Fui ao e-fatura… aumentei as deduções em 252 euros

Escrito por Pedro Andersson

10.10.19

}
3 min de leitura

Publicidade

Verifique o seu e-fatura

Como sabem, desde o início da plataforma e-fatura que ando nesta “guerra” de vos mostrar as vantagens financeiras de pedirem SEMPRE faturas com número de contribuinte.

Ao longo do ano vou alertando para não deixarem tudo para o último dia (normalmente em Fevereiro do ano seguinte). É que se forem lá de 3 em 3 meses (pode ser mais regularmente, se quiserem) vão fazendo esse trabalho de formiguinha com muito menos esforço e apercebem-se de erros ou falhas muito mais cedo e ainda irão a tempo de os corrigir.

Mais 252 € em meia hora

No meu caso pessoal, já tinha mais de 400 faturas pendentes desde a última vez que lá fui. “Perdi” cerca de meia hora a classificá-las todas nas categorias corretas. Fazer este trabalho de “limpeza” é importantíssimo se estiver inscrito nas Finanças como trabalhador independente (se passa recibos verdes). Mesmo que não passe nenhum recibo, TODAS as suas faturas ficam pendentes. Se não fizer nada, vão todos para Despesas Gerais Familiares e pode estar a perder centenas de euros. Colocar a restauração, oficinas, etc. em Dedução do IVA e a Saúde e a Educação nas respectivas categorias pode aumentar muito o seu reembolso do IRS, sobretudo se tiver IRS Automático.

Deixo-vos aqui o meu exemplo desde mês. Antes de categorizar as minhas faturas pendentes e as da minha mulher estes eram os valores que tinha no e-fatura.

 

Depois de meia hora a suspirar e a ficar quase com uma tendinite, as deduções passaram a ser:

Ou seja:

+ 163,35 (eu)
+ 89,53 (a minha mulher)
——————
+252,88 €

Vale a pena perder tempo?

Este breve exemplo serve apenas para mostrar que vale a pena “perder” tempo a manter o e-fatura organizado. Em segundo lugar, se estiver a planear fazer isto de uma vez lá para Fevereiro, é verdade que não ganha nada a mais por fazer isto agora. Mas poupa tempo e faz as coisas sem stress e com mais atenção. Para além disso, tem a memória mais fresca e saberá melhor se a fatura de “José António Pereira” é de um restaurante ou da oficina. Em Janeiro, já não terá qualquer memória.

Portanto, se me permite o conselho, dê assim que puder uma espreitadela no seu e-fatura e do seu agregado familiar para ver, pelo menos, se está tudo bem.



Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2019. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica. Se quiser conhecer também as dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”. É só clicar AQUI ou nas fotos dos livros.

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança.

(Todas as dicas da semana num só e-mail).

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

PODCAST | #251 – Qual é a diferença entre os PPR normais e os Fundos PPR?

Há PPR "normais" e "não normais"? Os PPR são o tema que mais entusiasma os ouvintes deste podcast. Parece que alguém descobriu uma "pólvora" financeira, mas os PPR existem há mais de 20 anos. Porquê só agora este interesse? Porque são uma excelente ferramenta para...

Como compro lombos de salmão mais baratos do que fiambre

Como comprar lombos de salmão com 65% de "desconto" As saudades que eu tinha de escrever um artigo sobre as minhas poupanças diárias… Como sabem, a minha estratégia de poupança é ter sempre o melhor possível pelo preço mais baixo. Nunca é a poupança dos “coitadinhos”....

ATENÇÃO – Já só tem uma semana para entregar o IRS (ou para o corrigir)

Prazo acaba a 30 de junho - Evite as multas O prazo para entrega do IRS termina no dia 30 de junho. Falta uma semana. De acordo com o Portal das Finanças, até este domingo já foram entregues cerca de 5 milhões e 600 mil declarações (5 615 814). Em comparação com o...

Oficial – Parlamento aprovou o fim de portagens nas ex-SCUT

Abolição das portagens nas ex-SCUT a 1 de janeiro de 2025 É oficial. O Parlamento aprovou em votação final global a proposta do PS para eliminar as portagens nas ex-SCUT e nos troços "onde não existam vias alternativas que permitam um uso em qualidade e segurança". O...

PodTEXT Vamos a Contas | Onde devo investir se já estou perto da reforma?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

PodTEXT | O que é o movimento FIRE – É possível refomar-se mais cedo?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

EURIBOR HOJE | Taxas descem a 3 meses e sobem a 6 e 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (24 a 30 de junho)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

Isenção de IMT e Imposto de selo para jovens até aos 35 anos – O que já se sabe?

Lei já foi publicada em Diário da República Foi publicada esta quinta-feira em Diário da República a Lei (está aqui) que autoriza o Governo a avançar com a isenção do IMT e do respetivo Imposto de selo para jovens com idade igual ou inferior a 35 anos, na compra da...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

Publicidade

Artigos relacionados

22 Comentários

  1. Pedro Miguel Ventura

    Bom dia.
    Primeiro que tudo Muitos Parabéns pelas maravilhosas dicas que dá para conseguirmos poupar.
    Gostaria de saber se existe algo que nos diga ao certo onde podemos colocar as faturas? É que por exemplo eu tenho a dúvida em relação a comida de takeaway dos supermercados, colocamos em restauração ou despesas gerais?
    Desde já agradeço a ajuda…

    Responder
    • M. Santos

      Pedro Miguel Ventura, li a sua dúvida e decidi responder-lhe:

      Coloca em restauração, óbvio. Despesas gerais não. Tal como caso vá cortar o cabelo, coloca na parte de cabeleireiros. 🙂

      Espero ter ajudado!

      Responder
      • Jorge

        Olá, se for comida pré-confeccionada como pizzas congeladas ou saladas ou batatas fritas embaladas isso seria em qual categoria? Obrigado.

        Responder
      • Pedro Miguel Ventura

        Será que ainda posso alterar todas as outras que já meti em despesas gerais?

        Responder
        • Pedro Andersson

          Sim. Pode alterar tudo o que quiser às vezes que quiser até fevereiro próximo.

          Responder
  2. Ana Maria Granja Pereira

    As faturas dos supermercados sobre alimentação é classificada como? Outros ou restauração?

    Responder
    • Armando

      Se for ao bar do Continente e tomou meia de leite e um pão com manteiga, são despesas de restauração.

      Responder
  3. M. Santos

    Pedro Miguel Ventura, li a sua dúvida e decidi responder-lhe:

    Coloca em restauração, óbvio. Despesas gerais não. Tal como caso vá cortar o cabelo, coloca na parte de cabeleireiros. 🙂

    Espero ter ajudado!

    Responder
  4. M. Santos

    Olá,

    Caso seja DESPESAS em compras gerais de supermercado, é EM OUTRAS!

    Caso seja, em refeições, é para inserir em RESTAURAÇÃO.

    Espero ter ajudado..

    Responder
  5. Marta Fernandes

    Boa tarde
    Tenho uma dúvida em relação às facturas dos manuais escolares do meu filho: como vieram em meu nome e com o meu nif posso colocar em despesas de educação na mesma?
    Obrigada
    Marta

    Responder
      • Marta Fernandes

        Obrigada

        Responder
  6. Sónia Pinto

    Alerto ainda para o facto de que convém dar sempre uma vista de olhos a todas as faturas mesmo as que entram diretamente para Despesas Gerais; no ano passado dei conta de um grande valor que paguei em reparação automóvel e que entrou diretamente como despesa geral – não ficou pendente – apenas porque o CAE principal da empresa era a venda de peças auto, que não são consideradas como manutenção automóvel
    Com o NIF da empresa consegue saber do que se trata e que despesa fez
    Por cá a guerra continua a ser com as padarias/cafetarias que têm como CAE a venda de pão e muitas não têm CAE para poder classificar a despesa em sector de alimentação quando são efetuadas pequenas refeições no estabelecimento; quando isso me acontece reclamo através do e-balcão, mas entre a reclamação e regularização de CAE’s do contabilista da referida empresa nas finanças vai passado tempo e só faturas emitidas após a regularização do CAE nas finanças é que são possíveis de ser classificadas como alimentação; as anteriores têm de ser guardadas para posterior reclamação nas finanças… além disso, se acontece (como me aconteceu com uma entidade este ano) as empresas andarem a “brincar aos CAE” e depois de ter atualizado o CAE em Maio voltar a retirar o mesmo em Setembro voltamos ao mesmo problema de não poder classificar as faturas como alimentação

    Responder
    • Pedro Andersson

      Pode alterar manualmente antes da entrega do IRS. Há um prazo para isso.

      Responder
  7. Mário Rainho

    As despesas são colocadas dentro ou fora da actividade.
    Exemplo; sou autor. Em que categoria ponho as compras do super. Dentro ou fora da actividade?

    Responder
    • Pedro Andersson

      Olá. As compras que faz no super estão relacionadas com o seu trabalho de autor? O critério é esse:)

      Responder
  8. Miguel

    Atanção: a quem compra o passe através do Multibanco. O Otlis está a classificar a despesa não como aquisição de passes mas como despesas gerais familiares. Tem de se alterar

    Responder
  9. cr

    olá pedro uma questão, este valor provisorio que nos aparece nessa pagina é o valor que temos de receber certo? é porque já vi gente com ordenado minimo ter aí valores a receber e no final não receberam nada será irs mal preenchido?

    Responder
  10. Teresa

    Olá, Boa tarde,
    Gostava de saber se as despesas com o Plano Medicare são despesas gerais ou de saúde?

    Responder
  11. Magda

    Olá. Eu para além de validar retifico aquelas que valem a pena. Confirmo as da farmácia por causa das receitas. Confirmo as da educação e saúde pelo peso que têm. Confirmava a restauração, mas já me parece tudo 100% controlado. E este ano detectei uma diferença razoável nas minhas facturas da cantina da faculdade, que é dedutível na educação, mas tinham ficado validadas na restauração, o que dava uma dedução de 0.05€, enquanto na educação dava uma dedução de 0.81€, alterei todas e portanto ganhei mais .76€ em cada factura. Fez diferença!

    Responder
  12. Vitor Mendonça

    Bom dia,

    Em relação a produtos de higiene pessoal comprados na parafarmácia Wellls do continente que categoria deverá ser inserido?

    Cumprimentos.

    Responder

Trackbacks/Pingbacks

  1. E-FATURA | Em poucos minutos aumentei a dedução do IRS em mais 75 euros - […] Fui ao e-fatura… aumentei as deduções em 252 euros […]
  2. E-FATURA | Em poucos minutos aumentei a dedução em saúde em 163 euros - […] Fui ao e-fatura… aumentei as deduções em 252 euros […]

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.