EURIBOR – Novos mínimos históricos hoje


Boas notícias para o seu crédito à habitação

Hoje as taxas Euribor caíram em todos os prazos. Não me perguntem porquê – os especialistas explicarão com todo o detalhe – as taxas Euribor caíram hoje a 3, 6 e 12 meses, com os três prazos a atingirem novos mínimos históricos.

É uma boa notícia porque significa que a sua prestação da casa provavelmente vai baixar ainda mais um pouco se se mantiverem estes valores mais algum tempo. Isto não é nada normal. No meu caso, que tenho um spread de 0,3 significa que a Caixa Geral de Depósitos vai continuar a pagar-me quase 4 euros por mês por lhe ter pedido dinheiro emprestado para comprar a casa.

6 meses

A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação, baixou para -0,299%, fixando um novo valor mínimo. O mais baixo de sempre tinha sido -0,279%, verificado pela primeira vez em 31 de janeiro de 2018.

Se alguém tiver um crédito com Euribor a 6 meses e um spread de 0,3 só falta uma milésima para não pagar NADA de juros (só amortiza) e se baixar duas milésimas o banco também passa a pagar-lhe a casa. Surreal. Mas é mesmo assim.

3 meses

A Euribor a três meses caiu para -0,336%, registando também um novo mínimo histórico.

Ou seja, se na próxima revisão da prestação este valor se mantiver, o banco vai passar a pagar-me 0,036% de juros pelo crédito à habitação (a diferença entre o spread e a Euribor). Atualmente está a pagar-me 0,016%.

12 meses

No prazo de 12 meses, a taxa Euribor caiu para -0,208%, fixando-se no valor mais baixo de sempre.

Em conclusão, seja qual for o seu spread contratado, quanto mais a Euribor descer, mais desconto terá nos juros que está a pagar ao banco e assim a sua prestação vai descer. Por exemplo, se tiver um spread de 1,5% com Euribor a 1 ano na prática com este último valor o spread “real” vai ser de 1,292%.

Não vai durar sempre

Aproveite enquanto dura porque esta situação não vai durar para sempre. Coloque de lado o que está a poupar estes anos desde 2015, não para gastar mas para investir no que entender, para quando a Euribor subir ter alguma reserva para absorver esses aumentos. Também pode amortizar no crédito embora o efeito seja mais emocional (“Vou ver-me livre do banco mais cedo”) do que racional porque quase não vai notar nada na prestação. Serão apenas cêntimos. Só notará o efeito quando a Euribor subir muito. Terá de ser você a decidir o que fazer.

Suponho que a maior parte de vocês (eu incluo-me) vai é aproveitar essa folga para ir jantar fora ou comprar um livro ou para ir ao cinema e comprar umas pipocas porque afinal de contas tem dinheiro na conta à ordem. Nem vai pensar muito no assunto. Somos assim e é difícil mudar. Mas pelo menos temos (mais) consciência do que fazemos.

(O ideal era fazer a conta ao que estamos a poupar mensalmente com esta descida da euribor e fazer uma transferência automática no banco todos os meses assim que recebemos para outra conta para não vermos esse dinheiro. Isso sim, era uma decisão inteligente)

Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2018. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica.

Se quiser um resumo claro e prático das dicas que demos nos primeiros 5 anos de programa, pode adquirir o livro “Contas-poupança I”. É só clicar AQUI abaixo.

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança.

(Todas as dicas da semana num só e-mail).



Acompanhe-nos AQUI

NOVO LIVRO “CONTAS-POUPANÇA” 34 dicas para poupar muito mais e fazer crescer o seu dinheiro em 2018. É um livro que se paga a ele próprio apenas com uma dica.


Um comentário em “EURIBOR – Novos mínimos históricos hoje

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *