Compare os rolos de papel pelo peso

Escrito por Pedro Andersson

13.06.18

}
3 min de leitura

Publicidade

Rolos de papel mais caros por quilo que picanha?

Como sabem, uma das minhas lutas antigas é “obrigar” as empresas de papel a dizerem quantos metros de papel tem cada rolo para poder comparar os preços entre elas. Atualmente, a maioria das marcas (próprias e “brancas”) com raras excepções só dizem qual é o preço de cada unidade (rolo) mas estamos a comprar sem saber o que levamos para casa. Estou firmemente convencido que em muitos casos levamos gato por lebre.

Recordam-se de uma reportagem que fiz sobre o tema? Podem revê-la AQUI.

Fui muito criticado por na altura não ter referido as marcas, como se as quisesse defender. Como expliquei, não é nada disso.

Pesar os rolos de papel?

Enquanto essa informação não vem claramente nos pacotes, uma das soluções apresentadas por muitos espectadores é comparar o peso de cada embalagem. Hoje testei essa teoria. Ainda não o tinha feito. De facto é simples. Exige alguma paciência e andar com o carrinho cheio de embalagens diferentes a caminho da zona dos legumes. Eis a minha experiência. Foi no Continente, por isso não tenho os pesos das outras marcas brancas e só testei os que estavam em promoção porque era para eu comprar mesmo e não apenas por curiosidade.

O preço por quilo dos rolos de papel

A técnica é do mais simples que há. Leva as embalagens de rolos de papel (higiénico ou de cozinha) que lhe interessa comparar e pesa-os. Depois é só dividir o preço da embalagem completa pelo peso e tem o preço por quilo de papel. Independentemente do número de unidades da embalagem. Claro que deve comparar o mesmo tipo e qualidade de papel. Não tive essa preocupação para este exemplo. É só para perceberem o raciocínio.

Precisava de rolos de papel para a cozinha. Peguei em embalagens de rolos do Continente, da Colhogar, Scottex e Renova. Todos estavam em promoção, excepto o do Continente. Os resultados foram estes:

Os valores já estão por ordem, do mais barato para o mais caro. Como podem ver, a marca branca é normalmente mais barata que as marcas. Já no teste que fiz há mais de 6 meses cheguei à mesma conclusão. Mas o facto das marcas estarem com descontos relativiza a situação.

E sem os descontos, qual é a ordem?

Reparem agora na enorme diferença de preços por quilo se retirar os descontos. Esta é a ordenação com os preços normais.

Por rolos de papel (embora neste caso com diferenças de qualidade entre eles) com a mesma finalidade, a diferença de preços pela mesma quantidade de papel (não de qualidade) é de quase 4 vezes mais do que o mais barato. E ainda há mais barato que estes do Continente em outros hipermercados. Há quase 1 ano os mais baratos por metro eram (dos que medi) os do Lidl e os do Jumbo. Hoje não sei. Só medindo outra vez.

Portanto, quando tiver dúvidas entre duas ou 3 marcas, use o preço por quilo. Repito: preço da embalagem a dividir pelo peso, na balança das frutas. Se for mais de 3 euros por quilo é caro (pela minha bitola). Este da Renova (sem promoção) fica a 11,66 €/Kg. Meus amigos, está quase ao preço do bife da vazia. E é para usar e deitar fora. A mim faz-me pensar.

Acompanhe-nos AQUI

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança. Assim não perde nenhuma dica.

YouTube (Subscreva os vídeos)

Facebook do Contas-poupança

 Adira ao Grupo “Contas-poupança – As suas dúvidas”

Instagram

Twitter  

Se quiser um resumo muito claro e prático das dicas que demos nestes anos todos, pode adquirir o livro “Contas-poupança”. Escrevi-o com esse propósito.

É só clicar AQUI abaixo.

 

 

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (17 a 23 de junho)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

PodTEXT | Como perder o medo de investir e começar a ganhar dinheiro?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

Apanhei um Uber… e o motorista “ganhou” 4.797 euros

Uma viagem que deu lucro... Apresento-vos o José Silva. É condutor de Uber. O meu carro (um GOLF IV que tem 22 anos e está aí para as curvas) foi pintado todo de uma ponta à outra e ficou pronto hoje. Chamei um Uber para o ir buscar à oficina. Assim que entro no Uber,...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

PODCAST | #248 – Amortizar o Crédito à habitação faz baixar o IRS? (A pergunta do João Paulo)

Amortizar o Crédito à habitação faz baixar o IRS? O João Paulo este ano quase que pagou IRS em vez de receber reembolso. Ele está preocupado com o ano que vem, porque tem feito muitas horas extraordinárias. Uma das possíveis estratégias dele é amortizar o crédito à...

COMBUSTÍVEIS | Qual é o preço justo esta semana? (10 a 16 de junho)

Qual deveria ser o preço justo? A ERSE faz semanalmente as contas para o consumidor saber qual é o preço "justo" dos combustíveis face ao preço das matérias-primas e transportes de combustível. Esse preço "justo" já inclui uma margem de retalho de cerca de 10% para as...

Nova versão do Cartão de Cidadão já está disponível

Cartão de Cidadão é agora mais tecnológico e seguro A nova versão do Cartão de Cidadão, anunciada em março ainda pelo anterior governo, está oficialmente disponível a partir desta terça-feira. As alterações estão em linha com a mais recente legislação europeia e com...

EURIBOR HOJE | Taxas descem a 3 meses e sobem a 6 e 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

Publicidade

Artigos relacionados

11 Comentários

  1. Sousa costa

    Ninguem nasce ensinado, logo deduzo que o Sr Pedro não teve aulas de físico – química , porque senão saberia o quanto ridículo é estender rolos de papel higiénico num pavilhão para saber qual tem mais produto…
    Esta abordagem que fez agora é a mais correcta :
    Apesar de não saber, teve a inteligência de aprofundar o problema e apresentar a melhor solução .
    Parabens por isso !

    Responder
    • Pedro Andersson

      Obrigado Sousa Costa pelo seu comentário. As minhas reportagens não são aulas de fisico-química.

      Responder
    • Paulo Vieira

      Sousa Costa
      Estender rolos é tão valido como os pesar.
      Não vejo que pesa-los seja mais correto que estende-los
      Não vejo tambem onde seja necessário aulas de físico-quimica.
      São ambos, meros exercicios de curiosidade e constatação.
      Ser mais pesado, ou mais comprido não representa maior qualidade ou maior resistencia ao papel. Essa qualidade é apreciada em casa ao usarmos o produto em causa.
      Embora nenhum deles nos traduza o mais importante para uma primeira comparação.
      Para uma primeira comparação em loja… O que importa mais é o tamanho do serviço, o numero de serviços e o preço.
      Nada mais!
      Se tiver esses dados, nem é preciso os metros totais, e muito menos o peso.
      O peso é que não nos diz mesmo nada!
      Cumprimentos

      Responder
  2. André M.

    Daqui a uns tempos teremos estas empresas a colocar um tubo de papel mais grosso para pesar mais .

    Responder
    • JP

      Concordo. Daí a importância do impacto visual da extensão dos rolos da primeira análise. É imperativo o preço por metro.

      Responder
      • Paulo Vieira

        JP como expliquei acima. E dei a minha opinião, respeito que outros pensem de forma diferente. 🙂
        Preço por metro.
        Ou preço por kg.
        Em boa verdade, neste tipo de produtos, nada vão dizer ao consumidor.
        Pois não usamos nem ao cm nem ao metro.
        Nem à grama, nem ao Kg.
        Usamos à folha (regra geral).
        Cumprimentos

        Responder
  3. JP

    Acompanho o Contas-Poupança há muito tempo e se há coisa que sei é que o autor do Contas-Poupança não precisa que é ninguém o venha aqui defender – ele faz isso muito bem! – mas não consigo resistir ao comentário do leitor anterior, que considero de uma falta de delicadeza inapropriada e nada construtivo, ainda que intensão não tenha sido essa. Passo a explicar porquê:

    1. O Sr. SOUSA COSTA começa por escrever:
    “Ninguem nasce ensinado, logo deduzo que o Sr Pedro não teve aulas de físico – química , porque senão saberia o quanto ridículo é estender rolos de papel higiénico num pavilhão para saber qual tem mais produto…”
    Para uma grande parte do público-alvo da peça jornalística inicial, é inegável o impacto visual de ver rolos de papel higiénico estendidos num pavilhão desportivo para efeitos de comparação do preço por rolo face ao comprimento vendido. Este impacto visual, para muitas pessoas, tem mais peso do que a análise que o Sr. Pedro Anderssen (PA) fez nesta publicação, depois de ler as sugestões de alguns leitores. Talvez até o objectivo inicial fosse mesmo o de vermos o engodo usado por muitas das marcas que nos são apresentadas nas prateleiras dos supermercados.

    2. Logo a seguir o Sr. SOUSA COSTA escreve:
    “Apesar de não saber, teve a inteligência de aprofundar o problema e apresentar a melhor solução .”
    Acho que a expressão “teve a inteligência de…” é tão, mas tão!, indelicada para com o Sr. PA que, para mim, conseguiu apenas expor uma pretensa superioridade arrogante do Sr. SOUSA COSTA.
    Ultrapassada a arrogante superioridade do autor do comentário, penso que não se pode partir do príncipio de que o Sr. PA não sabia que podia fazer a comparação pelo peso pois, como escrevi no ponto anterior, o objectivo pode ter sido o impacto visual da extensão dos rolos.

    Peço desculpa ao Sr. PA pela minha intromissão em sua defesa mas fui impelida de o fazer pois o seu trabalho tem-nos ajudado, como consumidores, a tomar escolhas mais conscientes, mas assistir à audácia de alguém a indiciar falta de inteligência da sua parte quando o Sr. PA tem a generosidade de partilhar connosco os seus estudos e conselhos, que nos ajudam a poupar €€€, é duma tamanha indelicadeza que não pude ficar indiferente.

    De qualquer modo, também tenho de aceitar que a intensão do Sr. SOUSA COSTA não tenha sido ser indelicado com o jornalista e autor do Contas-Poupança e que tenha sido apenas infeliz no seu comentário. Se foi esse o caso, apresento as minhas desculpas ao Sr. SOUSA COSTA.

    Cumprimentos,
    JP

    Responder
  4. Paulo Vieira

    Um exercicio que é meremente curioso.
    E como tal, é interessante,…
    Apenas isso!
    No entanto… Maior peso não representa maior durabilidade ou mesmo, maior resistencia do papel.
    E depois o Pedro… Continua a insistir no “metro”.
    O metro é importante como mera referência (pois é a unidade de medida)
    Mas não é o mais importante!
    Novamente esqueceu-se dos “serviços”, como se tinha esquecido na reportagem anterior, do papel higiénico.
    Quando vai comprar capsulas de café, importa-lhe é os serviços (cafés) que cada embalagem dá para tirar e não as gramas ou os quilogramas totais da embalagem (embora a embalagem tenha o peso). Mas o importante é ter lá quantas capsulas a caixa tem no interior!
    Quando vai comprar palhinhas, importa é saber para quantos serviços dá, ou seja quantas palhas tem, e não o peso total do plastico.
    O que importa, nos rolos de papel higiénico, e nos rolos de papel de cozinha, é balizar o tamanho do serviço (cada folha picotada) e depois dizer quantos serviços tem.
    95% das pessoas cortam o papel pelo picotado e sendo assim, para comparação precisam é de saber para quantos serviços dá e o tamanho do serviço.
    Não importam assim tanto os metros ou o peso… A qualidade do papel teremos de testar em casa. E é isso que nos vai fazer voltar a comprar, ou não.
    Como nos exemplos acima, também é em casa que vamos testar a qualidade do café ou das palhinhas. E depois voltamos a comprar ou não.
    No caso dos papeis, o que devia existir, era por exemplo a lei dizer algo do genero.
    +
    Papel Higiénico: Os Serviços (folha picotada) tem de ter entre 10 e 14cm e a embalagem tem de dizer obrigatoriamente quantos serviços tem. Também pode dizer os metros totais.
    +
    Papel de Cozinha: Os Serviços (folha picotada) têm de ter entre 30 e 32cm e a embalagem tem obrigatóriamente de dizer quantos serviços tem. Também pode dizer os metros totais.
    +
    É a unica forma de se fazer uma comparação abalizada!
    PREÇO versos QUANTIDADE
    Unica!
    Na reportagem anterior foi criticado sim, por não ter feito, se me permite, um bom “trabalho de casa” e não ter estudado todo o mercado, deu preferencia e destaque ao Pingo Doce por ter os metros.
    E a mensagem que na altura passou para a opinião publica era que esse superficie era a empresa que presta uma maior informação ao cliente neste setor, o que é completamente falso!
    E não viu que existem outras marcas, como o Lidl (passo a publicidade) que são muito mais completos ao ter o tamanho em centimetros de cada serviço e o numero total de serviços.
    Vamos novamente a um exemplo:
    O Senhor tem:
    Rolo A – Com 20 metros, com 1 kg de peso e cada serviço (folha picotada) tem 14cm.
    Rolo B – Com 19 metros, com 0,980kg de peso e cada serviço (folha picotada) tem 13cm.
    Se escolher o Rolo A, está a cometer um erro!
    – O Rolo A tem apenas 142 serviços.
    Enquanto
    – O Rolo B tem 146 serviços.
    É lógico que numa primeira analize na loja, só podemos avaliar preço e serviços, pois a qualidade e resistencia do papel é posteriormente apreciada em casa.
    Da mesma forma que numa loja ao avaliarmos a bebida “Cola” original com outra “Cola” de linha branca, numa primeira fase só podemos avaliar o preço total versos a quantidade.
    Depois se é saborosa ou nao, isso é posteriormente avaliado em casa. Como a também é avaliada a qualidade do papel!
    Se as marcas do rolos, quer de cozinha, quer higiénicos…apenas tiverem os metros, nunca vai conseguir fazer uma comparação abalizada entre elas.
    Já se tiverem o tamanho do serviço (folha picotada) e o numero total de serviços, chega perfeitamente para fazer uma comparação abalizada entre elas, e já nem precisa do numero de metros totais.
    E isso com pena minha, o Senhor não percebeu na anterior reportagem e continua a não querer perceber.
    Lamento.
    🙁 🙁 🙁
    Cumprimentos

    Responder
  5. Lina

    Cá por casa, apertamos tanto os rolos de papel higiênico como os de cozinha para ver quais são mais apertados e quais estão mais “soltos” por dentro. Já tem acontecido, os que parecem mais baratos serem mais caros por claramente terem bem menos papel. Acontece muito com o papel higiênico. Os rolos de cartão são mais “largos” nuns e mais pequenos noutros, por exemplo. Da próxima vez, vou experimentar pesá-los.

    Responder
  6. Operador

    Pessoal, quem fabrica para o pingo doce e lidl é a RENOVA
    A qualidade é a mesma.

    Responder
  7. Tiago

    Uma vez que alguns rolos são mais estreitos que outros o importante é saber a gramagem da folha, os metros que tem e o preço… Com estes 3 elementos conseguimos ter uma resposta mais válida. Se soubermos os metros , mas um rolo for mais estreito, ou tiver menos gramagem, podemos de ter de usar mais papel do k outra marca com rolos mais largos e gramagem maior, certo?

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.