Quanto custa carregar o telemóvel?

Escrito por Pedro Andersson

10.10.17

}
3 min de leitura

Publicidade

Vale a pena retirar o carregador de telemóvel da tomada quando a carga está completa?

Ora aqui está um artigo que não interessa a 99% das pessoas que seguem este blogue. É daqueles só mesmo para “maluquinhos” da poupança, ou nem isso.

É que mesmo que se possa fazer alguma coisa para poupar neste aspecto diário das nossas vidas será sempre uma poupança tão ridícula que não estou a ver ninguém sequer a preocupar-se com isso.

Espera! Eu lembrei-me. Aliás, tenho essa curiosidade há bastante tempo. Portanto, mesmo que isto não vos interesse rigorosamente nada, quero partilhar com o eventual “António” de Vila Real ou a “Francisca” do Paúl quanto custa REALMENTE carregar o telemóvel todos os dias.

Medi o carregamento minuto a minuto durante 1 mês

Como já vos disse várias vezes, tenho um aparelho em casa que mede todos os consumos de eletricidade minuto a minuto e em tempo real. Depois, na internet posso ver o gráfico do comportamento da eletricidade de minha casa (tipo eletrocardiograma). Ando a fazer isto aparelho a aparelho. Sim, há quem colecione selos ou restaure automóveis, eu divirto-me com estas coisas :).

Quanto custa carregar o telemóvel?

Durante um mês registei o consumo do carregamento dos telemóveis numa determinada tomada. Por vezes só está a carregar 1 telemóvel, às vezes 2 e noutras situações também está a carregar um pequeno tablet. Portanto, estes dados referem-se – nos picos –  ao carregamento de 3 aparelhos. Este é o “eletrocardiograma” desses carregamentos. Em muitas situações – diria a maior parte do tempo – só estão os carregadores na tomada sem carregar nada. Não me dou ao trabalho de os retirar (há quem o faça).

Portanto, como podem ver, quando carregamos os telemóveis o consumo de eletricidade é tudo menos estável. Por exemplo, usar o telemóvel enquanto carrega consome obviamente mais. Eu sei que é óbvio, mas eu avisei que este artigo é para viciados nestas coisas. Se acha que isto é uma perda de tempo pode saltar já do comboio. Há mais artigos (muito mais interessantes) para ler no blogue.

Quanto gasta por dia por carregar o telemóvel?

Posto isto, o máximo diário que o carregamento de 3 aparelhos teve ao longo dos últimos 30 dias (como podem ver no gráfico abaixo) foi de 0,084 kWh.

Multiplicando esse consumo por 0,20 € (o valor com IVA do kWh que pagamos em média na fatura da luz) dá a fantástica quantia de 0,0168 €. Ou seja, não chega – no máximo – a 2 cêntimos por dia. Dá menos de 50 cêntimos por mês.

Este é o gráfico do consumo em euros por dia, ainda sem IVA.

Portanto, em resumo: Desligar o carregador da parede ou da tomada parece-me uma poupança negligenciável. Ou seja, pode fazê-lo, mas o consumo de carregar o telemóvel é tão pequeno que diria que não dá para o esforço de o retirar da tomada cada vez que o carregamento fica completo.

Se fizer questão de o fazer por razões ambientais ou outras, tudo bem. Mas do ponto de vista puramente financeiro, não é relevante.

E pronto, assim tirei uma dúvida a mim mesmo. E se tirei esta dúvida a mais um ou 2 fico contente. Aos outros, obrigado pela paciência :).

Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA”

34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2018.

É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica.

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança.

(Todas as dicas da semana num só e-mail).

Se quiser um resumo claro e prático das dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”.

É só clicar AQUI abaixo.

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

EURIBOR HOJE | Taxas sobem a 3 e 6 meses e descem a 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (3 a 9 de junho)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

PODCAST | #244 -Vale a pena investir em ouro? (A pergunta do Pedro)

Subscreva a nossa Newsletter, para não perder nenhuma dica *Ao subscrever, a informação partilhada será usada de acordo com os nossos Termos e Condições e a nossa Política de...

Jovens vão poder decidir a cada ano que regime de IRS preferem

Opção pelo IRS jovem é anual e poderá ser alterada ou renovada O novo modelo de IRS Jovem aprovado recentemente pelo governo é diferente daquele que ainda vigora atualmente, na medida em que prevê uma redução das taxas do imposto que incidem sobre os escalões de...

