Fui ao e-fatura… aumentei as deduções em 252 euros


Verifique o seu e-fatura

Como sabem, desde o início da plataforma e-fatura que ando nesta “guerra” de vos mostrar as vantagens financeiras de pedirem SEMPRE faturas com número de contribuinte.

Ao longo do ano vou alertando para não deixarem tudo para o último dia (normalmente em Fevereiro do ano seguinte). É que se forem lá de 3 em 3 meses (pode ser mais regularmente, se quiserem) vão fazendo esse trabalho de formiguinha com muito menos esforço e apercebem-se de erros ou falhas muito mais cedo e ainda irão a tempo de os corrigir.

Mais 252 € em meia hora

No meu caso pessoal, já tinha mais de 400 faturas pendentes desde a última vez que lá fui. “Perdi” cerca de meia hora a classificá-las todas nas categorias corretas. Fazer este trabalho de “limpeza” é importantíssimo se estiver inscrito nas Finanças como trabalhador independente (se passa recibos verdes). Mesmo que não passe nenhum recibo, TODAS as suas faturas ficam pendentes. Se não fizer nada, vão todos para Despesas Gerais Familiares e pode estar a perder centenas de euros. Colocar a restauração, oficinas, etc. em Dedução do IVA e a Saúde e a Educação nas respectivas categorias pode aumentar muito o seu reembolso do IRS, sobretudo se tiver IRS Automático.

Deixo-vos aqui o meu exemplo desde mês. Antes de categorizar as minhas faturas pendentes e as da minha mulher estes eram os valores que tinha no e-fatura.

 

Depois de meia hora a suspirar e a ficar quase com uma tendinite, as deduções passaram a ser:

Ou seja:

+ 163,35 (eu)
+ 89,53 (a minha mulher)
——————
+252,88 €

Vale a pena perder tempo?

Este breve exemplo serve apenas para mostrar que vale a pena “perder” tempo a manter o e-fatura organizado. Em segundo lugar, se estiver a planear fazer isto de uma vez lá para Fevereiro, é verdade que não ganha nada a mais por fazer isto agora. Mas poupa tempo e faz as coisas sem stress e com mais atenção. Para além disso, tem a memória mais fresca e saberá melhor se a fatura de “José António Pereira” é de um restaurante ou da oficina. Em Janeiro, já não terá qualquer memória.

Portanto, se me permite o conselho, dê assim que puder uma espreitadela no seu e-fatura e do seu agregado familiar para ver, pelo menos, se está tudo bem.



Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2019. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica. Se quiser conhecer também as dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”. É só clicar AQUI ou nas fotos dos livros.

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança.

(Todas as dicas da semana num só e-mail).



Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2018. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica.


17 comentários em “Fui ao e-fatura… aumentei as deduções em 252 euros

  1. Avatar
    Mário Rainho Reply

    As despesas são colocadas dentro ou fora da actividade.
    Exemplo; sou autor. Em que categoria ponho as compras do super. Dentro ou fora da actividade?

  2. Avatar
    Sónia Pinto Reply

    Alerto ainda para o facto de que convém dar sempre uma vista de olhos a todas as faturas mesmo as que entram diretamente para Despesas Gerais; no ano passado dei conta de um grande valor que paguei em reparação automóvel e que entrou diretamente como despesa geral – não ficou pendente – apenas porque o CAE principal da empresa era a venda de peças auto, que não são consideradas como manutenção automóvel
    Com o NIF da empresa consegue saber do que se trata e que despesa fez
    Por cá a guerra continua a ser com as padarias/cafetarias que têm como CAE a venda de pão e muitas não têm CAE para poder classificar a despesa em sector de alimentação quando são efetuadas pequenas refeições no estabelecimento; quando isso me acontece reclamo através do e-balcão, mas entre a reclamação e regularização de CAE’s do contabilista da referida empresa nas finanças vai passado tempo e só faturas emitidas após a regularização do CAE nas finanças é que são possíveis de ser classificadas como alimentação; as anteriores têm de ser guardadas para posterior reclamação nas finanças… além disso, se acontece (como me aconteceu com uma entidade este ano) as empresas andarem a “brincar aos CAE” e depois de ter atualizado o CAE em Maio voltar a retirar o mesmo em Setembro voltamos ao mesmo problema de não poder classificar as faturas como alimentação

  3. Avatar
    Marta Fernandes Reply

    Boa tarde
    Tenho uma dúvida em relação às facturas dos manuais escolares do meu filho: como vieram em meu nome e com o meu nif posso colocar em despesas de educação na mesma?
    Obrigada
    Marta

  4. Avatar
    M. Santos Reply

    Olá,

    Caso seja DESPESAS em compras gerais de supermercado, é EM OUTRAS!

    Caso seja, em refeições, é para inserir em RESTAURAÇÃO.

    Espero ter ajudado..

  5. Avatar
    M. Santos Reply

    Pedro Miguel Ventura, li a sua dúvida e decidi responder-lhe:

    Coloca em restauração, óbvio. Despesas gerais não. Tal como caso vá cortar o cabelo, coloca na parte de cabeleireiros. 🙂

    Espero ter ajudado!

  6. Avatar
    Ana Maria Granja Pereira Reply

    As faturas dos supermercados sobre alimentação é classificada como? Outros ou restauração?

    • Avatar
      Armando Reply

      Se for ao bar do Continente e tomou meia de leite e um pão com manteiga, são despesas de restauração.

  7. Avatar
    Pedro Miguel Ventura Reply

    Bom dia.
    Primeiro que tudo Muitos Parabéns pelas maravilhosas dicas que dá para conseguirmos poupar.
    Gostaria de saber se existe algo que nos diga ao certo onde podemos colocar as faturas? É que por exemplo eu tenho a dúvida em relação a comida de takeaway dos supermercados, colocamos em restauração ou despesas gerais?
    Desde já agradeço a ajuda…

    • Avatar
      M. Santos Reply

      Pedro Miguel Ventura, li a sua dúvida e decidi responder-lhe:

      Coloca em restauração, óbvio. Despesas gerais não. Tal como caso vá cortar o cabelo, coloca na parte de cabeleireiros. 🙂

      Espero ter ajudado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *