Como andam as Taxas Euribor e como afetam o meu crédito à habitação





Taxas Euribor desceram hoje a 3, 6 e 12 meses

Já há bastante tempo que não vos falo de como andam as Euribor. Pelo menos uma vez por mês vou espreitar como está a Euribor (a minha é a 3 meses, no Crédito à Habitação). É um valor importante para acompanharmos a nossa prestação da casa ao banco.

Continuam negativas, mas menos

As taxas Euribor continuam sem grandes oscilações, mas estão (muito) lentamente a subir. A Euribor a 3 meses, que está em valores negativos desde Abril de 2015, estava hoje a – 0,311%. Como tenho um spread de 0,3, quer dizer que o banco me está a pagar 0,011% de juros líquidos por me emprestar dinheiro. É estranho mas é mesmo assim.

https://pt.euribor-rates.eu/euribor-taxa-3-meses.asp

A taxa Euribor a 6 meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação e que entrou em terreno negativo pela primeira vez em Novembro de 2015, voltou a ser fixada em -0,228%, contra o atual mínimo de sempre, de -0,279%, registado em 31 de janeiro de 2018.

https://pt.euribor-rates.eu/euribor-taxa-6-meses.asp

No prazo de 12 meses, a taxa Euribor, que desceu para valores abaixo de zero pela primeira vez em fevereiro de 2015, foi fixada hoje em -0,112%, contra o atual mínimo de sempre, de -0,194%, atingido pela primeira vez em 18 de dezembro de 2017.

https://pt.euribor-rates.eu/euribor-taxa-12-meses.asp

O que é que isto me interessa?

Interessa muito, porque é este o valor que o banco desconta (ou acrescenta) ao spread que contratou. Por exemplo, se tem um spread de 1,5%, e se escolheu a EURIBOR a 6 meses, só deve pagar 1,5 – 0,257 (ou o que estiver definido no dia em que se define a prestação) = 1,243% de TAE (a taxa que vai realmente pagar ao fim do mês).

De uma forma simples, enquanto a Euribor estiver negativa está na prática a ter um desconto na sua prestação do banco. Aproveite esta folga para pôr dinheiro de lado porque isto não vai durar sempre. Estou a aproveitar para amortizar lentamente o meu crédito, mas há quem defenda que não vale a pena. Faça as suas contas e decida pela sua cabeça.

Um aviso

Repito o aviso: Isto não vai durar sempre. Não assuma responsabilidades de créditos neste momento pensando que o que está a pagar pela casa ao banco vai manter-se sempre assim. Pense sempre que a prestação nos próximos tempos (2 anos ou 3) vai subir 100, 200 ou 300 euros conforme o valor que pediu emprestado. Para que depois não diga que fica muito surpreendido com a subida da Euribor e das prestações da casa.

O que é anormal é o que estamos a pagar agora, não é o que vamos pagar no futuro. Uma prestação ao banco de 500 ou 600 euros é que são valores “normais”. No meu caso pessoal estou a pagar cerca de metade do que comecei a pagar quando fiz o crédito em 2007.

Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA”

34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2018.

É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica.

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança.

(Todas as dicas da semana num só e-mail).

Se quiser um resumo claro e prático das dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”.

É só clicar AQUI abaixo.


14 comentários em “Como andam as Taxas Euribor e como afetam o meu crédito à habitação

  1. Rui Guerreiro Reply

    Bom dia. O Novo Banco continua a não aplicar a lei e está a arredondar a minha taxa de juro a 0%. Já reclamei e respondem que estão a resolver o problema mas a lei é de Julho de 2018… O que posso fazer mais para que o banco cumpra a lei? Obrigado

  2. orlando lopes Reply

    Ao Leitor
    Sr. Sergio Zurrapa
    Pelo que tenho visto nos ultimos anos com taxas negativas da euribor acho que ja nao enco ntra banco com 3 e 6 meses penso eu.

  3. Sérgio Zurrapa Reply

    Boa tarde.
    Tenho crédito habitação num banco com indexação a 6 meses. Agora vou mudar de banco, qual a indexação que acha mais vantajosa e porquê para quem tem crédito habitação?
    Obrigado pelo seu excelente trabalho

  4. orlando lopes Reply

    Mais uma vez posso estar em desacordo acredito, com a nova mudanca da euribor vamos ter ainda taxas negativas bem mais baixas os bancos acreditam na possibilidade disso se nao tivermos manipulacoes na taxa como no passado e talvez no presente com os USA a dizer que as subidas dos juros fizeram nas bolsas e o Sr. Trump e contra td e uma incognita e poderemos ver o impossivel acontecer nem mesmo o BCE acreditava em taxas negativas eu ja vejo taxas a -3% para darem um alivio nessas tremendas dividas que alguns paises estam a deixar para futuras geracoes ou fazem ou aproveitam agora ou isto em 2 ou 3 anos estamos na mesma e talvez pior imagine se isto volta a taxas de 5% como eu apanhei eu aguento mas quem comprou com spreads a 2 e a 3 vao ser um descalbro ja demos tanto e ainda continuam a dar aos bancos se nos devolverem um pouco nao lhes vai fazer diferenca eles nao se perdem.

  5. orlando lopes Reply

    Boa tarde.
    Pelo que eu entendo o banco esta lhe a pagar o conjunto tudo pois o banco tambem lhe esta a pagar o spread certo.
    Pelas noticias que saíram hoje vamos ter pelo menos mais 10 anos de dinheiro barato disse o SR. DRAHGI, acredito que ate la muitos bancos vão subir comissões ate há lua, os juros sobem e vamos ter mais aumentos, comissao de levantamento da prestaçao é uma roubalheira nunca entendi esta.

  6. Vânia Fernandes Reply

    Boa tarde, eu tenho um crédito habitação com Euribor a 6 meses, recebi agora a carta do banco e a minha prestação subiu, quando fui comparar com a última carta, o que subiu foi a tan de 1,733 para agora 1,8. Consegue me explicar se isto é possível, pois não percebi. Obrigada e um grande bem haja, pois à muito que me tem ajudado. Vânia Fernandes

  7. Sara Maria Marques António Reply

    Este Programa através deste Senhor Jornalista Pedro Andersson, faz o chamado “serviço público”. Isto é, só anda distraído quem quer, ou, aquelas pessoas que com baixa literacia, conseguem entender muito pouco.

    Obrigada Pedro, pelo seu magnifico trabalho, conselhos.
    A SIC também, porque aposta numa rúbrica muito interessante para todos os portugueses.

    Sara

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *