COVID-19: Se está a trabalhar peça uma declaração da empresa e tenha uma fatura no carro




Ministério da Administração Interna aconselha que se circule com comprovativos da necessidade de viajar

O Ministério da Administração Interna (MAI) pediu hoje aos automobilistas que só circulem onde e quando for absolutamente imperioso e aconselhou que quando o façam tenham comprovativos da necessidade de o fazerem, como declarações dos empregadores ou comprovativos de residência.

“As declarações emitidas por algumas entidades empregadoras, não sendo obrigatórias, facilitam a comprovação pelos cidadãos de que se estão a deslocar de ou para o local de trabalho, tal como a comprovação de local de residência justifica a deslocação”, afirma o MAI, em comunicado.

O ministério cita como exemplo os comprovativos da necessidade de atravessar a Ponte 25 de Abril, que liga Lisboa ao sul, “para o regresso a casa”.

A ponte 25 de Abril foi um dos locais onde as forças policiais intensificaram no sábado o controlo da circulação de pessoas e viaturas, em intervenções que, segundo o Ministério, prosseguem hoje. E vão intensificar-se estas ações, digo eu. Prepare-se para ser parado na estrada várias vezes nos próximos dias.

No seu comunicado, o gabinete de Eduardo Cabrita assegura que a declaração do estado de emergência dá legitimidade às polícias para restringir a circulação de pessoas e veículos.

“No âmbito do estado de emergência em vigor, as forças de segurança têm legitimidade não só para restringir a circulação rodoviária e/ou interromper vias, como também para determinar o regresso a casa em todos os casos de manifesta violação do dever geral de recolhimento”.

Sublinhando a “decisiva atuação” das forças de segurança, o ministério apela “ao civismo generalizado de todos os portugueses, para que permaneçam em casa e limitem as viagens ao estritamente necessário”. Portanto, se andar na estrada e tiver consigo estes dois documentos sugeridos (documento da empresa a dizer que está a trabalhar apesar do Estado de emergência e uma fatura com o seu nome e morada, ou outro documento equivalente) ficará parado menos tempo na operação STOP, se isso vier a acontecer. A carta de condução já não têm a morada (as novas) e a morada já pode andar desatualizada, de acordo com a lei. Ler o cartão de cidadão com máquinas vai atrasá-lo a si e aos outros.

Portugal está em estado de emergência desde 22 de março e até 02 de abril, obrigando as populações a limitar as deslocações a razões extraordinárias. Tudo indica que vai ser prolongado e que as autoridades vão ser cada vez mais exigentes. E bem, acrescento.



Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2019. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica. Se quiser conhecer também as dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”. É só clicar AQUI ou nas fotos dos livros.

25 comentários em “COVID-19: Se está a trabalhar peça uma declaração da empresa e tenha uma fatura no carro

  1. Avatar
    Fernando Rocha Reply

    E a morada que consta na “carta-verde”, serve para comprovar a morada? Obrigado.

  2. Avatar
    Ismael Hernández Reply

    ¡”Isto”… já começa a ultrapassar as raias da PARANOIA (por ñ dizer de uma dictadura “encapotada”…)!
    Quando era menino e moço, recordo-me, perfeitamente, da chamada «gripe asiática» e, uns tempos depois, da «gripe azul» (ambas muito devastadoras):
    – houve bastantes mortes, mas… ¡nunca se viu uma paranoia como a que se vive, actualmente!…
    ¿O que é que estes “señoritos” pretendem?…
    … E, ¿a donde é que a economía irá parar, com as actividades profissionais todas canceladas?…
    Compreendo que, para se conter o virus, há certas medidas que têem que ser tomadas, inclusive, o confinamento das pessoas en casa e a realizaçäo de testes à populaçäo (¡testes estes, que nem sequer se têem verificado, como a presente situaçäo o exige!…); mas ¡há un límite para tudo!… O[s] país[es] ñ pode[m] ficar “paralisado[s]” ‘in aeternvm’…

  3. Avatar
    Ricardo Canteiro Reply

    Gostaria de saber se trabalhadores individuais sem empregados no ramo da construção civil tem de ter declaracao para deslocação?e qual será?

  4. Avatar
    cristiana mota Reply

    boa tarde,

    como devo fazer uma declaração ao meu empregado por ele andar na rua?
    e o que deve ter em sua mao.
    cumprimentos
    cristiana amota

  5. Avatar
    Carlos Sá Pedro Reply

    Tenho residência em Lisboa mas como possuo uma 2a casa que herdei numa aldeia, optei por ficar a residir nesta ultima. Mas no CC tenho a morada de Lisboa. Se for interceptado posso argumentar que, nesta conjuntura, é na aldeia que pretendo residir? Obrigado

  6. Avatar
    Pedro Reply

    Talvez isto ajude algumas pessoas. Há pouco tempo tive de pedir a alteração de morada a uma instituição de crédito. Como não tenho absolutamente nenhuma conta em meu nome, requeri no portal da Autoridade Tributária uma certidão de Residência Fiscal. Serviu perfeitamente para comprovar a nova morada.

  7. Avatar
    Miguel Reply

    Boa tarde, será possivel circular com uma cópia da declaração origunal?

  8. Avatar
    Jorge Gonçalves Reply

    Olá Perdro Andersson. Todos bem de saúde espero. Lembrei-me que em vez de uma fatura, quem tiver o rosto do envelope que recebeu com os códigos do cartão de cidadão em que tem a morada de residência, pode ser talvez, a melhor alternativa a uma fatura. Deixo esta ideia. Um abraço e saúde para todos

  9. Avatar
    Jorge Reply

    O livrete e a carta verde têm morada, acredito ser suficiente. Não tenho nada mais que comprove ainda mais a morada, nada está em meu nome.

  10. Avatar
    Marta Vinhais Reply

    Boa Tarde
    Eu utilizo os transportes públicos para ir trabalhar.
    Necessito de ter tal declaração?
    Obrigada
    Marta Vinhais

    • Avatar
      Guilherme Reply

      Marta, apesar de, por absurdo, a Polícia só andar a controlar os veículos particulares deixando passar os colectivos, mesmo que cheios de pessoal, nada garante que não a interpelem na rua.
      E aí até dá jeito ter o papelito à mão.
      Digo isto porque até vi na TV um Técnico do INEM, fardado a rigor com o logótipo do Instituto, a ser interpelado pela PSP.

  11. Avatar
    Sofia Lima Reply

    Para comprovar a residência não será suficiente a carta de condução? Tem a nossa morada…

    • Pedro Andersson
      Pedro Andersson Post authorReply

      Olá. As novas já não têm. E pode andar, diz a lei, com a morada desatualizada. Vai perder tempo para eles terem de ir ler o seu cartão de cidadão. Isto não é obrigatório. É para facilitar a sua vida e a das autoridades.

  12. Avatar
    Vitor Reply

    Tenho uns terrenos destinados à produção agrícola de subsistência, que estão em nome dos meus pais que já são idosos, para os quais tenho que me deslocar de carro. Como o posso justificar a necessidade de deslocação.

  13. Avatar
    Arlindo Reply

    A onde está escrito na legislação entretanto publicada a exigência dessa declaração?

    • Pedro Andersson
      Pedro Andersson Post authorReply

      Olá Arlindo. O MAI aconselha, não está em nenhuma lei. Facilita. Só isso. Se não quiser não faz. Se não tiver prova e o agente quiser pode impedi-lo de passar ou dar-lhe ordem de prisão. O Arlindo faz o que entender… Não é obrigatório.

  14. Avatar
    António Martins Reply

    Boa tarde tenho uma declaração passada ao funcionário em que constam as matrículas das viaturas tem morada da empresa contacto e esta assinada e carimbada só não tem morada de clientes por motivo de ser empresa de manutenção e serviços serve

  15. Avatar
    Jonatã Silva Reply

    Há alguma minuta da declaração da empresa para ter no carro? Tenho empresa de venda e distribuição de produtos alimentares…

  16. Avatar
    Joaquim Oliveira Reply

    Resido em Ovar mas trabalho noutro concelho. Devido ao cerco sanitário não posso sair do concelho de Ovar. Como posso contornar esta situação ou como posso obter apoio social que se enquadre a esta situação. Obrigado

  17. Avatar
    Patrícia M. Reply

    Boa tarde. É preciso ter o documento impresso? Tenho facturas e declaração para trabalhar no tlm. Serve? Obrigada.

  18. Avatar
    Marco Cardoso Reply

    Não tenho nada em meu nome que me ligue à casa dela. Está tudo em nome dela, pois quando me juntei, ela já tinha a casa.

  19. Avatar
    Garcia Vasco Jorge Reply

    Arranje todo e qualquer documento que o ligue à casa da sua companheira:
    IRS, ou contas dela, ou mesmo contas em seu nome com a morada dela.
    Tudo e mais alguma coisa que comprove a sua situação.
    A verdade passa sempre.

  20. Avatar
    Marco Cardoso Reply

    A minha morada esta definida na casa dos meus pais e assim pretendo manter. Estou a trabalhar em queluz e estou a residir em casa da minha companheira na margem sul. Como posso comprovar que vou para casa na margem sul nesta situação?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *