PODCAST | #173 – A EURIBOR atingiu os 4% – O que é que eu faço?

Escrito por Pedro Andersson

26.06.23

}
3 min de leitura

Publicidade

A taxa Euribor ultrapassou a fronteira dos 4% – E agora?

É um limite psicológico. A Euribor ter chegado aos 4% é uma marca extremamente preocupante para quem tem créditos à habitação. Recordo que várias autoridades referiram no ano passado que a situação só seria “mais sensível” se a Euribor chegasse aos 4%. Chegou.

Para estes 4% representarem de facto um novo grande aumento da prestação, a taxa terá de ficar mais de 1 mês completo acima dos 4%. Como sabem, o valor da Euribor é diário e anda sempre aos altos e baixos. Portanto, deve compreender que esta referência aos 4% é – para já – sobretudo simbólica.

Contudo, como o Banco Central Europeu (BCE) já anunciou que fará novos aumentos em Julho, por isso deve esperar que a Euribor chegue provavelmente aos 4,5% ainda este ano.

A forma como estes números o vão afetar e à sua família depende do mês em que a sua prestação é revista. Por exemplo, se a sua prestação a 12 meses foi revista em Março, só terá de se preocupar com o valor da Euribor em Fevereiro do ano que vem. Até lá estes aumentos não o vão afetar. Pode até acontecer a Euribor baixar muito até lá.

Por outro lado, se a sua prestação for revista nos próximos meses tem razões para estar muito preocupado.

Neste episódio explico-lhe quais são as 10 medidas que o podem ajudar a lidar com estes aumentos. A minha prestação da casa já duplicou. E a sua? O que vai fazer?

Aproveite a minha boleia para melhorar a sua vida financeira e partilhe este podcast com os seus amigos.

O que é um podcast?

Aproveite a minha boleia financeira (gravo em áudio uma “conversa” no carro enquanto faço as minhas viagens e faço de conta que você vai ali ao meu lado) e veja como pode aumentar-se a si próprio. São uma espécie de programas de rádio para escutar enquanto faz outras coisas. Subscreva o podcast na plataforma em que estiver a ouvir para ser avisado sempre que houver um episódio novo. Não estranhe ouvir o motor do carro, buzinadelas e o pisca-pisca. Faz parte da viagem.

Aprenda a gerir melhor o seu dinheiro

Tem a seguir os links para o Spotify, Soundcloud e iTunes. Para quem não percebe nada disto, deve ir à loja de aplicações do seu telemóvel e instalar gratuitamente a app “Spotify” ou “iTunes” ou outra que dê para ouvir Podcasts. No caso do SoundCloud basta clicar e começa logo a ouvir.

Boa viagem e boas poupanças!

Subscreva o Podcast e partilhe-o com os seus amigos ou familiares que se queixam de ter pouco dinheiro e muitas despesas.


mw-970x250-billboard

Publicidade

Sobre mim: Pedro Andersson

Ir para a página "Sobre Mim"

Siga-nos nas Redes Sociais

Para si | Artigos Recentes 

PPR | Quanto estou a ganhar (ou a perder) com os meus PPR (Junho de 2024)

Vale a pena fazer um PPR como investimento? (Mês #44) Junho voltou a bater o recorde de mais-valias na soma dos meus 10 PPR. Até ao momento tenho uma valorização média de 12%. Naturalmente, cada um dos PPR tem um desemprenho diferente. Tenho dois que ainda estão...

Famílias carenciadas vão receber um cartão com dinheiro em vez de cabaz alimentar

Cabaz Alimentar passa a cartão com dinheiro É uma questão de dignidade, diz o Governo. Até agora, as famílias identificadas pela Segurança Social como carenciadas recebiam um cabaz alimentar físico (com mantimentos para um mês) mas nem sempre esses bens eram o que a...

PodTEXT | Vou ter de pagar 20 mil€ de IRS e não estava à espera. O que faço?

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

COMBUSTÍVEIS | Preços na próxima semana (15 a 21 de julho)

Preços dos combustíveis na semana que vem A informação dos preços dos combustíveis é baseada nos cálculos que têm em conta a cotação nos mercados internacionais e outros fatores considerados na formação do preço dos combustíveis em Portugal. São dados que recolho...

TOP 10 | Qual a marca de COMBUSTÍVEIS mais barata esta semana? (8 a 14 de julho)

Quem subiu e quem desceu os preços esta semana A ERSE definiu para esta semana como preço eficiente (que traduzo livremente por preço "justo") uma subida de 1 cêntimo/l no gasóleo simples e de 1,3 cêntimos na gasolina simples. Abaixo tem os preços que as várias marcas...

160 mil idosos podem receber pelo menos 600 € de reforma – Tem direito? (Vídeo)

Reforma mínima de 600 € e medicamentos grátis Mais de 160 mil idosos com reformas baixas podem passar a receber pelo menos 600 euros por mês e a ter medicamentos grátis na farmácia. Na reportagem desta semana do Contas-poupança, explicamos-lhe como funciona o...

PodTEXT | Uma dica para descobrir onde anda a desperdiçar dinheiro

O podcast de sempre, agora mais inclusivo! Como a literacia financeira é um aspeto fundamental para a boa gestão das finanças pessoais, os podcasts do Contas-poupança tornam-se agora mais inclusivos e passarão a ser publicados também em texto, nomeadamente para...

EURIBOR HOJE | Taxas descem em todos os prazos

Euribor Diariamente, divulgamos aqui na página "Contas-poupança", o valor das taxas Euribor a três, seis e 12 meses. Embora as alterações diárias não tenham um impacto direto na sua prestação do crédito à habitação, são um indicador precioso para perceber a tendência...

Inflação caiu para 2,8% em junho

O Instituto Nacional de Estatística (INE) confirmou esta quarta-feira que a taxa de inflação homóloga foi de 2,8% no passado mês de junho. Trata-se de um abrandamento face ao mês de maio, altura em que os preços dos hotéis dispararam devido aos dois concertos de...

Publicidade

Comentar

Siga-nos nas redes sociais

Artigos relacionados

7 Comentários

  1. José Pedro Faria

    Olá Pedro! Estou a ouvir o episódio sobre a Euribor acima dos 4% e lembrei-me de questionar algo que, a meu ver, é bastante interessante, uma vez que está relacionado diretamente com o primeiro ponto das soluções que apresenta – a amortização parcial. Recentemente mudei de casa já que a família está a aumentar e o apartamento onde vivia já não era suficiente para todos. Ora, na venda do apartamento em 2021 conseguimos vender com uma maior valia interessante à boleia do aumento dos preços das casas que se vem a sentir nos últimos anos. Ao submeter o IRS desse ano constatei que o cálculo das mais valias da venda tem em consideração o valor da venda e o valor devido no crédito habitação nesse momento e não o valor da compra, como eu pensava. Uma vez que tinha amortizado alguma coisa, acabei por pagar mais valia sobre esse dinheiro também (que já tinha sido tributado como rendimento no momento em que o ganhamos). A minha pergunta é: valerá mesmo a pena amortizar, se pensamos que podemos vender a casa daqui a uns anos? Não é a tributação de mais valias sobre capital amortizado uma dupla tributação? (não digo que seja ilegal… só que me parece errado!) Poderia explorar esse tema num dos podcasts? (creio que nenhuma artigo fala sobre este tema em particular).
    Muito obrigado por toda a dedicação e empenho ao desconstruir todas estas montanhas de informação que são as finanças pessoais.
    Cumprimentos,
    José Pedro Faria

    Responder
    • José Cerqueira

      Boa tarde a todos!
      À boleia deste podcast e do que mencionou – sobre querer pagar o seu crédito à habitação antecipadamente. Sempre que entre amigos se fala em liquidar o crédito à habitação, gera logo uma fação que diz que se deve liquidar tudo e outra que diz que não se deve liquidar tudo por causa do IRS. Que se deve deixar uma parte para efeitos fiscais se não passa a pagar mais IRS.
      Numa próxima oportunidade, talvez juntando às questões do ouvinte José Pedro Faria, se puder abordar esta temática ajudava a tomar uma decisão mais assertiva.
      Grato pela sua dedicação e serviço público.
      Um abraço!
      José Cerqueira

      Responder
      • Pedro Andersson

        Olá. Pergunte-lhes quanto poupam todos os anos no irs por terem um credito à habitação. E ouça a resposta… ;). Se tiver um amigo que saiba responder quero conhecê-lo. Abraço. E depois de saber, tem de fazer a quanto poupa por mês se amortizar o valor que estiverem a discutir.

        Responder
        • Orlando

          Eu nao sou dessa opiniao de amortizar grandes quantias para nao ficar descalco basta amortizar um montante a mais todos os meses junto com a prestacao digamos mais 200 euros e colocar os outros num ETF pois amortiza simples quantias mas que em alguns anos sao pequenas mossas nas contas dos bancos e grandes amortizacoes sem ter dificuldade em poupar para outros investimentos.

          Responder
  2. Carla Silva

    Boa tarde. Ouvi no podcast que é possível resgatar o PPR, no valor máximo de 12xIAS, para amortização do crédito habitação. Estou a fazer o resgate do meu PPR no valor mensal do IAS, mas preferia resgatar já a totalidade para a amortização do empréstimo da HPP. Onde encontro esta legislação? Muito Obrigada.

    Responder
    • Pedro Andersson

      Ola. Veja o Contas-poupança amanha no jornal da noitem é sobre isso 🙂

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Partilhe o Artigo!

Partilhe este artigo com os seus amigos.