Salário mínimo sobe para 705 € a partir de janeiro

Escrito por Pedro Andersson

02.12.21

}
4 min de leitura

Publicidade

Salário mínimo nacional sobe 40 euros em 2022

O Governo aprovou hoje a subida do salário mínimo para 705 euros a partir de 1 de janeiro, bem como os apoios às empresas para estes aumentos, adiantou o executivo, no final do Conselho de Ministros.

Na conferência de imprensa que se seguiu ao Conselho de Ministros, a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, deu conta da aprovação do aumento do salário mínimo nacional (SMN) para 2022 para 705 euros, “na sequência da auscultação dos parceiros sociais”, cumprindo o compromisso assumido em 2015 e renovado em 2019 para “chegar a 2023 com 750 euros”.

Entre 2015 e 2021, diz o governo, a Retribuição Mínima Mensal Garantida (RMMG) aumentou 32%, tendo passado de 505 para 665 euros.

O Governo assumiu também o compromisso de que a atualização da RMMG a partir de 1 de janeiro de 2022 seria acompanhada, mais uma vez, de uma medida excecional de atribuição às entidades empregadoras de um subsídio pecuniário correspondente a uma importância fixa por trabalhador que aufira a RMMG, quando reunidas as condições de atribuição previstas no presente decreto-lei, no valor de 112 euros por trabalhador.

Aumentos também na Função Pública

Foi aprovado o decreto-lei que atualiza as remunerações da Administração Pública e aumenta a respetiva base remuneratória, que é revista em linha com a atualização da retribuição mínima mensal garantida.

Com este diploma, os valores dos níveis da tabela remuneratória única (TRU) da Administração Pública, bem como das demais remunerações base mensais existentes na AP são atualizados em 0,9%. O diploma é aplicável aos trabalhadores de entidades administrativas independentes e aos de empresas públicas do setor público empresarial que não sejam abrangidos por instrumentos de regulamentação coletiva de trabalho em vigor.

Subsídio de desemprego também sobe

Com o diploma aprovado hoje, aumenta-se o valor mínimo do subsídio de desemprego consagrado extraordinariamente no Orçamento do Estado 2021. Assim, garante-se que o valor mínimo do subsídio de desemprego passa a 1,15 IAS, sempre que as remunerações que serviram de base ao cálculo correspondam ao valor do RMMG.

Procede, ainda, à consolidação definitiva da majoração da prestação de desemprego quando, no mesmo agregado familiar, ambos os cônjuges ou pessoas que vivam em união de facto, ou o parente único no agregado monoparental, tenham filhos ou equiparados a cargo.

O que fazer com o aumento do salário mínimo?

Feitas as contas, 40 euros x 14 meses, dá mais 560 euros por ano. Se for um casal, estamos a falar de mais 1.120 euros que vão passar a receber a mais do que em 2021. Para famílias com poucos recursos é um valor relevante e que deve ser gerido com o máximo cuidado.

As famílias com pouca literacia financeira provavelmente verão este aumento apenas como uma elementar justiça que vai colmatar as atuais falhas no orçamento e que mesmo assim não chega.

Famílias com literacia financeira vão ver aqui uma oportunidade de corrigir o que está mal (acabar com dívidas e créditos) e começar a criar um Fundo de Emergência razoável para depois começarem a criar uma poupança que cresça a sério, a pensar no futuro dos filhos e deles próprios.

Obviamente alguns pensarão que com mais 80 euros por mês já podem ir jantar fora mais uma vez por mês, ou finalmente subscrever a Netflix ou dá para pagar a mensalidade de um novo telemóvel. Nenhuma destas opções acima é criticável, uma vez que cada um gere o dinheiro como quer.

O “segredo” da boa gestão das finanças pessoais está em não aumentar os seus gastos só porque “pode” e pôr esse dinheiro a trabalhar para si como se fosse seu empregado. Sente-se e faça contas se vai ser aumentado. Não desperdice estas oportunidades que lhe caem no colo e que não dependem de si.


Natal2021-billboard

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

PODCAST | #231 – Como vai usar de forma (mais) inteligente o seu reembolso do IRS?

Como posso rentabilizar o reembolso do IRS Milhares de famílias contam com o reembolso do IRS como fonte de rendimento extra todos os anos. Quase como se fosse um décimo quinto mês. Mas, como é um dinheiro que aparentemente não nos sai do esforço diário, é visto quase...

PPR | Quanto estou a ganhar (ou a perder) com os meus PPR (Março de 2024)

Vale a pena fazer um PPR como investimento? (Mês #41) Em Março atingi o máximo de valorização histórica com o conjunto dos meus 10 PPR.  A minha "história" com Planos Poupança Reforma como forma de investimento tem cerca de 3 anos. Comecei em finais de 2020, e durante...

PodTEXT Vamos a Contas | Onde invisto 100€ todos os meses para os meus filhos?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

EURIBOR HOJE | Taxas sobem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (15 a 21 de abril)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

PodTEXT | 5 sinais de alerta de que as suas finanças não estão bem

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

Quer fazer um Workshop gratuito de finanças pessoais? (Inscrições abertas)

Aprenda finanças pessoais gratuitamente Estão abertas as inscrições para a próxima edição do Finanças para Todos, da universidade NOVA SBE. O curso tanto pode online, como presencial (em Carcavelos) ou na área metropolitana do Porto. O curso terá lugar entre Outubro...

EURIBOR HOJE | Taxas descem a três meses, mas sobem a seis e 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

VÍDEO | Como está a educação financeira nas escolas em Portugal? (Um bom exemplo)

Um bom exemplo de educação financeira nas escolas em Portugal Portugal está nos últimos lugares da Europa em literacia financeira. Isso quer dizer que, para além de ganharmos pouco, ainda por cima temos muita dificuldade em gerir bem o pouco dinheiro que temos. A...

Publicidade

Comentar

Siga-nos nas redes sociais

Artigos relacionados

4 Comentários

  1. Paulo Gonçalves

    Obrigado por mais um artigo Pedro. Eu gostaria no entanto de deixar aqui uma questão. Todos os anos há um orçamento novo que contempla entre outras coisas os descontos para o IRS, ora se o orçamento é o mesmo e o valor do salário mínimo sobe será como ter esse salário já hoje o que vai equivaler a ter de descontar para o IRS, certo ?
    Não sei se me fiz explicar convenientemente..

    Responder
    • Paulo Gonçalves

      Aqui está o que me refiro no caso de um CASADO DOIS TITULARES :
      Remuneração Mensal Euros Número de dependentes
      0 1 2 3 4 5 ou mais
      Até 686.00 0.0% 0.0% 0.0% 0.0% 0.0% 0.0%
      Até 718.00 4.0% 1.2% 0.8% 0.3% 0.0% 0.0%

      Responder
    • JRJordao

      Salários e pensões até 710 euros mensais deixam de fazer retenção na fonte do IRS. Novas tabelas publicadas hoje.

      Responder
      • Paulo Gonçalves

        Obrigado JRJordao. Já as vi. Menos 0.2 de desconto para mim…

        Responder

Trackbacks/Pingbacks

  1. Portugal entre os 13 Estados-membros com salários mínimos abaixo de 1.000 euros - […] O salário mínimo fixado em Portugal para 2022 é de 705 euros, mas pago em 14 meses, sendo que…

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.