Rendas de pessoas deslocadas em trabalho vão poder ser deduzidas

Medida aplica-se a deslocados a mais de 100 quilómetros de casa As pessoas que tenham de ir trabalhar para mais de 100 quilómetros de distância da sua residência habitual e pretendam rentabilizar a sua habitação enquanto estão fora vão poder deduzir a esse rendimento...

Garantia pública extingue-se quando jovens pagarem primeiros 15% do empréstimo

Garantia pública de até 15% aplica-se a casas até 450 mil euros O governo aprovou recentemente uma garantia pública de até 15% para ajudar os jovens até aos 35 anos a conseguir financiamento para comprar casa. Na segunda-feira, ao terminar o Conselho de Ministros...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Qual é o preço justo esta semana? (27 de maio a 2 de junho)

Qual deveria ser o preço justo? A ERSE faz semanalmente as contas para o consumidor saber qual é o preço "justo" dos combustíveis face ao preço das matérias-primas e transportes de combustível. Esse preço "justo" já inclui uma margem de retalho de cerca de 10% para as...

Medicamentos grátis a partir de 1 de junho para quem tem CSI

Publicada em Diário da República comparticipação a 100% em medicamentos para idosos com Complemento Solidário O diploma que estabelece que os idosos que recebem complemento solidário passam a partir de 1 de junho a ter direito a medicamentos comparticipados sujeitos a...

Prazo para pedir devolução de propinas termina esta sexta-feira

Mais de 158 mil pessoas já pediram o prémio salarial O prazo para pedir o Prémio Salarial, que prevê a devolução aos jovens do dinheiro que investiram na sua educação superior, termina esta sexta-feira, dia 31 de maio. Os licenciados e mestres que tenham concluído os...

Publicidade

Artigos relacionados

51 Comentários

  1. Pedro Vieira

    Acabou de me fazer perder uma discussão de anos Pedro 😛

    Mas obrigado pelo estudo!

    Responder
    • Pedro Andersson

      A sua resposta ganhou o prémio de comentário da noite! 😉

      Responder
  2. Lurdes Lopes

    Interessante. Acima de tudo admiro a paciência.

    Responder
  3. Pedro Cotta

    Tudo o que seja poupar interessa, mesmo nas mais pequenas coisas. Já tinha a ideia de que o custo de carregamento de um telemóvel não deveria ser extraordinário. Agora fiquei muito mais elucidado.

    Responder
  4. Rita Bravo

    Obrigada Pedro, era uma dúvida que eu tinha, pese embora eu ter sempre o cuidado de tirar as fichas da tomadas durante a noite.

    Responder
    • Zé António

      Obrigado.

      Responder
  5. Gonçalo

    Tb tinha essa dúvida e fiquei esclarecido, entretanto outras duvidas do mesmo genero existem por exemplo o relógio do micro-ondas, as tomadas com o botao luminoso, o standby das televisões qual será tb o valor da importância k estes equipamentos tem em uma factura mensal?

    Responder
  6. João Barros

    Na verdade não fazia a menor ideia que carregar esses aparelhos tivesse um custo tão baixo.
    Obrigado por ter esse trabalho que também é um dos seus obis e partilha lo com toda esta comunidade.
    Muito obrigado.
    João Barros

    Responder
  7. Ana Peres

    Também tinha esta curiosidade 🙂
    Obrigada pela partilha do post. E já agora por preguiça raramente desligo o carregador da tomada 🙂

    Responder
  8. Anita

    Sou a tal tolinha que tinha exatamenete a mesma dúvida porque estou sempre a ralhar com as pessoas por deixarem o carregador na tomada a ‘gastar’… posso ralhar menos, afinal.

    Responder
  9. Nuno

    Vale apena ler não é relevante mas se fosse?
    Agora sabemos que não.

    Responder
  10. Nuno Nogueira

    A mim foi bastante esclarecedor quanto ao custo. Nós somos 4 lá em casa mas apenas 3 carregam aparelhos eletrônicos. A minha esposa deixá sempre o carregador ligado e eu vou lá desligar (Ela deixa 2 carregadores constantemente ligados ). Já percebi que o custo é irrisório e vou tentar relaxar mais quanto a isso.
    Já agora, o consumo do carregador ligado à corrente mas sem estar a carregar nada a não ser o ar, gasta o mesmo que quando está a carregar?
    Obrigado e um abraço do Nuno da Maia.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá Nuno. Como poderá ver no gráfico, nos momentos mais próximos do zero, os 3 carregadores gastam em simultâneo cerca de 3 ou 4 W. O que quer dizer que sem estarem a carregar gasta cada um 1 W ou quase nada. A estes valores há sempre uma margem de erro. O que pretendi mostrar é que quase não gastam nada. Mesmo a carregar.

      Responder
  11. André Simões

    Olá! Penso que a maioria dos carregadores actuais não tendo nada ligado já faz um corte de energia automático (sem carga não há corrente, logo não há energia). Pode eventualmente haver perdas nos elementos do carregador (estas são quase imensuráveis e deve ser isto que mede). Já com os portáteis a coisa pode ser diferente.

    Responder
  12. Vitor

    Actualmente os transformadores de tlm desligam-se quando o carregamento do tlm está completo, mesmo que o cabo do carregador ainda esteje ligado ao tlm. E quando estão apenas ligados à tomada e sem estarem ligados ao tlm, tb não têm consumos/desperdicios, devido à electronica e forma como estes “transformadores”/carregadores de tlm sao feitos. Mas isto falando dos carregadores de marca ou das marcas que se preocupam em produzir produtos com alguma qualidade, porque se se usar um carregador barato, comprado na loja dos “300” ou nos nossos amigo do oriente, que nao é mais que um transformador, só pelo facto de estarem ligados sem estarem a carregar ou com tlm ligado, os mesmos produzem consumos porque sao autenticos transformadores sem qualquer electronica. É preciso ver de que carregadores/transformadores estamos a falar. Logo cada “carregador ou transformador AC-DC” ou aparelho deve ser analisado individualmente, porque nem todos são feitos com tecnologia que evite consumos em vazio.

    Carro Endersson, faça o mesmo teste mas com transformadores de outros aparelhos como de impressoras/multifunções ou de pequenos electrodomesticos/aparelhos com mais de 10anos. È capaz de obter algumas surpresas com a impressora ou com aqueles aparelhos que tem na banca da cozinha e estao sempre ligados às tomada. É que nem todos os transformadores dos aparelhos têm a electrónica para evitar os consumos em vazio.

    Claro que se torna chato estar sempre a ligar e a desligar as fichas/extensoes às tomadas o ideal era a coloção de tomadas com interruptores, ha situações que não convem mesmo nada desligar os aparelho pela tomada, como nos modens porque deixamos de ter o telefone activo para receber chamadas.. e normalmente nessa tomada, ligamos a box e a tv (que às vezes ficam apenas em standby porque esquecemo-nos ou deu perguiça de desligar no botão), o video gravador, a playstation, o computador.. mas as tomadas com interruptor também têm uma luzinha para indicar que a tomada está comutada ou não e essa também acaba por fazer consumos… grande dilema! LOL

    Responder
    • Pedro Andersson

      Obrigado. O seu comentário parece-me muito útil.

      Responder
    • Celso

      Sr vitor, para o router, proponho um temporizador, como eu uso. Das 1:30 às 6:00 da manha e das 9h às 16 fica desligado, pois das 1:30 as 6h estou a dormir e das 9h as 16 estou a trabalhar. Faço o mesmo para outros aparelhos em standby.

      Responder
  13. António

    A mim tirou a duvida, somos 2 pelo menos. Bom trabalho

    Responder
  14. Dulce

    Mas se deixar a noite toda? 3 ou 4 telemóveis? Já que tem essa paciência!

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá Dulce, com os meus cálculos (obviamente com os meus equipamentos) num dia em que carreguei 3 aparelhos ao mesmo tempo toda a noite gastei menos de 2 cêntimos (mais os carregadores na tomada vazios todas as restantes horas). É só multiplicar pelos aparelhos que entender…

      Responder
  15. Maria Teixeira

    Interessante, gostei de saber. Não imaginava que fosse esse valor. Obrigada pelo trabalho.

    Responder
  16. Bejamim Franquelim

    Qual quê. É muito importante saber estas coisa. Mas pode crer que haverá sempre alguém a criticar. Para esses: olhe “temos pena” e que saltem do comboio para outro artigo que lhe interesse no blog. Bom . . . Saltem mas ao menos deixem o comboio parar . . . Já agora aproveito para contar o seguinte: tive uma colega que me criticava por ser honesto. O pior foi quando a falta de honestidade de outros lhe causou prejuízos. Outra colega criticava-me porque eu me dava ao trabalho de conferir o extrato bancário . . . Enfim. Caro amigo parabéns pelo seu valioso, profissional e dedicado trabalho. Por fim se me permite, acho que quem não quiser ler um artigo seu pode sempre ir dar banho ao cão . . .

    Responder
  17. Diogo Tavares

    Uma curiosidade que também era minha,agora, graças a si já não.muito bom é muito obrigado. Excelente trabalho e óptima ideia criar esta pagina,programa…tudo.ajuda muita gente!continue assim,isto sim é jornalismo de informação e de ajuda ao próximo!

    Responder
  18. Ricardo

    Onde arranjar esse aparelho que lê os consumos?

    Responder
  19. Joao

    Caro Pedro, meta-me na lista dos que agradece a análise. Obrigado pela curiosidade que foi satisfeita! Toda a força para continuar porque eu agradeço-lhe todos os posts. Saúde para si e para as carteiras 🙂

    Responder
  20. Ramos

    Obrigado pela partilha.

    Responder
  21. António

    Sim é verdade que é barato deixar carregadores, aparelhos em espera, etc, mas depois a conta ao fim do mês é altíssima e essa parte é difícil de explicar.

    O consumo no dia maior é de 84 W o que é equivalente a ter uma lâmpada de 18 W ligada quase 5 horas.

    Gostava de saber quando paga por mês em energia eléctrica o autor do estudo, que aposto que é elevado, e como ele explica esse consumo todo.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. Os meus 3 carregadores gastam no máximo por dia 84 W (0,084 kWh). 1 kWh (1000 W) custa cerca de 20 cêntimos na maior parte das distribuidoras. Como explico no texto isso dá menos de 2 cêntimos por dia. Tudo o resto pago conforme o que consumo. Não percebi a sua dúvida. Se gastar muito no resto dos aparelhos claro que terei de pagar. Os ooutros standby é que são um sorvedouro de consumo. Os telemóveis não.

      Responder
  22. Patricia Fonseca

    Obrigado por este artigo. Vou deixar de chatear a cabeça aos miúdos por deixarem os telemoveis a carregar a noite inteira. Já sigo o seu trabalho há vários anos e é sempre com muito prazer que leio as suas sugestões.
    Obrigado e continuação de bom trabalho.

    Responder
  23. Paulo Rosa

    Obrigado pela analise. Para mim também foi útil.
    Também me vem outra questão a mente. Comprei umas tomadas comandadas remotamente e tem uma funcionalidade de protecção de carga (só funciona com telemóveis android) que permite desligar a carga automaticamente quando o telemóvel fica carregado.
    Tenho usado uma delas exclusivamente para carregamento de telemóveis.
    A diferença que noto é que o telemóvel depois de uma noitada a carregar já não está totalmente carregado a 100% (uns 90 e picos %) o que demonstra a meu ver a utilidade desta funcionalidade.
    Será que poupa realmente a bateria? Vale a a pena a funcionalidade? É mesmo útil? Não sei se já existem testes que comparem baterias que foram poupadas com este sistema comparando com outras a carga durante toda uma noite durante vários dias/meses. Era interessante essa comparação. Poder saber se a bateria aguentava mais tempo antes de ficar viciada e ser necessário a troca do telemóvel/bateria. Sobre o teste de consumo que fez era também capaz de originar ainda mais alguma poupança. 😉

    Responder
  24. Manuel Dionisio

    Boa Tarde.
    Sim, pode ser pouco. E o aspecto da segurança?
    Já ouvi dizer que há carregadores que ardem se estiverem muito tempo ligados.
    Verdade, mentira???
    De qualquer maneira, mais uma vez, muito obrigado pela informação.
    Cumprimentos.
    Manuel Dionisio

    Responder
    • Pedro Andersson

      Ola. Isso vai ter de avaliar por si. Um carregador de fraca qualidade ou com defeito até se incendeia a carregar. Há carregadores de qualidade e carregadores de muito má qualidade. Não dá para fazer essa avaliação assim…Se eu visse que um carregador aquecia deitava-o fora no minuto seguinte. Nem para carregar servia…

      Responder
  25. Manuel Peñascoso

    Outra forma de análise!
    O tempo útil de vida dos carregadores diminui quando ligados permanentemente!

    Responder
  26. Rui Carvalho

    Ainda bem que alguém se lembra destas “coisitas”,
    por mim retiro sempre o carregador da tomada não só pelo assunto em causa (que já de nada serve continuar) mas por receio de picos de energia que possam danificar os carregadores ou outros aparelhos que fiquem ligados.
    Parabéns pela Paciência.

    Responder
  27. Sónia Costa Pereira

    Olá Pedro, obrigada por todos estes “vícios” que tem. São óptimos para esclarecer quem não tem tanta paciência para fazer estas experiências!
    Li aqui http://www.pt.technoweek.info/v2/s45f9b/ , um artigo sobre um aparelho que permite uma poupança grande na fatura da luz. Conhece? Queria uma opinião sobre isto. Obrigada.

    Responder
    • Jose Barros

      Olá Sónia.
      Esse site parece ser de todo não recomendável.
      Senão vejamos: não usa certificado SSL (e se usasse teríamos de validar a sua autenticidade, já que hoje em dia se conseguem certificados SSL gratuitos), o domínio é mascarado e os comentários são colocados de forma semi-aleatória e por código.
      Procurando pelas imagens dos comentários, facilmente encontramos algumas das imagens noutros sites associados a outros nomes.
      Faltam ainda contactos diretos (telefone ou email)…
      Eu esqueceria rapidamente este website…

      Responder
      • Virgílio Vilela

        A prova de que este artigo sobre o consumo dos carregadores de telemóveis, é interessante e pertinente está no números de comentários que gerou. E como qualidade gera qualidade, um obrigado ao José Barros, que também teve a paciência de investigar e alertar sobre um site que está longe de ser confiável.

        Responder
  28. Maria Emanuel Melo de Almeida

    Obrigada por todo o trabalho que realiza e partilha em prol da poupança.
    Eu sou uma das pessoas que procuro seguir o melhor possível os seus conselhos e tenho-me dado bem.
    Uma coisa que queria perguntar-lhe, é se já ouviu falar de um aparelho que se coloca numa tomada próxima do contador e que tem como objectivo diminuir o consumo de eletricidade.
    Será verdade o que dizem ou é algo que serve apenas para nos enganar e obterem o pouco dinheiro que temos?
    Grata por toda a atenção
    Cordialmente
    Maria Emanuel Almeida

    Responder
    • Pedro Andersson

      99% de certeza de que é Fraude. Mas estou tentado a comprá-lo para fazer o teste.

      Responder
  29. Mariana Teixeira

    Ainda bem que há quem faça este trabalho!! E ainda bem que há quem o leia!! E pelos vistos mais de um ou dois 🙂 Sempre pensei que gastava mais, agradeço a informação partilhada 😀 Obrigada!!!

    Responder
  30. Rodrigues

    bom estudo é sempre bom saber, mas o recomendável é sempre desligar os carregadores das tomadas já existiu casos de incêndios provocados por carregadores (de boa e má qualidade).

    Responder
  31. Emanuel Barros

    É bom saber! Posso dar uma dica? A Tomada “inteligente” da EDP para mim não funciona agora comprei uma tomada com Wifi da Sonoff por menos de 10€ e configurei com o IFTTT para que cada vez que eu saio de casa ela desliga. Assim desliga a TV, Consola, 2nd router, e 2 Box’s. Tenho de pedir o consumo de tudo em standby para ver o que poupo num ano mas acho que se paga a ela própria.

    Responder
  32. J S

    Caro Pedro,
    Obrigado pelos seus artigos.
    Aproveito para partilhar aqui um outro (em língua inglesa) onde tentam também responder à mesma pergunta.
    https://www.howtogeek.com/231886/tested-should-you-unplug-chargers-when-youre-not-using-them/
    Neste artigo chegaram à conclusão que 6 carregadores em vazio ligados na mesma tomada consomem no total 0.3 W.
    O que dá cerca de 0,216 kWh/mês o que significa menos de 5 cêntimos por mês. Ou seja, cada carregador que deixarmos ficar pendurado na tomada sem estar a carregar vai custar no máximo 1 cent por mês.

    Responder
  33. Tiago Palma Graça

    Bom dis
    Parabéns pelo serviço público que presta.
    Neste caso em particular, eu utilizo as portas Usb do router e da Box para carregar equipamentos. Não são de carga rápida, mas já que estão sempre (ou quase) ligados, aproveito. Essas portas geralmente estão bloqueadas e não têm transferência de dados activa, mas servem para carregamentos (pelo menos no equipamento que tenho – MEO).
    Claro que os fanáticos da segurança irão opiniar, mas consigo viver bem com isso.
    Um abraço

    Responder
    • Sérgio

      Excelente ideia! Obrigado. Quanto aos fanáticos da segurança, certamente andam sempre no bolso com um pequeno adaptador que se coloca entre o telemóvel e a fonte de energia e que só deixa passar corrente e corta todos os outros sinais. Muito úteis sobretudo em carregadores públicos como os que existem, por exemplo, nos centros comerciais. Há solução para tudo 🙂

      Responder
  34. daniel almeida

    obrigado pela informacao tambem andava a procura da resposta.
    uma coisa è certa custa pouco um carregador ligado sem estar a ser utilizado mas se multiplicarmos todos os carregadores do mundo ligados o valor total gasto sem ser preciso è bastante elevado

    Responder
  35. Carlos Lima

    Olá Pedro, volto ao contacto (Carlos Lima da piscina da Outurela).
    Só agora vi este artigo, porque comecei a assinar a sua newsletter e recebi a referência, na última edição.
    https://contaspoupanca.pt/2017/10/10/quanto-custa-carregar-telemovel/

    Uma questão e um comentário:

    – questão: constatou se, mesmo com o telemóvel desligado do carregador que estiver sempre ligado à ficha, este gasta alguma energia?

    – comentário: mesmo sendo um gasto irrisório, não nos podemos esquecer do nosso contributo para a pegada ecológica. O nosso peso nessa pegada, num dado gasto energético, até pode ser um grão de areia. Mas se multiplicarmos esse gesto por milhões ou milhares de milhão de pessoas, seguramente não será um grão de areia. Por exemplo, quando eu pago num terminal MB, deixo sair o recibo do comerciante – porque sei que eles precisam dele, mas não deviam -, mas cancelo a saída da cópia para mim. Dirá: mas é “apenas” um pedacinho de papel. Ok, é verdade. Mas já pensou nos milhões de operações do género que se fazem, no mundo, por minuto (já nem falo num dia inteiro)? Se colarmos esses pedacinhos de papel, seguramente teremos dezenas ou até centenas de árvores. O mesmo ocorre com esse mísero 0,000… kWh do carregador do telemóvel sempre ligado à parede. Eu sei que, no final, refere a parte ecológica e este comentário não é uma critica, mas apenas dar ênfase a algo para o qual devemos começar a ter a mesma disciplina de consciência, tal como o Pedro tem evangelizado a população no que respeita à consciência financeira. Mais ainda quando o tema dos problemas do clima e da poluição nunca estiveram tanto na ordem do dia. E, seguramente, deve haver muitos dos rostos visíveis desta causa que não têm esses “pequenos” cuidados no dia a dia. Enfim, o tema daria muito que falar.

    Fica aqui o meu humilde contributo e até à próxima.

    Grande abraço e espero reencontrá-lo um dia destes.
    Carlos

    PS: tantas vezes tenho dado o seu caso e o seu trabalho no Contas Poupança com um dos melhores exemplos de serviço público gratuito. E assinalo a coragem de não ter receio de dar o seu caso pessoal como exemplo, pois só assim as pessoas conseguem encaixar.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá Carlos. Obrigado. Sim, recordo-me das nossas conversas :). No meu caso não carregando não gasta nada. Se consome umas microgramas, não tenho equipamentos que façam essa leitura…

      Responder

Trackbacks/Pingbacks

  1. Quase 5 euros por mês de eletricidade só por estar ligado - […] Em tempos fiz a experiência com o carregador de telemóvel e cheguei à conclusão de que quase não gastam…

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.