Seguro automóvel | Uma seguradora aceitou baixar, a outra não. E agora?

Escrito por Pedro Andersson

29.08.20

}
5 min de leitura

Publicidade

A minha segunda seguradora não aceitou fazer desconto por causa da Covid-19

Acabo de receber a resposta da Allianz ao meu pedido de abatimento do prémio do seguro automóvel porque a minha mulher esteve com o carro parado na garagem durante 3 meses no período do Estado de Emergência. Ela é professora e esteve todo esse tempo a dar aulas por videoconferência e só ia de vez em quando dar à chave da ignição para manter a bateria a funcionar. Estes pedidos basearam-se na Lei 20 de 12 de Maio que pode ler aqui.

Pedi o mesmo à minha outra seguradora (Caravela) e, sendo a minha situação menos “grave”, deram-me um desconto na anuidade que agora renovou. Fiquei satisfeito enquanto cliente. Sublinho que nenhuma seguradora é obrigada a fazer isto a clientes que não tiveram quebra de rendimentos ou que não estiveram em lay off. Mas mesmo assim a “Caravela” fez-me esse desconto. Nada de muito relevante: 14 euros. Se é apenas um desconto de retenção “normal” ou não, não vou discutir. Para mim é irrelevante o nome que lhe deram internamente. Foram inteligentes.

No caso da Allianz a resposta foi negativa. Não me fazem nenhum desconto. Abaixo tem a resposta deles ao meu pedido.

O  regime  previsto  no  Artigo  3º do DL 20-F/2020 de 12 de Maio apenas se aplica a empresas ou empresários em nome individual, que  desenvolvam  determinada  atividade  económica,  e apenas a seguros  que  cubram  riscos dessa atividade, sempre na condição dessa   mesma  atividade  estar  suspensa  ou  ter  sofrido  uma significativa  redução  em  resultado  das  medidas de combate ao COVID-19.

Apenas  poderemos  aceitar o pedido no caso do Tomador nos enviar comprovativo que a sua atividade:

a).  se encontra suspensa (indicar período) ou em regime de layoff;

b).  cujos  estabelecimento  ou  instalações  ainda  se  encontrem encerradas ou c. cujas atividades se reduziram substancialmente, em  decorrência  direta  ou  indireta  das  medidas excecionais e temporárias adotadas em resposta à pandemia da doença COVID-19.

Melhores cumprimentos,

Novo sublinhado: a resposta da Allianz é totalmente legal. Estão a seguir estritamente a lei. A lei só os obriga a dar descontos a quem está nas condições que eles descrevem na resposta. Não tenho sequer intenção de rebater esta resposta porque não tenho argumentos válidos para isso baseando-me apenas na lei.

Acontece que uma coisa é a resposta legal, outra coisa (para mim) é a atenção que dão ao cliente. De acordo com a ASF, 7 seguradoras recusaram dar qualquer desconto aos seus clientes e 11 decidiram dar descontos. Pelos vistos a minha (Allianz) é uma dessas 7 que não estão dispostas a dar descontos.

Portanto, esta resposta negativa perfeitamente legal – repito – é a razão que me vai levar a pedir (já pedi) ao meu mediador para me procurar noutra seguradora um seguro igual ou melhor e mais barato na próxima renovação. No meu caso particular, ficariam a perder 20 ou 25 euros este ano se aceitassem o meu pedido, assim vão perder 300 euros todos os anos durante vários anos até que me façam uma proposta melhor do que a que tiver na altura.

Serve este breve relato para vos transmitir duas lições que tirei para mim:

  • Todos os anos e sempre que surgir oportunidade, como agora com esta lei da pandemia, devem renegociar todos os vossos seguros. Trocar todos os anos de seguradora (para melhor e mais barato, naturalmente) é a melhor ferramenta financeira para poupar todos os anos nos seguros. Há sempre uma seguradora disposta a fazer-lhe um desconto maior para ficar consigo como cliente. Outra é ver se não tem seguros repetidos ou com coberturas de que não precisa, mas isso é para outro artigo.
  • A outra reflexão que lhe quero deixar é que o consumidor português tem de perceber que tem um enorme poder nas mãos que tem vergonha de usar. É você quem decide quanto quer pagar pelo seu seguro automóvel e não a seguradora. Certo? Costumamos pensar ao contrário. Ouço muitas vezes as pessoas dizer que não pensam sequer mudar de seguradora para não perderem os “bónus” de anos e anos como clientes. Mas já fizeram mesmo as contas a quanto é que estão a poupar anualmente com esses tais “bónus”?

Já pensou alguma vez que o que está a poupar por não mudar de seguradora durante anos a fio, se calhar é 100 euros a mais do que se começasse do “zero” noutra seguradora?

Eu corro as seguradoras todas. E só mudo quando consigo mais uma cobertura ou as mesmas, mas com valores maiores pagando o mesmo ou menos. Faço isto há pelo menos dez anos, quando acordei com as reportagens do Contas-poupança.

Isso dá muito trabalho…

A melhor parte é que normalmente não tenho trabalho rigorosamente nenhum. É para isso que servem os mediadores. Trabalho com um que é mediador de várias seguradoras e não de apenas uma. Assim, peço todos os anos o melhor preço para cada um dos nossos dois carros e ele dá-me a melhor opção face à promoção melhor que alguma delas estiver a fazer nessa semana. Depois é só deixar de pagar a antiga e pagar o prémio da nova. Tão simples quanto isso.

Nos primeiros anos tinha descidas de 70, 50, 30 euros a cada ano. Neste momento já não consigo baixar mais do que um determinado patamar, senão qualquer dia não pagava nada. Tenho descidas, atualmente, de 15, 20 ou 30 euros, mas na maior parte dos casos opto por pagar o mesmo mas com melhores coberturas. É outra forma de poupança.

Há quanto tempo não renegoceia os seus seguros do carro?



NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2019. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica. Se quiser conhecer também as dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”. É só clicar AQUI ou nas fotos dos livros.

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

Eletricidade | ERSE vai fixar tarifas em junho devido à “volatilidade de preços”

Decisão do regulador implica aumento das tarifas a partir de junho A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) anunciou em comunicado uma proposta de fixação excecional das tarifas de eletricidade a partir de dia 1 de junho. De acordo com o regulador, a...

Autoridade Tributária volta a alertar para e-mails fraudulentos

Contribuintes recebem e-mails falsos sobre "divergências" no IRS A Autoridade Tributária (AT) voltou a alertar os contribuintes para a circulação de um e-mail falso que indica "divergências" na declaração de IRS. Outras mensagens fraudulentas que parecem ter sido...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

PODCAST | #234 – Vamos a contas | Devo investir o meu Fundo de Emergência?

Um ouvinte do podcast começou a pôr as suas contas em ordem e já tem completo o seu fundo de emergência. Mas custa-lhe ver o dinheiro parado sem render nada. A pergunta dele é se não seria inteligente pegar nesse dinheiro e investi-lo. Esta é uma pergunta muito comum....

TOP 10 dos COMBUSTÍVEIS | Quem subiu e quem desceu (semana 22 a 28 abril)

Qual a marca de combustíveis mais barata esta semana? Enquanto consumidor, um dos meus maiores desafios é encontrar uma fórmula eficaz para poupar nos combustíveis. É difícil porque os preços mudam todas as semanas (ou várias vezes por semana), cada posto faz os seus...

COMBUSTÍVEIS | Qual é o preço justo esta semana? (22 a 28 de abril)

Qual deveria ser o preço justo? A ERSE faz semanalmente as contas para o consumidor saber qual é o preço "justo" dos combustíveis face ao preço das matérias-primas e transportes de combustível. Esse preço "justo" já inclui uma margem de lucro de cerca de 10% para as...

COMBUSTÍVEIS | Qual a marca mais barata esta semana?

Qual a marca de combustíveis mais barata esta semana? Há anos que ando para fazer este comparativo. Hoje foi o dia. Enquanto consumidor, um dos meus maiores desafios é encontrar uma fórmula eficaz para poupar nos combustíveis. É difícil porque os preços mudam todas as...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

EURIBOR HOJE | Taxas descem a três meses e sobem a seis e 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

PODCAST | #233 – Quanto é que vou poupar com os novos escalões do IRS?

Conheça a nova tabela dos escalões do IRS O Conselho de Ministros da passada sexta-feira decidiu reduzir as taxas de todos os escalões de rendimento até ao 8.º escalão. Só o 9.º escalão (quem ganha mais de 81 mil euros por ano) fica de fora. Quanto é que isso vai...

Publicidade

Artigos relacionados

19 Comentários

  1. Nuno Costa

    Bom artigo.

    Faço o mesmo todos os anos, mas sem recorrer a mediadora.

    Por curiosidade, onde consigo encontrar o artigo da ASF? Já pesquisei mas não o consigo encontrar.

    Obrigado.

    Responder
  2. Pedro Silva

    Várias companhias de seguros já disponibilizam simuladores nos seus sites e geralmente são exactos . Ou seja se no fim da simulação quisermos contratar o seguro , o preço será rigorosamente igual . Essas companhias não tem nada para esconder ou tentar enganar o cliente , pois na simulação costuma estar tudo muito bem detalhado . Na minha opinião uma forma de pouparmos é por tentarmos usar mais estes simuladores e contratar nestas companhias , pois é muito mau quando temos um valor em mente mas depois da hora da verdade querem mais uns euritos ou pior ainda quando pensamos que inclui certa cobertura e afinal não inclui . Por isso na minha opinião nada melhor do que ter toda a informação logo na simulação inicial e deixarmos de contratar em companhias de seguros que não são 100 % transparentes com o preço e com as coberturas desde o primeiro segundo em que as contactamos .
    Quanto à ideia que a nossa apólice é mais barata se não mudarmos de companhia ,penso que é uma ideia 100 % errada , pois as bonificações nada têm a ver com a mudança de companhia , mas apenas com a ausência de sinistros nos últimos 5 anos . E a nova companhia poderá saber se tivemos sinistros ou não .
    Quanto a isto gostaria que os especialistas na matéria se pronunciassem , pois de facto parece-me haver muita confusão acerca deste ponto .
    Quanto a coberturas que são pagas em duplicado , penso que isso é o maior atentado que podemos fazer a uma poupança !
    Sabiam que no mundo do alugueres de automóveis isso é muito comum ? É muito frequente o cliente contratar um seguro que lhe reembolse a franquia no momento do aluguer via internet num motor de busca de companhias de aluguer de carros , e depois umas semanas mais tarde quando já está fisicamente no balção da companhia contrata o seguro máximo possível para não se preocupar com nada . Ou seja tem seguro que lhe reembolsa a franquia , e tem outro que lhe passa a franquia a zero . Ora se a franquia é zero que reembolso espera obter de zero ?
    Se houvesse um caso destes já seria demais , mas existem centenas ou até milhares em todo o mundo com pessoas de todas as nacionalidades e continuasse a fazer esse erro. Claro que as rent a car não denunciam esse erro , pois enriquecem com ele . Aqui fica a ideia para a reportagem .
    Portanto , cuidado para não fazer um seguro ou adquirir uma cobertura adicional que colida de frente com outro seguro ou outra cobertura mais antiga !

    Responder
  3. Ana Guimarães

    Olá Pedro, obrigada desde já pelo trabalho. Sou professora e enviei a minuta de carta à tranquilidade, a minha seguradora automóvel, que me respondeu que “O artº 2º do Decreto-Lei nº 20-F/2020 de 12 de Maio, não estabelece obrigatoriedade de devolução do prémio para os clientes particulares, apenas o aumento do prazo de cobrança em 60 dias.
    Uma vez que verificamos que atualmente já usufrui de um valor do prémio reduzido, não iremos aceder ao solicitado.”.
    A minha decisão no segundo que recebi este email foi exatamente a mesma que a sua: trocar de seguradora!
    Obrigada pelo excelente trabalho!

    Responder
  4. Domingos Martins

    Quais foram as seguradoras que aceitaram baixar o seguro. Não tenho informação da minha seguradora, a Tranquilidade. Agradecia a partilha dessa informação.
    Obrigado
    Domingos Martins

    Responder
    • Pedro Silva

      Se uma seguradora decidir baixar um seguro a um cliente específico , isso não significa que seja obrigada a baixar a todos os outros . Como foi explicado no artigo , as seguradoras encararam isto como uma retenção de clientes . E a retenção de cliente é sempre negociada caso a caso , depende muito do estado de espírito das duas pessoas mais directamente ligadas ao assunto em questão ! E geralmente quando uma empresa aceita baixar um pouco o preço para reter o cliente ou dar-lhe umas prendinhas para ele não chorar mais , isso significa que essa empresa bem sabe que a concorrência têm uma oferta bem melhor do que a sua !

      Responder
  5. Hugo Vasques Lopes

    Olá Pedro, todos os anos também procuro pelo melhor seguro para o carro, mota, casa, etc.
    Já agora quanto paga ao seu mediador?
    O preço final do seguro reflete esse gasto extra?

    Abraço

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Nada. Eles ganham a comissão do seguro novo.

      Responder
  6. Luis Cardom

    Em primeiro lugar nao gosto muito da atitude prepotente deste auto intitulado ” especialista de financas pessoais” porque:
    1 ) se alguma empresa ou prestador de serviços lhe nega alguma coisa – sao todos uns mauzoes que lhe querem ” roubar ” o dinheiro
    2 ) por ser jornalista da TV pensa que tem direiro a tudo de borla (ou quase) , a troco de publicidade (faz-me lembrar os bloguers)
    3 ) Nao esquecer que ha alguns meses atras quando decidiu contar folhas de papel higienico para saber qual o mais barato a sua credilidade ficou para sempre afectada .

    Responder
    • Pedro Silva

      Na vida não aprendemos apenas a poupar . Aprendemos também a ignorar comentários que são completamente sem qualquer sentido . E já agora , o Sr. PEDRO ANDERSSON já nos ensinou a poupar desde o papel papel higiénico até a uma casa , e o sr. LUIS CARDOM em que é que nos ensina a poupar ?

      Responder
      • Luis Cardom

        Ensino quem eu quero e merece ser ensinado .

        Quer aperender ? Estude , leia , informe-se com QUEM SABE ..

        Perca menos tempo na internet e fale com pessoas REAIS

        Aprende-se melhor dessa maneira e nao se é influenciado por terceiros .

        Responder
  7. Sebastião Rodrigues Magalhães

    Todas estas informações são importantes para que estejamos atentos e bem informados acerca dos seguros e das seguradoras que com as mesmas condições nos fazem melhores preços.

    Responder
  8. Carlos Miranda

    Pedro,

    Na minha opinião só fazer num mediador que não é exclusivo perde logo os melhores valores, os melhores valores de cada companhia estão nos exclusivos normalmente.

    Depois as vezes é melhor pensar no colectivo, agrupar seguros pode compensar, mas temos que ter uma vista para o copo cheio…

    Se optarmos por uma seguradora exclusivamente online é fazer a simulação, mas telefonar para “regatear o preço” .

    Sim atenção às coberturas, mas realmente saber se temos interesse nelas, e obviamente os comparativos têm que ser exactamente com as mesmas coberturas.

    Nas online são diferentes e as vezes com nomes parecidos por isso atenção ao descritivo, por exemplo em relação aos ocupantes há diferenças.

    Mas resumo que ter mudado 1 carro de uma companhia de seguros tradicional para uma online com dois carros o seguro do mais barato ficou gratuito devido a um seguro família que a OK Teleseguro tem . Estamos a falar de uma poupança a rondar os 120€ ano.

    Atenção que não vamos ter o mesmo nível de ajuda quando existir um sinistro, como temos num mediador, mas considero da mesma forma quando optamos por comprar online para poupar.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Obrigado pela sua opinião. É importante reforçar esses detalhes. O importante é comparar mesmo TODAS as situações. A questão do seguro família como parte da negociação não conhecia. Boa!

      Responder
  9. Carla Marques

    Ola a todos !

    A minha seguradora aceitou o pedido e vai me devolver € 47.52 do seguro do carro .
    Mandei um e mail ao mediador que tratou de tudo com a seguradora (Allianz) .
    Demorou cerca de 1 mes mas tenho de agradecer o profissionalismo do mediador que nao desistiu do meu pedido.

    Obrigado pela dica Sr. Pedro

    Responder
  10. Joana

    Segui a sua sugestão. Tive 1 carro, e 1 mota parados na garagem 3 meses. O outro carro saiu como habitualmente (sou profissional de saúde). A minha seguradora, dos 3 veículos, é a Tranquilidade e recusou-se a fazer o desconto, alegando que era só para empresários.
    Não foram nada inteligentes: vão com toda a certeza perder 3 seguros nas próximas renovações.

    Responder
  11. Catia Neves

    Bom dia

    Mandei um e mail ao mediador no dia 11-08-2020 a pedir uma ajuda neste caso .
    Recebi hoje uma SMS a dizer que o meu pedido tinha sido aceite.
    Vao devolver me € 28,22 do seguro dum carro que ficou parado 1 mes na garagem.

    Em relação ao outro veiculo foi me explicado que como foi utilizado pelo meu marido durante a pandemia nao havia direito a desconto (o que compreendo) mas pelo menos tentei …
    Temos todos os seguros na mesma companhia (Allianz) num mediador multimarca.

    Responder
  12. Anabela

    Bom dia Pedro,

    estou a pensar mudar de seguradora. Li que “Antes de transferir o seguro automóvel para outra seguradora, informe-se junto da atual seguradora sobre a possibilidade de o fazer antes do fim do contrato, pois o Decreto-Lei n.º 72/2008, de 16 de abril (em vigor desde 1 de janeiro de 2009), determina a possibilidade de cessação do contrato de seguro – por qualquer das partes – a qualquer momento, mas apenas com justa causa (por exemplo, em caso da venda do automóvel, acidente ou extinção da matrícula), podendo mesmo, neste caso, solicitar ao segurador a devolução da parte do prémio correspondente ao tempo que ainda faltava para o contrato terminar; ou manter o seguro e transferi-lo para segurar outro veículo (a substituição tem de ser efetuada no prazo de 120 dias).
    A alternativa é aguardar pelo final do contrato para transferir, sem custos associados, o seguro automóvel (terá de comunicar à seguradora o cancelamento 30 dias – no mínimo – antes do término do contrato).”

    No seu artigo refere que deixa de pagar e passa para a seguradora escolhida. Não tem implicações? Passa quando verifica outros seguros, sem data específica?

    Obrigada.
    Refira-se que não é possível fazer transferência direta do seguro entre seguradoras, ou seja, primeiro tem que cancelar o seu seguro atual e só depois proceder à contratualização de um seguro novo com outra seguradora.

    Responder

Trackbacks/Pingbacks

  1. Moratórias nos seguros prolongadas até final de setembro (ASF) - […] Seguro automóvel | Uma seguradora aceitou baixar, a outra não. E agora? […]

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.