da manhã e ao fim de semana depois das 13h




Limitações à circulação na via pública à noite durante a semana e tarde e noite ao fim-de-semana

O Primeiro-ministro anunciou, já passava da meia-noite, as medidas específicas que vão ser aplicadas a partir de segunda-feira no âmbito do Estado de Emergência. Estas medidas só se aplicam nos próximos dois fins-de-semana (para já) nos 121 concelhos onde se registaram mais de 240 casos por 100 mil habitantes nos últimos 15 dias. Tem a lista dos 121 concelhos AQUI.

A circulação estará limitada nos próximos dois fins de semana entre as 13h00 de sábado e as 05h00 de domingo e as 13h00 de domingo e as 05h00 de segunda-feira nos 121 concelhos de maior risco de contágio.

António Costa, no final de um Conselho de Ministros extraordinário para tomar medidas no âmbito do estado de emergência decretado devido à pandemia de covid-19, esclareceu que “haverá liberdade de circulação nas manhãs de sábado e de domingo”. De manhã, pode passear, fazer compras e até almoçar, mas às 13h já deverá estar em casa.

A “limitação da liberdade de circulação” vigorará entre as 13h00 de sábado e as 05h00 de domingo e as 13h00 de domingo e as 05h00 de segunda-feira nos fins de semana de 14 e 15 de novembro e de 21 e 22 de novembro.

Mas durante a semana, e a começar já segunda-feira dia 9, o Governo decretou também o “recolher obrigatório” entre as 23h00 e as 05h00 nos dias de semana, e até 23 de novembro, nos tais 121 municípios mais afetados pela pandemia.

O primeiro-ministro admite que é uma situação muito grave para o comércio e restauração, mas foi a maneira que encontraram para tentar travar a pandemia.

Ontem, dia 7 de Novembro estavam 2.420 pessoas internadas, sendo que 366 delas estavam nos cuidados intensivos. Só com Covid. Fora todas as outras situações.

Testes e medição de temperatura

Quanto à medição de temperatura e aos testes em estabelecimentos de saúde, lares, escolas, entradas e saídas de Portugal e prisões, o primeiro-ministro remeteu qualquer decisão no futuro para a DGS. Para já não é obrigatório.

Recurso a estabelecimentos de saúde privados e na área social

António Costa anunciou que já estão contratualizadas 116 camas em vários hospitais privados e em Misericórdias.

As escolas não vão encerrar e não há limitações ao trabalho. As pessoas podem durante todos os dias e a qualquer hora ir à escola, trabalhar, cuidar de familiares, etc.

Requisição de outros profissionais

O governo identificou 915 funcionários públicos resguardados em casa por serem de risco, militares e 128 professores sem componente letiva que vai requisitar para dar apoio às autoridades de saúde no rastreio e acompanhamento de casos ativos.

As (não) sanções

António Costa esclareceu que não está prevista nenhuma moldura penal para quem for encontrado na rua depois das 11 da noite nos dias de semana e da uma da tarde aos fins de semana.  Apelou à responsabilidade de cada cidadão e disse que quem for “apanhado” na rua será acompanhado a casa.

No caso da restauração, os estabelecimentos vão poder trabalhar para além das 23h ou das 13h ao fim de semana mas só de portas fechadas ao público. Podem trabalhar mas só para take away.

Os transportes públicos vão estar sempre a funcionar para apoiar quem estiver a trabalhar ou a estudar.

O primeiro-ministro admitiu que nos casos de concelhos onde a situação seja muito grave (caso de Paços de Ferreira, com mais de 4 mil casos por 100 mil habitantes) as medidas podem ser muito mais duras. Essa decisão será tomada na próxima quinta-feira, em conselho de ministros.

Durante a conferência de imprensa, António Costa mostrou este gráfico que mostra que a principal fonte de contágio (68%) é o contacto familiar e a seguir (12%) é em contexto laboral. Por isso, o governo quer limitar ao máximo o contacto entre famílias e amigos ao fim do dia e ao fim de semana.

Assim, já fica a saber o que muda com o Estado de Emergência a partir de segunda-feira.

12 comentários em “ESTADO DE EMERGÊNCIA | Não pode sair de casa entre as 23h e as 5 da manhã e ao fim de semana depois das 13h

  1. Avatar
    Zoikios Reply

    O meu comentário, é de desacordo porque as medidas deveriam ser mais duras, assim não vamos lá, existem muitos Marcos Lopes no país que não conseguem perceber que foi estipulado 11 da noite para não fechar os restaurantes, e sim, mais á noite é vê-los por aí em grupos a beber cerveja, por isso 11 horas está bem, só lamento é que não existam coimas para os infratores, e os serviços policiais sirvam de Uber á borla. Amigo, já morreram mais de 3000 pessoas e continua a contar…quando nos toca a nós, por vezes passamos a ver as mesmas coisas de maneira diferente.

  2. Avatar
    Teresa Costa Reply

    boa tarde
    quando diz : …” No caso da restauração, os estabelecimentos vão poder trabalhar para além das 23h ou das 13h ao fim de semana mas só de portas fechadas ao público. Podem trabalhar mas só para take away….” no site da SICnotícias diz :…”Nos próximos dois fins de semana, o comércio terá de encerrar a partir das 13h e os restaurantes só poderão funcionar em take away e entrega de refeições ao domicílio. No entanto, o serviço de take away só poderá estar disponível até às 13h.”
    Qual dos dois está correto? Como é possível confirmar?
    Onde está o decreto que regula?

      • Avatar
        Teresa Costa Reply

        Hoje já li o decreto . Que só posso considerar ridículo e desleal pois permite que os hipermercados possam ter take away, e que permaneçam abertos para além das 13h00 para venda de TODOS os seus produtos.
        Temo que estas medidas levem pelo contrário a mais aglomerados de pessoas nos períodos da manhã e que só sirvam para afundar ainda mais todos aqueles que já estão em risco de falência

  3. Avatar
    Ferreira Bento Reply

    Todos temos de fazer sacrificios em prol de toda a comunidade, mas agora pergunto eu: Os centros comerciais continuam abertos ao fim de semana?…porquê?…os hipermercados a mesma coisa, porquê? Os transportes publicos continuam sem cumprir a regra dos 2/3…porquê?….Porque são os donos disto tudo não é?…tenham vergonha e meçam tudo pela mesma bitola.

  4. Avatar
    joão carlos Reply

    Bom dia , criticar toda a gente critica , tem alguma sugestão para a falta de civismo e falta de respeito para com os profissionais de saúde e forças policiais que se tem verificado com pessoas constantemente em festas ilegais , sem mascaras , sem manter as devidas distâncias ? E depois vão para as janelas bater tachos em sinal de apoio aos mesmos ? Mas isto faz algum sentido ?
    Temos todos que fazer sacrifícios para ver se isto não fica pior…
    O SNS E A SS não aguentam para sempre , temos que saber entender isto !
    Evidentemente que ninguém gosta de restrições mas se é para o bem de todos…
    E não se esqueçam que os profissionais que acima mencionei em cima também têm família para cuidar , temos que ser realistas !
    E para que fique registado não pertenço a nenhuma das profissões acima descritas .

    • Avatar
      Marco Lopes Reply

      O que está aqui em questão não são as festas ILEGAIS dentro de portas… é um recolher obrigatório que nos priva da liberdade. Agora temos de olhar para o relógio e fugir para casa porque o governo assim quer, sem BASES ou fundamentos para tal…

      Será que as pessoas se tornas IRRACIONAIS depois das 11 da noite? Depois do almoço aos fins de semana? Não me parece…

  5. Avatar
    Marco Lopes Reply

    Isto é uma ANEDOTA e neste momento sinto que os meus direitos constitucionais foram literalmente violados!!

    Não tenho palavras para descrever tamanha MONSTRUOSIDADE.

    • Avatar
      Hugo Bernardo Reply

      Fique sem palavras mas fique em casa durante estes períodos que é o que todos nós vamos fazer. Isto é um esforço mínimo para combater uma pandemia mundial.
      Liberdade não é só fazer o que nos apetece a toda a hora. É fazer o que nos apetece respeitando o próximo.

      • Avatar
        Marco Lopes Reply

        “Liberdade não é só fazer o que nos apetece a toda a hora. É fazer o que nos apetece respeitando o próximo.”

        Disse muito bem! E até agora não temos respeitado? RECOLHER obrigatório depois das 11 da noite resolve exactamente o quê?? Os ajuntamentos ilegais nas zonas de bares?? Não temos a polícia para controlar isso? Não terão de controlar o recolher obrigatório de qualquer das formas? Haja paciência…

        • Avatar
          Hugo Bernardo Reply

          Como alguém que teve que ficar 2 semanas sem poder abraçar a minha mulher nem os meus filhos porque um colega de trabalho próximo foi visitar uma “amiga colorida” que estava positiva (e ele ficou positivo também mas assimtomático). E que ela estava infetada porque tinha andado a beber com os amigos à noite, posso dizer pessoalmente que sim esta medida faz sentido.
          Alias muitos países já a adotaram há muito tempo. É preferivel a todos fechados o tempo todo, como aconteceu em Abril.
          Num mundo ideal nada disto era necessário porque as pessoas tinham tino e respeito pelo próximo. Infelizmente para muitos só sendo lei é que fazem alguma coisa e mesmo assim.
          E não as tais festas não ocorrem nas zonas dos bares e não a policia não tem recursos para procurar as festas ilegais todas nem se deveria ver obrigada a arriscar a sua saude e a do seus toda as noites porque alguns não podem estar sem ir beber um copo a noite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *