Como ler uma nota de liquidação do IRS

Escrito por Pedro Andersson

09.04.18

}
4 min de leitura

Publicidade

IRS – Não percebo nada disto

Eu também não percebia. Mas queimei pestanas até perceber (um pouco, ainda não sei tudo). Mas com ajuda vamos lá. Vou explicar o melhor que sei para que verifique se as contas do seu IRS estão bem feitas ou não.

Com esta explicação vai poder perceber claramente porque está a receber menos de reembolso do que nos anos anteriores ou porque está a receber mais do que em 2017 (referente a 2016).

As contas não são assim tão complicadas

Quem tem o IRS Automático tem a possibilidade ANTES de entregar a declaração de ver com detalhe se está tudo bem com os seus dados e dos seus filhos. Clique em “Nota de Liquidação”. Vão aparecer valores semelhantes a estes.

Há pessoas a queixarem-se de que na Nota de Liquidação não aparecem as Despesas Gerais e a Dedução por exigência de IVA. Tem de ver se aparecem aqui neste formato (este exemplo é de uma Declaração de IRS Automático). Como podem reparar acima, elas estão lá. Mas têm apenas os valores totais, não têm o valor da dedução. Mas este valor TEM de bater certo com a página das deduções que viu e confirmou até 15 de Março.

Como podem ver, batem certo.

Na página das deduções (que não aparece no preenchimento do IRS), tem lá exatamente o valor da dedução – que é uma percentagem do valor total das despesas – conforme o sector. Têm de somar todos os valores que aparecem nas barrinhas coloridas por baixo de cada categoria. A soma desses valorzinhos todos (vossos e dos vossos filhos) é que dá o total de todas as deduções que vão abater no imposto que têm de pagar. Não são os valores totais das despesas que tiveram ao longo do ano de 2017, OK?

Como confiro se está tudo bem?

Há pessoas a estranhar na nota de liquidação não aparecerem as deduções das Despesas Gerais Familiares e da “Exigência de IVA”. De facto, não têm uma linha específica para essas duas categorias porque estão contabilizadas na linha de deduções da Nota de Liquidação. Vou ensinar-vos como podem conferir que estão lá mesmo.

Quer no IRS automático, quer no normal, pode carregar em “Nota de liquidação” antes de submeter. Aí vão encontrar esta aparente “salganhada”.

 

Tentei traduzir cada linha para perceberem a vossa Nota de Liquidação e perceberem se há valores que fogem ao normal.

Se a qualidade da imagem não for suficiente para a leitura dos valores digam. Devem percorrer primeiro a primeira coluna e só depois passam para a segunda.

Basicamente, na segunda linha da segunda coluna (sublinhado a vermelho) têm as Deduções à coleta. Ao somarem todos os valores das “barrinhas” da página das deduções vossas e dos vossos filhos, tem de dar este total que aqui aparece (incluindo as Despesas Gerais Familiares e a “Exigência de IVA”). Se se quiserem dar a esse trabalho é a maneira mais simples de confirmar que estão lá mesmo. Pela minha experiência estão lá. As pessoas é que como não as vêem especificamente desconfiam. E fazem bem em desconfiar. Nunca fiando. Mas a explicação é esta.

A outra linha que devem conferir – e que está a dar alguns problemas – é a linha sublinhada a verde: as retenções na fonte. Deve verificar se este valor é exatamente igual ao que está na declaração da vossa entidade patronal. Há casos em que um ou dois meses falharam a entrada nas Finanças e logo essas pessoas vão pagar mais de IRS ou vão receber menos de reembolso. Esse erro terá de ser corrigido para não serem prejudicados. É esta linha que devem verificar também com muita atenção porque, como pode ver no grafismo que fiz, é aí que vão subtrair o vosso imposto que têm de pagar.

Espero que tenham percebido o detalhe das contas e se tiverem sugestões para tornar o gráfico ainda mais fácil de perceber, força.

Descubram se o vosso IRS está bem calculado pelas Finanças ou não.

Bom IRS!

(NOTA: Continua a ser cedo para entregar o IRS. Esperem até dia 15 se puderem. Ainda me estão a relatar muitos erros e “estranhezas”). Vão receber na mesma, certo? Portanto, mais vale ter a certeza de que vão receber o valor mais justo possível)

Acompanhe-nos AQUI

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança. Assim não perde nenhuma dica.

YouTubeInstagramTwitter e Facebook do Contas-poupança

Se quiser um resumo muito claro e prático das dicas que demos nestes anos todos, pode adquirir o livro “Contas-poupança”. Escrevi-o com esse propósito.

É só clicar AQUI abaixo.

 

 

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

EURIBOR HOJE | Taxas descem a 3 e 6 meses e sobem a 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

Devolução de propinas – Prazo termina esta sexta-feira

Mais de 165 mil jovens já pediram o Prémio salarial Atenção ao prazo! O prazo para pedir o Prémio Salarial, que prevê a devolução aos jovens do dinheiro que investiram na sua educação superior, termina esta sexta-feira, dia 31 de maio. Os licenciados e mestres que...

EURIBOR HOJE | Taxas sobem a 3 e 6 meses e descem a 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (3 a 9 de junho)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

PODCAST | #244 -Vale a pena investir em ouro? (A pergunta do Pedro)

Subscreva a nossa Newsletter, para não perder nenhuma dica *Ao subscrever, a informação partilhada será usada de acordo com os nossos Termos e Condições e a nossa Política de...

Jovens vão poder decidir a cada ano que regime de IRS preferem

Opção pelo IRS jovem é anual e poderá ser alterada ou renovada O novo modelo de IRS Jovem aprovado recentemente pelo governo é diferente daquele que ainda vigora atualmente, na medida em que prevê uma redução das taxas do imposto que incidem sobre os escalões de...

Rendas de pessoas deslocadas em trabalho vão poder ser deduzidas

Medida aplica-se a deslocados a mais de 100 quilómetros de casa As pessoas que tenham de ir trabalhar para mais de 100 quilómetros de distância da sua residência habitual e pretendam rentabilizar a sua habitação enquanto estão fora vão poder deduzir a esse rendimento...

Garantia pública extingue-se quando jovens pagarem primeiros 15% do empréstimo

Garantia pública de até 15% aplica-se a casas até 450 mil euros O governo aprovou recentemente uma garantia pública de até 15% para ajudar os jovens até aos 35 anos a conseguir financiamento para comprar casa. Na segunda-feira, ao terminar o Conselho de Ministros...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Qual é o preço justo esta semana? (27 de maio a 2 de junho)

Qual deveria ser o preço justo? A ERSE faz semanalmente as contas para o consumidor saber qual é o preço "justo" dos combustíveis face ao preço das matérias-primas e transportes de combustível. Esse preço "justo" já inclui uma margem de retalho de cerca de 10% para as...

Publicidade

Artigos relacionados

30 Comentários

  1. Paulo Silva

    Boa tarde.
    Pelo que percebi, subtraimos a parcela a abater, à importância apurada, o que resulta no valor da coleta total. A este valor, subtraimos as deduções à coleta, resultando assim a coleta líquida.
    Depois subtraimos este valor às retenções na fonte, resultando assim no valor a receber.
    No meu caso, o valor da coleta total apresentado é superior à soma da importância apurada com a parcela a abater. Será que fizeram mal os meus cálculos?

    Responder
  2. catia

    Se o meu rendimento colectavel é de 23.591,42€, a minha taxa seria de 37% e a parcela a abater deveria ser de 2.714,93 e não 992,74 certo?

    Responder
  3. António Pinho

    Boa tarde,
    Fiz o IRS automático esta tarde, os valores dos rendimentos, retenções, contribuições e os valores das deduções do E-Facturas estavam todos correctos.
    Fiz a simulação e diz que vou receber a totalidade das minhas retenções, só que no comprovativo só vem o anexo A, e não vem o anexo H (Benefícios Fiscais e Deduções), onde eu preenchia dados do meu imóvel , visto que tenho de pagar todos os meses o empréstimo bancário.
    Não sei se deva deixar como está ?,ou se deva fazer nova declaração com o anexo H ?
    Se alguém me pudesse esclarecer, o meu muito obrigado.

    Responder
  4. Maria João

    Vou ver se me precepitei a remeter o IRS.
    Fiquei mais esclarecida, resta saber se fico a perder.

    Responder
  5. Miguel Penela

    Boa noite. No meu caso também não consigo obter o valor de deduçoes a colecta,mas reparei que no exemplo somando as barrinhas também não dá. Como se chega ao valor?

    Responder
  6. Joao Luis Abreu

    Muito obrigado pelo seu esclarecimento sobre o IRS.Mas tenho uma duvida na simulaçao não aparece o do Iva,será que só aparece na nota de liquidaçao ou fui eu a fazer errado no Irs? É que nao sei ainda como fica isso do IVA

    Responder
  7. Joao Luis Abreu

    Muito obrigado pelo seu esclarecimento sobre o IRS. Mas tenho uma duvida,na simulaçao não aparece o do Iva,será que só aparece na nota de liquidaçao ou fui eu a fazer errado no Irs? É que nao sei ainda como fica isso do IVA

    Responder
  8. Neusa Machatine

    Bom dia.
    Obrigada pelo esclarecimento,tenho mas uma dúvida,como faço para aparecer o valor da minha renda de casa,esta tudo declarado as finanças mas quando entro para ver o meu irs automático não aparece,ano passado quando fiz o irs nas finanças eu disse ao funcionário que tinha o valor da renda declarado,não sei qual é o procedimento para que o valor apareça,pois ano passado recebi mas de reembolso,e este no irs automático tem menos.
    Pode ajudar me nesse aspecto,.

    Responder
  9. Henrique Piteira

    Bom dia.

    Tenho feito as simulações para verificar qual a situação mais vantajosa e reparo que quando simulo tributação separada pai e filho ( só temos um filho) a simulação dá no resultado dois traços, quando é a mãe e filho dá um resultado concreto. Estamos a tentar dívida e as despesas. Porque será?

    Responder
  10. fatima ribeiro

    Bom dia
    Poderia dar exemplos para preencher o anexo g. Vendi casa em 2017 e comprei casa em 2017. Onde ponho os valores da venda e da compra e as despesas com a agencia pela venda da casa. Obrigado

    Responder
  11. Ângela Gomes

    O meu valor de despesas fazendo a conta aos valores das barrinhas é inferior ao valor que aparece na demonstração, será que estou a fazer alguma coisa errado? Nos exemplos que dá também não dá os mesmos valores.

    Responder
  12. Ana Monteiro

    Viva,

    Submeti o meu IRS automático, porque os valores referentes à nota de liquidação estavam todos correctos, assim como as despesas à colecta, mas quando fui verificar o comprovativo de IRS automático, não deveria aparecer mencionado um suposto anexo F, uma vez que tenho casa arrendada e este valor surge nas despesas à colecta?

    Cumprimentos.

    Responder
  13. Maria Gonçalves

    Boa tarde,
    entreguei a minha declaração logo no dia 02 de abril e continua a aguardar validação, será normal esta demora?

    Responder
  14. Claudia Barreiro

    Bom dia,
    Excelente esta explicação. Depois de confirmar tudo, as coisas batem certo.
    Vou apenas fazer uma última questão (talvez uma pergunta estúpida ou dificuldades na interpretação da Lei), mas se por um lado temos direito a 35% do valor das despesas gerais familiares, com um limite de 250€ (artigo 78º-B do Código do IRS), pelo ponto 4 do artigo 78º-F (Exigência de Fatura), não deveria igualmente o IVA suportado por essas tais despesas gerais familiares ser contabilizado para a dedução correspondente?

    Responder
  15. Patrícia Mateu

    Boa tarde, será que me conseguem explicar o que entra para o valor das deduções específicas? Como chegam àquele valor?
    Cumprimentos, obrigada

    Responder
  16. Patrícia

    Boa tarde, será que me conseguem explicar o que entra para o valor das deduções específicas? Como chegam àquele valor?
    Cumprimentos, obrigada

    Responder
  17. Nuno

    Boa noite,
    Excelente explicação!

    Segui a sua sugestão é fui fazer as contas e ver se a retenção na fonte bate certo com a declarada pelas duas entidades onde trabalhei em 2017.
    Somei as duas e aparentemente não bate certo com o valor que aparece no site das finanças.

    Tenho duas questões:

    A alínea de sobretaxa de retenção que está na declaracao de rendimentos, é também considerada “retenção na fonte”, e assim sendo deverá fazer parte da soma feita anteriormente?

    Se assim se confirmar que a retencao na fonte não bate certo, como devo proceder?

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá Nuno. Não sei. Ligue por favor para as Finanças. 217 206 707

      Responder
  18. Rui Madeira

    bom dia
    tenho 47 anos e tenho uma deficiência de 60% comprovada pelo atestado multiusos.
    submeti o IRS como dependente da minha mãe e ao fazer a simulação notei uma discrepância em relação ao irs de 2016 de 600 euros
    no IRS de 2017 o valor dos dependentes e dependentes com deficiência já não é cumulativa ?
    600 por dependente
    1187,5 por dependente deficiente

    Responder
  19. Patrícia

    Boa tarde, até que ponto a compra de um automóvel pode influenciar o IRS?

    Responder
    • Manuel Rebelo

      Em nada, excepto nas despesas gerais, em que só o automóvel “rebenta” com a escala dos 250€.

      Responder
      • Patrícia M

        Mas então, não poderá ser por isso que posso estar a receber muito menos este ano?

        Responder
      • Carlos

        Como vejo na nota de liquidação as taxas e impostos que formam o rendimento líquido?

        Responder
  20. Rita Costa

    Excelente explicação.
    Permita-me apenas acrescentar que no caso de declaração com dependentes, o total de deduções à colecta será a soma das “barrinhas” e do montante respeitante a cada dependente. Em 2017, 725€ para dependentes com idade até 3 anos e 600€ para os restantes (não portadores de deficiência). Apenas deixar a ressalva de que pode não ser tão linear quanto somar as “barrinhas” caso o contribuinte tenha direito a deduções adicionais.
    Obrigada!

    Responder
    • Pedro Andersson

      Obrigado. Tem razão. É preciso acrescentar essas deduções específicas por filho.

      Responder
  21. Carina Alexandra Pereira Nascimento

    Eu vivo com união de facto, tenho 2 filhos com idades 10 e 12 meses,este ano vou receber só 330 quer dizer que recebo menos que o ano anterior com mais um filho que se encontra na creche e o outro na escola e atl.

    Responder
  22. Paulo Jorge

    Boa tarde, antes de mais, permita-me agradecer os seus conselhos e as suas dicas.
    Tenho esperado e tenho feito várias simulações e já “ganhei” cerca de 500€ desde o início da época do IRS.
    A razão do meu contacto é que estive a validar a minha simulação pelo seu exemplo e tenho algumas questões, pois alguns dos seus raciocínios não se aplicam na minha simulação.
    Por exemplo, ao multiplicar o Rendimento para determinação de taxas pela taxa, o valor que aparece na simulação é metade do resultado dessa operação. Será do quociente familiar (que no meu caso é 2)?
    Mas sendo assim, no valor da colecta total, aparece também errado de acordo com as suas contas…
    Há alguma forma do Pedro me possa validar a minha simulação?
    Agradeço desde já a sua disponibilidade.

    Responder
  23. NUNO MACHADO

    Boa tarde,
    O valor da Coleta liquida da minha demonstração de Liquidação não corresponde à diferença entre Coleta Total, as deduções à coleta e o beneficio Municipal. Qual poderá ser o motivo?
    Obrigado pela atenção.

    Responder
  24. Benvindo Paulo Pereira dos Santos Rodrigues

    Boa noite,gostaria de saber se há possibilidade de fazer um vídeo de como se preenche o anexo da venda de imóveis, com os vários exemplos”ficar com o dinheiro, investir o dinheiro”se o investimento tem que ser só na compra de outro imóvel, gostaria muito de ter um vídeo a explicar ,visto que estou em vias de vender o meu imóvel mas em princípio não estou a pensar noutro.
    Muito obrigado e continuação de um excelente trabalho é 5*

    Responder
  25. Jorge Manuel Peixeiro Martins

    Boa noite. Já entreguei o IRS e já foi validado, tanto tempo pode demorar a sair a nota liquidação.
    Obrigado.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.