7 dicas para começar a poupar já (#4) – Como acabar com as dívidas

O dinheiro não chega ao fim do mês?

Vou dar-lhe esta semana 7 dicas (uma por dia, de Segunda a Domingo) que considero as mais úteis e urgentes para quem quiser colocar a sua vida financeira em ordem. Veja se se aplicam ao seu caso.

#1 – Faça um Orçamento mensal

#2 – Crie um Fundo de Emergência

#3 – Dinheiro extra

#4 – Liquide todas as dívidas com juros altos

Depois do Fundo de Emergência fechado numa conta a render o máximo que conseguir mesmo que seja pouco (sempre mobilizável a qualquer momento), é tempo de acabar com todas as dívidas que tenha (com exceção do Crédito à Habitação). Não antes, porque se tentar acabar com as dívidas primeiro (antes de atingir o Fundo de Emergência), se surgir o tal imprevisto vai ter de recorrer novamente ao cartão de crédito ou a empréstimos e só está a piorar a situação.

Como é fácil de ver, se está a conseguir pagar todas as prestações é só manter a situação mais alguns meses até pegarmos nessa despesa com unhas e dentes para a anularmos o mais depressa possível. Não use o Fundo de Emergência para isso.

Reduza as mensalidades dos seus créditos

Para além das receitas extra, tem várias alternativas ao seu dispor para reduzir as suas mensalidades de créditos e conseguir ter mais dinheiro ao fim do mês: A Consolidação de Créditos (Livro Contas-poupança, capítulo 7.1); a Renegociação de Créditos (Livro Contas-poupança, capítulo 7.2); a Transferência de Créditos; E a redução da taxa do Cartão de Crédito, por exemplo.

Também pode pedir um crédito que lhe cobre menos juros para conseguir o montante necessário para pagar as dívidas que tem com juros mais altos. E fica a pagar menos. Pode até fazer isso no seu banco ou em outros da concorrência. Conheço o caso de um leitor do blogue que pediu no banco um crédito online (com spreads muito mais baixos que ao balcão) para se ver livre dos juros astronómicos de uma dívida que tinha no Cartão de Crédito do mesmo banco. Liquidou a dívida e ficou a pagar metade do que pagava por mês. É um “truque” fantástico para reduzir as suas despesas mensais.

Atenção aos custos de abertura desse crédito e das penalizações por liquidar uma dívida antecipadamente. Nunca faça nada sem fazer bem as contas e pedir simulações de tudo e mais alguma coisa. Se verificar que vale a pena fazer esta operação financeira de trocar um crédito caro por um mais barato, faça-o o mais depressa possível antes que perca mais dinheiro ainda.

Esta dica exige algum esforço mas vai valer a pena quando começar a perceber que o valor que gasta mensalmente a pagar despesas com juros está finalmente a descer até chegar a zero.

Acompanhe-nos AQUI

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança. Assim não perde nenhuma dica.

YouTube 

Facebook do Contas-poupança

 Pergunte no Grupo “Contas-poupança – As suas dúvidas”

Instagram

Twitter  

No livro “Contas-poupança” tem as melhores dicas de poupança reunidas ao longo dos últimos anos de reportagens na televisão e aqui no blogue. É uma verdadeiro manual prático de finanças pessoais que o vai ajudar a colocar as suas finanças no caminho certo. É só clicar AQUI abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *