Se pensa comprar casa, a FIN vai mudar em Janeiro

Escrito por Pedro Andersson

18.12.17

}
3 min de leitura

Publicidade

FINE? O que é isso?

Simples. A FIN vai ser substituída pela FINE a partir do mês que vem (dia 1 de Janeiro de 2018).

Primeiro, o que é a FIN? É a Ficha de Informação Normalizada. É o documento que todos os bancos são obrigados a entregar-lhe cada vez que pede uma simulação de Crédito à Habitação. É lá que encontra discriminado o spread e todas as taxas e taxinhas que vai ter de pagar para compensar um spread eventualmente mais baixo. Em muitos casos, o spread baixo sai mais caro ao fim do ano do que um spread um pouco mais alto mas com menos serviços associados.

Segundo, a FINE tem mais um E que a FIN. Fora de brincadeiras, passa a ser a Ficha de Informação Normalizada (E)UROPEIA. Ou seja, passa a ser um documento igual em toda a Europa e a partir de agora também em Portugal. Tem mais informação do que a FIN, por isso é boa para nós consumidores. Desde que a saibamos ler, claro. Está cheia de letras miudinhas, mas acredite que é para nosso benefício.

Ao receber a FINE de 3,4, ou 5 bancos (os que consultar) vai ser mais fácil comparar exatamente o que lhe estão a “oferecer” em relação ao seu crédito à habitação ou hipotecário.

A FINE

O cliente deve receber uma FINE quando faz a simulação do empréstimo, tendo por base a informação por si prestada à instituição, e, posteriormente, aquando da comunicação da aprovação do contrato de crédito, refletindo as características do empréstimo efetivamente aprovado pela instituição. Portanto, não assuma que não precisa ler outra vez a segunda FINE. Pode ser diferente daquela que o convenceu a optar por aquele banco.

O que deve procurar na FINE?

Vai encontrar agora (a 1 de Janeiro de 2018) os seguintes dados:

  • A taxa anual de encargos efetiva global (TAEG);
  • A taxa anual nominal (TAN) aplicável ao empréstimo de acordo com o tipo de taxa de juro (taxa fixa, variável ou mista);
  • Comissões, despesas, seguros exigidos e outros custos;
  • O montante do empréstimo e o montante total a reembolsar (MTIC);
  • A periodicidade e o montante das prestações;
  • E a informação sobre os produtos e serviços financeiros contratados como vendas associadas facultativas, se aplicável.

Em resumo. a TAER acaba (pode ver AQUI neste artigo porque analisar a TAER é EXTREMAMENTE importante) e passa a chamar-se TAEG, como avisei na reportagem que está no link. E tem mais informação detalhada sobre o que vai realmente pagar se assumir aquele empréstimo.

Assim, quer o Crédito ao Consumo quer o Crédito à Habitação passam a ser definidos pela TAEG. É muito importante que fixe isto.

Com estas informações, a partir de agora (antes já era, mas a partir de Janeiro ainda mais) já não pode dizer que não sabia. Nunca se esqueça de que quando assina um documento, é porque concorda. Se assina sem ler, e depois é apanhado de surpresa, a culpa não é dos outros.

Registe-se AQUI para receber a Newsletter do Contas-poupança. Assim não perde nenhuma dica.

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

PodTEXT Vamos a Contas | Onde invisto 100€ todos os meses para os meus filhos?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

EURIBOR HOJE | Taxas sobem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (15 a 21 de abril)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

PodTEXT | 5 sinais de alerta de que as suas finanças não estão bem

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

Quer fazer um Workshop gratuito de finanças pessoais? (Inscrições abertas)

Aprenda finanças pessoais gratuitamente Estão abertas as inscrições para a próxima edição do Finanças para Todos, da universidade NOVA SBE. O curso tanto pode online, como presencial (em Carcavelos) ou na área metropolitana do Porto. O curso terá lugar entre Outubro...

EURIBOR HOJE | Taxas descem a três meses, mas sobem a seis e 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

VÍDEO | Como está a educação financeira nas escolas em Portugal? (Um bom exemplo)

Um bom exemplo de educação financeira nas escolas em Portugal Portugal está nos últimos lugares da Europa em literacia financeira. Isso quer dizer que, para além de ganharmos pouco, ainda por cima temos muita dificuldade em gerir bem o pouco dinheiro que temos. A...

Inflação voltou a aumentar em março para 2,3%

Inflação em Portugal volta a subir pela segunda vez em 2024 A taxa de inflação homóloga em Portugal passou de 2,1% em fevereiro para 2,3% em março, confirmou esta quarta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE), depois de ter lançado os valores provisórios a 28...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

PODCAST | #230 – Vamos a contas | Onde invisto 100 € todos os meses para os meus filhos?

Onde ponho a render o dinheiro dos meus filhos? Uma ouvinte tem a disponibilidade de colocar 100 euros por mês de lado para o futuro dos seus dois filhos pequenos. Ela pergunta qual é a melhor maneira de pôr esse dinheiro a render. Esta é uma dúvida comum e que pode...

Publicidade

Comentar

Siga-nos nas redes sociais

Artigos relacionados

6 Comentários

  1. Ricardo

    Desde já os meus parabéns pelos artigos que tem muita utilidade.
    Em relação a empréstimos já contraídos. A solicitação da FINE e TAEG tem algum custo para o cliente final?

    Responder
    • Pedro Andersson

      Não. São obrigados por lei a dar. As pessoas é que não lêem…

      Responder
  2. Ricardo

    Os bancos têm que dar a informação da FINE e TAEG mesmo que o contrato tenha 10 ou mais anos?

    Responder
    • Pedro Andersson

      Tem de dar antes do contrato ser assinado para saber o que vai contratar. 10 anos depois de que lhe serve saber o que assinou há 10 anos? Se assinou é porque concordou… 🙂

      Responder
    • Pedro Andersson

      Acrescento que tem todas as informações no seu homebanking ou pode pedir ao seu gestor de conta.

      Responder
  3. Sandra

    Caro Pedro, é certo que devemos olhar para o MTIC e para a TAEG mas, visto que o MTIC não reflete o valor final a pagar com contratação de produtos e serviços que acabam por permitir a redução do valor por diminuição do spread, a TEAG que devemos considerar é aquela que não reflete a contratação de produtos e serviços que permitem baixar o spread, ou devemos olhar para a TAEG que reflete a contratação de produtos e serviços financeiros, para comparar propostas? Aproveito para referir que são produtos e serviços que vou acabar por usar de qualquer forma. Obrigada!

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.