PodTEXT Vamos a Contas | Vale a pena investir em ouro?

Escrito por Inês de Almeida Fernandes

02.06.24

}
11 min de leitura

Publicidade


Subscreva a nossa Newsletter, para não perder nenhuma dica

Subscrever

*Ao subscrever, a informação partilhada será usada de acordo com os nossos Termos e Condições e a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies


Vale a pena investir em ouro?

[Introdução]

[Pedro Andersson]

Olá! Sou o Pedro Andersson, jornalista especializado em finanças pessoais e este é o Vamos a Contas, um episódio bónus, especial e semanal, do podcast Contas-poupança. Respondo às vossas perguntas em áudio que enviaram para o número do Whatsapp 92 775 37 37. A sua pergunta é muito importante! Vamos à dúvida desta semana?

[Pedro, ouvinte do podcast]

Boa tarde, Pedro! Daqui fala o Pedro. Quero agradecer-lhe pelo seu podcast que realmente tem melhorado a literacia financeira, pelo menos falo por mim. A minha questão tem a ver com uma possível opção de investimento que creio que não terá abordado nas últimas dezenas de episódios que já ouvi, que tem a ver com investimento em ouro.

Gostava de saber a sua opinião, o seu comentário, acerca dessa possibilidade de investimento, numa perspetiva de 10 ou 15 anos. Sei que no passado era uma opção mais ou menos popular, lembro-me que as pessoas compravam, quem tinha possibilidades, libras de ouro, meias libras de ouro, inclusive pequenos lingotes. Não sei se actualmente continua a ser uma opção interessante em termos de rentabilidade?

[Pedro Andersson]

Olá, Pedro! Muito obrigado pela sua pergunta. É uma pergunta muito interessante por ser diferente das perguntas que habitualmente mandam sobre a questão do investimento em ouro. Só para dar aqui algum contexto, durante muitas, muitas décadas, o ouro era uma forma de poupança habitual nas famílias portuguesas. Os casais compravam cordões de ouro, pulseiras de ouro ou ofereciam medalhinhas, pulseiras e anéis aos bebés quando eles nasciam. E há tradições no norte do país em que o ouro é visto como o tesouro da família, que é acumulado de geração em geração.

Mas neste caso, agora respondendo à sua pergunta, vamos falar no ouro como uma alternativa de investimento, por exemplo, em relação às bolsas, aos ETF, aos PPR ou às ações. Como é que isto funciona? Vou responder especificamente em relação aos lingotes de ouro, ou seja, não vou estar a falar de ETF de ouro ou fundos de investimento relacionados com ouro, portanto, é esquecer as bolsas e as plataformas etc. Vamos falar de comprar ouro físico.

Antes de avançar, quero deixar claro que não tenho investimentos em ouro. Fiz essa reportagem, achei extremamente interessante, aprendi imenso e também já ponderei comprar ouro, mas porque é que não o fiz? Para já, porque na altura estava com preços muito elevados e depois porque gosto de ter o controlo, se assim se pode dizer, da liquidez do meu dinheiro. Portanto, gosto de pensar que no minuto a seguir, se eu quiser resgatar o meu dinheiro, vou conseguir fazê-lo através das plataformas e fazê-lo digitalmente.

No caso do ouro, vou ter de ir a um local onde vendem ouro e depois tenho de o guardar com segurança e tê-lo em casa não é para mim uma opção para o caso de ser assaltado. Ou imagine que se perde, que que vai para o lixo, alguém está arrumar coisas e aquilo não está bem guardado, enfim, tenho essa insegurança. Mas para quem não tiver, quero dizer-lhe o seguinte: primeiro, o ouro neste momento em que estou a gravar, portanto, em meados de 2024, está em máximos históricos, está a 72 ou 73 euros o grama, o que é absolutamente extraordinário.

Só para ter uma ideia, se há 10 anos, em 2014, tivesse comprado um grama de ouro, estaria a comprá-lo por 30 euros o grama, portanto, 10 gramas seriam 300 euros, 100 gramas seriam três mil euros. Imagine que tinha comprado um lingote de 100 gramas por três mil euros, atualmente, pegava nesse lingote, ia a um local que compra ouro e davam-lhe, neste momento, cerca de sete mil euros, mais coisa menos coisa.

Antigamente comprávamos um cordão de ouro numa ourivesaria e ficávamos com aquele valor intrínseco. Agora aquilo que quero deixar claro é que há uma grande diferença para quem estiver a pensar em comprar ouro, em comprar peças de arte de ourivesaria numa ourivesaria, ou então comprar ouro, mas como produto final como lingote ou uma libra, por exemplo, que é ouro puro de 24 quilates.

O ouro de 24 quilates é o único que serve para investimento financeiro. O que é que quer dizer ouro de 24 quilates? É ouro puro, ou seja, com 999% de ouro naquele pedacinho que ali tem. Foi fundido, não tem praticamente mais nada lá dentro e, portanto, é ouro puro. Ou então o ouro de 19 quilates, que é o ouro mais utilizado em Portugal. O ouro português é considerado o mais puro do mundo, o melhor ouro do mundo, porque é o que tem mais ouro.

Ou seja, 19 quilates quer dizer que 80% do que está nessa peça que comprou é ouro, os outros 20% pode ser prata, pode ser níquel pode ser outra coisa qualquer. Espero não estar a dizer nomes de metais que depois os especialistas vão dizer que não está bem, mas pronto. Mas nesse caso tem outros metais lá misturados e porquê? Porque o ouro puro é muito mole e se fizesse um anel de ouro puro bastava raspar numa parede e ficava logo sem uma parte do anel. Portanto, tem de ter obrigatoriamente outros metais para lhe conferir dureza.

O que é que acontece quando compra ouro numa ourivesaria? Está a comprar uma peça de arte e tem de pagar IVA sobre esse produto porque é um bem de consumo. Tem de pagar o lucro da ourivesaria, tem de pagar a quem produziu essa peça de arte. O valor de um de um brinco, de um anel, de uma peça qualquer, de um Coração Português, tudo isso é muito mais caro do que apenas a matéria-prima e nós queremos é comprar matéria-prima.

Onde é que se compra então? Pode ir a um banco, há bancos que vendem, mas atenção, se comprar ouro puro, um lingote num banco, vai ter de pagar comissões de compra, depois comissões de venda e ainda, se quiser que o Banco guarde esse ouro, vai ter de alugar um cofre. Nessas condições, a minha intuição e as contas que fiz na altura disseram-me imediatamente que para ter lucro no final disto tudo teria de ter uma quantidade medonha de ouro. Portanto, não aconselho de todo.

Há casas especializadas em ouro, para compra e venda de ouro, negociantes de ouro que não estão acessíveis assim em lojas de rua. Isto é, eles estão na rua, mas normalmente têm a porta fechada, tem de marcar para ir lá e etc. Mas essas são as melhores alternativas para comprar ouro. Por exemplo, ali na baixa de Lisboa tem uma loja nesse sentido, que foi aquela onde fui fazer a reportagem, e o senhor é um extraordinário profissional, tem décadas e décadas de experiência nesta área, explicou-me como é que isto funciona.

E lá está, se eu chegar lá e disser que quero comprar um lingote, ia lá, pagava os tais sete mil euros do preço que vale agora e depois, no dia em que quiser vender, se essa loja ainda estiver aberta, vou lá e digo que quero vender o lingote. Ele vai ver a cotação do ouro naquele dia, retira o lucro para ele, dá-me o dinheiro e eu deixo lá o ouro. Portanto, basicamente funciona assim.

Qual é a grande vantagem do investimento em ouro? É que não paga mais valias, enquanto em fundos de Investimento, ações, depósitos a prazo, certificados de aforro, etc., paga 28% sobre os lucros de mais valias. No caso do ouro, como está a vender um bem em segunda mão, um bem usado, todo o lucro que tiver é limpo. O que esse especialista me explicou é que quem domina esta forma de investimento pode ter um dos lucros mais rentáveis quando usa o seu dinheiro desta forma inteligente.

O que é que acontece nesta altura? Agora é altura, eventualmente, de vender, porque o ouro também é feito de ciclos. Tem vindo a subir consecutivamente ao longo dos últimos 10 anos, mas será que vai continuar a subir? Não sabemos. Aqui é um investimento como outro qualquer, como das bolsas, por exemplo, rendimentos passados não garantem rendimentos futuros. Então, quer dizer que não deve comprar agora? Enfim, se a sua expectativa for que o ouro vai continuar a valorizar como tem acontecido ao longo das últimas décadas, sim, é sempre um bom momento para comprar, mas diversificando. Ou seja, não fazendo todo o seu investimento em ouro.

Vamos fazer aqui algumas contas simples. Comprando ouro, ou se comprou ouro, um lingote, há 10 anos, teve um lucro de 100% em 10 anos, portanto, mais de 10% ao ano, se dividirmos pelo número de anos, claro, e sem pagar mais-valias, portanto, é lucro líquido, 10% líquidos. Não tem muitos investimentos assim. É uma boa alternativa para colocar o seu dinheiro a render, não sabendo o que vai acontecer no futuro.

Comprando agora, neste momento, a 70 euros o grama, ou 700 euros 10 gramas ou sete mil euros por 100 gramas, para ter um lucro de 100% nos próximos 10 anos, portanto, em 2034, o grama de ouro terá de estar a 140 euros. É nisto que tem de pensar e são estas as contas que tem de fazer.

Se o seu objetivo for investir a muito longo prazo, imagine que quer oferecer aos seus netos ou filhos e compra um lingote de 100 gramas, meio quilo de ouro se forem uns pais ou avós muito ricos, claro que é uma forma de investimento legítima e relativamente fácil de conseguir. Tem é de perceber que é difícil ter liquidez com esse investimento. Vai ter de encontrar alguém que lhe compre o ouro ao preço que quiser e perceber que não é o valor da cotação naquele dia.

Para saber qual é a cotação do ouro a cada momento, basta ir ao Google e escrever “calculadora de preço de ouro”, qualquer coisa assim, com estas palavras ou outras, e vai encontrar um gráfico da DECO e vai encontrar também um simulador da Associação Portuguesa de Revendedores de Ouro, julgo que seja esse o nome, mas posso estar a enganar-me.

Peço desde já desculpa à associação ou associações, porque há várias, mas o que vos posso dizer é que há esses simuladores e essas calculadoras, que em alguns casos poderão já incluir aquela comissão da pessoa que vai comprar, porque aquela pessoa tem o seu negócio, tem de ter o seu lucro, depois vai ter de entregar o ouro, alguém que o vai fundir, que o vai transformar, o que envolve também custos do processo químico e do processo físico da transformação do ouro. Portanto, nunca é a cotação do ouro. É isso, menos, por exemplo, 20%, isto estou a dizer um número mais ou menos ao calhas, mas deve contar com isso.

Se vender o seu ouro, aquele que tem em casa, em pulseiras, joias, etc., tem de perceber primeiro qual é o toque do ouro, se é de 19 quilates ou se é de quilates inferiores. Só para ter uma ideia, se for de 9 quilates, quer dizer que só 35% da peça é ouro e, portanto, se acha que tem ali mil euros, não, só tem 350 euros.

E depois desses eventuais 350 euros ainda teria de tirar as comissões todas e o lucro da pessoa que vai comprar. Portanto, como pode ver, vender peças de ourivesaria é um mau negócio. Isso é para recordação, é arte e história, mas para investimento em ouro são lingotes ou libras de ouro que têm 24 quilates. Estes são os critérios.

Espero que isto lhe tenha dado mais uma ideia sobre como ganhar dinheiro com o seu dinheiro. Não se esqueça de enviar as suas perguntas em áudio para o 92 775 37 37 e de subscrever este podcast, de o partilhar com outros e dar as estrelinhas que entender. É um prazer saber que continua desse lado. Juntos vamos aprendendo a gerir melhor o nosso dinheiro para vivermos melhor com mais literacia financeira.

Boas poupanças!

O que é um podcast?

Aproveite a minha boleia financeira (gravo em áudio uma “conversa” no carro enquanto faço as minhas viagens e faço de conta que você vai ali ao meu lado) e veja como pode aumentar-se a si próprio. São uma espécie de programas de rádio para escutar enquanto faz outras coisas. Subscreva o podcast na plataforma em que estiver a ouvir para ser avisado sempre que houver um episódio novo. Não estranhe ouvir o motor do carro, buzinadelas e o pisca-pisca. Faz parte da viagem.

Aprenda a gerir melhor o seu dinheiro

Boa viagem e boas poupanças!


Um livro com 5 passos simples que vão mudar a sua vida

Finalmente, um livro que ensina tudo o que a Escola, o Estado e as famílias não ensinam sobre Dinheiro. Em apenas 5 passos, tem o caminho com a estratégia mais eficaz para criar riqueza com o seu salário.

   

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

Apanhei um Uber… e o motorista “ganhou” 4.797 euros

Uma viagem que deu lucro... Apresento-vos o José Silva. É condutor de Uber. O meu carro (um GOLF IV que tem 22 anos e está aí para as curvas) foi pintado todo de uma ponta à outra e ficou pronto hoje. Chamei um Uber para o ir buscar à oficina. Assim que entro no Uber,...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

PODCAST | #248 – Amortizar o Crédito à habitação faz baixar o IRS? (A pergunta do João Paulo)

Amortizar o Crédito à habitação faz baixar o IRS? O João Paulo este ano quase que pagou IRS em vez de receber reembolso. Ele está preocupado com o ano que vem, porque tem feito muitas horas extraordinárias. Uma das possíveis estratégias dele é amortizar o crédito à...

COMBUSTÍVEIS | Qual é o preço justo esta semana? (10 a 16 de junho)

Qual deveria ser o preço justo? A ERSE faz semanalmente as contas para o consumidor saber qual é o preço "justo" dos combustíveis face ao preço das matérias-primas e transportes de combustível. Esse preço "justo" já inclui uma margem de retalho de cerca de 10% para as...

Nova versão do Cartão de Cidadão já está disponível

Cartão de Cidadão é agora mais tecnológico e seguro A nova versão do Cartão de Cidadão, anunciada em março ainda pelo anterior governo, está oficialmente disponível a partir desta terça-feira. As alterações estão em linha com a mais recente legislação europeia e com...

EURIBOR HOJE | Taxas descem a 3 meses e sobem a 6 e 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

PPR | Quanto estou a ganhar (ou a perder) com os meus PPR (Maio de 2024)

Vale a pena fazer um PPR como investimento? (Mês #43) Maio foi o melhor mês de sempre na soma dos meus 10 PPR. Até ao momento tenho uma valorização de quase 11%. Não consigo neste momento fazer uma conta exata ao juro anualizado ao longo destes 3 anos porque subscrevi...

EURIBOR HOJE | Taxas descem a 3 meses e sobem a 6 e 12

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

GÁS | A lista das 10 empresas mais baratas (Junho de 2024)

GÁS | As 10 empresas mais baratas este mês Em Junho, o preço do gás natural no mercado regulado continua a ser o mais barato em Portugal. Chega a ser quase metade em relação às marcas mais caras. Está a aproveitar esta poupança? As grandes empresas este mês baixaram...

Publicidade

Comentar

Siga-nos nas redes sociais

Artigos relacionados

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.