A vantagem de todos terem um cartão (diferente) lá em casa

Um cartão de fidelização já é demais. Será?

Se acha que é uma chatice andar com cartões de hiper e supermercados na carteira tudo bem. Ninguém é obrigado a isso.

Pode sempre pagar mais do que os outros, os donos dos hiper agradecem.

Como sabem – já escrevi sobre isto várias vezes – descobri durante uma reportagem do Contas-poupança  dois “mestres” dos descontos: o “Poupadinhos e com Vales” e  “O Caça-promoções“. Um dos truques que passei a usar logo a partir desse dia é cada um lá em casa ter um cartão de fidelização com titulares diferentes.

50% + 10% x duas semanas ou duas compras

Este fim-de-semana encontrei mais um exemplo para vos mostrar a vantagem de fazerem isso. Para não dizerem que só falo do Continente, desta vez é com o Pingo Doce.

Recebi no sábado este SMS do Pingo Doce:

Cartões de fidelização – Se posso poupar duas vezes porque só poupo uma vez?

Ora, se em minha casa só existir um cartão mesmo assim é bom porque posso acumular os 10% com qualquer produto que me interesse e que esteja com 50% de desconto na loja durante uma destas semanas.

Mas no período mencionado (5 a 14 de Agosto) há folhetos diferentes com promoções e prazos diferentes. Ora isto quer dizer que nas casas onde ele tem um cartão e ela tem outro cartão, podem acumular os 10% de desconto duas vezes com promoções diferentes. Ou um dos filhos também pode ter um terceiro cartão… Até porque de uma semana para a outra pode ter de renovar o stock de frescos lá de casa. Ou pode fazer uma compra já na localidade onde mora, e depois outra daqui a uma semana se for de férias para longe de casa.  Porque não aproveitar estas oportunidades?

Claro que para esta situação específica, teria de já ter os 2 cartões há algum tempo para receber estes SMS agora.

Por isso, pondere se justifica ter o terrível trabalho de ter mais um (ou dois, ou três) cartão(ões) de cada hipermercado ou loja. Daqui a umas semanas vai ver que esta dica valeu a pena.

A mim já me deu oportunidades de fazer compras fantásticas e vai continuar a dar.

Tudo isto exige alguma “cabeça”, atenção e paciência. Experimente. Olhe que vale a pena. Pode poupar muito ao longo do ano. Basta uma compra de um produto em quantidade para poupar 100 euros ou mais. Só numa compra de produtos que ia precisar de certeza. Já me aconteceu.

Sem os cartões é mais difícil. Se depois de os ter, não os quiser usar não usa. Não comem à mesa connosco.

Veja este outro caso prático, só para perceber melhor do que estou a falar (basta clicar na foto abaixo).

Cupões de hipermercado – Um caso prático



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *